Xepa a. J. Registro 197 Data de Nascimento 29/11/1974 Pai



Baixar 0,96 Mb.
Página1/14
Encontro12.07.2018
Tamanho0,96 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   14

XEPA A.J.
Registro 197 Data de Nascimento 29/11/1974

Pai 049 PROVIDÊNCIA QUARTZO

Mãe 073 PROVIDÊNCIA PROVIDÊNCIA HERDADE

Proprietário CLOVIS SALUTE

Criador ANTÔNIO DE ANDRADE RIBEIRO JUNQUEIRA

Página 197 Volume 1


049 - 5
PROVIDÊNCIA QUARTZO

0110 - 5
ABAÍBA MARENGO

101 - 3
ABAÍBA RETRATO

496 - 4
ABAÍBA NEGRITA

928 - 4
PROVIDÊNCIA HAIA

21 - 3
ABAÍBA ELDORADO

582 - 4
PROVIDENCIA CIGANA

073 - 6
PROVIDÊNCIA PROVIDÊNCIA HERDADE

320 - 3
HERDADE COSMO

54 - 3
SETA CAXIAS

361 - 4
HERDADE TIROLEZA

930 - 4
PROVIDÊNCIA HELENA (*)

ABAÍBA ELDORADO (*)

PROVIDÊNCIA CREOULA (*)




Registro :

01525

Livro :

6

Sexo :

Fêmea

Nascimento :

29/11/1974

Nome :

XEPA A.J.

Tipado :

TS-AP






















Registro

Livro

Data de Nascimento

Animal



Reprodutor

011703

5

1/2/1995

ALADIM DA ESTANCIA SEULAR




PÉGASO B.R.

015557

6

18/10/1985

ALELUIA DA BANDEIRA




PRATA JANU

37035

1

4/1/1987

CALIGULA BANDEIRA




FURACÃO BELA CRUZ

20379

2

31/7/1983

CINDERELA CATAS ALTAS




PROVIDÊNCIA REGENTE

78930

1

11/2/1993

CONAN DA NOVA GERACAO




PRATA JANU

25379

2

28/9/1984

DANCA DE CATAS ALTAS




PRATA JANU

42315

1

12/1/1988

DELFIN BANDEIRA




RIMA APOGEU

042823

6

9/2/1992

E.M.L. DUQUESA




HERDADE PRATEADO

050138

6

26/12/1993

E.M.L. ENERGIA




MOLEQUE TABATINGA

08451

5

8/2/1990

FUTURO DA BANDEIRA




ABAÍBA NOBRE

01619

5

3/9/1978

PRATA DIAMANTE




PROVIDÊNCIA REGENTE

04390

6

5/9/1979

PRATA ESCOVA




PROVIDÊNCIA REGENTE

06221

5

21/8/1981

PRATA GIRASSOL




URI A.J.

16798

1

4/8/1982

PRATA HINDU




PRATA CRUZEIRO

É o testemunho de Antonio Junqueira que capturamos na 1ª Edição Abaíba da Revista - O Cavalo Marchador:


(...) Resolvi levar todas as éguas para a Fazenda Lagoa Formosa, de meu avô Arlindo Ribeiro de Andrade.
Foi nesta propriedade que nasceu Retrato, o primeiro filho de Eldorado em terras paulistas, a 24 de Outubro de 1952. Com 5 anos de idade, enviei-o de presente para meu pai, lá na Abaíba, onde foi registrado sob o no. 101. É ele o pai de Abaíba Marengo.
Com exceção de Retrato, nesta primeira prole, todos os filhos de Abaíba Eldorado receberam nomes começando pela letra A: Providência Alvorada, Providência Argentina, etc. No ano seguinte, a letra B e assim sucessivamente.
Infelizmente os animais só puderam permanecer um ano na Lagoa Formosa, pois havia carência de fósforo na região e várias éguas começaram a aparecer com "cara inchada". Retornei então com toda eguada e Eldorado para a Fazenda Providência. Lá meu criatório permaneceu até 1972, tendo sido levado depois para a Fazenda Lagoa Formosa, que recebi por doação de minha mãe, Da. Hermínia.
Muitos foram os bons produtos que me recordo de Eldorado nascidos na Providência, destacando-se as fêmeas: Alvorada, Argentina, Baroneza, Índia, Ilíada, Jóia, Dalila, Cigana, Garoa, Helena, etc. e entre os machos cito: Retrato, Famoso, Garoto, etc.
Estava, naquele momento, com um número de potras na idade de cobertura, e não encontrei outro reprodutor à altura de Abaíba Eldorado. Não titubeei e utilizei-o nas próprias filhas, tendo aí obtido um excelente resultado. A seleção do rebanho deu um salto enorme e a partir deste ponto destacaram-se: Electra (filha de Argentina), Helenice (filha de Dalila), Haia (filha de Cigana), Jandaia (filha de Dalila), Mara (filha de Alvorada), Morena (filha de Garoa), Nuvem (filha de Alvorada), etc. e os machos: Eldorado II (que morreu novo e era filho de Alvorada), Imã (filha de Baroneza), Itu (filho de Alvorada), Jupter (filho de Alvorada), Leblon (filho de Alvorada), etc...
Em 1959, trouxe o Eldorado para São Paulo, com dezenove anos de idade, na III Exposição Feira de Gado Leiteiro e Cavalos Marchadores, onde sagrou-se Campeão da Raça. Acredito ser o primeiro cavalo Mangalarga Marchador, registrado, campeão em São Paulo.
Nos idos de 1964, estando o Providência Itu com 3 anos de idade, procurei experimentá-lo em algumas éguas do plantel. Logo depois, em 1965, propus a meu pai uma troca para novas experiências: Itu iria para a Fazenda Abaíba e Abaíba Marengo, filho de Retrato, seria recriado em terras paulistas e procuraria tirar produção dele. Era o caminho que eu buscava para dar seqüência à origem de Eldorado, que morrera em 1964, na Fazenda Providência em virtude de uma pancada que tomara na soldra e que infeccionou. (...)"
Providência Quartzo é produto deste substrato de raça, tendo lá gerado: Virtude, Vendaval, Zamboa, Vermouth e esta Xepa A.J.
Seu avô materno, o castanho Herdade Cosmo (1960-1974), sagrou-se Grande Campeão Nacional da raça em 1968, tendo servido aos criatórios Gás (MG). M.R. (MG) e San Francisco (BA).
Dentre seus vários filhos, Xepa foi sublime ao gerar Aleluia da Bandeira (x Prata Janu), campeã em várias ocasiões.
Xepa A.J. – identidade total com Eldorado.

ZUADA DE MARIPÁ


Registro 366 Data de Nascimento 9/10/1984

Pai 01437 ARUBÉ BELA CRUZ

Mãe 05087 QUIZUMBA DO GRANITO

Proprietário BRAZ FUNARI-ESPÓLIO

Criador MARCELO BAPTISTA DE OLIVEIRA

Página 166 Volume 2

01437 – 5
ARUBÉ BELA CRUZ

143 - 3
TABATINGA PREDILETO (*)

TABATINGA NERO (*)

TABATINGA CACHOEIRA II (*)

1567 - 4
FAROFA BELA CRUZ (*)

DIAMANTE J.B. (*)




05087 – 6
QUIZUMBA DO GRANITO

0343 - 5
ABAÍBA REMO

322 - 3
PROVIDÊNCIA ITU

1331 - 4
ABAÍBA JUREMA

6175 - 4
KIZUMBA DO GRANITO (*)

ÁGUA LIMPA (*)

ÁGUA LIMPA (*)




Registro :

012578

Livro :

6

Sexo :

Fêmea

Nascimento :

9/10/1984

Nome :

ZUADA DE MARIPÁ

Tipado :

NAO






















Registro

Livro

Data de Nascimento

Animal



Reprodutor

031636

6

25/9/1989

ETERNA B.F.




RIMA APOGEU

59035

1

19/9/1990

FEITICO B.F.




ÉPICO DO ARPOADOR

045672

6

28/8/1991

GRANFINA B.F.




ÉPICO DO ARPOADOR

045674

6

18/8/1992

HERANÇA B.F.




ÉPICO DO ARPOADOR

80898

1

6/8/1993

ICARO B.F.




ÉPICO DO ARPOADOR

052792

6

20/9/1994

JANAUBA B.F.




ÉPICO DO ARPOADOR

3636

C

16/9/1995

KADET B.F.




ÉPICO DO ARPOADOR

4640

C

3/9/1996

LÍDER B.F.




ÉPICO DO ARPOADOR

063388

6

3/9/1997

MOEMA B.F.




TALENTO DO PORTO AZUL

115802

1

1/12/1998

NÍQUEL B.F.




TALENTO DO PORTO AZUL

126430

1

16/1/2001

QUARTZO B.F.




ILUMINADO DE MALTA

027855

6

27/9/1988

RÚSSIA DE MARIPÁ




RIMA APOGEU

(...) Arubé Bela Cruz, este pequeno grande tordilho, de linhas finamente retocadas pela introdução do semental Tabatinga Predileto (Nero x Cachoeira II) no pequeno plantel da Fazenda Bela Cruz, nasceu em 1967.



Seu pai, o cavalo escolhido pelo Dr. Dirceu Araújo para ser o mais completo de sua sela, nasceu na Fazenda Tabatinga, em Santana do Deserto(MG), ao final dos anos 50. (...)
(...) Arubé serviu ao plantel da Fazenda Bela Cruz entre 1971 e 1972, voltando a cobrir éguas marca “R” em 1974, 1976, 1977 e 1978. Raros são os produtos registrados em seu nome na Bela Cruz, pois a pequena estatura impediu-lhe o registro definitivo por algum tempo. Em 1980, por razões de sensibilidade que somente grandes selecionadores podem perceber, foi adquirido pelos irmãos Lúcio e Marcus Wanderley, que o trouxeram da Fazenda Bela Cruz para dar seqüência ao trabalho do Granito em Nanuque(MG) e da Kitanda em Itapetinga(BA). Buscavam nele a forte caracterização racial, o extraordinário andamento, os aprumos ímpares, a índole incomparável e a agilidade de um gato, só encontrada em árdegos ginetes. Não se equivocaram nem um só milímetro!
Surgiria daí a Geração F2 que revelaria, sobre as filhas de Abaíba Remo e Gibi do Granito respectivamente, um novíssimo e refinado plantel, onde se destacaram: Raro (x Macumba do Granito, por Remo), Sândalo (x Macumba do Granito, por Remo), Sertão (x Abaíba Ema, por Abaíba Reserva), Sonhado (x Orquestra do Granito, por Remo), Sucesso (x Olinda do Granito, por Remo), Tambaú (x Java do Granito, por Remo), Timbé (x Macumba do Granito, por Remo), Uruçu (x Predileta do Granito, por Tabatinga Predileto), Veraneio (x Rapadura do Granito, por Remo), Vermute (x Java do Granito, por Remo),Vulcão (x Tabatinga Marília, por Ericeira Baluarte), Cravo (x Viçosa do Granito, por Remo); e as matrizes: Raiz (x Abaiba Ema, por Abaíba Reserva), Relva (x Luzaka do Granito, por Remo), Roxa (x Lança do Granito, por Remo), Sabá (x Meca do Granito, por Remo), Saravá (x Kizumba do Granito, por Candidato J.F.), Savala (x Java do Granito, por Remo), Tapioca (x Orquestra do Granito, por Remo), Zanga (x Tróia do Granito, por Lundu), Ciranda (x Japaranduba Cuíca, por Outono do Granito), Esfera (x Bola Branca do Granito, por Pombo Roxo do Granito), Espada (x União do Granito, por Irapuru Bela Cruz), Evidência (x Ubaíra do Granito, por Lundu do Granito); além de produtos ‘Kitanda’, de Marcus Wanderley, como: Kaiaca (x Cafundó Tulipa, por Herdade Jupiá), Ki Beleza (x Esbelta do Granito), Kichô (x Balada da Kitanda), Mustang (x Esbelta do Granito), Maloca (x Cafundó Moema, por Abaíba Quera), Meca (x Cafundó Tulipa, por Herdade Jupiá), Malu (x Chinesa da Kitanda), Mulata (x Caneca da Kitanda), Neve (x Elegância da Kitanda), Nevasca (x Balsa da Kitanda), Nonoca (x Chinesa da Kitanda) e Opala (x Itapira da Kitanda).(...)”
Zuada de Maripá – o espelho da Geração F2 do Granito.



  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   14


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal