Xadrez fundamental



Baixar 2,36 Mb.
Página19/34
Encontro27.09.2018
Tamanho2,36 Mb.
1   ...   15   16   17   18   19   20   21   22   ...   34

24

Fundamentos de tática: Capítulo X

MI Alexandru Segal



Combinações baseadas na fraqueza da última linha
Provavelmente não existe jogador que não perdeu sequer uma vez uma partida por causa da fraqueza na última linha. A falta de uma “janelinha” por onde o rei pode sair em caso de um xeque inesperado na última fileira se mostra inúmeras vezes fatal.

Muitos jogadores interpretando, “adliteram”, os princípios estratégicos evitam jogar lances como h3 ou g3 para não enfraquecer a posição do roque. Sem contestar, de forma nenhuma, que estes lances enfraquecem a posição do rei e criam muitas vezes objetivos de ataque para o adversário, temos que constatar, que em muitos casos, especialmente quando os perigos de um ataque direto sobre o roque diminuíram devido a trocas de peças, uma “janelinha” se mostra necessária para evitar surpresas desagradáveis, como veremos nos próximos exemplos.




A partida entre Adams e Torre no Torneio de New Orleans em 1926, figura sem dúvida, em todos os tratados de tática do mundo. Isto não somente pela combinação perfeita, mas também pela forma estética que ela apresenta que nos deixa maravilhados, tornando este exemplo inesquecível. Esta posição poderia ser enquadrada, também na categoria das combinações baseadas em peças sobrecarregadas, pelo fato de que aqui a dama preta não pode defender a oitava linha. O elemento característico da combinação é a ameaça de mate na última fileira e por isso, este exemplo foi enquadrado neste capítulo. As brancas perceberam estes detalhes e começaram uma combinação de seis lances onde se verificou uma “volta ao mundo”.






1.Dg4! Db5 (esta é a única casa onde a dama preta pode colocar-se sem deixar a defesa da torre de e8. É claro que não se pode jogar 1...Dxg4 por causa de 2.Txe8+ seguido de mate) 2.Dc4! Dd7 (de novo a dama branca não pode ser tomada por causa do mate) 3.Dc7! Db5 (a dama branca continua sendo um “tabu” pela mesma ameaça) 4.a4! (atrai a dama para a casa a4 para poder sofrer novo ataque. Nota-se que se as brancas jogassem 4.Dxb7?, as pretas ganhariam por causa da fraqueza da oitava linha com 4...Dxe2! 5.Txe2 Tc1+ 6.Ce1 Txe1+ 7.Txe1 Txe1++. A falta da “janelinha” daria o ganho às pretas) 4...Dxa4 5.Te4!! (a chave da combinação! Agora, além da dama branca atacada em c7, também a torre de e4 está atacada duas vezes, mas ela também é um “tabu”, pois se 5...Dxe4 6.Txe4 e as pretas perdem a dama por uma torre em virtude de não poderem retomar a dama branca por causa do mate. E se 5...Txe4 6.Dxc8+ seguido de mate) 5...Bb4 6.Dxb7! agora as brancas ganham porque a dama preta não possui nenhuma casa na diagonal a4-f8 e percebe-se a diferença do comentário relativo ao lance 4, pois a torre branca estando em e4, ao invés de e2, tira o lance salvador Dxe1 das pretas.




1   ...   15   16   17   18   19   20   21   22   ...   34


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal