Xadrez e prosa 03



Baixar 55,99 Kb.
Encontro07.02.2019
Tamanho55,99 Kb.

XADREZ E PROSA 03
Vallejo Pons,Francisco (2686) - Kasparov,Garry (2804) [D21]

Linares 2005



[Rodrigo Disconzi ]
Uma das maneiras mais fáceis de vencer no xadrez é induzindo o adversário ao erro. Ou seja, oferecer-lhe uma variante que pareça natural e que possa ser antecipada com facilidade nos cálculos e avaliações.A partida que segue é exemplar sobre o tema, apesar de aparecer na maioria das análises publicadas como erro grave do perdedor...Na verdade ele foi levado ao erro pelo ardiloso Kaspa! Ocorreu-me escrever sobre este assunto ao conversar com o amigo Frederico Matsuura durante um torneio neste ano. Ele comentou que eu havia ganho dele várias partidas com certa facilidade. Preferi lhe corrigir e acrescentar que todas as partidas foram difíceis, equilibradas, algumas mal jogadas por ambos, mas em muitas das que ganhei, o fim das partidas foi abrupto. Frederico cometia erros básicos e perdia material. Observando com atenção estas partidas, notei que alguns erros foram induzidos sutilmente. Mostrarei alguns casos logo depois a esta partida.
1.Cf3 d5 2.d4 e6 3.c4 dxc4 4.e4 b5 5.a4 c6 6.axb5 cxb5 7.b3 Bb7 8.bxc4 Bxe4
[8...bxc4 9.Bxc4 Bxe4 10.Ce5 com iniciativa devido às linhas abertas em direção ao rei preto. 10...Bb4+ 11.Bd2 Bxd2+ 12.Dxd2 Cf6 13.Bb5+ Cbd7 14.Df4 Bg6 (14...0–0 15.Cxd7) 15.Bc6]
9.cxb5 Cf6
Pretas cedem espaço na ala da dama mas conseguem um firme controle central.
10.Be2 Be7 11.0–0 0–0 12.Cc3 Bb7 13.Bf4 Bb4
Controle do centro e, disfarçadamente, induzindo brancas a tentarem ocupar c5, mas na verdade querendo bloquear a coluna A.
14.Ca4 Cbd7 15.Db3 Cd5 16.Bg5 Be7 17.Bd2 a6
Pretas livram-se do peão atrasado fraco.
18.b6

[18.bxa6 Bxa6 19.Bxa6 Txa6 20.Cc3 Tb6 Com leve vantagem preta graças ao peão isolado em d4.]


18...Bc6

Outra atração...quem resistiria ao imã da casa e5...


19.Ce5? [19.Tfc1; 19.Tfb1]
19...Cxe5 20.dxe5 Cxb6! 21.Cxb6 Dxd2 22.Cxa8 Dxe2 23.Cc7
Brancas calcularam certamente até aqui e sabem que o cavalo retornaria sem problemas. Já Kaspa confiou no equilíbrio da correlação T+BB versus TT+C, com o bônus de um peão a mais para as pretas.
23...Dxe5 24.Dg3
[24.Cxa6 Bd6 e talvez Vallejo talvez não tenha notado a dificuldade do Ca6 voltar ao jogo. 25.Dh3 Ta8! e a desarmonia das peças brancas é notada. 26.Tfe1 Txa6!]
24...Df5 25.Txa6 Be4
Ameaça Bd3 e incita a Ta6 a cometer traição ao exército do Rei branco.
26.Ta7?!
Ameaça Cd5, eliminando o par de bispos. [26.Te1]
26...Bc5
Perdendo a partida para Ta5...não é mesmo? [26...h5 27.Cd5!]
27.Ta5
Natural e...perdedor! Brancas armam golpe, e Kaspa parece cair... [27.Ta4]
27...Bxf2+ 28.Dxf2 Dxa5 29.Cxe6
Este era o golpe antecipado pelas brancas....mas parece muito óbvio. Vallejo pensou que enganou Kaspa, mas na realidade estava sendo enganado e não sabia...

PRETAS JOGAM E GANHAM....................................................................................................................................................................................................................................................................................................



29...Bxg2!!
Vallejo se esqueceu do conselho básico de , nos momentos táticos, sempre verificar os xeques, capturas e ameaças a peças de maior valor. Provavelmente ele deveria estar obcecado pela possibilidade de ganhar a partida e cegou para este difícil lance.
[ E é incrível como todas as variantes funcionam perfeitamente para as pretas! 29...Bxg2 30.Rxg2 (30.Cxf8 Bxf1 31.Cxh7 Bd3; 30.Dxg2 Db6+) 30...Da8+ (30...Dd5+) 31.Rg1 fxe6–+] 0–1

Disconzi da Silva,Rodrigo - Matsuura,Frederico [D58]

Guarapuava (7), 24.04.2005



[Disconzi,Rodrigo]
1.d4 Cf6 2.c4 e6 3.Cc3 d5 4.Bg5 Be7 5.e3 h6 6.Bh4 0–0 7.Cf3 b6
Variante Tartakower, sólida, buscando primeiro igualar e depois ver o que acontece para tentar ganhar a partida.
8.Bd3 Bb7 9.0–0 Ce4
Lance liberador típico do Gambito da Dama, realizado com a intenção de ganhar espaço trocando algumas peças e encontrar refúgio para a dama preta em e7, antecipando a sequência óbvia das brancas De2-Tfd1 e Tac1.
10.Bg3

Cedendo o par de bispos em busca de algum desequilíbrio.


10...Cxg3 11.hxg3 dxc4 12.Bxc4 c5 13.De2 cxd4 14.exd4
[14.Cxd4 Seria mais sólido, mas não acreditei que poderia conseguir vantagem alguma após 14...Cc6 15.Tfd1 Cxd4 16.Txd4 Dc7 17.Tad1 Tad8 18.Cb5 e as pretas tem o par de bispos.]
14...Cc6 15.Tad1?!

Nunca é fácil saber ao certo qual torre mover...Esta deve ser a torre errada, pois após Te1, enfrentarei Cb4-d5 e Bb4! [15.Tfd1]


15...Cb4 16.Ce5 Cd5 17.Tfe1 ?!
[17.f4 Para justificar a Tf1.]
17...Cxc3?! [17...Bb4!]

18.bxc3 Bd5 19.Bd3 Bd6 20.c4 Bb7 21.Bb1 agora a posição é confusa... 21...Bxe5 22.dxe5 Dc7 23.Dc2 g6 24.Dd2 Rg7 25.Df4 Tad8 26.f3 Td7 27.Df6+ Rg8 28.Txd7 Dxd7 29.Df4
Atração para cilada, cedendo a casa e7 para as pretas...
29...Rg7 30.Bc2 De7
[30...Td8? 31.Df6+ Rg8 32.Td1±]
31.Td1 Tc8 32.Ba4 Bc6 33.Bb3!?
Desanimando as pretas a manterem a Torre em c8, e efetivamente, o lance que ganha a partida ?!
33...Td8??

Pretas são atraídas para golpe elementar.


34.Df6+
Lembrar sempre : olhar xeques, capturas e ameaças diretas, além de procurar peças sem defesa.
[34.Df6+ Dxf6 (34...Rg8 35.Txd8+; 34...Rf8 35.Dh8#) 35.exf6+ Rxf6 36.Txd8] 1–0

Disconzi da Silva,Rodrigo - Matsuura,Frederico [D56]

Registro Open de Carnaval (7), 27.03.2006



[Disconzi,Rodrigo]
1.d4 Cf6 2.c4 e6 3.Cf3 d5 4.Cc3 Be7 5.Bg5 h6 6.Bh4 Ce4
A variante Lasker do gambito da dama, que pode ser jogada com ou sem a inclusão do lance h6. Ás vezes as brancas ganham um tempo ameaçando o Ph7 com Bd3 Dc2. Com o Ph6, a casa g6 pode ser frágil em algumas variantes.
7.Bxe7 Dxe7 8.Tc1 Cxc3 9.Txc3 0–0 10.e3
[10.g3!? Cheguei a considerar. 10...c6 11.Bg2 Cd7 12.0–0 (12.Db3 dxc4 13.Dxc4 e5 14.Te3 Cb6 15.Db3 e4 16.Cd2 Be6³) 12...dxc4 13.Txc4 e5 14.Tc3 exd4 15.Cxd4 Cb6 16.Dc2 Bg4=]
10...c6 11.Bd3 Cd7

Ordem exata das pretas!


12.cxd5
[Passivo seria 12.0–0 e5! (12...dxc4 13.Bxc4 e5 14.Bb3² (14.dxe5 Cxe5 15.Cxe5 Dxe5 16.f4 De4=) 14...exd4 (14...e4 15.Cd2) 15.exd4 E apos Cf6 ou Cb6, Ce5 e Tg3) 13.dxe5 (13.cxd5 e4) 13...dxc4 14.Bxc4 Cxe5=;
12.Bb1 não parece ser grandes coisas após 12...dxc4 13.Txc4 e5 14.Dc2 f5]
12...exd5 13.0–0 Cf6 14.Db1
[14.Ce5 Era o que eu gostaria de jogar, mas não vi como tirar proveito de 14...Cd7 15.f4 (15.Cxd7 Bxd7 16.a3) 15...Cxe5 (15...f6 16.Cxd7 Bxd7=) 16.fxe5 f6=]
14...Ce4 15.Bxe4 dxe4 16.Cd2
Preferi deixar a casa e5 para a Torre. [16.Ce5!? Te8 17.Tfc1 f6 18.Cc4 c5?! (18...Bf5 19.b4²) 19.dxc5 Dxc5 20.Cd2 Dd5 21.Cxe4 Bf5 22.Tc5 Dxe4 23.Txf5± 1–0 Gligoric,S-Horowitz,I/Havana 1952/MCD (62)]
16...Te8 17.Tc5 [17.f3] 17...Dh4
Uma Dama perto do rei sempre incomoda... [17...f6 18.b4 Bd7 19.Tfc1 a6 20.a4 Tad8 21.Cc4 Bg4 22.h3 (22.b5²) 22...Be2 23.Da2 Bxc4 24.Dxc4+ Df7 25.b5 cxb5 26.axb5 Dxc4 27.T5xc4= 1–0 Van Scheltinga,T-Donner,J/Birmingham 1951/MCD (46)]
18.a3
Aqui pensei bastante e não consegui manter a vantagem que achava que tinha... [18.b4 Be6 19.b5 (19.Cxe4 Bxa2 Explica o lance que fiz...) 19...Bd5 20.bxc6 bxc6 Não me agradou, mas pode ser a melhor chance branca 21.Dc2 Tab8 22.Cc4²; Pensei em evitar Te6, mas não sabia o que fazer depois de Be6...ou Bd7. 18.Dc2 Bd7 (18...Te6? 19.d5! Tg6 20.Dxe4±; 18...Be6!? 19.Cxe4 b6 20.Tc3 Bf5 21.f3 Bxe4 22.fxe4 Txe4) 19.b4 Tad8 20.a4 a6÷]
18...Te6!? 19.Dd1?
Depois de gastar tempo no relógio e ficar descontente com a posição, resolvo trocar damas e aliviar a tensão no flanco rei. [19.Dc2 Bd7; Não me ocorreu usar a casa f5! 19.Tf5! Tg6 20.Tf4 Dg5 21.g3 f5 22.f3 exf3 23.Cxf3 De7 24.Dd3² (24.Ce5²) ]
19...Tg6 20.Dh5
[20.Th5!? Dg4! (20...Dd8 21.h3 f5 22.f3÷) 21.Dxg4 Bxg4 22.Th4 (22.Te5? Bh3) ]
20...Dxh5 21.Txh5 Bg4 22.Th4
E a torre fica torta [22.Te5 Bh3µ]
22...Te8
[22...Bf3? 23.g3 Te8 24.Cxf3 exf3 25.Tf4±]
23.Tc1 Tg5 24.Rf1 Bf5 25.Tc3!
Defende e3 e permite f3. [25.f3?! exf3 26.Cxf3 Bd3+ 27.Rf2 Tb5]
25...Bg6 26.f3 Para liberar a Th4. 26...exf3 27.gxf3 Te7 28.Rf2
A posição branca não é boa ainda, mas a sensação de "estar progredindo" é agradável e as vezes incomoda o adversário..
28...f6 29.Th3
Estranho, mas quero oferecer troca de torres em g3. [29.Tg4 Txg4 30.fxg4 e os peões se afastam do centro.]
29...Tb5 [29...Td5!? para evitar e4.]
30.b3 Bf7 31.Tg3 Ta5 32.b4 Th5

[32...Ta4? 33.Ce4 Rf8 34.Cc5]


33.Tg2

Já fez tanto lance feio, que custa mais um? [33.Rg1 Afasta o rei do centro.]


33...a5!? 34.Tc5
Aqui visualizo uma cilada decorrente de lances normais e lógicos... [Era mais exato evitar a variante f5 que segue 34.Ce4! Rf8 35.Tc5 axb4 36.axb4²]
34...axb4 [34...Te8]
35.axb4 Txc5?
[35...f5! Evitando Ce4 36.Cf1 (36.b5 f4! 37.exf4 Txc5 38.dxc5 cxb5=) 36...Bd5 37.b5 Th3÷]
36.bxc5 b6??
Pretas sentem a necessidade de acabar com a fraqueza em b7, antecipando Ce4-d6. [36...Te8 37.Ce4 Rf8 38.Cd6 Tb8 39.Cf5±]
37.cxb6 Tb7 38.Ce4 Rf8?
[38...Rh8? 39.Cd6+-; 38...f5 39.Cd6 Txb6 40.Cxf5±]
39.Cc5
Não há casa para a torre! Se... Te7 , b7 Te8, b8 Tb8 , Cd7 duplo. 1–0

Disconzi da Silva,Rodrigo - Miranda,l. Fernando [A36]

La Paz 1992


O início da partida não é interessante, pois com 8 pontos em 8 possíveis, já havia vencido o torneio e não estava motivado para jogar a nona rodada... Mas a atração acontece no fim da partida de maneira inusitada e divertida!
1.c4 Cf6 2.Cc3 c5 3.g3 g6 4.Bg2 Bg7 5.Ch3 Cc6 6.Cf4 d6 7.a3 0–0 8.Tb1 Tb8 9.b4 Ce5 10.d3 e6 11.0–0 b6 12.e4 Cfd7 13.Cfe2 Cc6 14.Be3 a6 15.f4 Cd4 16.Dd2 Bb7 17.Rh1 De7 18.Bg1 h5 19.Cxd4 Bxd4 20.Bxd4 cxd4 21.Ce2 e5 22.f5 Cf6 23.Dg5 Rg7 24.Tf3 Th8 25.Tbf1 Tbf8 26.Rg1 Bc6 27.Cc1 Th6 28.Cb3 Ba4 29.Cd2 Tfh8 30.T3f2 Bc2 31.Tf3 Ba4 32.Tc1 h4 33.Cf1 h3 34.Bh1 Th5 35.Dd2 Cg4 36.De2 g5 37.f6+ Cxf6 38.g4 Th4 39.Tg3 Bd7 40.Bf3 De6 41.Dd2 Rg6 42.c5 dxc5 43.bxc5 Tc8 44.cxb6 Dxb6 45.Txc8 Bxc8 46.Dc2 Be6 47.Cd2 Cxg4 48.Cc4 Db8 49.Bxg4 Txg4 50.Txg4 Bxg4
Mais ou menos nesta altura, os MIs argentinos Soppe e Fiorito me pediram pra caprichar, senão meu adversário ficaria na frente deles na classificação final...mas como caprichar numa posição destas?
51.Rf2
Em posição desesperada, tento um milagre. Primeiro antecipo um xeque em b1, possibilitando talvez Da4. Outra intenção oculta foi a de provocar a dama preta para se acercar do rei branco pela ala do rei via h8-h4.
51...Bd7 52.a4
Evita Bb5, mas tem outra idéia também...
52...f6 53.a5
Para Cb6? Não não...espere e verás!
53...Dh8
Atração completada com sucesso..."Marreco vê xeque, marreco dá xeque", diz o ditado.
54.Rg1
Jogado com sentimento de desolação e ombros caídos...
54...Dh4 55.Dd2
Lance misterioso...o velhinho que assistia a partida ao lado coçou o beiço pra esta jogada e apertou osolhos pra tentar entender...
55...Dg4+ 56.Rh1 Df3+ 57.Rg1 Bg4

OPS!! Quase dei um pulo quando vi este lance.Pode parecer mentira, mas sonhei com esta posição no lance 51! [57...Dh5 recuando era sensato!]


JOGAM BRANCAS




58.Cxe5+!! Duplo no Rei e na Dama!
58...fxe5 59.Dxg5+ Rf7 60.Dg7+ Re6 61.De7+ Mate afogado!!....e o velhinho não se agüentou e começou a bater palmas no meio da rodada...."Ahora entiendo el adelanto del peoncito torre dama...genial !!", disse ele. ½–½



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal