Virgílio V. Vilela introduçÃO À informática sumário. Máquinas e computadores Se não mandar, o computador não faz 2



Baixar 180,26 Kb.
Página1/6
Encontro25.12.2018
Tamanho180,26 Kb.
  1   2   3   4   5   6

VIRGÍLIO V. VILELA

INTRODUÇÃO À INFORMÁTICA

SUMÁRIO

.1 Máquinas e computadores 1

.2 Se não mandar, o computador não faz 2

.3 O que você pode obter do computador 3

.4 Hardware 4

.4.1. Bits e bytes 4

.4.2. O processador 5

.4.3. A memória 5

.4.4. A placa-mãe 6

.4.5. Periféricos 6



.5 Software 10

.5.1. Versões de programas 11

.5.2. Instalação de programas 12

.5.3. Compatibilidade de programas 12



.6 Noções de programação de computadores 13

.7 Redes de computadores e Internet 13

.8 Comprando hardware e software 14

.9 O usuário 15

.10 Profissões da área de informática 16

.11 Exercícios 18

Fevereiro/1999

virgilio@tba.com.br



Nesta introdução, você será apresentado ao computador e seus componentes, para adquirir noções básicas do que ele é e do que você pode fazer com ele. Para quem é leigo no assunto, são feitas comparações com máquinas conhecidas, para facilitar. Incluímos também algumas informações que compõem a cultura geral de informática.
    1. Máquinas e computadores


As máquinas, no nível mais alto, podem ser vistas como um mecanismo que:

Por exemplo, uma calculadora eletrônica recebe números e operações, efetua as operações sobre os números, e apresenta o resultado. Um televisor recebe o número do canal e sinais da antena, e apresenta as imagens e sons correspondentes àquele canal. Um videocassete pode receber dia e faixa de horário, e produzir uma fita gravada com as imagens e sons apresentados pelo televisor nesse dia e horário. Um ferro elétrico recebe uma indicação de temperatura e produz calor.

O que estas máquinas tem em comum? Primeiro: elas tem meios que permitem a entrada de informações. Teclas, potenciômetros, antenas, botões que giram. Por exemplo, além da energia, comum a todas as máquinas, um televisor precisa ter como entrada sinais de televisão, o canal a ser sintonizado, e outras informações opcionais, como nível de cor, contraste e outros.

Segundo: essas máquinas tem meios que propiciam a execução de um processo ou ação. Uma calculadora tem a capacidade de somar, multiplicar e outras. O televisor transforma os sinais da antena em correntes elétricas e campos magnéticos. Um ferro converte energia elétrica em calor.

Terceiro ponto em comum: elas tem recursos para transmitir os resultados dos processos para o ambiente. Um televisor possui um tubo de raios catódicos, onde os campos magnéticos são transformados em pontos luminosos, e um alto-falante, onde as correntes elétricas são transformadas em vibrações do ar. Um ferro possui a superfície lisa inferior, através da qual é transferido o calor. Um videocassete é capaz de gravar numa fita apropriada (além de poder enviar suas saídas para outra máquina).

Um quarto ponto em comum entre esses processadores é que eles tem que ter meios de armazenar informação. Um televisor deve reter todas as informações sobre sua configuração: volume de som, níveis de cor, contraste, brilho, canal sintonizado e talvez outros. Muitos ferros elétricos registram a temperatura máxima (compare com o ferro a carvão...). O vídeo, além do canal, armazena o nível de “tracking”, a data e a hora atuais, além de ter a capacidade de guardar vários tipos de programação. Imagine o que você teria que fazer se esses aparelhos não tivessem esses recursos de "memória": talvez assistir televisão pressionando constantemente o botão do canal! É o que ocorre com o interruptor de uma campainha doméstica do tipo cigarra, por exemplo.


 
Um computador é semelhante a essas máquinas no sentido de que é um processador que recebe entradas do ambiente, processa e produz respostas de volta para o ambiente. Há componentes para cada uma dessas funções. Um microprocessador, chamado de CPU (de Unidade Central de Processamento, em inglês), efetua o processamento; a memória armazena informação necessária ao processamento; outros dispositivos, chamados periféricos, efetuam a entrada (teclado, mouse), a saída (monitor de vídeo, impressora) ou ambas (fax/modem, drive de disquete). A parte mecânica e eletrônica do computador é chamada hardware.

Comparação entre máquinas





ENTRADA

PROCESSO

SAÍDA

INFORMAÇÃO ARMAZENADA

TV

Sinais

Energia


Controles

Converte sinais em

corrente elétrica e

campos magnéticos


Imagens

Sons


Canal, cor, brilho, contraste, volume

Ferro

elétrico

Energia

Temperatura



Converte energia

em calor


Calor

Temperatura

Computador

Teclas

Cliques


Executa instruções

Imagens, sons,

Impressos



Números, textos, instruções

Há duas diferenças fundamentais entre o computador e outras máquinas. A primeira é que um computador não está limitado a processos específicos; ele é muito mais flexível. Ele permite a entrada de instruções que descrevem o que deve ser feito: o que entra, o processo que deve ser executado com a entrada e a saída que deve ser produzida. Cada grupo de instruções com uma finalidade e que pode ser executado em um computador é chamado programa. Os programas que fazem o hardware fazer algo são chamados em conjunto de software. O termo "software" pode ser usado também para se referir a um programa específico.

A segunda grande diferença é que o computador recebe, armazena, processa e produz informação, entendida aqui como fatos a respeito das coisas do mundo (daí o nome informática). Isto inclui desde fatos sobre pessoas, como nome, idade, placa do carro ou crimes cometidos, até fatos sobre negócios, como é o caso dos bancos, que precisam registrar e tratar saldos de contas, emitir extratos, controlar empréstimos e fazer a contabilidade. Um computador também pode substituir outras máquinas (em muitos casos com vantagens), como a máquina de escrever, a calculadora e o fax. A informação tratada não se restringe a textos e números; o computador pode ser usado para se fazer desenhos e imprimi-los, e isto é também um tipo diferente de informação.

Uma característica decisiva do computador é a capacidade de processar corretamente informações em altíssima velocidade, realizando em segundos ou minutos operações que várias pessoas levariam dias para fazer, sem possivelmente a mesma confiabilidade.



  1   2   3   4   5   6


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal