Vinho: beber ou degustar



Baixar 4,66 Kb.
Encontro27.05.2017
Tamanho4,66 Kb.

Vinho: Beber ou Guardar
Nada mais errado no mundo do vinho do que a famosa frase “quanto mais velho melhor”. De fato, são poucos vinhos que tem uma vida longa. Em geral, os vinhos tintos tem uma vida de cerca de 2 a 5 anos. Os vinhos brancos vida ainda mais curta, cerca de 1 a 3 anos. Na produção dos vinhos tintos, a pele do bago de uva, a sua casca, tem papel importante. São componentes da pele que vão dar a cor e os taninos, substâncias que dão corpo,uma agradável adistringência e maior vida ao vinho tinto. Na fermentação dos vinhos brancos a pele é descartada.
Por isso ao comprar uma garrafa de vinho devemos observar com atenção no rótulo a sua safra, isto é, o ano da colheita das uvas. Hoje a grande maioria traz esta informação que é importante para a compra de vinhos em boas condições para o consumo. Alguns vinhos não são safrados, mas são exceções. Entre elas as mais importantes são alguns espumantes e vinhos do Porto. São produzidos a partir de misturas, chamadas de cortes ou assemblages, de vinhos de diferentes safras. No caso dos espumantes não safrados o produtor tem o cuidado de produzir o que se consome no ano para que não sobrem estoques. São vinhos para consumo no ano do lançamento ou no ano seguinte. Os vinhos do Porto são doces e fortificados, sofrem adição de álcool vínico que é um destilado de vinho. A doçura do vinho e o processo de vinificação tornam estes vinhos duráveis. Fazem parte daquele pequeno grupo de vinhos que podemos guardar fechados. Depois de abertos todos os vinhos tem vida muito curta.
Vinhos safrados que podem ter uma vida maior são aqueles que no processo de produção tiveram um período de descanso em barricas de carvalho, de alguns meses a alguns anos. São vinhos mais caros devido ao processo demorado de produção e que podem melhorar se guardados alguns anos. Estes vinhos são denominados vinhos de guarda. Podem melhorar entre 5 e 10 anos, alguns poucos até 20 anos. Em geral são tintos, mas há alguns brancos produzidos com determinadas variedades de uvas e que são fermentados e amadurecidos em barricas de carvalho.
Como regra, observe a safra e não compre vinho para guardar. Se quiser formar uma adega, procure um profissional da área, um sommelier, que indicará vinhos para os quais vale a frase “quanto mais velho melhor”. Mesmo para estes vinhos lembrar que a sua vida tem um limite.
Um brinde e longa vida.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal