Universidade federal rural do rio de janeiro decanato de ensino de graduaçÃO



Baixar 41,05 Kb.
Encontro06.11.2017
Tamanho41,05 Kb.



UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO

DECANATO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

DEPARTAMENTO DE ASSUNTOS ACADÊMICOS E REGISTRO GERAL

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS

PROGRAMA ANALÍTICO


DISCIPLINA

CÓDIGO: IH 506

CRÉDITOS: 04

(4T-0P)


AGRICULTURA FAMILIAR E SUSTENTABILIDADE

Cada Crédito corresponde a 15h/ aula

Deliberação no. 008/2003 do CEPE




INSTITUTO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO, AGRICULTURA E SOCIEDADE




OBJETIVO DA DISCIPLINA:

Geral, estudo da formação social brasileira, com ênfase nos processos sociais conformadores da modernização tecnológica da agricultura; e, específico, problematização de algumas questões relacionadas com as formas de organização da agricultura familiar e com a crítica ecológica da modernização tecnológica da agricultura brasileira no pós-50 no Brasil.






EMENTA:

Estudo das formas de organização da produção e das relações de trabalho no campo no contexto dos processos econômico‑sociais que configuraram a industrialização brasileira. Análise das relações sociais no campo associadas à agricultura familiar no contexto da modernização tecnológica da agricultura brasileira e seus desdobramentos posteriores.






CONTEÚDO PROGRÁMATICO:

1. Introdução: Conceitos e debates sobre a agricultura familiar: as especificidades de suas inserção nos mercados e de suas sujeições à dinâmica familiar.


2. O mundo econômico e o mundo familiar: processos econômicos e culturais constitutivos destas especificidades.
3. Uma perspectiva histórica das formas sociais da agricultura familiar no Brasil, com ênfase no pós 2ª QM: A modernização tecnológica e a agricultura familiar brasileira com seus desdobramentos nos anos 80 e 90 e as críticas sociais e agro-ambientais da modernização socialmente conservadora.
4.Formas sociais contemporâneas da agricultura familiar: setores autônomos, setores integrados; setores assentados etc.
5. Dinâmica familiar: as questões femininas, masculinas, da juventude, da terceira idade da herança e do acesso à terra etc..
6. Desenvolvimento sustentável e a perspectivas da agricultura familiar e das tecnologias alternativas.
7.Mundo rural e novas ruralidades: refletindo sobre as facetas urbana e pluriativa da agricultura familiar contemporânea.




BIBLIOGRAFIA:

Abramovay, Ricardo. Paradigmas do Capitalismo Agrário em Questão. São Paulo. Rio de Janeiro. Campinas: Hucitec, Anpocs, Edit. Unicamp, 1992
Bergamasco, Sônia M.P. Caracterização da agricultura familiar no Brasil, a partir dos dados da PNAD. In Reforma Agrária. Revista da ABRA. nº 2, v. 25. (167-177) mai/dez. 1995.
Graziano da Silva, José e Outros. Tecnologia e Campesinato: O caso brasileiro. In Revista de Economia Política, vol 3, nº4. out-dez / 1983.
Lamarche, Hughes (Coord.). A Agricultura Familiar. Campinas, SP. Editora UNICAMP.
Martins, José de Souza. Os camponeses e a política no Brasil. Petrópols, Vozes, 1983.
Moreira, R.J. e Duarte, J.C. Trabalho Rural”. Rio de Janeiro: CPDA/FGV/CNPq, 1981.
Moreira, Roberto J. O Capital Agroindustrial e a Pequena Produção Familiar. CPDA/EIAP/FGV, 1981.
Moreira, Roberto J. Processos Agrários, Tecnologia e Agricultura Familiar. UFRRJ/CPDA, 1996. (Vários textos), 1996.
Silva, José Graziano da. A modernização dolorosa. Rio de Janeiro, Zahar, 1981.
Veiga, José Eli da. O desenvolvimento Agrícola: uma visão histórica. São Paulo: Editora da USP: Hucitec, 1991.
Velho, Otávio G. Agricultura e Sociedade. Rio de Janeiro: Zahar, 1982.
Revista Reforma Agrária nº 2, v. 25 mai-dez. 1995 (Tema geral :Agricultura familiar).
Anais do XVII Encontro Nacional da APIPSA ( nov. 1994), Rio Grande do Sul. UFRGS. Vol. I. (Agricultura familiar, pluriatividade, assentamentos rurais, fome e pobreza , agroindústria e globalização).
XXXIV CONGRESSO BRASILEIRO DE ECONOMIA E SOCIOLOGIA RURAL (SOBER). Aracaju-Sergipe, agosto 1996. Vol. I. Sessão II. Agricultura Familiar (310-496).




©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal