Universidade federal rural de pernambuco



Baixar 0,51 Mb.
Página1/5
Encontro25.01.2018
Tamanho0,51 Mb.
  1   2   3   4   5



MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA


PROGRAMAS DO CONCURSO REFERENTES AO EDITAL 96/2008,

PUBLICADO EM DOU DO DIA 16/10/2008

MATÉRIAS: Economia Monetária/ Desenvolvimento Socioeconômico/ Economia do Trabalho





  1. Teorias de Crescimento e Desenvolvimento Econômico

  2. O enfoque histórico do desenvolvimento:

As concepções foseológicas do desenvolvimento

As explicações históricas de Rostow



  1. Dependência e Desenvolvimento na América Latina:

    1. Processo de Colonização Latino-americano

    2. A ordem mundial e o Brasil

    3. A armadilha histórica do subdesenvolvimento

  2. O processo de destruição criadora segundo Schumpeter

  3. A Revolução Técnico-Científica e o Trabalhador

  4. As desigualdades de Renda no Mercado de Trabalho

  5. Desemprego e Precarização das relações de Trabalho

  6. Teoria Monetária: a oferta de moeda, a demanda por moeda; a Teoria Quantitativa da Moeda; monetaristas e Keynesianos.

  7. Mercado Financeiro: mercado de títulos da dívida, mercado de ações, mercado cambial, mercado de derivativos, intermediação financeira.

  8. A Economia Monetária e o Ciclo em Keynes.

Referências Bibliográficas

  1. BLANCHARD,O. Macroeconomia. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

  2. CARVALHO, F.J.C.et.al. Economia Monetária e Financeira: teoria e prática. Rio de Janeiro: Campus, 2000.

  3. KEYNES, Jonh Maynard. A Teoria Geral do emprego, dos juros e da moeda. Série Os Economistas. Ed. Nova Cultural. São Paulo, 1983.

  4. MIGLIOLI, Jorge. Acumulação de Capital e Demanda Efetiva. 2. Ed.- São Paulo: Hucitec, 2004.

  5. POCHMAMM, Márcio. O trabalho sob fogo cruzado: exclusão, desemprego e precarização no final do século. São Paulo: contexto, 1999.

  6. SCHUMPETER, J. A Teoria do Desenvolvimento Econômico. Col.” Os Economistas”. Ed. Nova cultural, 1982.

  7. SOUZA, N. de J. de. Desenvolvimento Econômico. São Paulo: Editora Atlas, 2001.


MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO



UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA
MATÉRIAS: Economia do Setor Público/ Economia Internacional/ Economia Política


  1. Teorias do Comércio Internacional

  2. Contabilidade Nacional e Balanço de Pagamentos

  3. Globalização financeira e crises cambiais

  4. As mutações do capital financeiro

  5. A economia clássica: Marx e os Neoclássicos

  6. A teoria do valor em Marx e sua crítica a Ricardo e Smith

  7. Teorias da mais-valia

  8. Origens Históricas da Economia do Setor Público

  9. Natureza dos bens públicos e a intervenção alocativa do governo

  10. Tributação: aspectos Teóricos e Práticos.

Referências Bibliográficas

  1. BLANCHARD, O. Macroeconomia. Rio de Janeiro: Campus, 2001.

  2. CHESNAIS, F. A mundialização do Capital. São Paulo: Xamã, 1996.

  3. ____________. A munidalização financeira: gênese, custos e riscos/ coordenado por François Chesnais. – São Paulo: Xamã, 1998.

  4. DIAS.R.RODRIGUES, Waldemar. (org.). Comércio Exterior: teoria e gestão. São Paulo: Atlas, 2004.

  5. FILELLINI, A. Economia do setor público: uma abordagem introdutória. – 1ª ed. – São Paulo: Atlas, 1997.

  6. GIACOMONI, J. Orçamento público. – 12ª ed. - São Paulo: Atlas, 2003.

  7. MARX, K. O Capital: crítica da economia política. São Paulo: Nova Cultural, 1985. (Os Economistas).

  8. _________. Contribuição à Crítica da economia política(tradução: Maria Helena Barreiro Alves: revisão de tradução Carlos Roberto F. Nogueira. – 3ª ed. – São Paulo: Martins Fontes, 2003. – (Coleção Clássicos).

  9. NAPOLEONI, Claúdio. Smith, Ricardo Marx. São Paulo: Graal, 1978.

  10. PISCITELLI, R.B. et al. Contabilidade Pública. - 7ª ed. – São Paulo: Atlas, 2002.


MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO



UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA
MATÉRIAS: História do Pensamento Econômico/ História Econômica Geral/ Formação Econômica do Brasil


  1. A determinação do valor e dos preços das mercadorias na economia clássica:

  1. A questão dos mercados (demanda efetiva) ou o problema da realização da mais-valia;

  • O ponto de vista Marxista

  • O ponto de vista Neoclássico

  • O ponto de vista Keynesiano

  • O ponto de vista Kaleckiano

  1. A questão dos ciclos econômicos e das crises do capitalismo:

  • O ponto de vista Marxista

  • O ponto de vista Keynesiano

  • O ponto de vista Neo-Keynesiano e Neoclássico.

  1. Teorias do Crescimento e Desenvolvimento econômico

  2. Primeiros Sistemas Econômicos

  3. Sistema Econômico Capitalista

  4. O Capitalismo na Terceira Revolução Industrial

  5. Origem e desenvolvimento da industrialização brasileira

  6. Formação, desenvolvimento e crise da Economia Brasileira

  7. A inserção do Brasil no processo de acumulação de riqueza via excedente colonial.

Referências Bibliográficas

  1. ARAÚJO, C. R. V. História do pensamento econômico. São Paulo: Atlas, 1998

  2. ARRIGHI, Giovanni. O Longo Século XX. Rio de Janeiro: Contraponto Editora. 1994

  3. BRUE, Stanley. História do Pensamento Econômico (tradução: Luciana Penteado Miquelino). – São Paulo: Pioneir Thomson Learning, 2005.

  4. BRUN, A. O desenvolvimento econômico brasileiro. São Paulo: Ed. Vozes, 1999.

  5. HUBERMAN, Leo. História da Riqueza do Homem. 17a ed. Rio de Janeiro: ZAHAR editores. 1981

  6. MENDONÇA, M.G. de & PIRES, M. Cordeiro. Formação econômica do Brasil. Ed. Thompson, 2002.

  7. REZENDE FILHO, Cyro de Barros. História Econômica Geral. São Paulo: Editora Contexto. 2000.


MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO



UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA
MATÉRIAS: Economia Ambiental e dos Recursos Naturais/ Administração e Planejamento Rural/ Agronegócio.


  1. Externalidades: conceitos e causas

  2. Avaliação econômico-social do meio ambiente

  3. Teoria econômica e meio ambiente: a questão ambiental sob o enfoque econômico

  4. Alocação intertemporal dos recursos naturais

  5. Do Complexo rural aos Complexos agroindustriais

  6. Constituição e desenvolvimento do capital financeiro na agricultura

  7. Crise estrutural e reorganização agrária

  8. Mercado de Terras e a questão agrária face ao capital financeiro

  9. O ambiente das empresas rurais

  10. Teoria dos Custos de Produção nas empresas rurais.

Referências Bibliográficas

  1. ARAUJO, M. J. Fundamentos de Agronegócio. São Paulo: Atlas, 2003.

  2. BATALHA, M. O. (Org.). Gestão agroindustrial. 2ª ed. São Paulo: Atlas, 2001.

  3. CAVALCANTI, Marly (Org) Gestão estratégica de negócios. São Paulo: Pioneira, 2001.

  4. CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Administração. – 6ª ed.-Rio de Janeiro: Campus, 2000.

  5. MAY, P. H.; LUSTOSA, M.C. e VINHA, V. da. Economia do Meio Ambiente: teoria e prática.Rio de Janeiro: Elsevier, 2003.

  6. MARGULIS, S. Meio Ambiente: aspectos técnicos e econômicos. Rio de Janeiro: IPEA; Brasília: IPEA/PNUD, 1990. 246p.

  7. MEGIDO, J. L. T.; XAVIER, C. Marketing e agribusiness. 4ª ed. São Paulo, Atlas, 2003.

  8. MOURA, L. A . A . de. Economia Ambiental: gestão de custos e investimentos. 2ª edição, revista e atualizada. São Paulo: Editora Juarez de Oliveira. 2003. 248p.

  9. SOUZA, Ricardo de…]et.al.]. A administração da Fazenda. 4ª.ed. – São Paulo: Globo, 1992.

  10. TACHIZAWA, T. Gestão ambiental e responsabilidade social corporativa: estratégias de negócios focadas na realidade brasileira. São Paulo: Atlas, 2002. 381p.


MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO



UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA
MATÉRIAS: Economia Rural/Economia Pesqueira/Extensão Rural


  1. A Agricultura na Teoria do Desenvolvimento Econômico

  2. A modernização agrícola e os seus impactos econômicos e sociais

  3. O Capital Financeiro e Agricultura no Brasil

  4. Gênese da Renda fundiária:

  • Pensamento Clássico

  • Pensamento Marxista

  1. Agricultura Familiar: o econômico e o social

  2. Políticas para o Meio Rural: agrícolas e agrárias

  3. Origem e evolução da extensão Rural no Brasil: dos modelos de desenvolvimento agrícola às políticas agrícolas

  4. Características e importância das atividades pesqueiras

  5. Otimização Bioeconômica da pesca

  6. Externalidades e pesca

Referências Bibliográficas

  1. AGUIAR, R. C. A modernização desigual da agricultura. In: Abrindo o pacote tecnológico: Estado e pesquisa agropecuária no brasil. São Paulo, 1986.

  2. ARBAGE, A. P. Economia rural: conceitos básicos e aplicações. – 1ª ed.. – São Paulo: Argos, 2003.

  3. BACHA, C. J. C. Economia e política agrícola no Brasil. – 1ª ed. – São Paulo: Atlas, 2004.

  4. DELGADO, G.C. Capital Financeiro e Agricultura no Brasil: 1965-1985.Ícone Editora Ltda.São Paulo, 1990.

  5. MARX, Karl. O Capital. Livro III. O Processo Global de Produção Capitalista. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1991.

  6. ______________________. Livro I, volume VI. Rio de Janeiro: Bertran Brasil, 1991.

  7. NEHER, P.A. Natural resource economics: conservation and exploration. New York: Cambridge University Press, 1990. 360 p.

  8. RIBEMBOIM, Jacques (Org). Mudando os Padrões de Produção e Consumo: textos para o século XXI. Brasília: Editora do IBAMA, 1997. 147p.

  9. RIBEMBOIM, Jacques. Economia da Pesca Sustentável no Brasil. Ed Bagaço: Recife, 2005.

  10. RICARDO, D. Princípios de Economia Política e Tributação. In: Os Pensadores, 3ª ed. São Paulo: Abril Cultural, 1994.

  11. SILVA, José Graziano da. A nova dinâmica da agricultura brasileira. – Campinas, SP:UNICAMP.IE, 1996.

  12. SORJ, Bernardo. Estado e Classes Sócias na Agricultura Brasileira. ZAHAR Editores S.A. Rio de Janeiro, 1980.

  13. VEIGA, José Eli da. O desenvolvimento agrícola: uma visão histórica. – São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo: HUCITEC, 1991. Cap. 1.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO



UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA
MATÉRIAS: Introdução à Economia/ Técnica de Pesquisa em Economia/ Microeconomia

  1. A crítica de Keynes aos Clássicos

  2. O Modelo de Concorrência Perfeita e sua Critica

  3. Dedução das Curvas de Demanda Individual e de Mercado

  4. Mundialização financeira

  5. A Teoria do Comportamento do Consumidor

  6. Teoria dos Jogos e Estratégia Competitiva

  7. Modelo Keynesiano de Determinação da Renda Nacional

  8. Teorias do Comércio Internacional

  9. Os Determinantes do Investimento em Kalecki

  10. O crescimento Econômico de Solow.

Referências Bibliográficas


  1. BLANCHARD, O. Macroeconomia. 4ª ed.—São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

  2. CHESNAIS, F. A mundialização do Capital. São Paulo: Xamã, 1996.

  3. ____________. A munidalização financeira: gênese, custos e riscos/ coordenado por François Chesnais. – São Paulo: Xamã, 1998.

  4. DIAS.R.RODRIGUES, Waldemar. (org.). Comércio Exterior: teoria e gestão. São Paulo: Atlas, 2004.

  5. KEYNES, Jonh Maynard. A Teoria Geral do emprego, dos juros e da moeda. Série Os Economistas. Ed. Nova Cultural. São Paulo, 1983.

  6. MARX, K. O Capital: crítica da economia política. São Paulo: Nova Cultural, 1985. (Os Economistas).

  7. _________. Contribuição à Crítica da economia política(tradução: Maria Helena Barreiro Alves: revisão de tradução Carlos Roberto F. Nogueira. – 3ª ed. – São Paulo: Martins Fontes, 2003. – (Coleção Clássicos).

  8. MIGLIOLI, Jorge. Acumulação de Capital e Demanda Efetiva. 2. Ed.- São Paulo: Hucitec, 2004.

  9. PYNDICK, R. E RUBINFELD, D. Microeconomia. 6º ed.São Paulo: Pearson Prentice Hall,2006.

  10. STIGLITZ, J. e WALSH, C. E. Introdução a Microeconomia. São Paulo: Campus, 2003.

  11. VARIAN, H.R. Microeconomia: Princípios básicos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003 - 6ª ed. Reimpressão.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA
MATÉRIAS: Microbiologia



  1. Classificação dos Microrganismos

  2. Morfologia, estrutura e reprodução das bactérias

  3. Morfologia, estrutura e reprodução dos Fungos

  4. Morfologia, estrutura e replicação dos vírus

  5. Antimicrobianos e resistência de microrganismos

  6. Variabilidade genética em microrganismos

  7. Nutrição e Metabolismo microbiano

  8. Resposta imune inata e adaptativa

  9. Antígeno e anticorpo

  10. Relação parasito-hospedeiro

Bibliografia Recomendada


TORTORA, G., CASE, C.L., FUNKE, B.R. MICROBIOLOGIA – ARTMED, 8ª Edição – 2005.

TRABULSI, L.R., ALTERTHUM, F. MICROBIOLOGIA - ATHENEU EDITORA, 5ª Edição – 2008.

CHAMPE, P.C., HARVEY, R. A., FISHER, B. D. MICROBIOLOGIA ILUSTRADA - ARTMED, 2ª Edição – 2008.

PARKER, G., MADIGAN, MARTINKO. MICROBIOLOGIA DE BROCK - PRENTICE HALL BRASIL, 10ª Edição – 2004.

CHAN, E.C.S., PELCZAR JR, MICHAEL J., MICROBIOLOGIA, CONCEITOS E APLICAÇOES Vol. 1 e 2 - MAKRON, 2ª Edição – 1997.

BLACK. MICROBIOLOGIA - FUNDAMENTOS E PERSPECTIVAS - GUANABARA KOOGAN, 4ª Edição – 2002.



JAWETZ, E., LEVINSON, W. MICROBIOLOGIA MEDICA E IMUNOLOGIA -
ARTMED, 7ª Edição – 2005.
ROITT, I.M., BROSTOFF, J., MALE, D.K. IMUNOLOGIA - MANOLE - 6ª Edição - 2002.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA
MATÉRIAS: Ecologia Geral, Biogeografia e Conservação dos Recursos Naturais.


  1. Interações entre as espécies;

  2. Produção primária em ambientes terrestres e aquáticos;

  3. Causas e evolução das áreas de distribuição dos seres vivos;

  4. Distribuição das espécies animais e vegetais no globo terrestre;

  5. Distribuição das biocenoses terrestres e aquáticas;

  6. Recursos naturais e biologia da conservação

  7. O solo como recurso natural

  8. A água como recurso natural

  9. A atmosfera como recurso natural

  10. A vegetação e fauna como recursos naturais

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA




  1. DAJOZ, R. Ecologia Geral. Artmed, 7ª ed., 2005.

  2. Futuyma, D. J. Biologia Evolutiva. Ribeirão Preto/SP: Sociedade Brasileira de Genética/CNPq. 1992.

  3. KORMONDY, E. J.; BROWN, D.E. Ecologia Humana. Atheneu Editora, São Paulo. 2002.

  4. Laroca, S. Ecologia: Princípios e Métodos. Petrópolis/RJ: Editora Vozes. 1995.

  5. LEAKEY, R.E. A evolução da humanidade. Editora Melhoramentos, Brasília, DF. 1990.

  6. ODUM, E. P. Ecologia. Rio de Janeiro/RJ: Editora Guanabara. 1988.

  7. PIANKA, E. R. Ecologia Evolutiva. Barcelona: Ediciones Omega. 1982.

  8. RICKLEFS, R. A economia da natureza. Rio de Janeiro/RJ: Guanabara Koogan. 1993.

  9. WILSON, E. O. Diversidade da vida. São Paulo: Companhia das Letras. 1994.


MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA
MATÉRIAS: Citologia, Histologia e Embriologia.



  1. Membrana celular

  2. Organelas citoplasmáticas

  3. Divisão celular

  4. Histologia do Tecido epitelial: revestimento e secreção

  5. Histologia dos Tecidos Conjuntivos

  6. Tecido e Sistema Nervoso

  7. Sistema Reprodutor Feminino

  8. Sistema Urogenital

  9. Gametogênese: ovogênese e espermatogênese

  10. Desenvolvimento do sistema cardiovascular

BIBLIOGRAFIA SUGERIDA:




  1. ALBERTS; BRAY; HOPKIN; JOHNSON; LEWIS; RAFF; ROBERTS & WALTER. 2006. FUNDAMENTOS DA BIOLOGIA CELULAR. ARTMED.

  2. DUMM, C.G. 2006. EMBRIOLOGIA HUMANA – ATLAS E TEXTO. GUANABARA KOOGAN.

  3. GARCIA, S. M.L. & FERNÁNDEZ, C. G. 2001. EMBRIOLOGIA. ARTMED

  4. JUNQUEIRA, L.C. & CARNEIRO, J. 2008. HISTOLOGIA BÁSICA – TEXTO E ATLAS. GUANABARA KOOGAN.

  5. JUNQUEIRA. L.C. & J. CARNEIRO. 2005. BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR. GUANABARA KOOGAN

  6. LANGMAN, J. 1999. EMBRIOLOGIA MÉDICA. 5ª ED. SÃO PAULO: ATHENEU.

  7. MOORE & PERSAUD. 2004. EMBRIOLOGIA CLÍNICA. GUANABARA KOOGAN.

  8. ROSS, M.H. & PAWLINA, W. 2008. HISTOLOGIA TEXTO E ATLAS. GUANABARA KOOGAN


MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

UNIDADE ACADÊMICA DE SERRA TALHADA
MATÉRIAS: Construções Rurais e Avaliação e Perícias Rurais


  1. Resistência dos materiais e sua aplicação às construções rurais.

  2. Princípios de ambiência AGRICOLA em construções rurais.

  3. Principais instalações agrícolas

  4. Principais Materiais de Construção

  5. Projeto Arquitetônico de Construções Rurais: Planta baixa, cortes, plantas de cobertura.

  6. Classificação das perícias, atuação dos peritos, distinção entre laudos periciais e parecer.

  7. Elaboração de laudos periciais e pareceres.

  8. Noções de fotografia técnica.

  9. Noções de legislação ambiental.

  10. Avaliação de propriedades rurais e normas de avaliação.



  1   2   3   4   5


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal