Universidade federal do rio grande do sul



Baixar 0,5 Mb.
Página1/5
Encontro19.05.2017
Tamanho0,5 Mb.
  1   2   3   4   5

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL

INSTITUTO DE INFORMÁTICA

DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA APLICADA

INF01154 - Redes de Computadores N
PARTE 1 (CONTROLE DE FLUXO)
  1. Debate em aula (questões devem ser respondidas no relatório)


  1. O que é controle de fluxo? Como é feito em TCP? E em UDP?

  2. Como relacionar tamanho da janela com banda? Como relacionar RTT com banda?

  3. O que é janela deslizante? Qual a consequência de uma janela grande demais? E pequena demais?

  4. Com RTT (Round Trip Time) alto, é mais eficiente tamanho de janela grande ou pequena? Por quê?

  5. O que é “tempo de timeout”? Qual o problema para determinar o tempo de timeout (retransmit timer) em redes reais? Qual a solução?

  6. Qual a consequência das perdas num protocolo real, tipo TCP, em termos de controle de fluxo? Outra forma de perguntar: o que o protocolo assume quando tem perdas? Lembre que as perdas acontecem nas duas direções (na transmissão do pacote ou no ACK).
  1. Exercícios


  1. Fazer a lista de exercícios de debate em aula

  1. Um canal tem uma taxa de 10 Mbit/s e um retardo de propagação de 20 ms. O programador escolheu utilizar quadros de 1.250 bytes. Para que tamanho de janela o sistema proporciona uma eficiência de pelo menos 50%? Desconsidere os tempos de inserção e desinserção dos pacotes na rede, ou seja, considere que o tempo de propagação é o mesmo para qq tamanho de janela. Desconsidere o overhead dos cabeçalhos.

  2. Quadros de 1.250 bytes são enviados de A para B por um canal de 4 Mbit/s usando um satélite geoestacionário. Suponha que o tempo de propagação de A para B seja de 270 ms. Qual é a capacidade máxima do canal utilizando os seguintes mecanismos:

    1. Stop-and-wait?

    2. Janela deslizante de 10 pacotes?

    3. Janela deslizante de 250 pacotes?
    1. Experiência (deve aparecer no relatório)


  1. Explore o demo Sliding Window em http://www2.rad.com/networks/2004/sliding_window/demo.html. Eventualmente será necessário entrar via web archive (http://web.archive.org). Explique apoiado com imagens da execução da tela do computador o funcionamento do demo sliding window. No mínimo, os seguintes itens devem ser explicados:

a. Funcionamento de janela deslizante

b. Comente três diferenças desse simulador em relação ao TCP utilizado na WEB.




  1. Acesse o simulador em http://histrory.visualland.net/tcp_swnd.html ou http://histrory.visualland.net/tcp_video.php?video=tcp2%20sliding%20window&protocol=TCP&title=2v.Sliding%20Window. Verifique a simulação. Explique o mecanismo de crescimento da janela deslizante, definindo o slow-start e congestion avoidance.



PARTE 2 – Controle de erros
  1. Ruído e Erros


Nos dias de hoje, uma das certezas com a tecnologia disponível é a existência de ruído no canal de comunicação, que pode ocasionar eventualmente um ou mais erros na transmissão do sinal.

Ruído pode ser definido como sinais eletrônicos aleatórios que, adicionados ao sinal de informação, podem alterar seu conteúdo.



O canal ou meio físico produz distorções sobre os sinais transmitidos que podem ser classificados em duas grandes classes: Distorções Lineares e Distorções Não Lineares, ou também chamadas distorções aleatórias. As Distorções Lineares são minimizadas através de dispositivos chamados de equalizadores, de forma automática e adaptativa, de acordo com as variações do canal. Já as Distorções Não Lineares são de caráter totalmente imprevisível e, por isto, são capazes de provocar erros nas transmissões.

Fig. 1 - Classificação das principais distorções num meio, causadoras de erro


  1   2   3   4   5


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal