Universidade Federal do Paraná



Baixar 24,99 Kb.
Encontro14.11.2017
Tamanho24,99 Kb.

Universidade Federal do Paraná

Setor de Ciências Agrárias - Centro de Ciências Florestais e da Madeira


Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal




DENDROLOGIA DO SUL DO BRASIL

Área de concentração: Conservação da Natureza

Linha de pesquisa do curso: Ecologia e conservação de ecossistemas florestais

Professor responsável: Christopher Thomas Blum

Semestre de oferta: segundo semestre

Carga Horária (horas totais)

Número de





Forma de oferta: semestral ou concentrada

TEO

PRA

ATP

TOT

Créditos

Código




30

30

0

60

3

AS 750

EMENTA (CONTEÚDO PROGRAMÁTICO)
  • Introdução à Dendrologia: conceitos essenciais, importância e aplicações

  • Considerações gerais sobre sistemas de classificação taxonômica

  • Macromorfologia e terminologia botânico-dendrológica focada em caracteres vegetativos

  • Técnicas de coleta, herborização, manejo e utilização de herbário florestal

  • Aspectos dendrológicos gerais de Gimnospermas e Angiospermas

  • Identificação dendrológica de famílias de Gimnospermas nativas e exóticas

  • Aspectos gerais para a identificação dendrológica de Angiospermas exóticas comuns

  • Dendrologia de palmeiras nativas do sul do Brasil

  • Identificação dendrológica de Famílias Botânicas com representantes arbóreos no sul do Brasil

  • Métodos e estudo prático de caracterização dendrológica e identificação de espécies arbóreas do sul do Brasil

BIBLIOGRAFIA


GONÇALVES, E.G. & LORENZI, H. Morfologia Vegetal. Nova Odessa, Plantarum, 2006, 416p.

IBGE. Manual técnico da vegetação brasileira. Série Manuais Técnicos em Geociências, no 1, Rio de Janeiro, 1992. 92p.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil. Vol. 1. Nova Odessa, Ed. Plantarum, 1992. 384p.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil. Vol. 2. Nova Odessa, Ed. Plantarum, 1998. 352p.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: Manual de Identificação e Cultivo de Plantas Arbóreas Nativas do Brasil. Vol. 3. Nova Odessa, Ed. Plantarum, 2009. 384p.

LORENZI, H. Árvores exóticas no Brasil. Nova Odessa, Inst. Plantarum, 2003. 368p.

MARCHIORI, J.N.C. Elementos de Dendrologia. Santa Maria, Ed. UFSM, 1995. 163p.

RODERJAN, C.V. & BARDDAL, M.L. Arborização das ruas de Curitiba – PR. Guia prático para identificação das espécies. Curitiba, FUPEF, 1998. 10p.

CARVALHO, P.E.R. Espécies Arbóreas Brasileiras. Brasília, Embrapa, 2003 (vol1), 2006 (vol2), 2008 (vol3), 2010 (vol4).

FLORA ILUSTRADA CATARINENSE. Itajaí, Herb. Barbosa Rodrigues, vários autores.

INOUE, M.T., RODERJAN, C.V. & KUNIYOSHI, Y.S. Projeto Madeira do Paraná. Curitiba, FUPEF, 1984. 260p.

LORENZI, H. Palmeiras do Brasil. Nova Odessa, Ed. Plantarum, 1996. 350p.

MAACK, R. Geografia Física do Estado do Paraná. Curitiba, Ed. J. Olympio, 1968. 350p.

MARCHIORI, J.N.C. Dendrologia das Angiospermas: das Bixáceas as Rosáceas. Ed. UFSM. 240p. 2000.

MARCHIORI, J.N.C. Dendrologia das Angiospermas: das Magnoliáceas às Flacourtiáceas. Ed. UFSM. 272p. 1997.

MARCHIORI, J.N.C. Dendrologia das Angiospermas: Leguminosas. Editora da UFSM. 200p. 1997.

MARCHIORI, J.N.C. Dendrologia das Angiospermas: Myrtales. Editora da UFSM. 304p. 1997.

MARCHIORI, J.N.C. Dendrologia das Gimnospermas. Santa Maria, Ed. UFSM, 1996.158p.

REITZ, R., KLEIN, R.M. & REIS, A. Projeto Madeira de Santa Catarina. Itajaí, 1978. Sellowia 28, 320p.

RIZZINI, C.T. Árvores e madeira úteis do Brasil. Manual de Dendrologia Brasileira. São Paulo, Ed. Blücher,1971. 294p.

RODERJAN, C.V.; GALVÃO, F.; KUNIYOSHI, Y.S.; HATSCHBACH, G.G. As unidades fitogeográficas do estado do Paraná. Ciência e Ambiente, v.24, 2002, p.75-92

SOUZA, V.C. & LORENZI, H. Botânica Sistemática – Guia ilustrado para identificação das famílias de Angiospermas da flora brasileira, baseado em APG II. Nova Odessa, Plantarum, 2005.

JIMENEZ-SAA, H. Un método para facilitar el aprendizaje de la dendrologia tropical. Turrialba, v.19-no1, 1979. p.109-116.

APG III. 2009. An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants:APG III. Botanical journal of the Linnean Society, 161:105-121.



SCHEER, M.; BLUM, C.T. Arboreal diversity of the Atlantic Forest of Southern Brazil: from the beach ridges to the Paraná river. In: Grillo, O; Venora, G. The dynamical procecesses of biodiversity – Cases studies of evolution and spatial distribution. Rijeka: INTECH, 2011, p109-134.

JUSTIFICATIVAS


O reconhecimento de árvores, sua área de distribuição, importância e eventuais usos, são informações fundamentais para a tomada de decisões em grande parte das atividades do profissional florestal. A utilização da terminologia adequada, assim como o domínio de procedimentos de descrição, coleta e herborização, constituem, portanto, ferramentas necessárias ao técnico, assim como o aceeso às informações disponíveis na bibliografia e em herbários.


Curitiba, 10 de julho de 2013.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal