Tese de Doutorado



Baixar 0,56 Mb.
Página1/3
Encontro19.12.2017
Tamanho0,56 Mb.
  1   2   3


FACULDADES ALVES FARIA - ALFA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO
VERSÃO 1.1 (10.10.2016)

Jorge Luiz Henrique

Fernando Abreu de Faria

Modelo comentado e exemplificado de projeto de pesquisa e dissertação de mestrado para as Faculdades Alves Faria (ALFA) e aplicação das normas da ABNT para apresentação de trabalhos acadêmicos
Goiânia

2016

FACULDADES ALVES FARIA - ALFA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMINISTRAÇÃO
APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS ACADÊMICOS


  1. Elementos pré-textuais

  1. Capa (obrigatório)

  2. Lombada (opcional)

  3. Folha de rosto (obrigatório)

  4. Errata (opcional)

  5. Folha de aprovação (obrigatório)

  6. Dedicatória(s) (opcional)

  7. Agradecimento(s) (opcional)

  8. Epígrafe (opcional)

  9. Resumo na língua portuguesa (obrigatório)

  10. Resumo em língua estrangeira (opcional)

  11. Lista de ilustrações (opcional)

  12. Lista de tabelas (opcional)

  13. Lista de abreviaturas e siglas (opcional)

  14. Lista de símbolos (opcional)

  15. Sumário (obrigatório)

  1. Elementos textuais

  1. Introdução

  2. Desenvolvimento

  3. Conclusão

  1. Elementos pós-textuais

  1. Referências (obrigatório)

  2. Glossário (opcional)

  3. Apêndice(s) (opcional)

  4. Anexo(s) (opcional)

  5. Índice(s) (opcional)

APRESENTAÇÃO GRÁFICA DO TRABALHO
FORMATO:

O texto deve ser digitado em papel branco, formato A4 (21 cm x 29,7 cm), na cor preta. Recomenda-se que seja utilizado no trabalho a fonte Times New Roman ou Arial, tamanho 12 para o texto.


ESCRITA:

  1. Capa e folha de rosto: 12 em negrito

  2. Título das seções (Observar destaques em negrito nas subseções): 12

Norma 14724:2011 prevê: “Destacam-se gradativamente os títulos das seções, utilizando-se os recursos de negrito, itálico ou sublinhado e outros, no sumário e, de forma idêntica, no texto.”

  1. Catalogação na publicação, paginação, notas de rodapé, citações diretas longas (com mais de três linhas) e fontes de ilustrações e tabelas:10

  2. Títulos de ilustrações e tabelas: 10 em negrito

Norma 14724:2011 prevê: “...seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, travessão e do respectivo título.”
MARGENS

  1. Margens superior e esquerda: 3 cm

  2. Margens inferior e direita: 2 cm

  3. Títulos das seções primárias devem começar na parte superior da margem da folha e separados do texto que sucede por dois enters de 1,5

Norma 14724:2011 prevê: “Os títulos das seções primárias devem começar em página ímpar (anverso), na parte superior da mancha gráfica e ser separados do texto que os sucede por um espaço entre as linhas de 1,5.

  1. Alinhamento do texto deve ser justificado

  2. Alinhamento dos títulos das seções devem ficar à esquerda

  3. Alinhamento dos títulos sem numeração (Resumo, Abstract, Sumário, etc) deve ser centralizado.


ESPAÇAMENTO

  1. O texto deve ser digitado com espaço 1,5 de entrelinhas e um recuo de 1,25 cm na primeira linha.

  2. As citações, notas, legendas das ilustrações e tabelas, ficha catalográfica, natureza do trabalho, objetivo, nome da instituição e área de concentração devem ser digitados com espaço simples.

  3. No caso de citações diretas longas (com mais de três linhas), espaçamento simples e recuo de 4 cm.

  4. Os títulos das seções e subseções devem ser separados do texto que os precede ou que os sucede por um espaço 1,5 entrelinhas. (ABNT 14724:2011)

  5. As referências, ao final do trabalho, um espaço simples e em branco deve separar as referências entre si.


PAGINAÇÃO

  1. As páginas devem ser contadas sequencialmente a partir da folha de rosto

  2. A numeração, com algarismos arábicos, devem começar a partir da primeira página da parte textual, no canto superior direito da folha, a 2 cm da borda superior, sendo que o último algarismo fique a 2 cm da borda direita da folha.


O trabalho tem como base as normas técnicas: 

- ABNT NBR 6023:2002 - Referências – Elaboração;

- ABNT NBR 6024:2012 - Numeração progressiva das seções de um documento escrito – Apresentação;

- ABNT NBR 6027:2012 - Sumário – Apresentação;

- ABNT NBR 6028:2003 - Resumo – Apresentação;

- ABNT NBR 10520:2002 - Citações em documentos – Apresentação;

- ABNT NBR 14724:2011 - Trabalhos acadêmicos – Apresentação.


FACULDADES ALVES FARIA - ALFA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMININSTRAÇÃO
NOME DO ALUNO (Caixa alta)

TÍTULO DO TRABALHO (Caixa alta)


Goiânia

2016

Folha de rosto (Obrigatória – Informações do Aluno)
NOME DO ALUNO (Caixa alta)


TÍTULO DO TRABALHO (Caixa alta)

Projeto de Qualificação de Pesquisa apresentado ao Programa de Pós-Graduação em Administração das Faculdades Alves Faria, como requisito parcial para a obtenção do título de Mestre em Administração.


Orientador: Prof. Dr. Nome (Caixa baixa)

OU (CONFORME O CASO)


Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Administração das Faculdades Alves Faria, como requisito parcial para a obtenção do título de Mestre em Administração.
Orientador: Prof. Dr. Nome (Caixa baixa)

Co-orientador: Prof. Dr. Nome (Caixa baixa) (*)



Goiânia – GO

PPMA - ALFA
Março/2016

(*) se houver



Ficha catalográfica (Obrigatória – Caso de Dissertação)

(Elaborada pela Biblioteca da ALFA)

Errata

(Caso ocorram erros, seguidos de correções)

Exemplo:



Folha

Linha

Onde se lê

Leia-se

40

20

Rio Vde

Rio Verde

Folha de aprovação (Obrigatória – Informações do Aluno)

FACULDADES ALVES FARIA - ALFA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO

MESTRADO PROFISSIONAL EM ADMININSTRAÇÃO
Folha de aprovação da dissertação apresentada ao curso de Mestrado Profissional em Administração das Faculdades Alves Faria como requisito parcial para a obtenção do título de Mestre.
Aprovado em xx de xxxx de xxxxx.

BANCA EXAMINADORA:


_____________________________________________________________

Prof. Dr. xxxxx – ALFA – Orientador(a)


_____________________________________________________________

Prof. Dr. xxxx – Avaliador ALFA


_____________________________________________________________

Prof. Dr. xxxxxx – Avaliador EXTERNO


GOIÂNIA

2016

Dedicatória(s) (No caso de Dissertação – opcional)

Dedicado àqueles que contribuíram de forma relevante para o sucesso do trabalho (pessoas e/ou entidades).



Agradecimento(s) (No caso de Dissertação – opcional)

Agradecimento às pessoas, instituições, empresas ou organizações que fizeram parte da pesquisa.

No caso de trabalhos financiados por recursos de Instituições de Pesquisa (ex. FAPEG, FUNADESP, etc.), os agradecimentos são obrigatórios e devem ser colocados em ordem hierárquica de importância.

Exemplo:
Agradeço às professoras Ana Maria Mattos, Tânia Marisa de Abreu Fraga, Jaqueline Insaurriaga Silveira e Evelin Stahlhoefer Cotta, da Escola de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (EA/UFRGS) pela bela contribuição à Academia com o trabalho MATTOS et al (2013).
Epígrafe (No caso de Dissertação – opcional)
Quando o autor apresenta uma citação, seguida de indicação de autoria.

Para a epígrafe, sugere-se que seja relacionada com a matéria tratada do texto, mas não necessariamente deverá ter relação com o trabalho elaborado.




Resumo (obrigatório)

Elemento obrigatório, constituído de uma sequência de frases concisas e objetivas e não de uma simples enumeração de tópicos. Deve ser redigido de maneira a permitir ao leitor um entendimento rápido sobre o conteúdo e as conclusões do trabalho.

O resumo não deve ultrapassar 500 palavras no caso de dissertações.

Recomenda-se que o resumo contenha o tema, problema de pesquisa, objetivo do trabalho, método, contexto (se for o caso), resultados e possíveis conclusões.



Palavras-chave: (sugere-se até cinco palavras)

Abstract (Obrigatório – No caso de Dissertação)

É a transcrição do resumo e das palavras-chave da língua vernácula para a língua estrangeira.

Sugere-se a versão em inglês.

Keywords:

Lista de Ilustrações (opcional)

Deve ser elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico (título) seguido do número da página.

Quando necessário, recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo de ilustração (desenhos, esquemas, fluxogramas, fotografias, gráficos, mapas, organogramas, plantas, quadros, retratos, etc.).

Recomenda-se uma página para cada tipo de ilustração



Exemplo:

Lista de Figuras (em uma página)


Figura 1 -

Modelo Geral da Fundamentação Teórica -------------------------------------

24

Figura 2 -

Estrutura Teórica das Relações entre Valores --------------------------------

43

Figura 3 -

Modelo 1 – Modelo Efeito Direto ----------------------------------------------

75

Figura 4 -

Modelo 2 – Modelo Efeito Mediador Completo ------------------------------

78



Lista de Quadros (em outra página)


Quadro 1 -

Valores do Study of Values (SOV) ---------------------------------------------

34

Quadro 2 -

Modelo Rokeach Value Survey (RVS) -----------------------------------------

36

Quadro 3 -

Modelo List Of Value (LOV) ----------------------------------------------------

38

Quadro 4 -

Modelo Values and Lifestyle Segmentation (VALS) ------------------------

40

Quadro 5 -

Modelo Schwartz Value Survey (SVS) -----------------------------------------

42










Lista de tabelas (opcional)

Deve ser elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com cada item designado por seu nome específico (título) seguido do número da página.



Exemplo:
Lista de tabelas

Tabela 1 -

Escala de Atitude – Categoria por item --------------------------------------

56

Tabela 2 -

Escala Contínua de Atitude ----------------------------------------------------

56

Tabela 3 -

Escala de Atitude – Diferencial Semântico ---------------------------------

57

Tabela 4 -

Relacionamento entre Atitude Relativa e Compra Repetida --------------

67

Tabela 5 -

Controle dos Questionários – Pesquisa Valores Ipsativos ----------------

101

Lista de abreviaturas e siglas (opcional)
As abreviaturas e siglas devem ser ordenadas alfabeticamente e seguida de seus respectivos significados por extenso.

Quando as siglas aparecerem pela primeira vez no texto, deve-se colocar primeiro o nome por extenso para, então, colocar a sigla ou abreviatura entre parênteses.




Lista de símbolos (opcional)
Os símbolos devem ser apresentados de acordo com a ordem que estiverem no texto, acompanhados de seus significados.

Sumário (Obrigatório)

Consiste na enumeração das divisões, seções e outras partes do trabalho, na mesma ordem em que o conteúdo é apresentado e na mesma grafia, acompanhado do respectivo número da página inicial. Os indicativos das seções (em números arábicos), que compõem o sumário, devem se alinhados à esquerda. Os demais títulos e subseções devem ser alinhados pela margem esquerda do título indicativo.



Os elementos pré-textuais, como resumo e listas não são apresentados no sumário. Porém, os elementos pós-textuais devem constar no sumário.

Exemplo: Tese apresentada por Henrique (2009)

Sumário

1

INTRODUÇÃO ---------------------------------------------------------------------

18

1.1

PROBLEMA DE PESQUISA ------------------------------------------------------

19

1.2

OBJETIVOS DO ESTUDO --------------------------------------------------------

21

1.3

RELEVÂNCIA E MOTIVAÇÃO PARA O ESTUDO -------------------------

22

1.4

ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DO TEXTO -------------------------------

23

2

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA -----------------------------------------------

24

2.1

TÍTULO DOIS -----------------------------------------------------------------------

25

2.1.1

Título 3 -------------------------------------------------------------------------------

25

2.1.1.1

Título 4 --------------------------------------------------------------------------------

33

3

MÉTODO ----------------------------------------------------------------------------

45

3.1

DELINEAMENTO DA PESQUISA ----------------------------------------------

50

3.1.1

Pesquisa Exploratória -------------------------------------------------------------

51

3.1.1.1

Escala do Constructo ----------------------------------------------------------------

82

3.1.2

Pesquisa Descritiva -----------------------------------------------------------------

94

3.1.2.1

Medição e Escalonamento ----------------------------------------------------------

96

4

CONTEXTO (opcional) -----------------------------------------------------------

100

5

ANÁLISE DOS DADOS E RESULTADOS ----------------------------------

150

5.1

CARACTERIZAÇÃO DA AMOSTRA ------------------------------------------

180

6

CONCLUSÃO ----------------------------------------------------------------------

208

6.1

DISCUSSÕES SOBRE A PRIMEIRA QUESTÃO DE PESQUISA ---------

212

6.1.1

Pesquisa Valores Ipsativos --------------------------------------------------------

217

6.2

CONTRIBUIÇÕES ACADÊMICAS ---------------------------------------------

220

6.3

CONTRIBUIÇÕES GERENCIAIS -----------------------------------------------

225

6.4

LIMITAÇÕES DA PESQUISA ---------------------------------------------------

229

6.5

PROPOSIÇÕES DE ESTUDOS FUTUROS ------------------------------------

230




REFERÊNCIAS --------------------------------------------------------------------

231




ANEXO A –--------------------------------------------------------------------------

260

1 INTRODUÇÃO
Parte inicial do texto, deve constar a delimitação do assunto tratado, além de outros elementos necessários para situar o tema do trabalho.

Deve ter ainda, a situação problema, os objetivos (geral e específicos) da pesquisa, a relevância e motivação para o estudo (justificativa) e a estrutura e organização do texto a ser apresentado.


Exemplo: Tese apresentada por Henrique (2009)

O modo de conduta de um indivíduo expressa seus valores pessoais em relação a objetos, pessoas ou situações, e esses valores guiam avaliações e geram sentimentos que podem levá-lo à lealdade ou não. Os valores humanos são explorados na Ciência em perspectivas multidisciplinares. Na Antropologia, auxiliam na compreensão de estilos de vida e de padrões culturais; na Sociologia, estão aliados aos estudos sobre ideologias e costumes; e na Psicologia, os valores são estudados juntamente com as atitudes e os motivos pessoais (CLAWSON; VINSON, 1978). A lealdade tem seu registro na História, ou na lenda, como um dos símbolos da Távola Redonda, composta por homens premiados com a mais alta ordem da Cavalaria, na Corte do Rei Artur. Face à importância significativa para seus membros, a lealdade entre os cavaleiros e o rei era formalizada por meio de batismos de espadas, ficando como mensagem central o compromisso genuíno assumido entre os personagens.

Garantir este sentimento de cumplicidade e cumprimento de promessas mútuas nas relações mercantis é um dos desejos dos acadêmicos e praticantes do Marketing na atualidade. Essa aspiração, aliada à necessidade de melhores negócios, ocorre em virtude das complexidades inerentes às transações comerciais, juntamente com a fragmentação dos mercados e dos processos de trocas que caracterizam o momento em que vivemos.

........



    1. PROBLEMA DE PESQUISA

É o problema ou a questão que conduz ao desejo ou à necessidade de uma pesquisa. Pode surgir da experiência de vida, dos locais de trabalho ou debates político e/ou literário. O autor deve deixar claro o problema de pesquisa e sua importância para a sociedade e/ou o mundo acadêmico.

A parte de definição do problema deve conter informações relacionadas à situação existente, apresentar informações relacionadas aos antecedentes do problema, com fatos, dados etc. retirados de jornais, revistas, reportagens, dentre outros meios.

Após aprofundar sobre essas informações, que propiciem claramente o entendimento da situação problemática existente, encerre essa seção apresentando uma questão de pesquisa.


Exemplo: Tese apresentada por Henrique (2009)

Estudos sobre lealdade têm uma longa trajetória na literatura de Marketing, tendo como marco inicial o trabalho de Copeland (1923)1 sobre compras do consumidor (HOMBURG; GIERING, 2001). A busca pela lealdade intensificou-se a partir da mudança de postura da disciplina, que passou do estudo das relações de troca (BAGOZZI, 1974) para o estudo de relacionamentos duradouros (DWYER; SCHURR; OH, 1987). Oliver (1997) conceitua lealdade como um profundo compromisso de recompra de um produto ou serviço a despeito de influências situacionais ou esforços de marketing que tenham potencial de causar um comportamento de mudança. (.....)

Legitimando a relação entre valores pessoais, atitudes e lealdade, há somente o estudo de Marandi, Little e Sekhon (2006), que aborda superficialmente a integração desses temas. Entretanto, por meio de uma revisão teórica realizada junto às principais bases de dados nacionais e internacionais, como Blackwell Synergy, Elsevier Science Direct, Ebsco, Emerald Insight, Infotrac College, Proquest, Scopus, Thompson Gale, Wilson Web e Google Scholar, não se encontrou estudos que tratem da relação valores pessoais-atitude-fases da lealdade propostas por Oliver (1997), constatando-se, desta forma, uma lacuna na literatura para responder ao seguinte questionamento:


  • Qual o impacto dos valores pessoais nas fases da lealdade do consumidor?

Desta forma, procurando responder à questão apresentada, esse trabalho tem os seguintes objetivos:

1.2 OBJETIVOS DO ESTUDO


É a declaração mais importante de todo o trabalho. É a intenção de todo o estudo de pesquisa. É a busca da resposta para a questão de pesquisa. É o porquê de o autor querer fazer esse estudo. É a proposta/declaração de uma intenção. A atenção do trabalho está focada nos objetivos proposto.

O objetivo geral deve ser iniciado por um verbo no infinitivo. É uma declaração curta, com a terminologia mais precisa possível, de quais informações são necessárias.

Os objetivos específicos definem os itens que deverão ser abordados para que o objetivo geral possa ser atingido.

Atenção: os marcadores de texto (Exemplo: -) devem estar na mesma posição do parágrafo (1,25cm) da margem esquerda.

Importante: Os objetivos não devem especificar o tipo de dado que vai ser levantado ou a amostra que será utilizada. Esses itens fazem parte da metodologia do trabalho.

Exemplo: Tese apresentada por Henrique (2009)

Objetivo Geral:

Elaborar e verificar empiricamente modelos teóricos sobre as relações existentes entre os constructos valores pessoais, atitude e fases da lealdade junto a clientes de instituições bancárias no Brasil.


Objetivos Específicos:
- Mensurar a influência dos valores pessoais nas fases da lealdade, analisando os valores como antecedentes diretos das fases da lealdade.
- Mensurar a influência dos valores pessoais na atitude e da atitude nas fases da lealdade, analisando a atitude como mediadora completa da relação valores pessoais-fases da lealdade.

1.3 RELEVÂNCIA E MOTIVAÇÃO PARA O ESTUDO


Apresentar informações quanto à importância, oportunidade e viabilidade de trabalhar o tema. É o momento de expor os motivos que levaram à escolha do tema, com argumentos e informações que demonstrem o interesse científico, identificando a efetiva contribuição da pesquisa para a área de conhecimento.
Exemplo: Tese apresentada por Henrique (2009)

Estudar a relação entre os valores pessoais e a lealdade do consumidor empiricamente é relevante para as disciplinas de Marketing e de Comportamento do Consumidor, em virtude de os resultados contribuírem na identificação e consolidação de mais uma variável psicológica como preditora e influente no constructo lealdade. Resultados consistentes de estudos realizados com foco na lealdade do consumidor possibilitam melhorar a relação cliente-empresa e, consequentemente, estabelecer um relacionamento que gere aumento de lucros e retenção de clientes (KUMAR; SHAH, 2004), além de auxiliar na redução de custos, na sensibilidade de preços, no boca-a-boca positivo e no aumento do tempo das relações comerciais (REICHHELD; TEAL, 1996). Como ainda não há uniformidade no meio acadêmico quanto aos melhores preditores da lealdade (RUNDLE-THIELE; MACKAY, 2001), estudar e investigar o impacto dos valores pessoais nesse constructo é motivador.

Os Valores também têm sido definidos e mensurados na literatura de Marketing em diferentes contextos. Por exemplo, valor para o cliente, que é o “... tradeoff entre o que é recebido pelo consumidor em troca do que é dado à empresa” (ZEITHAML, 1988, p. 14), ou seja, aquele vinculado à relação custo-benefício e à percepção que o cliente tem sobre a troca mútua e o cumprimento de promessas (GRÖNROOS, 1994); valor do cliente para a empresa ou Customer Lifetime Value (CLV) (VOERHOEF; LANGERAK, 2002), que está associado ao lucro que um cliente pode gerar a uma empresa (BERGER; NASR, 1998); e valor do cliente ou valores pessoais, que é baseado na Psicologia Social e aborda aspectos sobre a existência humana e suas relações sociais (ROKEACH, 1973). Desta forma, pesquisar sobre valores pessoais implica ampliar a tendência investigativa desse constructo na disciplina de Marketing.

Entretanto, a principal motivação e relevância para esse estudo é a realização de uma investigação empírica sobre a relação de dependência entre os valores pessoais e as fases da lealdade propostas por Oliver (1997), que até o momento não foi estudada no meio acadêmico ou empresarial.

1.4 ESTRUTURA E ORGANIZAÇÃO DO TEXTO
É a forma como está distribuída a apresentação do texto ao longo da dissertação.
Exemplo:

Este trabalho está organizado da seguinte forma:

A primeira parte, já apresentada, é composta pela Introdução, Problema de Pesquisa, Objetivos Geral e Específicos, além das Relevâncias Teóricas e Práticas.

A segunda parte abrange a Fundamentação Teórica do trabalho, focando nos temas Marketing de Relacionamento; Boca-a-Boca (WOM) e Boca-a-Boca Eletrônico (eWOM); Antecedentes do WOM; Mídias Socais; e Comunicação Mediada por Computador (CMC) com o objetivo de familiarizar e esclarecer ao leitor as abordagens teóricas que amparam este estudo.

A terceira parte traz o Método de Pesquisa e as Técnicas de Análises. Neste capítulo procurar-se-á contextualizar a estratégia de investigação que foi utilizada no trabalho, bem como o procedimento amostral, características da amostra e coleta de dados.

Na quarta parte é apresentado o Contexto da Pesquisa, a fim de posicionar o leitor a respeito do campo de atuação do trabalho.

A quinta parte consolida o trabalho de campo, apresentando as Análises dos Dados e os Resultados da Pesquisa.

A sexta parte traz as principais Conclusões, as Contribuições Acadêmicas e Gerenciais, bem como as Limitações e Sugestões de Pesquisas Futuras.

Por fim, a sétima parte são apresentadas as Referências que serviram de base para o trabalho, além dos anexos com informações e detalhes adicionais sobre o estudo realizado.



  1   2   3


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal