Teoria do roteiro II



Baixar 299,89 Kb.
Encontro14.11.2017
Tamanho299,89 Kb.



UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CAMPUS UNIVERSITÁRIO - TRINDADE - CAIXA POSTAL 476

CEP 88.040-900 - FLORIANÓPOLIS - SANTA CATARINA

Telefones: (48) 3721-9293 e 3721-9706 Fax: (48) 3721-9817




PLANO DE ENSINO

Código: CMA5512

Nome da disciplina: Teoria do Roteiro II

Horas-aula: 60 (15 semanas)

Horas semanais: 4 (6.1420-4)

Professor: Dr. Marcio Markendorf

Ementa:

A forma do roteiro para televisão e cinema. Desenvolvimento do roteiro: tema, sinopse, argumento, tratamento. Redação de diálogos.



_____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________Avaliação'>_____________________________________________________________________________
Objetivos:


  • Estudar aspectos teóricos e práticos de dramaturgia para a construção de roteiros;

  • Conhecer e discutir textos teóricos relacionados à produção de roteiros;

  • Adaptar histórias literárias para a forma de roteiro cinematográfico;

  • Analisar e elaborar sinopses, argumentos, episódios, enfatizando a ideia de criação enquanto processo.

_____________________________________________________________________________
Conteúdo programático:


  • Roteiro original: processo de criação, montagem, tratamento do roteiro e versão cinematográfica final

(Análise de dois roteiros de Quentin Tarantino: Pulp Fiction – Tempo de violência e Bastardos Inglórios);

  • Roteiro adaptado: a diferença entre a linguagem literária e a audiovisual, simplificação, deslocamentos, supressões, concentração, enriquecimento, licenças dramáticas.

(Análise de contos de fadas e os roteiros da Disney, narrativas literárias adaptadas, cinebiografias)

  • Construção de diálogos: funções, qualidades e (d)efeitos

(interlocutor e nível de linguagem; fala e contexto; diálogo real x diálogo cinematográfico; alusões, subentendidos, conteúdos pressupostos; diálogo e informação; a visibilidade do pensamento no filme; diálogos de lapsos de tempo)

  • Roteiro para televisão e internet: construção de episódios;

  • Elaboração de sinopse.

_____________________________________________________________________________

Metodologia:

Aula expositiva dialogada, leitura dirigida, debate, análise crítica de roteiros originais e adaptados, exibição de filmes e vídeos, produção de roteiros, atividades individuais e em grupo.


_____________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________
Avaliação:

Atividades em sala de aula, produção de um roteiro adaptado (trabalho em grupo), produção de um roteiro original (trabalho individual). A nota final será a média ponderada das tarefas avaliativas.



_____________________________________________________________________________
Horário de atendimento extraclasse:

Às terças-feiras, com agendamento prévio pelo e-mail: marciomarkendorf@uol.com.br

_____________________________________________________________________________
Bibliografia básica
CAMPBELL, Joseph. O herói de mil faces. Tradução de Adail Ubirajara Sobral. São Paulo: Cultrix, 2008.

CAMPOS, Flávio de. Roteiro de cinema e televisão: a arte e a técnica de imaginar, perceber e narrar uma estória. 2. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

CARRERO, Raimundo. A preparação do escritor. São Paulo: Iluminuras, 2009.

CHION, Michel. O roteiro de cinema. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

CUNHA, Renato. Cinematizações: ideias sobre literatura e cinema. Brasília: Círculo de Brasília, 2007.

MARQUEZ, Gabriel Garcia. Como contar um conto: da oficina de roteiro de Gabriel Garcia Márquez. 3. ed. Rio de Janeiro: Casa São Jorge Editorial, 1997.

MCKEE, Robert. Story: substância, estrutura, estilo e os princípios da escrita de roteiro. Tradução de Chico Marés. 2ª reimp. Curitiba: Arte & Letra, 2010.

SARAIVA, Leandro; CANNITO, Newton. Manual de roteiro: ou Manuel, o primo pobre dos manuais de cinema e TV. 2ª ed. São Paulo: Conrad Editora do Brasil, 2009.

SEGER, Linda. A arte da adaptação: como transformar fatos e ficção em filme. Tradução de Andrea Netto Mariz. São Paulo: Bossa Nova, 2007.

SILVA, Marcos (org.). Metamorfoses das linguagens (histórias, cinemas, literaturas). São Paulo: LCTE, 2009.

STAM, Robert. A literatura através do cinema: realismo, magia e a arte da adaptação. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2008.

SURRELL, Jason. Os segredos dos roteiros da Disney. Tradução de Beatriz Sidou. São Paulo: Panda Books, 2009.

TRUFFAUT, François. Hitchcock/Truffaut: entrevistas. Tradução de Rosa Freire D’Aguiar. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

VOGLER, Christopher. A jornada do escritor: estruturas míticas para escritores. Tradução de Ana Maria Machado. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.



Roteiros selecionados

TARANTINO, Quentin. Pulp fiction. Tradução de Joana Mosella. Rio de Janeiro: Rocco, 1995.

TARANTINO, Quentin. Bastardos inglórios. Tradução de Anna Lim. Barueri, SP: Manole, 2009

Obras literárias sugeridas
ABREU, Caio Fernando. Morangos mofados. 9. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

ABREU, Caio Fernando. Os dragões não conhecem o paraíso. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.

BALLARD, J. G. Crash. Tradução de José Geraldo Couto. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

CRICHTON, Michael. Devoradores de mortos. Tradução de Gilson B. Soares. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

FALCÃO, Adriana. A máquina. Rio de Janeiro: Objetiva, 2005.

KAYSEN, Susanna. Moça, interrompida. Tradução de Márcia Serra. São Paulo: Marco Zero, 1996.

LISPECTOR, Clarice. A hora da estrela. Rio de Janeiro: Rocco, 1997

MANGUEL, Albert (org.). Contos de horror do século XIX. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

NASAR, Sylvia. Uma mente brilhante. Tradução de Sergio Moraes Rego. 3. ed. Rio de Janeiro: Record, 2002.

NASSAR, Raduan. Lavoura arcaica. 3. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

PALAHNIUK, Chuck. Clube da luta. Tradução de Vera Caputo. São Paulo: Nova Alexandria, 2000.

STIGGER, Verônica. Os anões. São Paulo: Cosac Naify, 2010.


Filmografia sugerida
Cisne Negro (Black Swan), 2010, dirigido por Darren Aronofsky, roteiro de John McLaughlin,
Não me abandone jamais (Never Let Me Go), 2010, dirigido por Mark Romanek, roteiro de Alex Garland, adaptado do livro Não me abandone jamais, de Kazuo Ishiguro.
Brilho eterno de uma mente sem lembranças (Eternal Sunshine of the spoteless mind), 2004, dirigido por Michel Gondry, roteiro de Charlie Kaufman, vencedor do Oscar de melhor roteiro original.
Adaptação (Adaptation), dirigido por Spike Jonze, 2002, roteiro de Charlie Kaufman e Donald Kaufman, adaptado do livro O ladrão de orquídeas, de Susan Orlean, indicado ao Oscar de melhor roteiro adaptado.
Uma mente brilhante (A beautiful mind), 2001, dirigido por Ron Howard, roteiro de Akiva Goldsman, vencedor do Oscar de melhor roteiro adaptado.
Lavoura arcaica, 2001, dirigido e roteirizado por Luiz Fernando Carvalho, adaptado do livro homônimo de Raduan Nassar.
Um copo de cólera, 1999, dirigido por Aluízio Abranches, roteiro de Aluísio Abranches e Flávio R. Tambellini, adaptado do livro homônimo de Raduan Nassar.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal