Sistema único de saúDE



Baixar 0,74 Mb.
Página3/6
Encontro01.07.2018
Tamanho0,74 Mb.
1   2   3   4   5   6

POPULAÇÃO DE GOIÁS = 5.730.762 Habitantes


1,5% são portadores de Deficiência Auditiva = 85.961 pacientes
CÁLCULO: POP X 1,5 / 100
QUANTITATIVO DE SERVIÇOS A SEREM IMPLANTADOS / IMPLEMENTADOS:
01 SERVIÇO PARA CADA 1.500.000 HABITANTES, sendo que 50% deverão ser de Alta Complexidade. Goiás comporta, portanto, 04 serviços, 02 de Média e 02 de Alta Complexidade

SELEÇÃO E ADAPTAÇÃO DE AASI (APARELHOS DE AMPLIFICAÇÃO SONORA INDIVIDUAL)

Percentual de prescrição e fornecimento de AASI:
Tipo A = 50%

Tipo B = 35%

Tipo C = 15%
Acompanhamento periódico

(monitorando a perda auditiva e a efetividade do uso do AASI)



Crianças até 3 anos = até 4 x ao ano

Crianças maiores de 3 anos = até 2 X ao ano

Adultos = 1 X ao ano
Terapia fonoaudiológica:
Criança – 2 X por semana, individual, em sessões de 45 min.

Adulto – 1 x por semana por 4 semanas, individual, em sessões de 45 min.

# MÉDIA COMPLEXIDADE
Cada equipe deverá protetizar no máximo 60 pacientes/mês, devendo garantir: diagnóstico, tratamento clínico, seleção, adaptação, fornecimento de AASI e terapias.

Equipe mínima

01 médico otorrinolaringologista

04 fonoaudiólogos

01 assistente social

01 psicólogo
MÉDIA COMPLEXIDADE–ATENDIMENTO POR EQUIPE MÍNIMA


Faixa Etária

Nº de pac. Atendidos/mes

Quantidade de Atend./ano

Total de

Atend./ano

< de 3 anos

60

4 vezes

240

> de 3 anos

60

2 vezes

120

Adultos

60

1 vez

60

TOTAL__180_____420'>TOTAL

180




420

# ALTA COMPLEXIDADE
Cada equipe deverá protetizar no máximo 100 pacientes/mês, devendo garantir: diagnóstico, tratamento clínico, seleção, adaptação, fornecimento de AASI e terapias.
Equipe mínima

02 médicos otorrinolaringologistas

01 médico neurologista e/ou neuropediatra

01 médico pediatra e/ou neuropediatra

06 fonoaudiólogos

01 assistente social



01 psicólogo
ALTA COMPLEXIDADE–ATENDIMENTO POR EQUIPE MÍNIMA


Faixa Etária

Nº de pac. Atendidos/mes

Quantidade de Atend./ano

Total de

Atend./ano

< de 3 anos

100

4 vezes

400

> de 3 anos

100

2 vezes

200

Adultos

100

1 vez

100

TOTAL

300




700



TOTAL DE ATENDIMENTOS/ANO/DEFICIENTE AUDITIVO, EM MÉDIA E ALTA COMLEXIDADE, DE ACORDO COM A POPULAÇÃO DE CADA MICRORREGIÃO DE SAÚDE/2006.

MACRORREGIAO

MICRORREGIAO

POP. LOCAL

POP. DEFICIENTE (1,5% pop.local)

Total Atend. Media Compl/ ano (X60)

Total Atend. Alta Compl/ano (X100)

CENTRO OESTE

2.696.309 habitantes

CENTRAL

1.541.371

23.120

1.387.200

2.312.000

CENTRO SUL

747.362

11.210

672.600

1.121.000

RIO VERMELHO

192.604

2.889

173.340

288.900

OESTE I

114.881

1.723

103.380

172.300

OESTE II

100.091

1.501

90.060

150.100

NORDESTE

1.104.891 habitantes

ENTORNO NORTE

299.412

4.491

269.460

449.100

ENTORNO SUL

745.214

11.178

670.680

1.117.800

NORDESTE

60.265

904

54.240

90.400

CENTRO NORTE

965.228 habitantes

NORTE

143.580

2.153

129.180

215.300

SERRA DA MESA

108.580

1.628

97.680

162.800

PIRINEUS

458.342

6.875

412.500

687.500

SÃO PATRICIO

254.726

3.820

229.200

382.000

SUDOESTE

502.091 habitantes


SUDOESTE I

322.015

4.830

289.800

483.000

SUDOESTE II

180.076

2.701

162.060

270.100

SUDESTE

462.243 habitantes


ESTRADA DE FERRO

240.958

3.614

216.840

361.400

SUL

221.285

3.319

199.140

331.900

PARÂMETROS DE CONSULTAS GERAIS E EXAMES EM OTORRINOLARINGOLOGIA DE MÉDIA COMPLEXIDADE


Numero de consultas a ser oferecido para pacientes externos referenciados


Mínimo 224/mês

Numero de exames a ser oferecido para pacientes referenciados


Mínimo 112/mês

Obs: o paciente que não necessitar de protetização deverá ser contra-referenciado para a atenção básica.





1   2   3   4   5   6


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal