Seja cauteloso V



Baixar 0,56 Mb.
Página1/25
Encontro29.05.2018
Tamanho0,56 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   25

ÍNDICE

VERSÕES MODERNAS DA BÍBLIA – LIVRO - I1) V

SEJA CAUTELOSO V

PROBLEMA DAS VERSÕES MODERNAS VI

O PROBLEMA DA CORRUPÇÃO. VI

O PROBLEMA DA AUTORIDADE. VI

PROCESSO DE PRESERVAÇÃO DA BÍBLIA VII

A HISTÓRIA [DO TEXTO] DO NOVO TESTAMENTO EM GREGO VIII

OUTROS NOMES PARA O TEXTO RECEBIDO: VIII

A VERSÃO DO REI TIAGO VIII

O INGLÊS DA BÍBLIA DO REI TIAGO IX

A TRADUÇÃO DE ALMEIDA 1753 E SUAS LEGÍTIMAS ATUALIZAÇÕES BASEADAS NO TR X

ATUALIZAÇÕES (BASEADAS OU NÃO NO TR) DA ALMEIDA, NO BRASIL X

O TEXTO RECEBIDO VAI ATÉ AOS CONFINS DA TERRA XI

UM TEXTO (EM GREGO) DIFERENTE É EXALTADO EM UMA HORA DE APOSTASIA XII

J.J. GRIESBACH (1745-1812) XIII

J.L. HUG (1765-1846) XIII

KARL LACHMANN (1793-1851) XIII

SAMUEL TREGELLES (1813-1875) XIII

CONSTANTIN TISCHENDORF (1815-1874) XIII

CÓDICE SINAITICUS. XIII

AS CORRUPÇÕES DO CÓDICE SINAITICUS: XIV

A CONDIÇÃO AMEDRONTADORAMENTE SACRÍLEGA DO MONASTÉRIO DE SANTA CATARINA. XIV

CÓDICE VATICANUS. XV

JOHN WILLIAM BURGON (1813-1888) XV

A ATMOSFERA PAGÃ DO VATICANO. XV

WESTCOTT & HORT, E A VERSÃO REVISADA, DE 1881 XVI

OS MODERNOS TEXTOS EM GREGO SÃO FUNDADOS SOBRE O DE WESTCOTT-HORT XVIII

O TEXTO EM GREGO, DE NESTLÉ. XVIII

O TEXTO EM GREGO, DA UNITED BIBLE SOCIETIES. XVIII

VASTAS OMISSÕES NAS VERSÕES MODERNAS XIX

VERSOS E FRASES COMPLETAMENTE OMITIDOS DAS NOVAS VERSÕES. XIX

CORRUÇÕES DOUTRINÁRIAS NAS VERSÕES MODERNAS XIX

AS VERSÕES MODERNAS ENFRAQUECEM A DOUTRINA DA DIVINDADE DE CRISTO XX

AS VERSÕES MODERNAS ENFRAQUECEM A DOUTRINA DA PROPICIAÇÃO. XXII

AS VERSÕES MODERNAS ENFRAQUECEM A DOUTRINA DO JEJUM. XXII

ERROS NAS VERSÕES MODERNAS XXIII

CONCLUSÃO XXIV

É NECESSÁRIA A LUTA PELA VRTiago [e pelas Almeidas-TR, isto é, ARCorr e ACFiel]? XXIV

ORIGINAL IN ENGLISH: XXV

VERSÃO PARA O PORTUGUÊS: XXV

ESTE MATERIAL É DISPONÍVEL: XXV

PORQUE CONTINUAMOS COM AS ALMEIDAS TRADICIONAIS (Almeida C. Fiel e A. R. Corrigida) LIVRO - II2) XXVII

NVI /NIV /TC  1602+ Ultrajes à Palavra de Deus XXVII

NOSSO OBJETIVO: 3) XXVII

INTRODUÇÃO: PRESERVAÇÃO XXVII

RODAPÉS E NÃO USO DE ITÁLICAS NAS NVI/NIV: XXIX

151 DOS VERSOS ONDE EDIÇÃO DOS TC/NVI/NIV EXTIRPA, NOMES E TÍTULOS DE JESUS (às vezes em rodapé): XXX

1451+ VERSOS COM AMPUTAÇÕES E ADULTERAÇÕES EM EDIÇÃO DO TC/ NVI/NIV (além dos 151 versos acima): XXXI

Velho Testamento = 908+ versos (além de milhares de paráfrases e de adições sem itálicas) XXXI

Novo Testamento = 544 versos (+ milhares de paráfrases e de adições sem itálicas, além dos 151 versos acima vistos, em que nomes e títulos de Cristo são extirpados/adulterados) XXXIII

Mateus = 50 versos XXXIII

Marcos = 56 versos XXXVI

Lucas = 55 versos XXXIX

João = 52 versos XLI

Atos = 34 versos XLIV

Romanos = 27 versos XLV

1Coríntios = 24 versos XLVII

2Coríntios = 12 versos XLIX

Gálatas = 10 versos L

Efésios = 07 versos L

Filipenses = 02 versos LI

Colossenses = 07 versos LI

1Tessalonissenses = 05 versos LI

2Tessalonissenses = 04 versos LII

1Timóteo = 08 versos LII

2Timóteo = 02 versos LII

Tito = 03 versos LIII

Filemom = 02 versos LIII

Hebreus = 11 versos LIII

Tiago = 07 versos LIV

1Pedro = 10 versos LIV

2Pedro = 06 versos LV

1João = 9 versos LV

Judas = 07 versos LVI

Apocalipse = 40 versos LVII

TEM GARRA, TOMA POSIÇÃO! (adaptado de Barry Burton) LIX

SE TU ÉS UM PREGADOR... (adaptado de Barry Burton) LIX

NOSSA AMOROSA CONCLUSÃO: LX

DIVERSOS: (2 versos) LX

APRESENTAÇÃO PELO PR. LÚCIO PIRES: LXI

AGRADECIMENTOS: LXI

BÍBLIAS CITADAS/REFERENCIADAS: LXI

BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA: LXI

PUBLICADO PELOS: autores, julho/1999 LXII

COPYRIGHT: LXII

COMO OBTER CÓPIA DESTE LIVRO: LXII



VERSÕES MODERNAS DA BÍBLIA – LIVRO - I(1)

Nada é mais importante na vida do crente e da igreja do que a Bíblia. Ademais, uma vez que não temos os escritos originais dos profetas e dos apóstolos, e já que muito poucos de nós somos fluentes em hebraico e grego, então dependemos de traduções. Destas, um biógrafo dos tradutores da Versão do Rei Tiago disse: “Por enquanto [isto é, enquanto não nos reunirmos a Cristo], uma boa tradução é o melhor comentário sobre as Escrituras originais; e os originais, eles próprios, são o melhor comentário de uma tradução”. (Alexander McClure, “Translators Revived”, página 65). As informações que se seguirão, a respeito das versões da Bíblia, devem ser bem entendidas por cada crente. Se um homem não confiar absolutamente em [todas] as palavras da sua Bíblia, ele não tem nenhuma autoridade infalível para sua vida.

*************************************************************

SEJA CAUTELOSO


Eu gostaria de ardentemente implorar aos nossos leitores para que estejam sempre precavidos [“de orelhas em pé e pé atrás”], porque há muitas mentiras promovidas como verdades no lado dos [que advogam] o Texto Crítico. Os difamadores acusam os defensores da Versão do Rei Tiago (VRTiago) [e das Almeidas-TR, isto é, a "Almeida Revista e Corrigida" (ARCorr) e a "Almeida Corrigida, Fiel" (ACFiel)] de falta de cuidado e de erros [nas suas argumentações e defesas]. Admitidamente, tem havido alguma falta de cuidado do nosso lado, mas tenho encontrado muitas mentiras absolutas e completas no lado do Texto Crítico. Fiquei um tanto perplexo com isso quando, primeiramente, comecei meus estudos no assunto, mas este é um fato, e eu tenho desde então aprendido que este [problema das grandes inverdades] tem sido o caso desde o princípio do fenômeno da crítica textual.

Como um exemplo da questão, citamos o Dr. Alex Roberts, um estudioso presbiteriano que defendeu os textos de Westcott-Hort no final dos anos 1800s. Com respeito à palavra “Deus” em 1 Tm 3:16, a qual é removida dos textos modernos, Dr. Roberts escreve defendendo a nota marginal na English Revised Version (ERV). Esta nota diz:“ A palavra DEUS [‘Theos'], em lugar de ‘aquele que’, não repousa em NENHUMA evidência antiga suficiente”. Roberts clama: “NENHUM dos primitivos Pais [da 'Igreja'] pode ser citado com certeza [usando ‘Deus’]. NENHUMA das versões muito antigas suportam [a palavra 'Theos']. NENHUM uncial [isto é, manuscrito com todas as letras maiúsculas] dá testemunho dela, com a duvidosa exceção de 'A' ... muito mais evidências podem ser produzidas em suporte de ‘aquele que’”. (Burgon, Revision Revised, p. 98).

O erudito John Burgon (de cujas qualificações falaremos mais adiante neste estudo), contemporâneo de Roberts, produziu sete páginas de testemunhos de textos que ABSOLUTAMENTE e sem questionamento põe o letreiro de mentira sobre as orgulhosas pontificações [opiniões dogmáticas] do Dr. Roberts. Burgon nota que o fato que a palavra ‘Theos’ (Deus) “é o que está escrito em TODAS as cópias unciais existentes, exceto duas, prova que Theos tem sido lido em todas as assembléias dos fiéis desde o século IV ou V da nossa era” ( Ibid., p. 101). Burgon, então, cita 24 muito antigos Pais [“da Igreja"] os quais citaram ‘DEUS’ em 1 Tm 3:16, e conclui, “Contra este exército de testemunhos, a única evidência que o incansável esforço de 150 anos [de teorização de crítica textual] tem conseguido trazer à tona é o que se segue...” Ele então apresentou a lista de meramente 6 citações duvidosas dos antigos “Pais da Igreja” que poderiam suportar a leitura encontrada do texto crítico. Você entende o que eu estou dizendo? Era o Dr. Roberts ignorante dos fatos dos textos bíblicos que Burgon apresentou? Ou esteve ele mentindo? Ele foi um dos homens que produziram a English Revised Version, e pensaríamos que ele tivesse sido familiarizado com os fatos. Somente o Senhor conhece o coração do homem, mas o efeito [se Roberts foi ignorante ou se foi um desonesto mentiroso] é o mesmo.

Quando alguém está pesquisando sobre questões a respeito da Bíblia, ele tem que nunca perder de vista o FATO de que existe o Diabo e que este Diabo tem estado ativamente resistindo contra a pura Palavra de Deus, desde o princípio. Ele é o adversário de Deus e da verdade de Deus. Não fazemos estes estudos num clima de “neutralidade espiritual". [Ninguém o poderia fazer]. Foi o Doutor Diabo quem primeiro cochichou a dúvida “É assim que Deus disse?” ao ouvido de Eva e a induziu a torcer, adicionar, negar e mudar as palavras de Deus.

Dizemos, então: seja cuidadoso, e seja sábio. “Examinai tudo. Retende o bem” (1 Ts 5:21). Temos que seguir o padrão dos bereanos os quais “foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim” (Atos 17:11).

Antes que mergulhemos no fascinante estudo de que estamos nos aproximando, eu quero fazer mais uma coisa: quero render um tributo ao Dr. David Otis Fuller (1903-1988). Muitos têm vilificado seu nome [com calúnias], mas eu louvo a Deus por este homem. Foi nos seus trabalhos de seleção e edição que pela primeira vez eu li muitos dos fatos que serão a seguir abordados . Todos estes fatos apresentam, sem nenhuma incerteza de termos, a posição de que o Texto Recebido é a Palavra de Deus preservada, santa e pura. O Dr. Fuller obteve o seu título de Bacharel de Artes na Faculdade Wheaton, em Literatura Inglesa. Ele obteve o seu grau de Mestre em Divindade no Seminário Teológico de Princeton, estudando com professores tais como Robert Dick Wilson, que foi um mestre no domínio de 45 línguas antigas e poderia repetir de memória uma tradução em hebraico de todo o Novo Testamento, sem faltar uma única sílaba. O Seminário Teológico de Dallas concedeu a Fuller o grau de Doutor em Divindade. Ele pastoreou a Igreja Batista de Wealthy Street, em Grand Rapids, Michigan, por 40 anos. Enquanto estava lá, ele fundou o Instituto Batista de Grand Rapids, que depois se tornou a Faculdade Bíblica Batista de Grand Rapids. Fuller foi o co-fundador do programa de rádio “A Hora da Bíblia para Crianças”, em 1942, e por 33 anos foi o seu diretor. “A Hora da Bíblia para Crianças” está em cerca de 600 estações de rádio. Durante 52 anos Fuller foi membro do quadro da Associação de Batistas para Evangelismo do Mundo [ABWE – Association of Baptists for World Evangelism]. Ele foi um dos curadores da Faculdade de Wheaton por 40 anos. Os livros publicados de Fuller totalizam de 15 a 20. O livro de Fuller “Which Bible?”, com 350 páginas, primeiramente publicado em 1970, foi impresso mais de 12 vezes, e mais de 100.000 cópias deste título têm sido distribuídas, juntamente com as dos outros dois [livros] que ele editou sobre o assunto. Incontáveis crentes de hoje, que têm confiança nas suas Bíblias e que têm sido libertos das brumas da teorização da crítica textual, têm que agradecer a David Otis Fuller.

*************************************************************



  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   25


©livred.info 2019
enviar mensagem

    Página principal