Salesópolis, pelo 175º aniversário de fundação e pelos 156 anos de emancipação político-administrativa



Baixar 10,58 Kb.
Encontro21.07.2017
Tamanho10,58 Kb.



REQUERIMENTO Nº 168 , DE 2013

Requeiro, nos termos do artigo 165, inciso VIII, da XIV Consolidação do Regimento Interno, que se registre nos anais desta Casa um voto de congratulações com a população de SALESÓPOLIS, pelo 175º aniversário de fundação e pelos 156 anos de emancipação político-administrativa, comemorado no dia 28 de Fevereiro de 2.013.

Requeiro, ainda, que desta manifestação dê-se ciência ao Senhor Prefeito BENEDITO RAFAEL DA SILVA, e ao Senhor Presidente da Câmara Municipal, Vereador FRANCISCO MARCELO CORRÊA.

Requeiro, mais, que dê-se ciência desta manifestação aos ilustres Vereadores e Vereadoras Benedito Lélis Renó; Deise Aparecida C. Duque; Paulo Arouca; Claudinei de Oliveira; Edney Campos; Paulo Roberto de Faria; Sérgio dos Santos; Cristian Luis Candelária; Mário Barboza Pinto (“Mário da Padaria”) e Sandra Assis.




JUSTIFICATIVA

A presente propositura tem a finalidade de parabenizar o aprazível município de SALESÓPOLIS pelo transcurso de mais um aniversário, comemorado no dia 28 de Fevereiro.

São José do Paraitinga, hoje “Salesópolis” tem sua origem histórica ligada ao município de Mogi das Cruzes.

Em 28 de fevereiro de 1.838, o bairro de São José do Paraitinga foi elevado à categoria de Freguesia com a denominação de Capela de São José do Paraitinga e teve sua emancipação político – administrativa pela Lei Provincial nº 9, de 24 de março de 1.857.

Devido ao fato de haver extravios postais entre a correspondência de São José do Paraitinga e São Luís do Paraitinga, os vereadores, em sessão de 08 de junho de 1.900, solicitaram ao Governo do Estado a alteração da denominação do município para Salesópolis, em homenagem ao Presidente da República, Dr. Manuel Ferraz de Campos Sales.

Através da Lei Estadual nº 965, de 16 de novembro de 1.905, o município passou a chamar-se Salesópolis.

A Lei nº 10.769, de 19 de fevereiro de 2.001, transformou o município em Estância Turística, tendo em vista as inúmeras atrações que possui, tais como: Barragem de Ponte Nova, a Casa de Senzala, feita de taipa, onde hoje funciona o Restaurante Senzala, a Usina Parque, o Parque das Nascentes do Tietê, o Parque do Pinheirinho, alambiques e muitas cachoeiras.

Salesópolis dista 96 km a leste da Capital Paulista, estando na área de proteção dos mananciais, o que limita sobremaneira seu desenvolvimento industrial.

A agricultura e a pecuária intensivas nos primórdios da colonização foram gradualmente substituídas pela monocultura do eucalipto.

Merece destaque, ainda, na economia salesopolense a Colônia Japonesa, localizada no Distrito de Nossa Senhora do Remédio, pela produção de flores, hortaliças, frutas, ovos e aves. Seu marco cultural e religioso é a Igreja Matriz de São José, padroeiro da cidade.

Construída no período de 1.908 a 1.911, pelo Vigário Padre João Menendes, com a ajuda de seus paroquianos, foi pintada na década de 40 pelo artista plástico Antônio Limones e seu filho, no estilo neoclássico.

Assim, não poderíamos deixar de prestar esta singela, mas justa homenagem ao querido povo salesopolense, que tão bem nos acolheu e acolhe em nosso exercício da atividade profissional de médico e também como seu representante no maior parlamento regional brasileiro. O nosso compromisso com Salesópolis sempre norteou-se pela seriedade, ética, trabalho e dedicação no Parlamento Paulista na busca de benefícios sociais e melhorias para a população salesopolense, por isso, estaremos atentos e continuaremos atuantes para exigir maior celeridade na tramitação e aprovação da Lei Específica da Bacia do Alto Tietê (Tietê/Cabeceiras), que em muito contribuirá para o desenvolvimento sócio-econômico de Salesópolis.




Sala das Sessões, em
Deputado Luis Carlos Gondim



SPL - Código de Originalidade: 1118161 280213 1603




©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal