RelaçÃo dos dvds disponíveis



Baixar 0,63 Mb.
Página1/11
Encontro23.05.2017
Tamanho0,63 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11

RELAÇÃO DOS DVDs DISPONÍVEIS CINE REBELDE
Preços: PREÇOS ESPECIAlÍSSIMOS PARA A ROSA DA RESISTENCIA
Com capa colorida e box: R$ 5,00

Só com o plastiquinho: R$ 3,00



Preços especiais para revenda: A negociar
Pedidos para: cinerebelde@gmail.com
NOVÍSSIMOS:

Ensaio Sobre a Cegueira

O Mundo Segundo a Monsanto

ASIÁTICOS / AFRICANOS


  1. A MASSAI BRANCA: Baseado em uma autobiografia original da escritora Suiça Corinne Hofmann. Em férias no Quênia, Carola decide deixar seu namorado para ficar com um guerreiro da tribo dos Massai. Ela tem que se adaptar à maneira de vida da tribo, que inclui se alimentar de leite misturado com sangue e posturas machistas. Será possível sustentar um amor entre culturas tão diversas?

  2. A PROMESSA: Na China antiga, uma criança miserável é amaldiçoada e destinada a nunca encontrar o verdadeiro amor. Crescida, vira concubina real e seus muitos encantos seduzem três homens: um escravo, que promete fazer de tudo para libertá-la da maldição, um duque e um general, envolvidos em conflitos políticos.

  3. AS TARTARUGAS PODEM VOAR: Na fronteira entre Irã e Iraque, semanas antes da invasão do Iraque pelas tropas norte-americanas, num acampamento de refugiados curdos, as pessoas se reúnem para ouvir as notícias da guerra. A figura central desse grupo é Satélite (Soran Ebrahim), um garoto que exerce a liderança entre crianças, jovens e adultos. O filme registra o caos em que essas pessoas vivem, o isolamento e a completa falta de informações relativas à guerra. Agrin (Avaz Latif), uma garota de 14 anos, chega à região com seu irmão e um filho pequeno. Eles, que encontram dificuldade em se relacionar com os outros refugiados, também acabam de passar por uma experiência traumática. Satélite tenta a aproximação, mas quase não há diálogo entre eles. Agrin entra em conflito também com o irmão, que pede que esperem mais um tempo antes de procurarem novo abrigo.

  4. DEZ: Dez conta a estória de uma mãe divorciada de classe média que dirige um carro. Sempre com uma pessoa no passageiro, ela passa o filme inteiro conversando e debatendo com suas caronas. São cinco estórias a serem contadas, que se intercalam umas nas outras: a do filho pré-adolecente Amin; a de sua irmã; a de uma senhora religiosa; a de uma jovem apaixonada e a de uma prostituta.

  5. FILHOS DO PARAÍSO: Filme iraniano - A história é centrada em Ali, um garoto de nove anos que perde o sapato recém-consertado da irmã, Zahra, quando ia para a escola. Filhos de pais humildes, decidem não contar o ocorrido e revezam o único par de sapatos restante, enquanto que Ali tenta ganhar o prêmio de terceiro lugar numa maratona, onde o prêmio é um par de sapatos. Emocionante!

  6. NOME DE FAMÍLIA: Mira Nair ("Um Casamento à Indiana") sempre esteve focado na questão da identidade cultural de seus personagens, por mais distantes que eles estivessem de suas origens. Família de indianos que vai viver nos EUA e sofre as dificuldades de aculturação.

  7. O BALÃO BRANCO - (80 min) - Ano Novo iraniano, o contraste da ingenuidade infantil e a cruel realidade.

  8. O CAÇADOR DE PIPAS: O caçador de pipas conta a história de Amir, um garoto Pashtun rico de Wazir Akbar Khan, distrito de Cabul, que é atormentado pela culpa de ter traído seu amigo de infância, Hassan, filho do empregado Hazara do seu pai, Ali. A história tem como cenário uma série de acontecimentos tumultuosos, que começa com a queda da monarquia do Afeganistão decorrente da invasão soviética, a massa de emigrantes refugiados para o Paquistão e para os EUA e a implantação do regime Taliban.

  9. O VALE DAS FLORES

  10. OS SENHORES DA GUERRA: Pang Qingyun (Jet Li) é quase morto em uma batalha, mas recupera seu desejo de viver após encontrar uma mulher misteriosa, que faz parte de um clã de ladrões. Pang fica amigo dos dois líderes do grupo, fazendo assim um pacto de irmandade de sangue. Os três agora estão juntos numa batalha para vencer as poderosas tropas imperiais que ameaçam a existência do povo.

  11. OSAMA: Para ajudar sua família, composta apenas de mulheres, uma menina é obrigada a se parecer com um menino em pleno regime Talibã.

  12. PESADELO DE DARWIN: Há 50 anos, uma espécie de peixe foi introduzida no Lago Vitória, na Tanzânia. Esta espécie, originária do Nilo, predou todas as outras na região e causou diversos equilibrios ecológicos. Sendo uma especiaria na Europa, vários aviões cargueiros transportam compulsoriamente as pescas do local, em troca de armamentos, roubando assim o único sustento das populações ribeirinhas.

  13. SAMSARA – ( 140min.) – Filme indiano, dirigido por Pan Nalin. Tashin pode simbolizar a metátora expressa na pedra milenar, de que a resistência à ofensiva do mundo capitalista só encontra correspondente na luta passiva, espiritual, estilo Sidartha/Buda. Mesmo que isso signifique abdicar ao prazer da sensualidade de Pema, à doçura da esposa exemplar, à total sublimação do desejo, do amor erótico, inerente ao ser humano. A gota de água (valores plenos) só será preservada , se lançada no oceano da espiritualidade. Talvez uma resposta à Índia que se adestrou, em um tempo relativamente curto, às rédeas do livre mercado, colocando-se entre os maiores crescimentos do PIB , ao lado da China e Japão, não repassando, entretanto, às camadas pobres da população uma mínima parte da riqueza acumulada nestas cifras estonteantes. Tal como ocorre na América Latina, em particular no Brasil. Lá como aqui, o responsável é o FMI, espinha dorsal da dominação imperialista.

  14. TSOTSI: "Tsotsi" significa "rufia" ou "desordeiro" na linguagem das ruas de Soweto, um gueto negro nos subúrbios de Joanesburgo. Tsotsi (Presley Chweneyagae) tem 19 anos e é chefe de um grupo de gangsters: Boston (Mothusi Magano), Butcher (Zenzo Ngqobe) e Aap (Kenneth Nkosi). Tsotsi é o sociopata do grupo, transformando um assalto num assassínio, e espancando Boston quando este clama pelo valor da decência. Num bairro da classe média, Tsotsi atira sobre uma mulher (Nambitha Mpumlwana) para lhe roubar o carro. Uns metros mais à frente, Tsotsi repara que há um bebé no banco de trás. Um misto de emoções trespassa a sua expressão (numa convincente interpretação do estreante Chweneyagae), e dá-se início a uma viagem de transformação.



BIOGRAFIAS


  1. APOLONIO DE CARVALHO - VALE A PENA SONHAR 74 min – O documentário – A vida, a militância e a trajetória política de um lutador que esteve na Guerra Civil Espanhola, na Resistência Francesa contra o nazismo e no combate à ditadura brasileira: Apolônio de Carvalho. Apesar do seu equivocado apoio ao PT de Lula, Delúbio, Genoino, Zé Dirceu e todos esses asseclas envolvidos no mensalão, a corrupção institucionalizada – e , se vivo, estaria, mesmo assim, apoiando-os, pois, ainda que afundando, não era homem de abandonar o barco. Apolônio, apesar disso tudo, foi um lutador sério, responsável, honesto, solidário e desprovido de qualquer sectarismo. Que o diga, quem o conheceu. E a sua trajetória tem que ser igualmente assimilada e difundida entre lutadores, não entre canalhas e oportunistas. Direção de Stela Grisolti e Rudi Böhm.

  2. BRIZOLA: TEMPOS DE LUTA: O documentário de 93 minutos de duração reúne algumas das cenas que marcaram a trajetória do ex-governador gaúcho em seus 60 anos de vida pública, com destaque para a educação e os episódios da Campanha da Legalidade. A obra conta com depoimentos transcritos do documentário Tempos de Luta, como os de Darcy Ribeiro, Oscar Niemeyer, Dilma Rousseff, entre outros. O relato não é apenas uma obra biográfica: com uma linguagem romanceada resgata com criatividade, imaginação e sensibilidade a trajetória de Brizola. O livro foi produzido com apoio da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, da Aracruz Celulose e da Fundação Mário Soares, de Portugal.

  3. CHICO MENDES - (43 min) - Dizia o seringueiro que não será com grandes funerais ou manifestações de apoio que iremos salvar a Amazônia. “Eu quero viver”, palavras ditas alguns meses antes de sua morte. Chico Mendes foi assassinado dia 22/12/88, a mando do grande latifúndio.

  4. DOM HÉLDER, O SANTO REBELDE: O filme, que não é um perfil chapa branca de alguém acima do bem e do mal, estréia no Recife no Cinema da Fundação depois de ter sido exibido, ano passado, numa sessão pública no Morro da Conceição. Teria tido uma sessão importante no Cine PE do ano passado, festival que a diretora Erika Bauer e a produtora Andréa Glória queriam como vitrine para o filme.

  5. FRIDA - ( 120 min.) – O filme retrata a vida de Frida Khalo, uma mulher revolucionária, na Arte, no Sexo, na Política. Passou a maior parte da vida ao lado do renomado pintor Diego Rivera, seu marido, mas teve casos amorosos, com homens e mulheres, incluindo um com o líder da revolução russa, Leon Trotsky, exilado no México. Dirigido por Julie Taylor.

  6. GANDHI - Utilizando o método da resistência passiva, Gandhi põe fim à dominação inglesa. Filmado na Índia, direção de Richard Attenborough. Argumentos para a atual polêmica: Índia/Paquistão/Caxemira.

  7. GARRINCHA, A ESTRELA SOLITÁRIA: Cinebiografia do jogador Manuel dos Santos, o Garrincha. O filme expõe a vida do "demônio das pernas tortas" dentro e fora do campo, confrontando o mito do futebol mundial ao homem humilde do interior. Em 1980, a escola de samba Mangueira homenageia Garrincha, que desfila em um carro alegórico especialmente preparado para ele. As várias facetas de Mané Garrincha são mostradas a partir das lembranças de pessoas que lhe foram muito próximas e que o amaram de diferentes maneiras. As histórias que Elza Soares, Iraci, Sandro Moreyra e Nilton Santos viveram com Garrincha compõem uma visão multilateral de sua intrigante personalidade e de seu destino de glórias e tragédias.

  8. GLAUBER, O FILME – LABIRINTO DO BRASIL: Documentário sobre a vida e a morte de Glauber Rocha, o polêmico cineasta baiano que revolucionou o cinema, promovendo uma radical revisão na cultura brasileira. Imagens do enterro, depoimentos recentes de quem acompanhou sua trajetória, seu pensamento e idéias, explodem na tela num filme-tributo à memória de um artista que idealizava um cinema independente e libertário.

  9. JANGO: O filme descreve e explica a política brasileira da década de 1960, desde a candidatura de Jânio Quadros, passando pelo golpe militar, as manifestações da UNE e os exílios. O filme retrata a vida política brasileira dos anos 60, tendo como fio condutor a biografia do presidente João Goulart. Sua ascensão e queda, até a morte no exílio, uma reconstituição a partir de material de arquivo e entrevistas com ministro Afonso Arinos de Melo Franco, Raul Ryff, general Antonio Carlos Muricy, Leonel Brizola, Celso Furtado, Frei Betto, entre outros.

  10. JOANA D´ARC: O diretor Luc Besson (O quinto elemento) conta a história de Joana D'Arc, jovem de 19 anos que lidera o exército francês contra os inimigos ingleses. Com Milla Jovovich, Dustin Hoffman, John Malkovich e Faye Dunaway.

  11. O POETA DAS SETE FACES: Filme sobre a vida de Carlos Drummond de Andrade (1902-1987). O título escolhido remete à obra "Poema das sete faces", e pretende dar a idéia de alguém que vive à margem, fora do sistema, com um olhar crítico e inusitado sobre a realidade, uma característica que perpassa a vida e a obra do poeta. O filme Poeta das sete faces procura englobar as diferentes fases de sua obra.

  12. O VELHO – Documentário sobra a vida e a luta política de um dos maiores líderes comunistas do Brasil, Luis Carlos Prestes (105 min)

  13. OLGA: filme brasileiro realizado em 2004 pelo diretor Jayme Monjardim, inspirado na biografia escrita por Fernando Morais sobre a alemã, judia e comunista Olga Benário. Este é o primeiro filme do diretor Jayme Monjardim, especialista em telenovelas. O roteiro foi realizado por Rita Buzzar, com quem o diretor já havia trabalhado anteriormente na telenovela A História de Ana Raio e Zé Trovão, de 1990. A produção também é de Rita Buzzar. Decididos a fazer uma reconstituição correta do contexto histórico, Monjardim e a equipe de produção foram à Alemanha, onde conheceram os lugares freqüentados por Olga e os campos de concentração onde ela esteve prisioneira. Os cenários foram reconstituídos em estúdio no Brasil.

  14. OSCAR.NIEMEYER - A VIDA É UM SOPRO: A história de Oscar Niemeyer, um dos mais influentes arquitetos brasileiros no século XX. É mostrado como Niemeyer revolucionou a Arquitetura Moderna com a introdução da linha curva e a exploração de novas possibilidades de uso do concreto armado, além de seus pensamentos sobre a vida e o ideal de uma sociedade mais justa.

  15. PABLO NERUDA - CONFESAMOS QUE HA VIVIDO (1983)

  16. PELÉ – O ETERNO: documentário brasileiro de 2004 que conta a história e a trajetória de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, conhecido como o Rei do Futebol. O roteiro, escrito por José Roberto Torero com a colaboração do jornalista Armando Nogueira, foi dirigido por Aníbal Massaini Neto. Neste filme não são mostrados todos os seus 1284 gols. O filme vai se desenrolando através de uma narrativa cronológica, em que o Pelé fala sobre suas conquistas, os jogos mais importantes de sua carreira, ilustrados pelos principais gols de cada momento. Além dos gols, são exibidos dribles de rara técnica, com ambos os pés e lances famosos que não resultaram em gol. Completam o documentário, entrevistas de outros jogadores e de familiares. Quem não viu o Pelé jogar, deve assistir a esse filme para ter a real noção de porque ele é o Atleta do Século 20.

  17. ROCHA QUE VOA: Filho de Glauber Rocha, o polêmico cineasta de tantas obras-primas, Eryk Rocha realiza este documentário, um ensaio sobre o papel dos intelectuais na América Latina baseado nos anos em que seu pai ficou exilado em Cuba, de 1971 a 1972. O filme ambiciona recuperar a ligação entre os principais movimentos cinematográficos latino-americanos dos anos 60/70 o Cinema Novo, no Brasil, e o Cine Revolucionário, de Cuba. Por meio de depoimentos de cineastas e do povo cubano entrevistado em Havana, revivemos o impacto provocado pelo cineasta e seus filmes. Para essa produção foram utilizados áudios, depoimentos, poemas, desenhos e trechos de filmes de Glauber

  18. SANDINO - (140 min) - História de Augusto César Sandino, revolucionário nicaragüense- década de 30. Direção de Miguel Littin, o mesmo de “ACTAS DE MARUSIA”.

  19. STALIN – VOLUME 1 - DVD DUPLO ( Parte I -100 min) – (Parte II - 93 min) – A vida de Stalin, que governou a ex-URSS, de 1924 a 1954. Após a morte de Lênin (1923), o que seria a ditadura do proletariado, tornou-se uma ditadura do partido sobre a classe, pondo fim às assembléias populares(soviets) e eliminando as principais lideranças da revolução russa, entre as quais Leon Trotsky, exilado no México.

  20. STALIN – VOLUME 2 - DVD DUPLO ( Parte I -100 min) – (Parte II - 93 min) – A vida de Stalin, que governou a ex-URSS, de 1924 a 1954. Após a morte de Lênin (1923), o que seria a ditadura do proletariado, tornou-se uma ditadura do partido sobre a classe, pondo fim às assembléias populares(soviets) e eliminando as principais lideranças da revolução russa, entre as quais Leon Trotsky, exilado no México.

  21. TROTSKY: Documentário sobre a vida de Trotsky – Audio: INGLÊS e Legenda: PORTUGUES

  22. VIVA ZAPATA! - (111 min) - Emiliano Zapata, revolucionário mexicano, líder camponês, responsável pela derrubada de Porfírio Dias. Filme de 1952, em preto e branco. Direção de Elia Kazan.

  23. VLADO 30 ANOS: Morto há trinta anos pela ditadura militar, o jornalista Vladimir Herzog é homenageado neste documentário dirigido por João Batista de Andrade. O longa é um apanhado da vida, carreira e morte de Vlado, contando com depoimentos de amigos e familiares. Entre os entrevistados estão Clarice Herzog, Paulo Markun e Diléa Frate.

  24. ZICO – O FILME: filme que conta a história de Zico o maior jogador do Flamengo.



CINEMA LATINO-AMERICANO


  1. 25 WATTS: Em Montevidéu, três rapazes tentam sobreviver a um domingo. Eles têm problemas com estudos e garotas, mas a única coisa que sabem fazer é ficar bêbados, dormir e encontrar pessoas estranhas.

  2. A NOITE DOS LÁPIS (LA NOCHE DE LOS LÁPICES) – 95 min. – Direção de Hector Olivera. Ditadura argentina, adolescentes, militantes uns, outros não, do movimento estudantil, tirados de “circulação” e encarcerados. Os maltratos, guardadas a proporções, lembram um pouco o “Salò ou 120 dias de Sodoma”. Filme baseado em fatos reais. Sobra, pelo menos um, para reviver a história de todos os exterminados. Tempo histórico: 1975. Local: La Plata. – SEM LEGENDA – Áudio em Espanhol

  3. AMORES BRUTOS - (153 min) - O cinema mexicano retratando a barbárie das grandes metrópoles. Neste filme, a violência passa a ser o recurso utilizado pelo diretor para escancarar a linha divisória entre o animal que se humaniza e o humano que se bestializa. Por humano, leia-se, modernidade. De um lado, El Chivo, os cachorros e o resgate da dignidade. De outro, os sócios-empresários, a apego ao dinheiro e degeneração individual e social. Direção do competente Alejandro Gonzales Iñarritu.

  4. CAFÉ SOLO O COM ELLAS: Javi, Hugo, Dani e Pedro são quatro amigos que se aproximam dos trinta anos preocupados com o mais importante para eles: suas relações com o sexo oposto, ou seja, as mulheres.E então, entre farras, partidas de basquete e aventuras vândalas, os quatro verão como em só uma semana o sexo e o amor podem acabar com tudo, com elas… ou sem elas.

  5. EL VIAJE – SEM LEGENDAS

  6. EVO PUEBLO – SEM LEGENDA

  7. LÚCIO FLÁVIO - O PASSAGEIRO DA AGONIA - (120 min) - Um filme da década de 1970, mas o retrato atualizado do crime organizado em metrópoles como São Paulo e Rio. Lúcio Flávio, um dos mais famosos criminosos da crônica policial da época, dias antes de ser assassinado na prisão, revela nomes dos “grandões” do submundo do crime. A violência está presente, sem, no entanto, ser banalizada. Direção: Hector Babenco. SEM LEGENDAS e AUDIO EM ESPANHOL

  8. MEUS QUINZE ANOS

  9. NI OLVIDO NI PERDÓN: 1972 - Raymundo Gleyzer, la masacre de Trelew SEM LEGENDAS e AUDIO EM ESPANHOL

  10. NO HABRA MAS PENAS NI OLVIDO: Argentina, 1974. Num vilarejo próximo a Buenos Aires, partidos de esquerda e de direita entram em confronto. Assassinatos e torturas são a ordem do dia. A rapidez com que até o mais pacato dos cidadãos se rende à violência é um símbolo do pesadelo que assombrou o país naqueles tempos. Nesse cenário, um delegado é perseguido e acusado de acolher simpatizantes de esquerda. HECTOR OLIVERA – 1983 AUDIO EM ESPANHOL SEM LEGENDAS

  11. PLATA QUEMADA: Dois matadores sexies e inseparáveis tomam parte de um grande assalto ao caminhão de pagamentos, que carrega 7 milhões. Porém, o que parecia ser um trabalho simples se transforma em um massacre, fazendo com que eles precisem fugir para o Uruguai. Escondidos por um mafioso local, eles ficam então à espera de documentos fraudados para que possam fugir para o Brasil.

  12. RAYMUNDO: Filme biográfico sobre o cineasta Raymundo Gleyzer proibido pela ditadura argentina (ver se tem legenda)

  13. TRAIDORES - RAYMUNDO.GLEYZER, CENSURADO NA ARGENTINA, Com Victor Proncet, Raúl Fraire, Susana Lanteri. . Cópias em DVD Dramatização da vida de um militante sindical, que começa a sua luta no peronismo nos anos 1960, e que se corrompe em sua ascensão ao poder. Versão ORIGINAL SEM LEGENDAS



CLASSICOS


  1. 1984 - (110 min) - Mais famoso dos romances de George Orwell, 1984 é uma metáfora pessimista do pós-guerra para o futuro da humanidade dominado pelo totalitarismo. Para garantir a manutenção do Partido, os setores mais importantes da sociedade eram controlados pelas Teletelas, sempre sob a onipresença do Grande Irmão.

  2. 2001 UMA ODISSÉIA NO ESPAÇO – CONVERTER

  3. A CLASSE OPERÁRIA VAI AO PARAÍSO: Lulu é um operário metalúrgico, que perde um dedo em acidente de trabalho e é envolvido em movimento de protesto. Descobre assim a vida sindical. Ele divide-se entre as tentações da sociedade de consumo e as convocações da esquerda tradicional, numa radiografia do impasse ideológico de muitos trabalhadores. Ganhou o prêmio David di Donatello 1972 de melhor filme, além da Palma de Ouro no Festival de Cannes 1972.

  4. A FESTA DE BABETTE: o núcleo desta história, que só toma consistência na segunda metade do filme, refugia-se da guerra que assombra a França, na casa das recatadas solteironas Martina e Philippa (Brigitte Federspiel e Bodil Kjer), filhas do então falecido pastor e mentor do lugarejo. Aos poucos, seus dotes culinários invadem a alimentação insípida que se caracteriza na rotina dos habitantes, até que um fato inesperado lhe propicia oferecer um jantar, que sutilmente vai conquistando o paladar dos convidados.

  5. A NOVIÇA REBELDE

  6. A VIDA DE BRIAN – CONVERTER

  7. ADEUS LENIN: Indicado da Alemanha ao Oscar de melhor filme estrangeiro para 2003, Adeus, Lênin! é um filme absolutamente inteligente, divertido, sensível e bem realizado. Isso sim é um bom cinema comercial e, merecidamente, foi a maior bilheteria do ano em seu país. O diretor Wolfgang Becker acerta em cheio ao misturar situações engraçadas com sutil comentário político e grandes momentos humanos. O filme tem de tudo para todos os gostos.

  8. AGONIA E ÊXTASE - (134 min) - O renascimento visto do teto da Capela Sistina, herança de um dos maiores de seus mestres: Michelângelo. A antítese do título é a expressão da vida profissional e amorosa do escultor que se recusava a pintar, ainda que o pedido viesse do Papa, Julio II. Diálogos filosóficos exuberantes, além do enfoque sobre as guerras envolvendo a Igreja.

  9. AS VINHAS DA IRA: Baseado na obra de John Steinbeck, conheça a história de uma família de trabalhadores rurais pobre durante a Grande Depressão de 29. Buscando oportunidades de uma vida melhor, Tom Joad (Henry Fonda), após cumprir pena, leva sua família em uma pequena caminhonete, de Oklahoma para a Califórnia, onde dizem ser um lugar mais próspero e de maiores oportunidades. Durante a viagem eles se deparam com a nova realidade, ao mesmo tempo que descobrem que o lugar onde estão indo pode ser pior do que o que deixaram para trás. Vencedor de 2 Oscar, incluindo Melhor Diretor.

  10. CALÍGULA – O Filme, é uma das mais polêmicas produções do cinema. O único que mostra o show de perversões que o Império Romano escondia, e conta a história de Calígula o mais louco dos imperadores, que mantinha um bizarro caso sexual com sua irmã, e era casado com a mais infame das prostitutas. Ao mesmo tempo que Calígula vivia cercado de bajuladores, tinha também inimigos perigosos, loucos para vê-lo longe do poder. Superprodução com elenco do primeiro time, onde se destacam Malcolm McDowell, Peter O'Toole, John Gielgud e Hellen Mirren, Calígula é um filme que choca pela sua beleza e naturalidade com que trata temas considerados tabus pela sociedade. Esta versão que comemora os 20 anos do filme, contém cenas adicionais inéditas, dirigidas por Bob Guccione criador da Revista Penthouse, uma das bíblias do erotismo mundial.


  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal