Regulamento 2004 – Carros



Baixar 69,57 Kb.
Encontro01.07.2018
Tamanho69,57 Kb.




XVII IBITIPOCA OFF-ROAD
REGULAMENTO GERAL
O XVII IBITIPOCA OFF-ROAD será realizado com base no REGULAMENTO PADRÃO RAID - FMA – 2006, e seus eventuais adendos, seguindo o disposto no CDA – CÓDIGO DESPORTIVO DO AUTOMOBILISMO da CBA – CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMIBILISMO, e neste regulamento:
1 – CATEGORIAS:

1.1 – 4X4 Master = trilhas com alto grau de dificuldade e media justa;

1.2 – 4X4 Sênior = trilhas com alto grau de dificuldade e média baixa – mesmas da categoria Master;

1.3 – Light 4X4 = trilhas leves com medias baixas.

1.4 – Light 4X2 = trilhas leves com medias baixas.

2 – CALENDÁRIO – O XVII IBITIPOCA OFF-ROAD será realizado no período de 26 a 27 de agosto de 2006, em Juiz de Fora.

3 – INSCRIÇÕES: As inscrições deverão ser efetuadas através do sítio eletrônico www.ibitipocaoffroad.com.br, no período de 01 de julho até 25 de agosto, de conformidade com as informações constantes do regulamento particular – adendo 01.(vagas limitadas)

3.1 – Para ser admitido na competição, o piloto deverá estar ser filiado a uma Federação no exercício 2006, na categoria que o torne habilitado a participar desse tipo de prova.

4 – PATROCÍNIO CONFLITANTE: Será vetada a participação de veículo que ostente patrocínio de qualquer empresa com marca conflitante com a(s) de patrocinador(es) do evento, exceto nos casos analisados, julgados e liberados pela organização, após acordo com patrocinadores e apoios.

5 – LARGADA: A ordem de largada será definida por sorteio, nas duas etapas, e os horário estarão afixadas no veiculo da Totem na vistoria, na mesma sequência descrita no item 1 deste regulamento. No veículo da totem estar afixado um relógio com o tempo ideal.

5.1 – Intervalo: O intervalo de largada será de um minuto.

6 – IDENTIFICAÇÃO: Os numerais de identificação, fornecidos pela organização do evento, deverão ser afixados nas portas laterais do veículo. A testeira deverá estar afixada no vidro dianteiro. Esse lay-out não poderá ser modificado em hipótese alguma (recortados, por exemplo). A inobservância resultará em exclusão ou desclassificação dos concorrentes infratores. A organização fornecerá aos concorrentes, numeral recortado, que deverá ser afixado na parte traseira do veículo.
7 - ENTREGA DA PLANILHA: Será fornecida uma planilha técnica para digitação durante a vistoria a ser realizada na sexta-feira. Portanto, não haverá pmms na Internet e transferência de dados por smart. Cada navegador deverá fazer sua própria digitação. O formato da planilha será o A4, devidamente encadernado. A

organização não se responsabilizará por nenhuma transferência de dados de pmms.



8 - ITENS DE SEGURANÇA OBRIGATÓRIOS:

8.1 – Gaiola de Segurança: Os veículos sem capota de aço deverão estar devidamente equipados com a gaiola de segurança “Santo Antônio”, que sujeita à aprovação da Vistoria;

8.2 – Estado de Conservação: Os itens de segurança e partes do veículo deverão estar em bom estado. A inobservância resultará em exclusão ou desclassificação dos concorrentes infratores;
8.3 – Legislação de Trânsito: Os trechos em zonas urbanas serão de deslocamento nos quais deverão ser observadas todas as normas do Código de Trânsito Brasileiro e mantida a média de velocidade de acordo com a planilha.

8.4 – Cinto de Segurança: Será obrigatório o uso do cinto de segurança de no mínimo três pontas para piloto e navegador. A inobservância resultará em exclusão ou desclassificação.

8.5 – Tripulantes: O carro poderá transportar piloto, navegador e uma terceira pessoa com idade mínima de 13 anos, e desde que o carro contenha equipamentos de segurança para esse terceiro ocupante, e que seja ainda efetuado o pagamento de uma taxa adicional de R$ 60,00 (sessenta reais). A inobservância resultará na exclusão ou desclassificação dos concorrentes infratores.

8.6 – Abastecimento - haverá diversas possibilidades de abastecimento. Será proibido o transporte de combustível (exceto em tanque próprio, em aço e na parte externa do veículo). A inobservância causará exclusão ou desclassificação. Os locais para abastecimento estarão informados no regulamento particular do evento.

8.7 – Horário de prova: Poderá haver trecho noturno no primeiro dia de prova;

8.8 – Faróis: Será obrigatório manter os faróis acesos durante todo o percurso;
8.9 – Proibição de participação: Veículos que não apresentarem as condições de segurança exigidas não poderão participar da prova;

8.10 – Consumo de Bebidas Alcoólicas: Será expressamente proibido o uso de bebidas alcoólicas pelos tripulantes do veículo durante o trajeto da prova. A inobservância resultará na exclusão ou desclassificação sumárias;
8.11 – Capacete: Será obrigatório o uso de capacetes em todas as categorias. Não serão tolerados capacetes fora de especificação tais como capacetes de bicicletas;
8.12 – Condição Geral do Veículo: A vistoria será rigorosa quanto ao estado do veículo, seus equipamentos e pneus.

8.13 – Ponto de Ancoragem: Será obrigatória a existência de ponto de ancoragem traseiro e dianteiro, além de corrente, cabo de aço ou cinta (não vale corda) para veículos das categorias 4x4 MASTER, SENIOR.

9 – APOIO NA TRANSPOSIÇÃO DE OBSTÁCULOS: A organização estará desobrigada de colocar carros de apoio nos obstáculos, pois eles farão parte da prova, e acentuarão as várias qualidades do piloto, como habilidade para a transposição dos mesmos, além do próprio espírito de companheirismo.

10 – RESGATE: A organização não se responsabilizará por resgate de veículos em hipótese alguma, mas exclusivamente pelo resgate de um concorrente em caso de acidente.

11 – HORÁRIO OFICIAL DA PROVA: será fornecido pela TOTEM, e estará fixado no carro da mesma, já que no segundo dia de prova a largada será automática. Será importante que o piloto tenha seu relógio aferido corretamente.

12 – POSTOS DE CRONOMETRAGEM: Ao passar por um PC, será obrigação do piloto identificar-se, fornecendo seu número. A organização não se responsabilizará pelo não registro da passagem do veículo.

13 – INFRAÇÕES SUJEITAS A PENALIDADES: Além daquelas já mencionadas neste regulamento e no Código Desportivo do Automobilismo – CDA, no Regulamento Padrão RAID – FMA – 2006, também as infrações abaixo sujeitarão os concorrentes às penalidades cabíveis.

13.1 – Dano a bens ou propriedades alheias: – exclusão ou desclassificação;

13.2 – Condução do veículo de forma irresponsável: o concorrente que conduzir seu veículo de forma irresponsável, colocando em risco sua própria segurança e a de outrem, estará também sujeito às sanções pertinentes, aplicadas a critério dos Comissários Desportivos.

13.3 – Jogar lixo nos locais de neutro, chegada e largada – Penalidade de 30 segundos atrasados, que equivalerá à perda dos pontos correspondentes.

13.3.1 – Os times deverão providenciar e manter em seus veículos, sacolas para lixo;

13.4 – Poluição do Percurso: Penalidade de 30 segundos adiantados, que equivalerá à perda dos pontos correspondentes, desc ritos no item 14 deste regulamento.

14 – ETAPA: A prova será do tipo ranking.

14-1 Duas etapas distintas, assim definidas:

14.2 - primeira de Juiz de Fora a Conceição de Ibitipoca,

14.3- segunda de Conceição de Ibitipoca a Juiz de Fora.


15 – PONTOS PERDIDOS NOS POSTOS DE CRONOMETRAGEM:

15.1 – Para cada segundo adiantado: dois pontos perdidos;

15.2 – Para cada segundo atrasado: um ponto perdido;

15.3 – Dez minutos ou mais adiantados: 1800 pontos perdidos;

15.4 – Não haverá tolerância para atraso;

15.5 – 15 minutos ou mais de atraso: 1800 pontos perdidos;

15.6 – Para efeito de contagem de pontos, será adotado o critério n –1 somente na primeira etapa, onde poderá ser descartada a pior passagem, desde que seja por atraso até 15 minutos ou por adiantamento de até 20 segundos (-40 pontos). Não poderá ser descartado PC em que o competidor não tiver passado.
15.7 – Os PCs serão abertos dez minutos antes da passagem ideal do primeiro carro, e fechados 15 minutos após o horário ideal do último carro.

15.8 – Será considerada vencedora na etapa a equipe que alcançar a menor soma de pontos perdidos.

15.9- Desempate para primeira etapa: menor numero de pontos perdidos no descarte, persistindo maior numero de pc zerado, ainda persistindo maior numero de 1,2,3,4...

16 - PONTUAÇÃO NA ETAPA: Será atribuída aos times concorrentes melhor classificados, a seguinte

pontuação:


1º ― 15 pontos;

2º ― 14 pontos;

3º ― 13 pontos;

4º ― 12 pontos;

5º ― 11 pontos;

6º ― 10 pontos;

7º ― 09 pontos;

8º ― 08 pontos;

9º ― 07 pontos;

10º ― 06 pontos;

11º ― 05 pontos;

12º ― 04 pontos;

13º ― 03 pontos;

14º ― 02 pontos;

15º ― 01 ponto.



17 – CLASSIFICAÇÃO FINAL: Será considerado vencedor do XVII IBITIPOCA OFF-ROAD, em sua respectiva categoria, o time que obtiver a maior soma de pontos nas três etapas da prova.

18 - DESEMPATE: Em caso de empate na classificação final, o melhor resultado será outorgado ao time concorrente que teve menor numero de pontos descartados no n-1 da primeira etapa, persistindo será usado o maior numero de PCs zerados, na primeira etapa de prova. Se o empate persistir, a segunda etapa será considerada da mesma forma, se ainda persistir o maior numero de 1,2,3,4.....
19 - PREMIAÇÃO: Serão oferecidos troféus aos integrantes dos cinco times melhor classificados em cada categoria. Somente poderão subir e permanecer no pódio piloto navegado e eventual “zequinha”, é obrigatório ao participante a usar jaleco e boné do evento, que serão fornecidos pela organização.

20 – RECLAMAÇÕES: Eventuais reclamações deverão ser apresentadas de conformidade com o disposto no CDA – Código Desportivo do Automobilismo, artigo 73.
21 – CASOS OMISSOS: Os casos omissos serão julgados e decididos pelo Comissário Desportivo da FMA – Federação Mineira de Automobilismo.

Juiz de Fora, 05 de julho de 2006.


Conselho Técnico Desportivo Mineiro da



Federação Mineira de Automobilismo

Regulamento Geral do XVI Ibitipoca Off-Road - /

www.ibitipocaoffroad.com.br www.fma.com.br





©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal