Recife, 04 de janeiro de 2008 Ano 7



Baixar 41,1 Kb.
Encontro18.08.2017
Tamanho41,1 Kb.

Recife, 05 de março de 2008 Ano 7

À Comunidade Universitária
Comunicamos que amanhã, dia 6 de março, a Universidade estará com todas as suas atividades em pleno funcionamento, sem qualquer alteração no seu expediente normal.
A data magna do Estado, fixada por lei própria, importará tão-só em ponto facultativo, ou seja, em feriado para o funcionário público estadual – mas sem eficácia no tocante às demais atividades.
A despeito disso, cabe-nos esclarecer que não foi possível considerar, também, feriado no âmbito desta Universidade, tendo em vista a rigidez do Calendário Escolar, relativamente aos prazos para o cumprimento dos eventos estabelecidos.

Atenciosamente,


Prof. Dr. Pe. Pedro Rubens Ferreira Oliveira, S.J.

Reitor da Universidade Católica de Pernambuco



Data Magna de Pernambuco é celebrada nesta quinta-feira

Por Elano Lorenzato
A Data Magna de Pernambuco foi escolhida por meio de uma eleição pública, na qual mais de 90 mil pernambucanos escolheram uma dentre cinco datas que concorriam. A eleita foi o dia 6 de março, dia da Revolução Pernambucana de 1817. Para o professor do curso de História da Católica José Ernani, a escolha foi justa, porque esta revolução definiu a nossa brasilidade.
A sugestão das cinco datas para a eleição foi feita pelo Instituto Histórico e Geográfico de Pernambuco e pelo historiador pernambucano Leonardo Dantas Silva à Assembléia Legislativa do Estado. A divulgação e coordenação da votação e apuração, nos meios de comunicação, foram feitas pela Associação das Empresas de Radiodifusão de Pernambuco. A população votou através da Internet, Rádios do interior do estado, urnas e um canal interativo que foi colocado à sua disposição.


06 de março (Revolução Pernambucana)

32966

36.4%

05 de outubro (Convenção de Beberibe)

32004

35.3%

27 de janeiro (Restauração Pernambucana)

21180

23.4%

13 de janeiro (Execução de Frei Caneca)

2976

3.3%

10 de novembro (Proclamação da República no Senado de Olinda)

1559

1.7%

Total: 90685 votos

Em 24 de dezembro de 2007, a Lei 13.386 foi promulgada pela Assembléia Legislativa e publicada em Diário Oficial estabelecendo o dia 6 de março como a Data Magna do Estado. A lei foi proposta pela deputada Terezinha Nunes.


O projeto apresentado pela parlamentar e subscrito por todos os deputados teve como base a Lei Federal de nº 9.093, de 12 de setembro de 1995, que autoriza os Estados a, além dos feriados nacionais e religiosos, instituírem um feriado civil para a comemoração de sua Data Magna.

Professor da Católica defende Revolução de 1817 como Data Magna Nacional

Por Elano Lorenzato
COMO FOTO
Comandada por Domingos José Martins e apoiada pelos Padres Roma e João Ribeiro, pelos Freis Caneca e Miguelinho, e muitos outros, a Revolução Pernambucana de 1817 conseguiu conquistar Pernambuco e instalar um governo provisório que tinha como propostas proclamar a República, abolir alguns impostos e elaborar uma constituição que estabelecesse a liberdade religiosa e de imprensa, bem como a igualdade de todos perante à lei.
Para o professor do curso de História da Universidade Católica de Pernambuco José Ernani, o dia 6 de março deveria ser a Data Magna Nacional. “Por ser liberal, republicana, emancipacionista, com um governo provisório instalado e uma bandeira, a nossa revolução foi maior que a Inconfidência Mineira”, defende o professor.
A Revolução Pernambucana de 1817 conseguiu congregar religiosos, militares, intelectuais e populares em torno do ideal comum da emancipação política e do estabelecimento do governo republicano. A atual bandeira de Pernambuco é a mesma que os revoltosos usaram em 1817.
Ainda para Ernani, esta revolução, integrante do movimento de independência da América, teve uma forte influência da Revolução Francesa, que defendia a liberdade, fraternidade e igualdade, no século XVIII. “Na nossa revolução, os pernambucanos passaram a se tratar por vós, acabando com o tratamento de nobreza. Nesse momento, todos passaram a ser cidadãos”, conclui.
Este movimento dá ao Nordeste e, principalmente, a Pernambuco um papel de destaque nas lutas libertárias da América.
Nesta quinta-feira (6), às 19h, na Livraria Cultura, o professor José Ernani Souto Mestrinho será um dos palestrantes convidados para falar da Revolução Pernambucana de 1817. Os outros palestrantes serão Paulo Santos de Oliveira, César Sobreira e Marcelo Mário de Melo.
Nos dias 10 e 11 de março, o curso de História da Católica promove o lançamento do livro A Noiva da Revolução, O Romance da República de 1817. Na ocasião, o autor da obra Paulo Santos de Oliveira realiza palestra. No dia 10, o evento começa às 15h e no dia 11, acontece às 19h, no auditório do CTCH, 1º andar do bloco B da Católica. O evento é realizado pelas disciplinas História de Pernambuco e História do Nordeste e tem a entrada é franca.

MBA Planejamento e Gestão de Eventos tem sua aula inaugural

Por Lucélia Brito
FOTO (prof. Evânia)
A Pró-reitoria Acadêmica da Universidade Católica de Pernambuco, através do Espaço Executivo, realizou na noite desta terça-feira (4), no anfiteatro do Espaço Executivo, no 3o andar do bloco G4, a aula inaugural da 2a turma do curso MBA Planejamento e Gestão de Eventos.
O coordenador geral de Pós-graduação, professor Degislando Nóbrega, deu início ao evento com uma saudação aos novos alunos. “Venho com os melhores votos da Pró-reitoria desejar que de fato vocês desfrutem e aproveitem bastante esse espaço. É uma oportunidade para reviver a universidade com outro olhar”, afirmou Degislando Nóbrega.
Criado para atender a demanda por parte de técnicos, executivos e gestores que buscam, além de atualização teórica, um foco na aplicabilidade dos conceitos adquiridos, o curso MBA Planejamento e Gestão de Eventos da Católica dispõe de confortáveis instalações físicas e modernos equipamentos de ensino, proporcionando aos alunos um adequado ambiente de estudo. Segundo a coordenadora do Espaço Executivo, professora Evânia Pincovsky, “o quadro docente é muito bem qualificado. A Católica valoriza o lado acadêmico dos professores, mas faz questão que os profissionais também sejam atuantes no mercado de trabalho”.
A aula inaugural contou com a presença da gerente de Captação de Eventos do Recife Convention & Visitors Bureau (CVB), Tariana Carvalho, que discutiu o mercado de eventos em Pernambuco e o desenvolvimento da cadeia produtiva do turismo e da economia local, além de falar sobre as ações do CVB e ressaltar os aspectos positivos de Pernambuco para a realização de eventos. “Queremos divulgar os atrativos e valorizar Pernambuco como um destino turístico para, posteriormente, aumentar a captação de eventos”, disse Tariana Carvalho.
A coordenadora acadêmica do MBA Planejamento e Gestão de Eventos, professora Ceci Amorim, apresentou a programação do curso, falou sobre as disciplinas e os professores e esclareceu dúvidas dos alunos, que ainda participaram de uma dinâmica de grupo. Para encerrar, foi oferecido um coffee-break para os presentes na aula inaugural.

FOTO
Ana Beatriz e Cláudia Regina:

“Trabalhamos juntas na biblioteca da Católica e, em parceria com a Pastoral, organizamos e participamos de diversos eventos da Universidade, o que gerou nosso interesse e nossa necessidade de aprofundar os conhecimentos na área de gestão de eventos”.
FOTO
Vilma Silva:

“Eu tinha interesse em cursar uma especialização, mas queria estudar em uma universidade de qualidade. A Católica foi a única instituição a preencher os requisitos que eu procurava e a possuir um curso nessa área”.


FOTO
Karina Hoover:

“Me formei em Direito na Católica, em 1995. Trabalho com produção de eventos há algum tempo e sempre existiu o meu interesse em querer aprender mais. Quando descobri essa opção de curso, falei com a professora Evânia Pincovsky e ela esclareceu as minhas dúvidas”.



Nuampo realiza feira de artesanato durante a VI Semana da Mulher

Por Glaucio Alves
Fotos_Assecom_2008\março\Feira de Artesanato do Nuampo
Artesanatos e trabalhos manuais confeccionados por 15 grupos vindos de diversas comunidades do Recife, e também por ONGs, estão à venda no hall do bloco A até esta quinta-feira (6). A feira é promovida pelo Núcleo Unicap de Apoio aos Movimentos Populares (Nuampo) e faz parte da programação da VI Semana da Mulher na Católica. Os visitantes ainda poderão comprar livros novos e usados de diversos autores.
A feira é resultado de um trabalho de extensão da Universidade nas comunidades carentes da capital e Região Metropolitana. O objetivo é gerar renda para essas populações possibilitando a elas uma maior autonomia financeira. “Temos que divulgar o trabalho das comunidades e trazê-las para dentro da Universidade”, afirmou a coordenadora do Nuampo, Odalisca Moraes.
“Estar participando da feira é algo mais que satisfatório, é uma porta aberta para os negócios e também uma oportunidade para fazer novos contatos”, confessou a artesã Maria Angélica dos Reis, 54 anos, que faz bolsas de tecido, estojos de fita e brincos. Ela trabalha na loja de artesanato dos idosos localizada na Casa da Cultura, no Centro do Recife.
Serviço:
Feira de artesanato

Data: 5 e 6 de março

Local: Hall do bloco A

Horário: 9h às 17h



Violência e família é tema de debate na Semana da Mulher

Por Anne Mendes


(COM FOTO)
Os conceitos sobre violência e a agressão contra a mulher, a criança e o adolescente foram tema da mesa-redonda Violência e Família, que aconteceu na tarde desta quarta-feira (5) na Universidade Católica de Pernambuco. O debate, que fazia parte da programação da 6ª Semana da Mulher, contou com a participação da representante do Laboratório de Família e Interação Social, a professora doutora Zélia Maria de Melo, que coordenou a mesa.
Além da professora, três convidados participaram do debate: as psicólogas e mestrandas Socorro Alves e Ilcélia Soares e o aluno do curso de Psicologia da Católica Daniel Sebastião Macedo.
Socorro falou sobre seu estudo a ser apresentado como dissertação de mestrado Mulher em situação de violência doméstica. “As mulheres não são vítimas de agressões porque desejam. Uma série de fatores as fazem ficar submissa. Temos que procurar entender a situação delas e incentivar a criação de políticas públicas que as defendam”, declarou a psicóloga, que também realiza trabalho na ONG Grupo Mulher Maravilha.
Já Ilcélia, abordou a violência doméstica contra crianças e adolescentes. “A violência hoje atinge a todos independente de razão social, local, idade ou sexo”, afirmou.
Daniel expôs os conceitos que estudiosos como Sartre, Safioti e Viviane Guerra têm do termo violência: “a família nem sempre corresponde ao espaço onde se está seguro, pois hoje o que mais vemos são ocorrências de agressão doméstica”, concluiu.

Grupo Wave faz apresentação na Semana da Mulher

Por Anne Mendes


(COM FOTO)
Muita música embalou esta quarta-feira (5) no hall do bloco A da Universidade Católica de Pernambuco. O grupo Wave se apresentou nesta tarde, garantindo um momento de descontração na 6ª Semana da Mulher.
A música que dá nome ao grupo, Wave, foi tocada logo na abertura da apresentação. A banda, formada por alunos da Universidade, existe desde 1998 e se dedica à música instrumental. Ritmos como samba, forró e músicas internacionais podem ser ouvidos durante uma apresentação.
“Quando escutamos o som dos meninos, percebemos que para se escutar uma boa música instrumental não é preciso viajar para o exterior”, afirmou o integrante da Pastoral Gilmar Araújo.


Católica apóia oficinas culturais do Sítio da Trindade


Por Anne Mendes
A Universidade Católica de Pernambuco está envolvida na realização das oficinas culturais do Sítio da Trindade. Com inscrições abertas até a próxima sexta-feira (7), os cursos são destinados para jovens a partir dos 16 anos.
A Católica, juntamente com a Fundação Joaquim Nabuco, CJC e TGI, está envolvida no curso de Planejamento de projeto cultural. Durante as aulas, os alunos serão orientados sobre a montagem de um projeto cultural, economia da cultura, planejamento administrativo, entre outros temas.
Além da oficina realizada em parceria com a Universidade, outras seis atividades estão sendo oferecidas gratuitamente: Arte Circense, Cinema e Vídeo, Percussão, Dança Contemporânea, Instrumentos Musicais e Rádio Comunitária. Os interessados devem comparecer ao Sítio da Trindade, localizado na Estrada do Arraial, em Casa Amarela até as 18h para realizar a inscrição.
Informações pelos telefones:

(81) 3232.4180



(81) 3232.4311
Neal vai promover o II Simpósio de Filosofia do Grupo Hegel Unicap

Por Glaucio Alves
O Núcleo de Estudos para América Latina (Neal) irá promover o II Simpósio de Filosofia do Grupo Hegel Unicap com o tema "Revisitando Hegel: interlocuções filosóficas". O evento vai acontecer entre os dias 5 e 9 de maio. As inscrições já estão abertas, e podem ser feitas no Neal, que fica no 7º andar do bloco G4. Informações pelos e-mails neal@unicap.br ou grupohegelunicap@gmail.com. Quem preferir, pode ligar para o Núcleo pelo telefone (81) 2119.4067, no horário das 8h às 12h e 13h às 17h.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal