rea dos Assuntos Sociais e Cultura



Baixar 415,14 Kb.
Página9/14
Encontro27.09.2018
Tamanho415,14 Kb.
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14

1.1.1 Consolidar ainda mais o desenvolvimento da Cidade Saudável.




1.1.2 Estimular o esforço colectivo e a participação da toda a população para elevar a capacidade comunitária.




1.1.3 Iniciar projectos com o objectivo de melhorar a saúde pública.




1.1.4 Participar em diversas actividades com outras regiões que já fazem parte da aliança da Cidade Saudável, facilitando a cooperação e intercâmbio regional.

1.2 Fortalecer o planeamento das instalações médicas


A fim de criar um ambiente propício a uma vida saudável, os Serviços de Saúde do Governo da RAEM, deverão melhorar e desenvolver instalações, equipamentos e serviços fundamentais do sistema de saúde, com vista a disponibilizar aos residentes serviços de medicina e cuidados de qualidade. Tendo em vista aperfeiçoar o planeamento de instalações, os Serviços de Saúde vão reformular de novo a utilização do espaço e o design do Centro Hospitalar Conde de São Januário, a fim de melhor corresponder às necessidades do futuro desenvolvimento. Ao mesmo tempo, a fim de garantir aos doentes com doenças transmissíveis terem serviços e cuidados de saúde apropriados, estudaremos a construção das instalações necessárias, em conformidade com os pareceres de especialistas da Organização Mundial de Saúde.

1.2.1 Criar o Gabinete de Preparação para o Edifício de Doenças Transmissíveis, a fim de iniciar a elaboração do projecto e os trabalhos preparatórios para a sua construção.

1.2.2 Reformular de novo a utilização do espaço e o design do Centro Hospitalar Conde de São Januário.



1.2.3 Criar o hospital de dia do serviço psiquiátrico e serviços de psiquiatria forense.




1.2.4 Estudar a construção do laboratório de segurança de nível III.




1.2.5 Explorar o sistema de informação de medicina clínica.

1.3 Consolidar o trabalho de prevenção de doenças transmissíveis


Uma prevenção efectiva de doenças transmissíveis depende da existência de uma rede de comunicação desenvolvida com o exterior. Torna-se necessário realizar o intercâmbio de informação de saúde pública e de prevenção conjunta das doenças entre regiões; participar nas actividades de saúde pública nacionais e internacionais; manter e fortalecer o intercâmbio com a Organização Mundial de Saúde; responder activamente a políticas, estratégias e instruções no âmbito da prevenção das doenças referidas por esta organização; e, de acordo com a realidade de Macau, iniciar e promover o trabalho de prevenção de doenças transmissíveis.

1.3.1 Estimular a aplicação da legislação sobre a declaração obrigatória de doenças; consolidar a pesquisa atempada de casos de doenças transmissíveis e melhorar a capacidade de fiscalização e controlo da sua transmissibilidade.




1.3.2 Redigir, fazer aprovar e pôr em prática um novo diploma sobre vacinação, a fim de manter a sua taxa de cobertura em alto nível.




1.3.3 Fiscalizar o tratamento dos doentes com tuberculose em Macau e controlar as causas de infecção locais da tuberculose.




1.3.4 Reorganizar a Comissão para Prevenção da Sida e colaborar com diversos sectores para a organização de actividades promocionais e de educação; consolidar, ainda, o trabalho de prevenção e controle desta doença junto de grupos de alto risco para esta doença.

1.4 Aperfeiçoar legislação complementar de saúde


Com a aquisição de novas instalações e equipamentos de saúde, o desenvolvimento de longo prazo dos Serviços de Saúde deve incluir a melhoria da legislação necessária e apropriada, juntamente com a elaboração e revisão dos regulamentos internos de trabalho, para facilitar o aperfeiçoamento da qualidade dos serviços e dos cuidados de saúde, bem como o seu desenvolvimento contínuo.

1.4.1 Colaborar na elaboração da Lei sobre o Erro Médico e legislação conexa.




1.4.2 Continuar e promover o trabalho de regulamentação da Lei de prevenção controlo e tratamento de doenças transmissíveis.




1.4.3 Melhorar regulamentos, regras internas e também a qualidade dos serviços.




1.4.4 Rever a revisão da legislação no âmbito das farmácias, aperfeiçoando os diplomas em vigor sobre a matéria.




1.4.5 Definir instruções de trabalho com vista a combater a produção e venda de medicamentos falsificados e de má qualidade.




1.4.6 Estudar a revisão da legislação no âmbito da segurança alimentar.




1.4.7 Estudar o ajustamento da estrutura orgânica dos Serviços de Saúde, por forma a facilitar as diversas reformas em curso no sistema de saúde.

1.5 Promover desenvolvimento do serviço e dos cuidados de saúde


A tecnologia e o conhecimento da medicina estão em constante mutação. Para disponibilizar serviços e cuidados de saúde de alta qualidade, é necessário introduzir novas tecnologias e serviços, estimular o pessoal médico a dominar novos conhecimentos e tecnologia apropriada, consolidar a formação profissional, fomentar a aprendizagem permanente, com vista a elevar a qualidade global do serviço médico e dos cuidados de saúde.

1.5.1 Consolidar a normalização da gestão do tratamento na área da Cardiologia em Macau e continuar a explorar a tecnologia do cateter cardíaco, de acordo com o relatório de avaliação sobre o desenvolvimento global de cardiologia efectuado por um especialista de Singapura.




1.5.2 Manter e fortalecer a cooperação profissional entre o Centro Hospitalar Conde de São Januário e o Hospital Kiang Wu.




1.5.3 Colaborar com o Centro de Estudos Pediátricos de Shanghai para realizar exames de despistagem de doenças metabólicas junto dos bebés nascidos em Macau, a fim de permitir a descoberta e diagnóstico precoce de doenças metabólicas e contribuir para a sua prevenção.






1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal