rea dos Assuntos Sociais e Cultura



Baixar 415,14 Kb.
Página12/14
Encontro27.09.2018
Tamanho415,14 Kb.
1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14

3.3.3 O serviço de reabilitação que visa servir a comunidade, desempenha um papel bastante importante na área de apoio às pessoas portadoras de deficiência e suas famílias. Assim, será prestada maior atenção aos serviços de formação para reabilitação na comunidade, promovendo activamente o desenvolvimento profissional destes serviços. Por outro lado, vai ser promovido o projecto de apoio a famílias monoparentais com pessoas portadoras de deficiência, e através da mobilização dos recursos da comunidade, vamos fornecer-lhes especial atenção, bem como prestar apoio na atenuação das pressões existentes nos membros das suas famílias.

3.4 Desempenhar o papel de coordenação, agregando os recursos comunitários.


Nos últimos anos, os serviços sociais da RAEM tiveram um desenvolvimento muito grande e para aumentar a sua eficácia, fornecendo serviços mais adequados às necessidades dos cidadãos, é necessário coordenar suficientemente e distribuir adequadamente os recursos comunitários. Através da cooperação com instituições cívicas, planeamos e reorganizamos sistematicamente os recursos, contribuindo assim, para o desenvolvimento diversificado dos serviços sociais.

3.4.1 Estudaremos o desenvolvimento do encaminhamento efectuado pelo Serviço central sobre a prestação de cuidados de longo prazo e a criação do mecanismo de coordenação sobre a distribuição de serviços, procedendo a uma avaliação uniformizada no tratamento de pedidos para o ingresso nos lares. Além disso, mudaremos progressivamente o modelo de funcionamento dos lares de idosos, elevando a sua função de cuidados com aqueles que padecem de saúde mais frágil e será criada uma comissão especializada, para a determinação e desenvolvimento dos trabalhos de reforma da qualidade do sistema de cuidados contínuos a idosos.




3.4.2 O centro de avaliação polivalente dos serviços de reabilitação vai introduzir padrões internacionais, alargando o mecanismo de encaminhamento efectuado pelo Serviço central e o mecanismo de espera, de modo a conhecer melhor os serviços necessitados pelas pessoas portadoras de deficiência, optimizando o plano de serviços e o respectivo mecanismo de avaliação.

3.5 Tornar o serviço mais completo, elevando a sua qualidade.


Optimizar activamente as condições de funcionamento e a qualidade de serviços dos equipamentos sociais, concentrando os recursos de modo a reforçar as respectivas funções do hardware e software e estudar o desenvolvimento de um modelo de avaliação do serviço adequado a este território, de maneira a apoiar as instituições de serviços a elevarem a qualidade, caminhando progressivamente para a optimização dos serviços sociais.

3.5.1 Prestaremos apoio ao pessoal e às instituições da linha de frente para que os mesmos possam dominar melhor as técnicas de aconselhamento, especialmente no âmbito do serviço profissional que se presta aos jovens, continuando por outro lado, a desenvolver o projecto relacionado com a optimização dos serviços sociais.




3.5.2 Melhoraremos as instituições cívicas de serviços de desintoxicação e acompanharemos os diversos trabalhos de aperfeiçoamento e de reconstrução, de modo a atingir progressivamente os padrões de funcionamento dos lares de desintoxicação, reforçaremos por outro lado, o controlo e fiscalização da qualidade de serviços, de modo a garantir a qualidade, eficácia e a legitimidade dos serviços de desintoxicação em Macau. Simultaneamente, criaremos melhores condições para fornecer serviços de terapia e de reabilitação adequados aos toxicodependentes.




3.5.3 Levaremos a cabo a criação do serviço para a abstenção do consumo do tabaco, financiaremos as organizações médicas particulares para estabelecerem "consulta externa própria", fornecendo aos cidadãos viciados, aconselhamento e terapia de uma forma directa e gratuita.

3.6 Explorar os recursos humanos, elevando o seu nível profissional


Com a evolução dos tempos e o constante desenvolvimento do sector da assistência social, o papel dos trabalhadores da acção social assume cada vez maior importância. Para acompanhar a evolução de serviços cada vez mais diversificados, é necessário avaliar a distribuição global do pessoal pelos serviços sociais em Macau, de modo a conseguir um melhor planeamento dos recursos humanos. Simultaneamente, é necessário continuar a intensificar a formação profissional do pessoal, para que os formandos possam desenvolver plenamente as suas capacidades profissionais.

3.6.1 Através da realização de cursos, como "métodos de reconciliação", "serviço de apoio comunitário" e "serviço de consulta profissional", apoiaremos o pessoal das diferentes áreas do serviço de apoio aos jovens, no domínio de métodos de aconselhamento.




3.6.2 Aumentaremos progressivamente os recursos humanos na área da reabilitação, disponibilizaremos equipamentos, criaremos uma equipa de trabalho interdisciplinar para que a avaliação uniformizada e os serviços de encaminhamento possam colaborar mutuamente, com vista a elevar a qualidade profissional das instituições de reabilitação e a eficiência da gestão dos serviços de prestação de cuidados.




3.6.3 Além de reforçar os diversos tipos de formação do pessoal qualificado, será efectuado um estudo quanto à situação do pessoal dos serviços sociais em Macau, o qual servirá de base à realização posterior de cursos de formação específicos que permitam elevar progressivamente o nível profissional dos trabalhadores da acção social.

4. No âmbito do Turismo


Com a melhoria das condições sócio-económicas e culturais, das infra-estruturas e dos produtos de software e hardware para a realização de eventos de grande envergadura em Macau, prevêem-se grandes mudanças nas actividades a desenvolver nos próximos anos. Para as poder acompanhar o Governo terá de criar novas políticas de cariz turístico.
Em primeiro lugar, iremos promover activamente a nova imagem de Macau como destino turístico de qualidade no que respeita às diversões e lazer. Com a entrada em funcionamento dos novos equipamentos na área do jogo e de novos produtos turísticos conexos, Macau poderá vir a ser conhecida como a cidade de primeira escolha do jogo e diversão na região Ásia-Pacífico. No que respeita ao desenvolvimento de produtos turísticos diversificados, devemos aproveitar as características culturais e o modo de vida do próprio território para desenvolver o turismo de cultura e lazer através da organização de actividades desportivas e desenvolver os novos itinerários turísticos mediante a participação e assistência em campeonatos e visitas ecológicas. Continuaremos a realizar um conjunto de actividades de grande envergadura e apresentações artísticas ininterruptas, a fim de transformar Macau numa cidade turisticamente atractiva.
Além disso, iremos desenvolver com carácter prioritário o "MICE” e o “Turismo de Negócios" por forma a incentivar e orientar os concessionários do Jogo e consequentemente contribuir para o desenvolvimento do turismo em Macau. Por outro lado, os Serviços de Turismo vão instituir o "Centro de Estudos e Informações Turísticas", e preparar a formação dos operadores locais para o futuro desenvolvimento.
No que respeita à elevação da qualidade dos produtos turísticos durante os próximos anos, a DST vai introduzir o sistema denominado "Destination Management System" (DMS) que reúne um conjunto de funções tecnológicas ligadas à informática, à base de dados das actividades turísticas e às informações e venda dos produtos turísticos.
No que concerne à qualidade de prestação de serviços turísticos, pretende-se, através da revisão legislativa e da distribuição adequada dos recursos, reforçar ainda mais a gestão turística bem como melhorar a autoregulação e coordenação no seio do sector turístico, a fim de criar gradualmente um sistema padrão de qualidade do sector turístico, possibilitando, assim, aos turistas e aos clientes diferenciarem os operadores que fornecem melhor qualidade na prestação desses serviços.
Continuaremos a reforçar a cooperação turística internacional e regional criando oportunidades de cooperação turística mais diversificadas quer no interior do País quer no estrangeiro.
Linhas de Acção Governativa no âmbito do Turismo para o Ano de 2005
Com base no desenvolvimento actual da indústria do turismo, a Direcção dos Serviços de Turismo vai continuar a envidar esforços no sentido de transformar Macau numa terra de repouso e diversão regional de qualidade. Ao mesmo tempo, iremos reforçar a exploração económica da indústria turística, a fim de poder beneficiar mais cidadãos e sectores conexos.
Em relação aos mercados turísticos e tendo em conta o crescimento acelerado do mercado do interior do País, a DST vai operar nos mercados das diferentes regiões a fim de atrair os turistas para permanecerem mais tempo em Macau. No que respeita aos mercados internacionais, iremos envidar esforços no sentido de atrair mais turistas de diferentes origens, procurando assim diversificar o mercado turístico em geral.
Nos âmbitos do turismo económico e da gestão de qualidade, as LAG darão prioridade aos produtos software especialmente na formação dos recursos humanos, bem como aos projectos de revisão legislativa.
No que concerne à cooperação turística, a DST vai reforçar a cooperação com as diferentes entidades turísticas do interior do País, assim como continuará a desenvolver o intercâmbio com as organizações turísticas a nível internacional e regional. Além disso, irá desenvolver ainda mais as funções de consulta e intermediário da Comissão de Apoio ao Desenvolvimento Turístico (CADT).
4.1 Estabelecer as características dos produtos turísticos visando construir uma cidade de entretenimento.
4.1.1 Para acompanhar a candidatura de Macau a Património Mundial, a DST vai promover com entusiasmo as acções de turismo cultural; desenvolver com todos os intervenientes o turismo ligado aos grandes eventos desportivos, em especial a divulgação dos 4os. Jogos da Ásia Oriental no ano de 2005 e os 2os. Jogos Asiáticos em recinto coberto em 2007.
4.1.2 Reforçaremos o design e a divulgação das actividades de gastronomia inseridas no turismo; promoveremos atempadamente a entrada em funcionamento das novas instalações turísticas e continuaremos a melhorar a "excursão de qualidade" a fim de fornecer produtos turísticos de qualidade aos turistas.



1   ...   6   7   8   9   10   11   12   13   14


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal