Qual fator levou a Europa a se desenvolver no final da idade média e como isto está relacionado com as escolas de pensamento contábil?



Baixar 15,58 Kb.
Encontro12.07.2018
Tamanho15,58 Kb.

Questões:



  1. Qual fator levou a Europa a se desenvolver no final da idade média e como isto está relacionado com as escolas de pensamento contábil?

R. Com o avanço dos turcos no oriente, fechou-se a rota comercial que ligava a Europa e a Ásia e que havia sido aberta pelas Cruzadas na Idade Média. A necessidade da abertura de novas rotas para a Ásia levou diversas nações da Europa Ocidental, como Portugal, Espanha, França, Inglaterra e Países Baixos, a procurarem por novas rotas marítimas para a Ásia que não passassem pelo Oriente Médio dominado pelos turcos. Isto gerou as Grandes Navegações.

A concentração populacional na Europa em algumas cidades onde o comércio se desenvolveu com maior concentração, como nas cidades italianas de Veneza, Gênova, Florença e Pisa, os estudos contábeis assumiram relevante destaque, o que levou ao surgimento de importantes escolas, não só na área de negócios, como também em relação ao Direito, à Medicina e às demais ciências. Em suma, o que de mais avançado existia naquela época estava concentrado nos principais pontos de entroncamento das rotas comerciais, que na Idade Média localizavam-se na Itália.

Essa necessidade foi particularmente sentida nas cidades do norte da Itália (Gênova, Veneza e Florença), que desenvolveram, de maneira independente umas das outras, sistemas contábeis utilizando "partidas dobradas", ou seja, registros das operações mercantis mostrando a origem e a aplicação dos recursos.




  1. O período da sistematização dos registros está relacionado a qual idade da história?

R. Contabilidade do Mundo Medieval - período que vai de 1202 da era crista ate 1494, período da sistematização dos registros.




  1. Qual escola esta ligada as primeiras transações comerciais provindas do norte da Itália? Comente sobre esta relação.

R. Com a descoberta da América e da rota marítima para a Índia, houve um grande incremento do fluxo comercial europeu.

As nações que conduziam esta expansão necessitaram da técnica contábil desenvolvida pelas cidades do norte da Itália a fim de controlar as transações comerciais.

Esta técnica contábil veio a ser denominada Escola Contista e teve, como figura principal, Luca Pacioli, um frei italiano que sistematizou e popularizou o sistema de partidas dobradas desenvolvido pelas cidades do norte da Itália na Baixa Idade Média.



4) Comente sobre a escola Toscana surgida na Itália por volta de 1867.
R. A escola personalista, jurídico-personalista ou toscana surgiu em 1867, com a publicação de I Cinquecontisti Ovvero la Ingannevola Teorica che Viene Insegnata negli Istituti Tecnici del Regno e Fuori del Regno intorno il Sistema de Scrittura a Partita Doppia e Nuovo Saggio per la Facile Intelligentza ed Applicazione del Sistema por Francesco Marchi. Além dele, destacaram-se, nessa escola, Giuseppe Cerboni e Giovanni Rossi. Fundava-se no estudo das relações jurídicas entre os proprietários da empresa, os correspondentes (terceiros que negociavam com a empresa) e os agentes consignatários (empregados a quem eram confiados os valores da empresa).
5) Qual é a escola que ficou conhecida pela obra de Fabio Besta La Ragioneria em 1880?
R. A escola controlista ou veneziana surgiu com a publicação de La Ragioneria, de Fabio Besta, em 1880.
6) Qual doutrina tem como aspecto a padronização dos procedimentos contabeis? Comente
R. A padronização dos procedimentos contábeis era um dos principais aspectos da doutrina da escola norte-americana. Para sua consecução foram criadas, ao longo dos anos, entidades que objetivavam uma melhor condução da prática contábil. Eram o Committee on Accounting Procedures – CAP, criado em 1936, o Accounting Principles Board – APB, criado em 1959, e a Financial Accounting Fundation – FAF, criado em 1973, que subordina nosso maior conhecido o Financial Accounting Standard Board – FASB.

Essa escola se preocupou em melhorar a qualidade da informação contábil, de modo a torná-la mais útil para as empresas. Ao mesmo tempo, se preocupou em padronizar a informação contábil, de modo a facilitar a comparação entre o desempenho das várias empresas por parte dos investidores.



7) O que foi o Reditualismo? Como surgiu?
R. Em 1906 surge a corrente de pensamento alemã, produzindo efeitos em outros países da Europa, o Reditualismo.

A escola alemã surgiu com a publicação do livro de Schmalembach sobre balanço dinâmico.



Este pensamento tem como princípio admitir que o lucro é o que mais preocupa como objeto de estudo.
Os estudos constatados nessa linha do pensamento contábil, destaca-se o feito por

Eugen Schmalenbach através da obra Dynamische bilanz em 1916:

Trouxe como inovações:

  • a separação clara do balanço patrimonial da demonstração do resultado do exercício,

  • a correção monetária de acordo com um índice geral de preços ou com o padrão-ouro, e

  • valoração dos ativos pelos preços correntes.




©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal