Prova de língua portugues



Baixar 245,04 Kb.
Página1/2
Encontro19.12.2017
Tamanho245,04 Kb.
  1   2










Prova de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira - Redação

29/nov/2009






INSTRUÇÕES

  1. Verifique se este caderno contém 20 questões.

  2. Ao constatar qualquer irregularidade com relação ao total de questões, solicite ao fiscal da sala a substituição do caderno.

  3. Cada questão tem apenas uma alternativa correta ou incorreta.

  4. As respostas deverão ser transcritas no GABARITO ou folha de respostas, com caneta esferográfica azul ou preta.

  5. Não rasure o gabarito, sob pena de ter a questão anulada.

  6. Não haverá substituição do gabarito ou folha de respostas.

  7. Verifique os dados relativos ao nome do(a) candidato(a), número da cédula de identidade, número de inscrição e curso. Após, assine o gabarito no local apropriado.

  8. O tempo mínimo de duração desta prova é de 1 hora (uma hora). Somente após decorrido esse tempo, o(a) candidato(a) poderá ausentar-se da sala, porém sem levar o caderno de questões.

  9. O tempo máximo de duração desta prova (inclusive preenchimento do gabarito ou folha de resposta) é de 3 horas (três horas). Após as 16h00 o(a) candidato(a) poderá ausentar-se levando o caderno de questões.




Nº de Inscrição




Nome do(a) Candidato(a)



























































































































































































































































PROVA DE LÍNGUA

PORTUGUESA

Texto para as questões de 1 a 3.


TRANSPLANTE DE AMOR
Gastrite é uma inflamação do estômago. Apendicite é uma inflamação do apêndice. Otite é uma inflamação dos ouvidos. Paixonite é uma inflamação do quê? Do coração.

Cada órgão do nosso corpo tem uma função vital e precisa estar 100% em condições. Ao coração, coube a função de bombear sangue para o resto do corpo, mas é nele que se depositam também nossos mais nobres sentimentos. Qual é o órgão responsável pela saudade, pela adoração? Quem palpita, quem sofre, quem dispara? O próprio.

Foi pensando nisso que me ocorreu o seguinte: se alguém está com o coração dilacerado nos dois sentidos, biológico e emocional, e por ordens médicas precisa de um novo, o paciente irá se curar da dor de amor ao receber o órgão transplantado?

Façamos de conta que sim. Você entrou no hospital com o coração em frangalhos, literalmente. Além de apaixonado por alguém que não lhe dá a mínima, você está com as artérias obstruídas e os batimentos devagar quase parando. A vida se esvai, mas localizaram um doador compatível: já para a mesa de cirurgia.


MEDEIROS, Martha. Non-Stop. Porto Alegre: L & PM, 2001. p. 43


Questão__9'>Questão__8'>Questão__7'>Questão__6'>Questão__5'>Questão__4'>Questão__3'>Questão__2'>Questão__1'>Questão

1



No primeiro parágrafo do texto, as palavras: gastrite, apendicite, otite e paixonite são formadas pelo mesmo processo de derivação.


Assinale a alternativa CORRETA.


  1. Prefixal.

  2. Parassintética.

  3. Regressiva.

  4. Sufixal.

  5. Derivação imprópria.



Questão

2



A autora conclui que a paixonite é uma inflamação do coração. Baseada em que ela tira essa conclusão?




  1. É no coração que estão nossos sentimentos mais nobres: a saudade, a adoração.

  2. É ele que sofre, que palpita e que dispara quando estamos tomados pela paixão.

  3. A autora refere-se ao coração apenas como o órgão responsável pelo bombeamento do sangue para o resto do corpo.

Assinale a alternativa CORRETA.




  1. Apenas na afirmativa I.

  2. Apenas na afirmativa II.

  3. Nas afirmativas I e II.

  4. Apenas na afirmativa III.

  5. Nas afirmativas I, II e III.

Questão

3



Na frase: ”Qual é o órgão responsável pela saudade, pela adoração?”


Qual é a função sintática de “pela saudade”?
Assinale a alternativa CORRETA.


  1. Objeto indireto.

  2. Adjunto adnominal.

  3. Predicativo do sujeito.

  4. Adjunto adverbial.

  5. Complemento nominal.




Questão

4



Leia o texto a seguir. Geração Y (a partir de l978)

Com o mundo relativamente estável, eles cresceram em uma década de valorização intensa da infância, com internet, computador e educação mais sofisticada que as gerações anteriores. Ganharam autoestima e não se sujeitam a atividades que não fazem sentido a longo prazo. Sabem trabalhar em rede e lidam com autoridades como se eles fossem um colega de turma.

As orações:


“...educação mais sofisticada que as gerações anteriores.”
“...como se eles fossem um colega de turma.”
Indicam circunstância de:


  1. Conclusão.

  2. Consequência.

  3. Causa.

  4. Comparação.

  5. Tempo.




Questão

5



Assinale a alternativa onde o uso da crase é indevido.




  1. Criamos um fundo de investimento que contribui para o combate às mudanças climáticas.

  2. Eles se prendem às leis quando lhes interessa, mas rasgam a Constituição por meio de golpes de Estado.

  3. As provas do ENEM ficaram sujeitas à furtos e extravios por qualquer pessoa que tivesse acesso ao local.

  4. Um grupo de parlamentares brasileiros desembarcou em Tegucigalpa. À tarde foram recebidos por Zelaya. À noite, jantaram com Micheletti.

  5. Com sete anos para organizar a Copa do Mundo e a Olimpíada, o país tem diante de si um desafio que pode revelar se está à altura de seu papel global.




Questão

6



As frases a seguir são típicas da linguagem coloquial, exceto uma.


Assinale-a.


  1. Desde que lhe vi, ando muito satisfeita.

  2. Se Deus lhe ajudar, tudo vai dar certo.

  3. Só queria lhe abraçar.

  4. Respondi o bilhete que você me mandou.

  5. Prefiro ficar aqui a ir com você.

Questão

7



Leia atentamente o texto a seguir:

“O assassino era o escriba”
Meu professor de análise sintática era o tipo do sujeito inexistente.

Um pleonasmo, o principal predicado de sua vida.

Regular como um paradigma da primeira conjugação.

[...] Casou-se com uma regência. Foi infeliz.

Era possessivo como um pronome. E ela era bitransitiva.

[...] Um dia, matei-o com um objeto direto na cabeça.


(Paulo Leminski)

De acordo com o autor, assinale a alternativa CORRETA que caracteriza o professor e sua esposa, respectivamente.




  1. Professor autoritário – esposa valorosa.

  2. Professor inescrupuloso – esposa que valia por duas.

  3. Professor indelicado – esposa tipo “mandona”.

  4. Professor inexpressivo – esposa infiel, adúltera.

  5. Professor inexperiente – esposa que não parava de transitar.




Questão

8



Dentre os 5 parágrafos abaixo, apenas um se enquadra nos padrões que regem a norma culta escrita.


Assinale a alternativa CORRETA.


  1. Disseram-me que em geral se falam duas línguas nas lojas da zona sul do Rio de Janeiro, em virtude de o número de turistas crescer ano após ano. Na realidade, há poucos lugares em que isso ocorre: via de regra, o carioca recorre à sua criatividade, fazendo-se entender por meio de muita mímica e boa vontade.

  2. Disseram-me que em geral se fala duas línguas nas lojas da zona sul do Rio de Janeiro, em virtude do número de turistas crescer ano após ano. Na realidade, há poucos lugares que isso ocorre: via de regra, o carioca recorre à sua criatividade, fazendo-se entender por meio de muita mímica e boa vontade.

  3. Me disseram que em geral se falam duas línguas nas lojas da zona sul do Rio de Janeiro, em virtude do número de turistas crescer ano após ano. Na realidade, tem poucos lugares em que isso ocorre: via de regra, o carioca recorre à sua criatividade, fazendo-se entender por meio de muita mímica e boa vontade.

  4. Me disseram que em geral se fala duas línguas nas lojas da zona sul do Rio de Janeiro, em virtude do número de turistas crescer ano após ano. Na realidade, tem poucos lugares que isso ocorre: via de regra, o carioca recorre à sua criatividade, fazendo-se entender por meio de muita mímica.

  5. Disseram-me que em geral se fala duas línguas nas lojas da zona sul do Rio de Janeiro, em virtude de o número de turistas crescer ano após ano. Na realidade, tem poucos lugares que isso ocorre: via de regra, o carioca recorre à sua criatividade, fazendo-se entender por meio de muita mímica e boa vontade.

Questão

9



Este excerto está num artigo do jornalista Zuenir Ventura:

De um país em crise e cheio de mazelas, onde, segundo o IBGE, quase um quarto da população ganha R$ 4 por dia, o que se esperaria?

Que fosse a morada de um povo infeliz, cético e pessimista, não?

Não. Por incrível que pareça, não. Os brasileiros não só consideram seu país um lugar bom e ótimo para viver, como estão otimistas em relação a seu futuro e acreditam que ele se transformará numa superpotência econômica em cinco anos. Pelo menos essa é a conclusão de um levantamento sobre a “utopia brasileira” realizada pelo Datafolha.

No texto, o autor afirma que:




  1. A situação no país é de um povo infeliz, cético e pessimista.

  2. Segundo a pesquisa do Datafolha, o povo brasileiro acredita em concepções imaginárias e fantasias.

  3. Os brasileiros são otimistas e acreditam que o Brasil, em breve, será uma superpotência.

  4. De acordo com o IBGE, o povo brasileiro vive em crise e cheio de problemas.

Assinale a alternativa CORRETA.




  1. Apenas a afirmativa I está correta.

  2. Estão corretas as afirmativas I e II.

  3. Estão corretas as afirmativas II e III.

  4. Apenas a afirmativa IV está correta.

  5. Estão corretas as afirmativas I e IV.



Questão

10





  1   2


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal