Prova Amarela do enem 2002



Baixar 4,81 Mb.
Página1/7
Encontro23.06.2017
Tamanho4,81 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7

E N E M 2 0 0 2


Exame Nacional do Ensino Médio

Ministério da Educação

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais PROVA 1 - AMARELA

LEIA ATENTAMENTE AS SEGUINTES INSTRUÇÕES




01. Você deve receber do fiscal o material abaixo:

a) este caderno, com a proposta de redação e 63 questões objetivas, sem repetição ou falha.

b) 1 CARTÃO-RESPOSTA destinado às respostas da parte objetiva da prova.

c) 1 FOLHA DE REDAÇÃO para desenvolvimento da redação.



02. Verifique se este material está em ordem, se o seu nome e número de inscrição conferem com os que aparecem

a) no CARTÃO-RESPOSTA destinado às respostas das questões objetivas;

b) na FOLHA DE REDAÇÃO; e

se a cor de seu CADERNO DE QUESTÕES coincide com a mencionada no alto da capa e nos rodapés de cada página. Caso contrário, notifique IMEDIATAMENTE o fiscal.



03. Após a conferência, o participante deverá assinar, nos espaços próprios

a) do CARTÃO-RESPOSTA destinado às respostas das questões objetivas; e

b) da FOLHA DE REDAÇÃO;

utilizando, preferivelmente, caneta esferográfica de tinta preta.



04. No CARTÃO-RESPOSTA, a marcação das letras, correspondentes às respostas de sua opção, deve ser feita preenchendo todo o espaço compreendido no círculo, a lápis preto nº 2 ou caneta esferográfica de tinta preta, com um traço contínuo e denso. A LEITORA ÓTICA é sensível a marcas escuras, portanto, preencha os campos de marcação completamente, sem deixar claros.

05. No CARTÃO-RESPOSTA, o participante deverá assinalar também, no espaço próprio, o gabarito correspondente à cor de sua prova (Amarela - 1, Branca - 2, Rosa - 3 ou Verde - 4). Se assinalar um gabarito que não corresponda à cor de sua prova ou deixar de assinalá-lo, sua prova objetiva será anulada.

06. Tenha muito cuidado com o CARTÃO-RESPOSTA e com a FOLHA DE REDAÇÃO, para não DOBRAR, AMASSAR, ou MANCHAR. O CARTÃO-RESPOSTA e a FOLHA DE REDAÇÃO SOMENTE poderão ser substituídos caso estejam danificados na BARRA DE RECONHECIMENTO PARA LEITURA ÓTICA.

07. Para cada uma das questões são apresentadas 5 alternativas classificadas com as letras (A), (B), (C), (D) e (E); só uma responde adequadamente ao quesito proposto. Você só deve assinalar UMA ALTERNATIVA PARA CADA QUESTÃO: a marcação em mais de uma alternativa anula a questão, MESMO QUE UMA DAS RESPOSTAS ESTEJA CORRETA.

08. As questões são identificadas pelo número que se situa acima e à esquerda de seu enunciado.

09. SERÁ EXCLUÍDO DO EXAME o participante que:

a) se utilizar, durante a realização da prova, de máquinas e/ou de relógios de calcular, bem como de rádios gravadores,

de “headphones”, de telefones celulares ou de fontes de consulta de qualquer espécie;

b) se ausentar da sala em que se realiza a prova levando consigo o CADERNO DE QUESTÕES e/ou o CARTÃORESPOSTA;

c) deixar de assinalar corretamente o gabarito correspondente à cor de sua prova.

10. Reserve os 30 (trinta) minutos finais para marcar seu CARTÃO-RESPOSTA. Os rascunhos e as marcações assinaladas no CADERNO DE QUESTÕES NÃO SERÃO LEVADOS EM CONTA.

11. Quando terminar, entregue ao fiscal o CADERNO DE QUESTÕES, o CARTÃO-RESPOSTA, a FOLHA DE REDAÇÃO e ASSINE A LISTA DE PRESENÇA.

12. O TEMPO DISPONÍVEL PARA ESTA PROVA, INCLUINDO A REDAÇÃO, É DE CINCO HORAS. Recomendamos que você não ultrapasse o período de uma hora e meia para elaborar sua redação.


  1. Por motivos de segurança, você somente poderá ausentar-se do recinto de prova após decorridas 2 horas do início da mesma. Caso você permaneça na sala, no mínimo, 4 horas após o início da prova, poderá levar este CADERNO DE QUESTÕES.


FUNDAÇÃO CESGRANRIO PROVA 1 - AMARELA

REDAÇÃO




Comício pelas Diretas Já, em São Paulo, 1984.


Para que existam hoje os direitos


políticos, o direito de votar e ser vota-
do, de escolher seus governantes e re-
presentantes, a sociedade lutou muito.

www.iarabernardi.gov.br. 01/03/02.



A política foi inventada pelos humanos como o modo pelo qual pudessem expressar suas diferenças e conflitos sem transformá-los em guerra total, em uso da força e extermínio recíproco. (...)

A política foi inventada como o modo pelo qual a
sociedade, internamente dividida, discute, delibera e decide em comum para aprovar ou reiterar ações que dizem respeito a todos os seus membros.

Marilena Chauí. Convite à filosofia. São Paulo: Ática, 1994.

A democracia é subversiva. É subversiva no sentido mais radical da palavra.

Em relação à perspectiva política, a razão da preferência pela democracia reside no fato de ser ela o principal remédio contra o abuso do poder. Uma das formas (não a única) é o controle pelo voto popular que o método democrático permite pôr em prática. Vox populi vox dei.

Norberto Bobbio. Qual socialismo? Discussão de uma alternativa.

Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983. Texto adaptado.



Se você tem mais de 18 anos, vai ter de votar nas próximas eleições. Se você tem 16 ou 17 anos, pode votar ou não.

O mundo exige dos jovens que se arrisquem. Que alucinem. Que se metam onde não são chamados. Que sejam encrenqueiros e barulhentos. Que, enfim, exijam o impossível.

Resta construir o mundo do amanhã. Parte desse trabalho é votar. Não só cumprir uma obrigação. Tem de votar com hormônios, com ambição, com sangue fervendo nas veias. Para impor aos vitoriosos suas exigências – antes e principalmente depois das eleições.

André Forastieri. Muito além do voto. Época. 6 de maio de 2002. Texto adaptado.


Considerando a foto e os textos apresentados, redija um texto dissertativo-argumentativo sobre o tema O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais de que o Brasil
necessita?

Ao desenvolver o tema, procure utilizar os conhecimentos adquiridos e as reflexões feitas ao longo de sua formação. Selecione, organize e relacione argumentos, fatos e opiniões, e elabore propostas para defender seu ponto de vista.



Observações:

  • Lembre-se de que a situação de produção de seu texto requer o uso da modalidade escrita culta da língua portuguesa.

  • O texto não deve ser escrito em forma de poema (versos) ou narração.

  • O texto deverá ter no mínimo 15 (quinze) linhas escritas.

  • A redação deverá ser apresentada a tinta e desenvolvida na folha própria.

  • O rascunho poderá ser feito na última página deste Caderno.


PARTE OBJETIVA

ANTES DE MARCAR SUAS RESPOSTAS, ASSINALE, NO ESPAÇO PRÓPRIO DO CARTÃO-RESPOSTA, A COR DE SEU CADERNO DE QUESTÕES.

CASO CONTRÁRIO, AS QUESTÕES DA PARTE OBJETIVA DA SUA PROVA SERÃO ANULADAS.
1

Miguilim
De repente lá vinha um homem a cavalo. Eram dois. Um senhor de fora, o claro de roupa. Miguilim saudou, pedindo a bênção. O homem trouxe o cavalo cá bem junto. Ele era de óculos, corado, alto, com um chapéu diferente, mesmo.

Deus te abençoe, pequenino. Como é teu nome?

Miguilim. Eu sou irmão do Dito.

E o seu irmão Dito é o dono daqui?

Não, meu senhor. O Ditinho está em glória.

O homem esbarrava o avanço do cavalo, que era zelado, manteúdo, formoso como nenhum outro. Redizia:

Ah, não sabia, não. Deus o tenha em sua guarda... Mas que é que há, Miguilim?



Miguilim queria ver se o homem estava mesmo sorrindo para ele, por isso é que o encarava.

Por que você aperta os olhos assim? Você não é limpo de vista? Vamos até lá. Quem é que está em tua casa?

É Mãe, e os meninos...

Estava Mãe, estava tio Terez, estavam todos. O senhor alto e claro se apeou. O outro, que vinha com ele, era um camarada.

O senhor perguntava à Mãe muitas coisas do Miguilim. Depois perguntava a ele mesmo: –– ‘Miguilim, espia daí: quantos dedos da minha mão você está enxergando? E agora?”

ROSA, João Guimarães. Manuelzão e Miguilim. 9ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.


Esta história, com narrador observador em terceira pessoa, apresenta os acontecimentos da perspectiva de Miguilim. O fato de o ponto de vista do narrador ter Miguilim como referência, inclusive espacial, fica explicitado em:
(A) “O homem trouxe o cavalo cá bem junto.”

(B) “Ele era de óculos, corado, alto (...)”

(C) “O homem esbarrava o avanço do cavalo, (...)”

(D) “Miguilim queria ver se o homem estava mesmo sorrindo para ele, (...)”

(E) “Estava Mãe, estava tio Terez, estavam todos”

2

O mercado financeiro mundial funciona 24 horas por dia. As bolsas de valores estão articuladas, mesmo abrindo e fechando em diferentes horários, como ocorre com as bolsas de Nova Iorque, Londres, Pequim e São Paulo. Todas as pessoas que, por exemplo, estão envolvidas com exportações e importações de mercadorias precisam conhecer os fusos horários para fazer o melhor uso dessas informações.


Considerando que as bolsas de valores começam a funcionar às 09:00 horas da manhã e que um investidor mora em Porto Alegre, pode-se afirmar que os horários em que ele deve consultar as bolsas e a seqüência em que as informações são obtidas estão corretos na alternativa:


(A) Pequim (20:00 horas), Nova Iorque (07:00 horas) e Londres (12:00 horas).

(B) Nova Iorque (07:00 horas), Londres (12:00 horas) e Pequim (20:00 horas).

(C) Pequim (20:00 horas), Londres (12:00 horas) e Nova Iorque (07:00 horas).

(D) Nova Iorque (07:00 horas), Londres (12:00 horas), Pequim (20:00 horas).

(E) Nova Iorque (07:00 horas), Pequim (20:00 horas ), Londres (12:00 horas).

3

O excesso de peso pode prejudicar o desempenho de um atleta profissional em corridas de longa distância como a maratona (42,2 km), a meia-maratona (21,1 km) ou uma prova de 10 km. Para saber uma aproximação do intervalo de tempo a mais perdido para completar uma corrida devido ao excesso de peso, muitos atletas utilizam os dados apresentados na tabela e no gráfico:



Usando essas informações, um atleta de ossatura grande, pesando 63 kg e com altura igual a 1,59m, que tenha corrido uma meia-maratona, pode estimar que, em condições de peso ideal, teria melhorado seu tempo na prova em




(A) 0,32 minuto.

(B) 0,67 minuto.

(C) 1,60 minuto.

(D) 2,68 minutos.

(E) 3,35 minutos.


4

A chuva em locais não poluídos é levemente ácida. Em locais onde os níveis de poluição são altos, os valores do pH da chuva podem ficar abaixo de 5,5, recebendo, então, a denominação de “chuva ácida”. Este tipo de chuva causa prejuízos nas mais diversas áreas: construção civil, agricultura, monumentos históricos, entre outras.


A acidez da chuva está relacionada ao pH da seguinte forma: concentração de íons hidrogênio = 10-pH , sendo que o pH pode assumir valores entre 0 e 14.
Ao realizar o monitoramento do pH da chuva em Campinas (SP) nos meses de março, abril e maio de 1998, um centro de pesquisa coletou 21 amostras, das quais quatro têm seus valores mostrados na tabela:

A análise da fórmula e da tabela permite afirmar que:


  1   2   3   4   5   6   7


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal