Projeto rondon – AÇÕes de melhorias sócio-ambientais desenvolvidas na comunidade de baixa quente em araçUAÍ/MG



Baixar 4,19 Kb.
Encontro23.06.2017
Tamanho4,19 Kb.

UFV / IV SEU / FEVEREIRO-2007/ Engenharia Civil / 82 
_________________________________________________________________________

PROJETO RONDON – AÇÕES DE MELHORIAS SÓCIO-AMBIENTAIS DESENVOLVIDAS NA COMUNIDADE DE BAIXA QUENTE EM ARAÇUAÍ/MG

TOSETTO, Vitor (Bolsista); AZEVEDO, Mônica de Abreu (Orientador); MOLINO, Deive Bruza (Estudante); ALMEIRDA, Alcimar P. N. de (Estudante); CRUZ, Mauro Cézar Cardoso (Estudante); SOUSA, Iris Ferreira de (Estudante); SILVA, Lucíola Lorenço (Estudante); LISOBA, Eleniz Soares (Estudante)



A equipe componente do Conjunto B de Ações do Projeto Rondon – Operação Minas Gerais 2006 trabalhou na comunidade de Baixa Quente, localizada no município de Araçuaí/MG, na região do Vale do Jequitinhonha. As atividades desenvolvidas no município foram realizadas em um período de sete dias. Os trabalhos foram estruturados de acordo com as demandas da prefeitura local e das reuniões realizadas com lideranças da comunidade. Inicialmente, os dois primeiros dias foram utilizados para conhecer o local, fazer o diagnóstico dos problemas e elaborar estratégias de ação para melhorias. A situação encontrada na pequena comunidade de aproximadamente 140 casas era bastante caótica. Há problemas principalmente de ordem sanitária, como ausência de rede de esgoto e coleta de lixo, além da grande maioria das casas não possuírem sanitários. Somados a isso, há um cenário de muita pobreza, onde não se encontra sinais de prosperidade e esperança. Mediante ao diagnóstico levantado realizou-se algumas atividades a fim de minimizar as condições precárias. Juntamente com o apoio da prefeitura, foi realizado primeiramente um mutirão de limpeza, envolvendo a participação de alunos de uma escola do centro da cidade e da comunidade local, foram retirados aproximadamente 114m³ de lixo. Em seguida, com ajuda de uma retroescavadeira cedida pela prefeitura retificou-se a vala de esgoto, transpondo o deságüe a um ponto a jusante, evitando assim o contato do esgoto com crianças e mulheres, que possuem o hábito de brincar e lavar louças e roupas no rio. Paralelamente a essas atividades, ministrou-se um programa de educação com a comunidade, com a realização de dinâmicas de grupos com as crianças, oficinas, distribuição de remédios e bate-papos com as mulheres abordando sexualidade, higiene e saúde. Como última atividade, aplicou-se um questionário a 131 casas, a fim de conhecer as características sócio-culturais dos moradores.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal