Programas de Bolsa Luso-Brasileiras Santander Universidade



Baixar 134,89 Kb.
Página1/2
Encontro08.12.2017
Tamanho134,89 Kb.
  1   2





PROGRAMA CIÊNCIAS SEM FRONTEIRAS
Edital complementar Coordenadoria de Relações Internacionais (CRI) - UFPel Nº. 15/2013 às chamadas públicas Programa Ciência sem Fronteiras nº 143, 144, 145, 146, 148, 149, 150, 151, 152, 153, 154, 155/2013 - graduação sanduíche na Alemanha, Austrália ATN, Austrália G8, Canadá CBIE, Canadá CALDO, Coreia do Sul, Estados Unidos, Finlândia, Hungria, Japão, Reino Unida e Nova Zelândia.

APRESENTAÇÃO
Artigo 1º. Este edital complementar visa regular a seleção de estudantes de graduação da UFPel para a realização de disciplinas e estágio nos países: Alemanha, Austrália ATN, Austrália G8, Canadá CBIE, Canadá CALDO, Coreia do Sul, Estados Unidos, Finlândia, Hungria, Japão, Reino Unido e Nova Zelândia. Leia atentamente os editais específicos de cada país no link:

http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/instrucoes


CURSOS ELEGÍVEIS
Artigo 2°. De acordo com os editais vigentes do programa Ciência sem Fronteiras relativos às áreas e aos temas contemplados, podem candidatar-se os estudantes dos seguintes cursos de graduação:

  • Agroindústria

  • Agronomia

  • Alimentos

  • Arquitetura e Urbanismo

  • Biotecnologia

  • Ciência da computação

  • Ciência Biológicas

  • Cinema de Animação

  • Cinema e Animação

  • Cinema e Audiovisual

  • Conservação e Restauro

  • Design Digital

  • Design Gráfico

  • Educação Física

  • Enfermagem

  • Engenharia Agrícola

  • Engenharia Ambiental Sanitária

  • Engenharia Civil

  • Engenharia de Computação

  • Engenharia de Controle e Automação

  • Engenharia de Materiais

  • Engenharia de Petróleo

  • Engenharia de Produção

  • Engenharia Eletrônica

  • Engenharia Geológica

  • Engenharia Hídrica

  • Engenharia Industrial Madeireira

  • Engenharia Sanitária Ambiental

  • Farmácia

  • Física

  • Geografia

  • Geoprocessamento

  • Gestão Ambiental

  • Matemática Engenharia Hídrica

  • Medicina Veterinária

  • Medicina

  • Meteorologia

  • Nutrição

  • Odontologia

  • Química de Alimentos

  • Química Forense

  • Química Industrial

  • Química

  • Tecnologia em Fruticultura

  • Terapia Ocupacional

  • Zootecnia

  • Música

Parágrafo único. Os recursos para ampliação dos cursos indicados acima para o presente edital, com base nas áreas prioritárias do programa Ciência sem Fronteiras, devem ser encaminhados para o coordenador do respectivo curso à CRI até o dia 05 de julho de 2013.
REQUISITOS
Artigo 3°. Os pré-requisitos para que um aluno da UFPel tenha sua inscrição homologada junto à CAPES e ao CNPq, habilitando-se a concorrer nas etapas subsequentes do programa Ciência sem Fronteiras, são os seguintes:
I. Estar matriculado em um dos cursos indicados no Art. 2º (segundo) deste edital;

II. Ter nacionalidade brasileira;

III. Ter integralizado, no mínimo, 20% do currículo previsto para seu curso no momento da candidatura;

IV. Ter realizado Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e obtido nota igual ou superior a 600 pontos, em exames realizados a partir de 2009. Caso o candidato tenha realizado mais de um exame a partir de 2009, considerar-se-á o de maior pontuação;

V. Ter integralizado, no máximo, 90% do currículo previsto para seu curso no final do semestre prévio à viagem; ou seja, final de 2013/1 para os candidatos a mobilidade com início em 2014/1. Para o cálculo dos 90%, levar-se-á em consideração a matrícula nas disciplinas da seriação aconselhada do curso de graduação na UFPel;

VI. Não ter estado em afastamento para realização de estudos nos semestres anteriores;

VII. Apresentar resultado (score) de teste de proficiência ou comprovante de inscrição em um dos testes de proficiência indicados nos editais do Ciência sem Fronteiras para o país de destino. O resultado deverá estar disponível dentro da data limite estipulada pelo respectivo edital;

VIII. Apresentar média geral igual ou maior à média geral do seu curso de graduação no momento da candidatura, ou seja, até 2012/2. Esse critério poderá ser relativizado se o aluno apresentar mais de um ingresso na UFPel;

IX. Possuir, no máximo, dois (02) trancamentos, duas (02) reprovações ou duas (02) infrequências no histórico escolar;

IX. Submeter inscrição no site do programa Ciência sem Fronteiras até as datas finais previstas no edital do país pretendido. Os formulários estão disponíveis em http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/instrucoes;

X. Entregar à CRI a documentação listada no Art. 5º (quinto) deste edital, para possibilitar o processo seletivo interno e a homologação das candidaturas aprovadas pela UFPel, tal como exigido pelas chamadas do programa Ciência sem Fronteiras nº 143, 144, 145, 146, 148, 149, 150, 151, 152, 153, 154, 155/2013.
NORMAS PARA PARTICIPAÇÃO NO PROCESSO SELETIVO DA UFPel
Artigo 4°. Ao candidatar-se, o aluno deverá estar ciente de que:
I. O preenchimento e a submissão corretos do formulário de inscrição on-line do programa Ciência sem Fronteiras são de total responsabilidade do aluno;
II. Se aprovada, a mobilidade do programa Ciência sem Fronteiras será de, pelo menos, doze (12) meses, não sendo possível solicitar a redução da mobilidade para um semestre ou trocar o país de destino.
III. O aluno que desistir da candidatura por motivos pessoais em qualquer etapa da seleção após ter tido sua candidatura homologada pela UFPel não poderá candidatar-se novamente por dois semestres. Considerar-se-á justificativa por escrito em prazo a ser determinado, apresentada na CRI, em eventual nova candidatura.
IV. Após aprovação no programa e confirmação de que se concederá a bolsa para a mobilidade, avaliar-se-á, pelo colegiado do curso, o afastamento do aluno para realização de estudos antes da viagem. A aprovação do afastamento levará em conta o desempenho acadêmico do aluno no período entre a candidatura na UFPel e o recebimento da confirmação de placement. Alunos que não tiverem seu afastamento aprovado não poderão viajar, uma vez que a bolsa é condicionada ao aproveitamento dos créditos cursados no exterior; estes, por sua vez, só podem ser aproveitados estando o aluno em "afastamento para realização de estudos", aprovado pela UFPel.
V. O candidato é responsável pelo acompanhamento das retificações dos editais do programa publicadas no site

http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/instrucoes


VI. O aluno inscrito em edital do Ciência sem Fronteiras não poderá candidatar-se a outro edital de mobilidade da UFPel, a não ser que receba comunicação expressa da CAPES ou do CNPq de que está eliminado da seleção. Da mesma forma, o aluno não poderá candidatar-se a outros editais do Ciência sem Fronteiras enquanto estiver aprovado pela CAPES ou pelo CNPq nas etapas em andamento, mesmo que ainda não tenha recebido a confirmação oficial da realização de sua viagem.

DOCUMENTOS PARA A CANDIDATURA
Artigo 5°. A inscrição no Programa é composta de duas etapas:
I. PRIMEIRA ETAPA – Inscrição no formulário on-line do programa Ciência sem Fronteiras.
Neste formulário, solicita-se a submissão (upload) dos documentos abaixo, devendo eles seguir, obrigatoriamente, o padrão descrito a seguir:
a) “Histórico Escolar de Graduação”: o aluno da UFPel deve fazer upload do Histórico Escolar emitido pelo DRA;

b) Comprovante do teste de proficiência, conforme item 3.1 V dos editais do CsF;

c) Comprovante de Prêmio Jovem Cientista, Iniciação Científica, Olimpíadas da Matemática ou de Ciências, ou demais premiações de mérito acadêmico, quando houver. Documentos de participação em eventos científicos ou cursos não são considerados prêmios;

d) Comprovante de participação em programas de iniciação científica, de iniciação tecnológica ou de iniciação à docência, se houver.


II. SEGUNDA ETAPA – Entrega de documentos na CRI.
Devem-se entregar à CRI, até a data limite para inscrição (verificar o cronograma no Art. 6º), os documentos listados abaixo, nesta ordem, presos por um clipe e sem grampos:
1. Formulário de inscrição (ANEXO I como modelo. A ficha estará disponível no site abaixo desse edital em Word para que o aluno a complete com seus dados);

2. Recibo de inscrição no formulário de inscrições do programa Ciência sem Fronteiras;

3. Boletim de resultado no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) com nota igual ou superior a 600 pontos, em exames realizados a partir de 2009. Caso o candidato tenha realizado mais de um exame a partir de 2009, considerar-se-á o de maior pontuação;

4. Histórico escolar original, emitido pelo DRA, atualizado até 2012/2;

5. Declaração do coordenador do respectivo colegiado de curso, informando o percentual de créditos que o aluno cursou no momento da candidatura (ou seja, até 2012/2) e a provável integralização ao final de 2013/1;

6. Curriculum Vitae Lattes (em português – http://lattes.cnpq.br);

7. Cópia do comprovante de participação em programas de iniciação científica, de iniciação tecnológica ou de iniciação à docência (monitoria) anexada ao formulário on-line do programa Ciência sem Fronteiras;

8. Cópia do certificado de proficiência no idioma do país para o qual o aluno se candidata (conforme especificado no edital do Ciência sem Fronteiras) ou comprovante de inscrição nos testes solicitados dentro da data limite estipulada pelo respectivo edital CAPES/CNPq, conforme item 3.1 V dos editais do Ciência sem Fronteiras.


§1º. Os documentos devem ser entregues à Coordenadoria de Relações Internacionais – CRI, na Rua Lobo da Costa, 859 – Centro (ao lado do Teatro Guarany), no período de atendimento da CRI (todas as manhãs das 9h às 12h e às quartas-feiras das 14h às 17h).
§2º. Não serão aceitas candidaturas depois das datas estipuladas nos editais (veja o cronograma no Art. 6º), exceto se houver alteração expressa dos prazos do programa Ciência sem Fronteiras e concordância da UFPel a respeito da prorrogação.
CRONOGRAMA
Artigo 6º. O cronograma das candidaturas para início da bolsa a partir de janeiro de 2014 será o seguinte:





Prazo CAPES/CNPq

Prazo CRI

PRIMEIRA ETAPA – SELEÇÃO DOS ALUNOS DA UFPEL PELA UFPEL

Inscrição no “Formulário de Inscrições do Programa Ciência sem Fronteiras”


Consultar o edital respectivo

----

Entrega documentação na CRI

----

Período único para todos os países: 01 de julho a 08 de julho de 2013

Prazo para homologação das candidaturas pré- selecionadas pela IES (UFPel)


Alemanha, EUA, Hungria, Japão - 15 de julho a 22 de julho de 2013

Austrália ATN, Austrália G8, Canadá CBIE, Canadá CALDO, Coreia do Sul, Finlândia, Reino Unido - 26 de julho a 09 de agosto de 2013



----

SEGUNDA ETAPA – SELEÇÃO DO ALUNO DA UFPEL POR CAPES/CNPq E PELA INSTITUIÇÃO PARCEIRA DO CSF

Prazo final para envio do RESULTADO do teste de proficiência de idioma solicitado no edital, através do portal do CsF.

Alemanha - 31 de julho

Austrália ATN, Austrália G8, Canadá CBIE, Canadá CALDO, Coreia do Sul, Finlândia, Reino Unido – 09 de agosto



EUA, Hungria, Japão – até 30 de setembro de 2013, para os candidatos que realizarem o teste TOEFL ITP em agosto

----

Prazo para o candidato selecionado por CAPES/CNPq preencher o Formulário online da instituição parceira.

Verifique o edital de cada país.

----

Solicitação de afastamento para realização de estudos na UFPel

----

Até dezembro de 2013

Início das atividades no exterior

A partir de janeiro de 2014 para todos os países com exceção do Japão, cujo início das atividades será em abril de 2014

----



SELEÇÃO
Artigo 7º. Antes da homologação, verificar-se-ão os documentos anexados ao formulário on-line pelo candidato, sendo somente validados aqueles que seguirem o padrão estabelecido no item 5 deste edital.
Artigo 8º. Por determinação da coordenação do programa Ciência sem Fronteiras, todos os candidatos devem apresentar boletim de resultado no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) com nota igual ou superior a 600 pontos em exames realizados a partir de 2009. Caso o candidato tenha realizado mais de um exame a partir de 2009, considerar-se-á o de maior pontuação.
Artigo 9º. Os alunos selecionados pela UFPel terão sua candidatura homologada no sistema on-line do programa Ciência sem Fronteiras, de acordo com o cronograma do Art. 6º. A partir dessa etapa, o aluno deve manter a CRI informada de qualquer comunicação recebida relativa à sua seleção e à sua classificação nas etapas posteriores.
Artigo 10. Todas as alterações de cronograma dos editais são de responsabilidade da CAPES e do CNPq, cabendo ao candidato acompanhar a publicação de retificações.
Artigo 11. As candidaturas dos alunos somente serão homologadas se estas atenderem aos critérios estabelecidos por cada colegiado para a determinação da excelência acadêmica, de acordo com as diretrizes da CRI.


  1   2


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal