Processo nº 1725 -11



Baixar 28,03 Kb.
Encontro04.08.2017
Tamanho28,03 Kb.

Processo nº 1725 -11.00/12-4

Parecer nº 414/12 CEC/RS

O projeto “6ª MANOCA DO CANTO GAÚCHO – 2013” é aprovado.

1 - Trata o presente processo de pedido de financiamento pelo sistema Pró-Cultura/LIC/SEDAC para a realização da “6ª MANOCA DO CANTO GAÚCHO” na cidade de Santa Cruz do Sul, cujo projeto foi devidamente habilitado pela Secretaria de Estado da Cultura – SEDAC.

O projeto se enquadra no segmento de tradição e folclore, com previsão de realização entre 11 e 13 de abril de 2013. O produtor cultural é a Associação de Entidades Empresariais de Santa Cruz do Sul – ASSEMP, representada por Fábio Costa de Borba – CEPC 3608. A contadora é Vânia Grigoletto.

O projeto foi encaminhado à SEDAC em 31 de julho de 2012 e deu entrada no CEC no dia 20 de novembro de 2012.

O Festival tem por objetivos específicos:

“Incentivar a criatividade poético-musical de compositores, intérpretes, arranjadores e instrumentistas, voltada à temática e aos ritmos regionais do Rio Grande do Sul, ditos de raiz ou aqui aculturados, para buscar sua integração à cultura musical do Brasil, promovendo um resgate dos valores históricos e culturais”;

“Favorecer a revelação de novos talentos e a divulgação de suas criações artísticas, especialmente voltadas à tradição do nosso estado, que busquem a valorização da autentica música gaúcha”;

“Premiar os vencedores do concurso musical e difundir o CD e/ou DVD com as composições finalistas”;

“Promover e socializar a cultura, a história e as tradições gaúchas por meio da arte musical”;

“Integrar a comunidade de Santa Cruz do Sul e região com os valores culturais da musicalidade nativa do Rio Grande do Sul”.

O evento terá acesso universal e gratuito, sendo realizado no parque de eventos do município.

No dia 26 de outubro o projeto foi baixado em diligência, indicando uma série de problemas de elaboração e lacunas a serem preenchidas. O produtor respondeu em 5 de novembro, atendendo cada um dos itens da diligência, conforme se constata nas folhas 148 a 190.

A planilha de custos prevê os valores de R$ 4.800,00 de comercialização de bens e serviços e R$ 265.391,00 de financiamento pelo sistema LIC.

Serão selecionadas 10 músicas na fase local, com destinação de R$ 500,00 para cada composição e 16 músicas na fase nacional, com destinação de R$ 2.000,00 para cada composição. O que totaliza R$ 37.000,00.

Como premiação, o regulamento estabelece diversos itens, tais como: música mais popular, melhor poesia, melhor melodia etc., totalizando o valor de R$ 7.300,00, além dos troféus correspondentes.

Haverá oito espetáculos musicais regionais:

- Gaúcho Pachola, no valor de R$ 4.800,00

- Luiz Marenco, no valor de R$ 7.000,00

- Caminhos do Si, espetáculo poético-musical, no valor de R$ 3.000,00

- Cesar Oliveira e Rogério Melo, no valor de R$ 8.000,00

- Joca Martins, no valor de 5.500,00

- Buenas e M’Espalho, no valor de R$ 10.000,00

- Neco Machado e Grupo, no valor de R$ 1.500,00

- Sonido Del Alma Gaucha, no valor de R$ 3.500,00

Este item totaliza R$ 43.300,00.

Está prevista a gravação de um CD, com 500 exemplares e um DVD com 300 exemplares ao custo total de R$ 19.000,00.

No dia 20 de novembro a SEDAC habilitou o projeto e na mesma oportunidade determinou que o produtor retirasse da planilha de custos ou substituísse a fonte do recurso destinado ao pagamento de serviços prestados por servidor público, conforme documento de folha 194.


É o relatório.
2 - O festival de música denominado MANOCA DO CANTO GAÚCHO, na sua 6º edição, compõe um conjunto de festivais de natureza semelhante que nos últimos 40 anos têm contribuído de maneira decisiva no desenvolvimento da música regionalista do Rio Grande do Sul, revelando e reafirmando artistas, intérpretes, letristas ou instrumentistas.

O termo “manoca” representa o conjunto de 20 a 25 folhas de tabaco reunidas para secagem. É uma maneira artesanal de preparar o fumo. Mesmo que o produtor cultural não informe isso, é fácil inferir que o termo foi escolhido em função da importância econômica que o tabaco tem para o município de Santa Cruz do Sul.

O festival contempla os artistas e seus anseios de garantir oportunidades de trabalho e prestígio, assim como oferece ao público uma boa oportunidade de usufruir de uma das mais prestigiadas formas de expressão cultural, a música.

Apoiar a realização de festival musical voltado à música regionalista de cunho nativista é uma forma de contribuir para valorização e preservação de uma cultura regional focada na história, na tradição e na identidade gauchesca, tão cara para todos os sul-rio-grandenses.

O projeto se encontra bem elaborado, contendo todos os documentos necessários para a sua análise, com orçamento adequado para a proposta.

Um item, no entanto, não ficou claro. Trata-se do destino que será dado aos CDs e aos DVDs, instrumentos fundamentais para o registro e circulação do produto cultural resultante do festival. Considerando a importância desses instrumentos para que mais pessoas possam ter acesso ao que será produzido no festival, deixo de glosar os valores alocados para a sua viabilização, porém, fica o produtor cultural obrigado a informar à SEDAC, quando da prestação de contas, qual o destino que foi dado aos 500 CDs e aos 300 DVDs.


3. Em conclusão, o projeto 6ª MANOCA DO CANTO GAÚCHO – 2013” é aprovado, em razão do seu mérito cultural, relevância e oportunidade, podendo receber incentivos do sistema LIC, no valor de até R$ 265.391,00 (duzentos e sessenta e cinco mil, trezentos e noventa e um reais).

Porto Alegre, 11 de dezembro de 2012



Manoelito Carlos Savaris

Conselheiro Relator.


Informe:
O prazo para recurso somente começará a fluir após a publicação no Diário Oficial.

O Presidente, nos termos do Regimento Interno, optou por: votar ( ), não votar (X) ou desempatar ( ).


Sessão das 14 horas do dia 11 de novembro de 2012.

Presentes: 20 Conselheiros.


Acompanharam o Relator os Conselheiros: Graziela de Castro Saraiva, Ana Méri Zavadil Machado, Alcy Cheuiche, Adriana Donato dos Reis, Paula Simon Ribeiro, Nicéa Irigaray Brasil, Roque Jacoby, Nilza Cristina Taborda de Jesus Colombo, Neidmar Carlos Charao Alves, Maturino Salvador Santos da Luz, Walter Galvani, Gilson Petrillo Nunes, Susana Frölich, Gisele Pereira Meyer.


Abstiveram-se de votar: José Mariano Bersch, Adriano José Eli, Nelson Coelho de Castro, Isaac Newton Castiel Menda.

Loma Berenice Gomes Pereira

Conselheira Presidente do CEC/RS



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal