Preparo da base



Baixar 1,11 Mb.
Página1/2
Encontro08.02.2019
Tamanho1,11 Mb.
  1   2



Anais do 47º
Congresso Brasileiro de Cerâmica

Proceedings of the 47th Annual Meeting of the Brazilian Ceramic Society

15-18/junho/2003 – João Pessoa - PB - Brasil



Revestimentos apl icados sobre chapiscos com adições de

sílica ativa da casca de arroz

V.S. Silva (1); J.B.L. LIBORIO (2)

  1. Enga. Civil. Doutoranda EESC/IFSC/IQSC. E-mail vssnessa@sc.usp.br

  2. Eng. Civil. Professor Doutor -Escola de Engenharia de São Carlos/SET.

Depto. Eng. de estruturas, LAMABC. Av.trabalhador SãoCarlense, 400
São Carlos-SP. CEP 13566-590. Fax: 16-273 9482


Resumo

As estruturas de concreto, quando vão receber o revestimento de argamassa e o revestimento cerâmico, necessariamente precisam de um preparo da base com chapisco para melhorar a aderência, criando uma superfície de rugosidade apropriada. Os chapiscos convencionalmente utilizados são inadequados para aplicação em substratos com baixa porosidade, como no caso das estruturas de concreto. Sendo assim, neste trabalho foram definidos tipos de preparo da base, os quais foram aplicados nos substratos de concreto, para avaliação da aderência. Avaliou-se chapiscos com adições, onde variou-se o teor de substituição do cimento por sílica ativa extraída da casca de arroz (5 e 10% em massa). O resultados indicaram que, o tratamento superficial do substrato com chapiscos de menor relação água/cimento e com adições de sílica ativa em teores de 5% melhorou a capacidade de aderência da base.

Palavras – chave: revestimento, aderência, concreto, sílica ativa


Introdução
Embora os revestimentos cerâmicos e argamassados sejam largamente empregados no Brasil, ainda há a necessidade de muitas melhorias e evolução tecnológica, principalmente com relação à tecnologia de produção de fachadas. A grande incidência de problemas patológica prova esta necessidade.

Os problemas patológicos são originados nas diversas etapas da construção: na fase de projeto, quando a seleção do tipo de revestimento é inadequado à base e à função do revestimento; na fase de execução, quando não se respeitam as características dos materiais no cronograma da obra bem como os princípios básicos da aplicação; na fase de ocupação, quando são menosprezados os serviços destinados à manutenção.(1), (2)



As patologias mais importantes manifestam-se tipicamente na forma de fissuras e perda de aderência (descolamentos). As figuras 1 e 2 mostram exemplos de deslocamento em estruturas de concreto. Na Figura 1, observa-se o descolamento total do revestimento cerâmico da fachada em um dos blocos. A argamassa de regularização (emboço) foi aplicada tentando dissimular as imperfeições da base (falta de prumo e alinhamento), o que resultou em um revestimento de elevada espessura. Devido à má qualidade da argamassa (argamassa friável), e a espessura excessiva da argamassa, o revestimento final, a cerâmica, deslocou-se no primeiro ano de vida da edificação.






Figura 1 – Descolamento do revestimento cerâmico da fachada, mostrando a espessura excessiva da argamassa.(3)

Figura 2 – Descolamento do revestimento do pilar.(4)

Os elementos estruturais de concreto, como no caso do pilar da figura 2, são regiões que também recebem os revestimentos de argamassa. Na medida em que esses concretos sejam mais compactos, com menor porosidade aberta, etc, há uma dificuldade maior da adesão dos chapiscos e argamassas nesses tipos de substratos.

Materiais como blocos de concreto e o concreto usado na estrutura tem sua retração variável em função de uma série de fatores como tipos de agregados empregados, relação água/cimento das dosagens. Para receber o emboço, o qual poderá servir de substrato para aplicação das placas cerâmicas, a base do revestimento deve ser preparada adequadamente para garantir a aderência e integridade do conjunto.

A técnica de preparação da base tradicionalmente empregada consiste basicamente na limpeza e chapiscamento. Para o chapiscamento utiliza-se uma argamassa de cimento e areia preparada em obra ou industrializada que pode ou não conter aditivos.

No entanto, os chapiscos convencionalmente utilizados são inadequados para aplicação em substratos com baixa porosidade, como no caso das estruturas de concreto armado. A alta proporção da água de amassamento que vem sendo utilizada com relação ao cimento Portland varia da ordem de 1kg/kg a/c 3kg/kg, o que pode ocasionar um efeito parede na interface chapisco/base, prejudicando a aderência. Sendo assim, nesta pesquisa foram estabelecidos traços para chapiscos com menor relação água/cimento e adições de sílica ativa e aditivo superplastificante.

Com relação ao uso da sílica ativa, diversos estudos experimentais já comprovaram que a introdução desta adição em concretos e argamassas geralmente provoca várias alterações de características tanto no estado fresco quanto no estado endurecido. No entanto, as pesquisas sobre o efeito dos materiais pozolânicos, como a sílica ativa, na resistência de aderência de argamassas de revestimento são ainda incipientes. A maioria dos trabalhos encontrada em toda literatura a nível mundial refere-se as argamassas de assentamento (5), (6), (7).

Em geral a sílica ativa atua na fase pasta de cimento e também na interface ou ligação pasta/agregado, cuja ação pode se dar de duas formas: efeito microfíler e efeito pozolânico. Estes dois efeitos e suas ações levam a um aumento significativo da compacidade dos concretos e argamassas, reduzindo sensivelmente o volume de vazios, além de fortalecer a microestrutura e promover um refinamento dos poros. Obtém-se assim uma pasta mais densa, o que resulta em um concreto ou argamassa mais uniforme.(8)

O material (chapisco, argamassa ou concreto) com adição da sílica ativa pode adquirir melhores propriedades tanto no estado fresco como no estado endurecido, colaborando para a elevação das resistências mecânicas e para o aumento da durabilidade do material como um todo. No caso específico dos chapiscos, suas propriedades de aderência podem ser significativamente melhoradas.



  1   2


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal