Preciso usar óculos



Baixar 34,02 Kb.
Encontro10.10.2018
Tamanho34,02 Kb.


Biologia – data: 18/10/2012
Síntese da aula 31 – Por que as vacas mastigam o tempo todo?
A base da alimentação dos gados são as folhas de vegetais. Essas folhas são ricas em uma substância chamada celulose. Os bois e vacas, assim como outros herbívoros, têm características que lhes permitem aproveitar a celulose das folhas. Uma dessas peculiaridades é uma associação com microrganismos que ficam nos estômagos desses animais.

Esses microrganismos são capazes de produzir uma enzima que digere a celulose, a celulase, e assim, aproveitar o material e as calorias que ele pode fornecer.



O estômago dos bois tem divisões especiais que facilitam a atuação dos microrganismos. Observe a figura abaixo:

Quando estão pastando os bois arrancam grandes pedaços de folhas, mastigam rapidamente e engolem. Esse alimento mal mastigado vai para o rúmen. No rúmen há grande quantidade de microrganismos e, durante algum tempo, o alimento fica aí armazenado.

Nesse momento os microrganismos já começam a atuar sobre a celulose, digerindo-a; uma parte da glicose resultante será usada pelos próprios microrganismos que, dispondo de alimento, se multiplicam rapidamente.

Depois de algum tempo o alimento passa para o retículo e do retículo volta para a boca. De volta à boca, o alimento é demoradamente mastigado, as folhas são trituradas em partículas bem pequenas e misturam-se à saliva abundante. Esse processo é chamado ruminação.

Depois da ruminação, o alimento é deglutido (engolido) novamente e volta para o rúmen, onde fica por várias horas. Durante esse tempo os microrganismos digerem praticamente toda a celulose dos vegetais que foram triturados.

Ao final de algum tempo, a maior parte da celulose ingerida pelo boi foi transformada em glicose. Os microrganismos usam parte dessa glicose para seu metabolismo e produzem ácidos orgânicos que para eles são inúteis. Eles também produzem vitamina B e proteínas.

Assim no final dessa etapa, teremos no rúmen: glicose, ácidos orgânicos, vitamina B, proteínas, microrganismos, celuloses não digeridas, etc.; todo esse material constitui o bolo alimentar que passa para os demais compartimentos do estômago antes de ir para o intestino.

Algumas dessas substâncias podem ser absorvidas diretamente pelo boi. Glicose, ácidos orgânicos e vitamina B podem ser absorvidas pelas células que revestem o intestino e entra na corrente sanguínea do animal.

As proteínas e os microrganismos também são alimentos para o boi, mas antes de serem absorvidos, precisam ser digeridos, é que acontece quando porções desse bolo alimentar chegam ao abomaso. O abomaso é a única parte do estômago do boi que contêm glândulas produtoras de enzimas digestivas.

Quem ganha nessa associação entre o boi e os microrganismos?

Os dois se beneficiam. Quando isso acontece dizemos que houve um mutualismo.

Os bezerros já nascem com esses microrganismos?

Não. Ao nascerem não podem digerir os alimentos vegetais. Logo que o bezerro nasce, a vaca lambe o corpo todo da cria; na saliva dela existe uma grande quantidade de microrganismos. O bezerro também se lambe e os microrganismos entram em seu estômago.


Síntese da aula 32 – Como o berne aparece no boi?
A criação do gado requer dos fazendeiros, entre outras coisas, o cuidado com a saúde dos animais, pois os bois são atacados por muitas doenças.

Um dos parasitas do boi é o berne. Não damos conta de sua entrada no organismo. Percebemos sua presença quando são encontrados caroços ou buracos na pele do animal.

Há muitos tipos de parasitas na natureza. O carrapato é um parasita externo e se alimenta do sangue que retira de seus hospedeiros.

Existem também os parasitas internos. Se você olhar no espelho, poderá encontrar alguns pontinhos pretos, os cravos. O cravo é um ácaro chamado Demodex.


O que os parasitas provocam nos organismos?
São vários os problemas causados, entre eles:

  • O desvio de nutrientes destinados ao hospedeiro;

  • Infecções;

  • Infestações;

  • Lesões do tecido;

A tênia, por exemplo, parasita o intestino do ser humano e de outros animais. Ela fixa e deixa seu hospedeiro malnutrido e causa sérias infecções. Muito mais sério do que a infecção causada por tênias adultas é a infecção por larvas de tênias. Se o homem ingerir ovos de tênias presentes em alimentos contaminados, ocorrerá a formação de larvas que podem ser levadas pela corrente sanguínea para vários órgãos, inclusive o cérebro. Essas células podem produzir tumores além de substâncias tóxicas.

Na horta, alimentos como legumes, frutas e verduras podem entrar em contato com fezes que contenham ovos da tênia. Portanto, antes de ingerir esses alimentos, lave-os muito bem!
O ciclo de vida do berne
Chamamos de berne a larva de uma mosca que parasita ovelhas, cavalos, burros, cabras, bois, cachorros e, ocasionalmente, o ser humano.

Existem várias espécies de bernes. Descreveremos o ciclo de vida de uma delas, a mosca Dematobia hominis. Em pleno voo a fêmea captura um outro tipo de mosca, por exemplo, a mosca-dos-estábulos, a mosca-varejeira ou a mosca-doméstica, e nela deposita seus ovos. Quando a mosca veiculadora, isto é, a que contém os ovos da mosca-do-berne, pousa sobre um hospedeiro (boi, ovelha, etc.), uma ou mais larvas se deslocam para a pele do animal. Com a ajuda de ganchos que possuem na boca, a larva do berne perfura o couro do animal e se instala sob a pele, cujo tecido servirá de alimento para seu crescimento.

Durante mais de um mês a larva se desenvolve sobre o tecido subcutâneo do hospedeiro até amadurecer e, antes de iniciar sua fase de pupa, isto é, iniciar o processo de transformação da fase larval em fase adulta, o berne sai da ferida que causou na pele do animal e cai na terra, onde completará seu ciclo de vida.

EXERCÍCIOS
01. Os bois conseguem digerir a célula vegetal. Isso porque no organismo desses animais existem:

a) microrganismos especializados nesse tipo de digestão.

b) duas divisões em seu estômago.

c) rins muito desenvolvidos.

d) substâncias que dissolvem o amido.
02. O nome das enzimas que digerem a celulose das plantas é:

a) amídala

b) rúmen

c) celulase

d) celulose
03. Quando um organismo parasito o outro e ambos são beneficiados, sem que haja prejuízos, chamamos de:

a) canibalismo

b) mutualismo

c) sexualismo

d) predação
04. A vaca tem o estômago com quatro compartimentos. São eles:

a) rúmen, abomaso, esôfago e retículo.

b) omaso, abomaso, retículo e rúmen.

c) rúmen, retículo, abomaso e traqueia.

d) intestino, duodeno, omaso e retículo.
05. Os pontinhos pretos que temos em nosso rosto são chamados de cravos. Ele tem um nome científico de Demodex. Os cravos são exemplos de:

a) ácaros

b) vermes

c) tênias

d) bernes
06. Dematobia hominis é o nome científico da:

a) mosca-varejeira

b) mosca-do-berne

c) mosca-doméstica



d) mosca-dos-estábulo





©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal