Plano individual de ensino



Baixar 90,81 Kb.
Encontro06.11.2017
Tamanho90,81 Kb.

Universidade Estadual de Feira de Santana

Departamento de Ciências Biológicas

Programa de Pós-Graduação em Zoologia


IDENTIFICAÇÃO

CÓDIGO

DISCIPLINA

REQUISITOS

ZOO005

DIVERSIDADE E ECOLOGIA DE PEIXES







PROFESSOR(A)

Alexandre Clistenes de Alcântara Santos




EMENTA

Morfologia, biologia e distribuição geográfica dos principais grupos de peixes Neotropicais, com ênfase no semi-árido brasileiro. Reprodução, hábitos alimentares e ecologia de peixes. Padrões de distribuição e interação com variáveis ambientais.




REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BARLETTA, M. & CORREA, M.F.M. 1992. Guia para identificação de peixes da costa do Brasil. Ed. da UFPR, Curitiba. 131p.

BRISTKI, H.A. et al. 1984. Manual de identificação de peixes da região de Três Marias. Codevasf, 143p.

BURGESS, W.E. 1989. An atlas of freshwater and marine catfishes. TFH, Neptune City, 784p.

CARAMASCHI, E. P.; MAZZONI, R & PERES-NETO, P. R. (eds.). 1999. Ecologia de peixes de riachos. Série Oecologia Brasiliensis, vol. VI. Rio de

Janeiro, Computer & Publish Editoração. 157-182.

CARVALHO F°, A. 1994. Peixes da Costa Brasileira. Ed. Marca Dágua. São Paulo. 403p.

COMPAGNO, L, DANDO, M. & FOWLER, S. 2005. Sharks of the world. Princeton University Press, New Jersey. 368p.

DAJOZ, R. 1973. Ecologia geral. Ed. Vozes Ltda e EDUSP, 474p.

ESTEVES, F.A. 1998. Fundamentos de Limnologia. Interciência, 2a. Edição, 602p.

FIGUEIREDO, J.L. & N.A. MENEZES, 1978. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. II. Teleostei (1). Museu de Zoologia USP, São Paulo,

110p.

FIGUEIREDO, J.L. & N.A. MENEZES, 1980. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. III. Teleostei (2). Museu de Zoologia USP, São Paulo,



90p.

FIGUEIREDO, J.L. & N.A. MENEZES, 2000. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. VI. Teleostei (5). Museu de Zoologia USP, São Paulo,

116p.

FIGUEIREDO, J.L. 1977. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. I. Introdução. Cações, raias e quimeras. Museu de Zoologia USP, São



Paulo, 104p.

GERKING, S. D. 1994. Feeding ecology of fish. California, Academic Press, 1994, 416p.

GÉRY, J. 1977. Characoid of the world. TFH, Neptune City, 433p.

KREBS, C.J. Ecological Metodology. Harper Collins Publishers. New York, 654p. 1989.

LOWE-MACCONNELL, R. H. 1999. Estudos ecológicos de comunidades de peixes tropicais: Trad.: A.E.A.M. Vazzoler; A.A. Agostinho; P.T.M.

Cunnhigham, Edusp, São Paulo, 335p.

MALABARBA, L. R., R.E. REIS, R. P. VARI, Z. M. LUCENA & C. A. LUCENA [Eds]. 1998. Phylogeny and classification of neotropical fishes. Porto

Alegre, Edipucrs. 603p.

MATTHEUS, W. J. 1998. Patterns in freshwater fish ecology. Chapman & Hall, USA. 756p.

MENEZES, N.A. & J.L. FIGUEIREDO, 1980. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. IV. Teleostei (3). Museu de Zoologia USP, São Paulo,

96p.

MENEZES, N.A. & J.L. FIGUEIREDO, 1985. Manual de peixes marinhos do sudeste do Brasil. V. Teleostei (4). Museu de Zoologia USP, São Paulo,



105p.

MOYLE, P.B. & CECH JR., J.J. 1996. Fishes: An introduction to ichthyology. 3th ed. Prentice Hall Inc., Englewood Cliffs, N.J. 593p.

MOYLE, P.B. & J.J. Cech Jr. 1996. Fishes, an introduction to ichthyology. 3 ed. New Jersey, Prentice Hall.

NAKATANI, K.; AGOSTINHO, A.A.; BAUMGARTNER, G.; BIALETZKI, A.; SANCHES, P.V.; MARKIS, M.C.; PAVANELLI, C.S. Ovos e larvas de

peixes de água doce: desenvolvimento e manual de identificação MAringá: EDUEM, 2001. 378 p.

NELSON, J.S. 1994. Fishes of the world. 3 ed. New York, John Willey & Sons.

NIKOLSKII, G.V. 1963. The ecology of fishes. London Academic Press. 352p.

ODUM, E.P. 1988. Ecologia: Trad. Christopher J. Tribe. Editora Guanabara S.A. RJ., 434p.

PAPAVERO, N. 1983. Fundamentos práticos de Taxonomia Zoológica: Coleções, Bibliografia, Nomenclatura. Ed. Mus. Paraense Emílio Goeldi

(CNPq) e SBZ. Freeman and Com., San Francisco 573p.

REIS, R.E., S.O. KULLANDER & C.J. FERRARIS, JR. (eds) 2003. Check list of the freshwater fishes of South and Central America. Porto Alegre,

Edipucrs, 729p.

RICKLEFS, R.E.; SCHLUTER, D. 1993. Species diversity in ecological communities: historical and geographical perspectives. University Chicago

Press, 416p.

SOKAL, R.R. & ROHLF, J. 1995. Biometry: principles and practice of statistics in biological research. 3d ed. W.H. Freeman & Company. N. York, p.

850.


VALENTIN, J. L. 2000. Ecologia Numérica: Uma introdução à análise multivariada de dados ecológicos. Editora Interciência. Rio de Janeiro, 117p.

VAZZOLER, A.E.A. DE M. 1981. Manual de métodos para estudos biológicos de populaçöes de peixes: reproduçäo e crescimento. Brasília, CNPq.

Programa Nacional de Zoologia. 108p.

VAZZOLER, A.E.A.de M. 1996. Biologia da Reprodução de Peixes Teleósteos: Teoria e Prática. Sociedade Brasileira de Ictiologia

WOOTTON, R.J. 1990. Ecology of teleost fishes. Chapman and Hall Ltd, London, 404p.

ZAVALA-CAMIN, L.A. 1996. Introdução aos Estudos sobre Alimentação Natural em Peixes. Editora da Universidade Estadual de Maringá, Maringá,

Brasil. 129p. (III)

*Em adição, será utilizada extensa coleção de periódicos e separatas do Laboratório de Ictiologia da UEFS.








©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal