Os iluministas – “filósofos da razãO”



Baixar 26,28 Kb.
Encontro12.08.2017
Tamanho26,28 Kb.

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

TEORIA, HISTÓRIA E CRÍTICA DA ARQUITETURA E URBANISMO –II

Prof. KLINGER FERREIRA DE OLIVEIRA
IDADE MODERNA – II



  • OS ILUMINISTAS – “FILÓSOFOS DA RAZÃO”



  1. FRANCIS BACON (1561-1626) – Método Científico (o uso do conhecimento empírico)

Disse: “Se o homem começa com certezas, acaba com dúvidas; mas se contenta-se em começar com dúvidas, acaba com certezas” / “Conhecimento é poder” / Satisfeito eu subiria, porém receio cair”.

  1. THOMAS HOBBES (1588-1679) – Filosofia Política / Filósofo do Determinismo.

- Escreveu LEVIATÃ. Dizia que a vida em estado natural era “solitária, pobre, desagradável, bruta e curta”.

- Achava que todo mundo físico podia ser explicado pela ciência do movimento.

- Acreditava que o corpo humano podia ser explicado como um sistema dinâmico.

- Dizia que a sociedade civil era mecanicamente determinada pelos indivíduos dentro da sociedade.


3) RENÉ DESCARTES (1596-1650) – O Racionalismo.

- Dizia ser o racionalismo a única fonte de conhecimento.

- Baseava-se na existência de verdade absoluta.

- Desenvolveu o “Método da Dúvida” (questionava todas as teorias ou idéias pré-existentes).

- Dizia que com o tempo para o homem, a única verdade possível era sua capacidade de duvidar, reflexo da sua capacidade de pensar – “PENSO, LOGO EXISTO”.
4) JOHN LOCKE (1632-1704). Inglês. Defensor do Empirismo.

- Disse que a mente só adquire idéias através da experiência (Teoria do Conhecimento).

- Para Locke, a mente de um recém-nascido é uma folha em branco.

- Disse que todas as idéias são adquiridas através da experiência e são de dois tipos:

a) IDÉIAS DE SENSAÇÃO: ver, ouvir, tocar, etc. (o que vem dos sentidos);

b) IDÉIAS DE REFLEXÃO: pensar, acreditar, etc. (diferentes operações da mente).

- As idéias abstratas eram formadas a partir de uma série de idéias particulares.



  1. ISAAC NEWTON (1650-1690) – Leis da Matemática e Física Universal.

- Equações simples ligavam os movimentos dos mais remotos corpos celestes à queda de uma maçã na Terra.

- Equações que mostram as relações entre ação e reação de forças atuantes nos corpos.


6) BARON MONTESQUIEU (1689-1755).

- Escreveu CARTAS PERSAS (1721) e O ESPÍRITO DAS LEIS (1748) – Estudo da História e Filosofia Política.

- Classificou as formas de governo de acordo com seus princípios.

- Afirmava que: A virtude era o princípio de uma República / A honra, o de uma Monarquia / O medo, o do



Despotismo.

- Estudou os vínculos entre padrões políticos e formas sociais que levariam ao que hoje chamamos de

Ciências Sociais e Políticas.

- Disse: “Se a natureza é boa, o mal não existe. Se o mal existe, a natureza não pode ser boa em si”.


7) VOLTAIRE (1694-1778) – Filósofo do Radicalismo.

- Disse que: “O homem era um produto da natureza, não simplesmente de Deus”.

- Disse que: “O homem, através da razão, chegava à virtude moral”.
8) JEAN-JACQUES ROUSSEAU (1712-1778) – Sensibilidade Romântica / Teoria Política.

- Disse: “Não pude esconder de mim mesmo que a boa ação que eu estava para fazer, era no fundo um ato de bandido”.

- Seu primeiro grande sucesso foi “O DISCURSO”. Falava sobre as ciências e as artes. Afirmava que as ciências e as artes haviam degradado o homem, que a ciência e a virtude eram incompatíveis.

- Dizia ser o homem naturalmente bom, e só pelas instituições era corrompido.

- No seu livro “CONTRATO SOCIAL” (influente na Revolução Francesa), defende a extensão da democracia a todos, e a “democracia direta” ao invés da “aristocracia eletiva”, que é o que ele chamava de representantes eleitos.

- Disse: “O HOMEM NASCE LIVRE E POR TODA PARTE ESTÁ ACORRENTADO” / O “SOBERANO” EXPRIME A VONTADE GERAL EM AÇÃO E, POR SER O QUE É, ESTÁ SEMPRE CERTO / A VONTADE GERAL CONSIDERA APENAS O INTERESSE COMUM, QUE É LIBERADE E IGUALDADE.


9) IMMANUEL KANT (1724-1804) – Alemão. Considerado o maior filósofo moderno.

- Escreveu a “CRÍTICA DA RAZÃO PURA”, “CRÍTICA DA RAZÃO PRÁTICA”, e após de 10 (dez) anos de silêncio, escreveu “CRÍTICA DA FACULDADE DE JULGAR”.

- Para Kant, o conhecimento era o resultado de uma síntese entre experiências e conceitos: sem os sentidos, não perceberíamos objeto algum, mas sem entendimento, não formaríamos conceito algum do objeto.

- Para Kant, o processo de aquisição de conhecimento era um processo unificado que envolvia percepção, imaginação e entendimento: sensibilidade e entendimento interagiam.

- Segundo Kant, na ciência e na metafísica, o gênero humano parte de dados que são trabalhados e dão origem a um juízo, num processo semelhante.
10) J.W. VAN GOETHE (1749-1832). Alemão. Foi o arquétipo do empresário moderno.

- Escreveu FAUSTO. Neste livro vende a alma ao diabo pelo direito de controlar a natureza, para transformar o mundo através de uma imensa força de trabalho organizada.


Questionamentos:

  1. Apresentamos alguns filósofos da Idade Moderna, com seus pensamentos que originaram várias obras no campo do conhecimento e da pesquisa. Faça uma análise comparativa mostrando as características diferenciadas entre o mundo das idéias e dos comportamentos sociais (que vão influenciar a arquitetura), existente na Idade Média e os da Idade Moderna.



  • A REVOLUÇÃO GLORIOSA (1688-1689) – INGLATERRA.

- Principais conseqüências e resoluções:

1) Garantiu os fundamentos da monarquia inglesa.

2) Estabeleceu a autonomia do judiciário.

3) Proporcionou a liberdade de imprensa.

4) Garantiu a proteção a propriedade particular.

5) Definiu a cobrança dos impostos.

6) Estabeleceu o Ato de Tolerância (liberdade religiosa).


Como conseqüência houve um enriquecimento da classe de homens de negócios e um notável desenvolvimento nos próximos 200 anos.


  • REVOLUÇÃO FRANCESA (1779-1789)


- Principais Causas:

1) Maturidade da Burguesia

2) Necessidade de derrubada do estado absolutista.

3) Crescimento Demográfico

4) Queda do crescimento econômico.

5) Insuficiente produção agrícola (aumento de preços de produtos).

6) Aumento de tributos fiscais e comerciais.

7) Sociedade dividida em:

- ALTO E BAIXO CLERO (nobre ou humilde)

- NOBREZA DE SANGUE (nobres de origem feudal).

- DE TOGA (elementos da burguesia com título de nobreza).

- A TERCEIRA ORDEM: burguesia (banqueiros, profissionais liberais, funcionários públicos e comerciantes); camadas populares (artesões, operários, camponeses, servos, sans-culottes).


- Principais conseqüências e resoluções:

1) A queda da Bastilha (14/07/1789).

2) Aprovação da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão.

3) Confisco de bens da Igreja.

4) Emissão de uma nova moeda – OS ASSIGNATS.

5) Elaboração da Constituição Civil do Clero (1790).

6) Proclamação da 1ª Constituição da França (1791), estabelecendo a Monarquia Constitucional, composta por 03 (três) poderes: O EXECUTIVO (rei); O LEGISLATIVO (deputados); O JUDICIÁRIO (juízes).

7) Eliminação dos privilégios aristocráticos.

8) Formação de 02 (dois) grupos políticos: GIRONDINOS (alta burguesia); JACOBINOS (padres jacobinos e parisienses revolucionários).
- Outros acontecimentos:

a) Luis XVI, foi guilhotinado em Paris (1792)

b) Os países: Áustria, Prússia, Países Baixos, Espanha e Inglaterra, formam a 1ª Coligação temendo a França.

c) Período de terror (1793/94). ROBESPIERRE manda executar milhares de pessoas, inclusive Maria Antonieta. Foi guilhotinado (27/07/1794), o Golpe do Termidor (9 do Termidor), devolvia o governo revolucionário a burguesia.

d) Surge NAPOLEÃO BONAPARTE (Girondino). Nascido na Córsega em 1769, aos 24 anos de idade torna-se general e em 1797 é aclamado herói nacional. Morre em 05 de maio de 1821, na Ilha de Santa Helena.

e) Em 09/11/1799 acontece o GOLPE DO BRUMÁRIO.

f) Instalação do Consulado (1799-1804). Composto por 03 (três) representantes: Napoleão Bonaparte, o Abade Sieyes e Roger Ducos.

g) Em 1800, houve a fundação do Banco da França. Houve a criação do FRANCO.

h) Em 1801, foram reatadas as relações com a Igreja Católica.

i) Em 1804, através de plebiscito Napoleão recebeu o título de Imperador (NAPOLEÃO I). Foi promulgado o Código Civil Napoleônico, inspirado no Direito Romano. Criaram-se os LICEUS, que eram internatos de ensino superior.

j) Em 1813, Napoleão é exilado na ILHA DE ELBA, perto da Córsega, após a derrota em Leipzig.

k) Em 1813, é coroado LUIS XVIII, irmão de Luis XVI (Os BURBONS).

l) Em 1815, Napoleão retorna a França por apenas 03 meses (100 dias) e perde a batalha de WATERLOO para o Duque de Wellington, e é exilado na Ilha de Santa Helena, Colônia da Inglaterra no Atlântico Sul e morre em 5 de maio de 1821.

m) Em 1816/1818, houve a criação da SANTA ALIANÇA no Congresso de Viena formada por: Inglaterra, Rússia, Prússia e Império Austríaco, e posteriormente a França. Objetivava a paz, a justiça e luta contra manifestações nacionais e liberais decorrentes das idéias implantadas pela Revolução Francesa.



Questionamentos:

  1. Apresentamos as principais conseqüências das 02 revoluções (Inglesa e Francesa), que aconteceram num espaço de tempo de 100 anos uma da outra. Responda: Para a atividade mercantil da época qual a que apresentou melhores resultados e por quê? Qual das duas apresentou características mais populistas? O mundo ocidental sofreu influências dos fatos e resoluções surgidos nessas duas revoluções. Cite algumas dessas influências.






©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal