Oracle substituindo arquivos Micro Focus cobol sem precisar alterar programas



Baixar 7,54 Kb.
Encontro27.09.2018
Tamanho7,54 Kb.

Oracle substituindo arquivos Micro Focus COBOL sem precisar alterar programas

Em tempo de execução todos os comandos de tratamento de arquivos são executados pelo módulo de tratamento de arquivos EXTFH e no caso de utilização do Fileshare pelo FHREDIR.

Dessa forma, a base de dados é naturalmente executada em uma camada diferente das regras de negócios.

A diretiva CallFH permite que o desenvolvedor defina o seu próprio módulo de tratamento de dados, utilizando esse recurso, a COBOLware desenvolveu o CWSQLC que assume o controle de todos os arquivos nos programas compilados com a diretiva CallFH”CWSQLC”.

Para que um sistema possa ser configurável de forma a utilizar Oracle ou arquivos convencionais de acordo com o ambiente disponível para o usuário final, no momento da abertura de um arquivo, o CWSQLC verifica se o arquivo em questão deve ser operado em Oracle ou da forma convencional.

No caso do label (nome externo) do arquivo estar associado ao tratamento em Oracle, o CWSQLC repassa as operações para um módulo em COBOL-SQL (Oracle Pro*COBOL) criado especificamente para simular em uma tabela de banco de dados todas as operações de I/O que o ISAM suporta para o arquivo.

Esses módulos são conhecidos como manipuladores Oracle, e são gerados automaticamente por um servidor dedicado em nuvem, para utilizar esse servidor, deve ser criada uma pasta compactada (ZIP) contendo programas COBOL que tenham declaradas as SELECT_e_FD'>SELECT e FD e enviar para via PSCP (porta 2222) ou FTP para tosql.cobolware.com, usuário: tosql e senha: oracle .

Usuário e senha são públicas mas o resultado do job será retornado por e-mail somente para usuários reconhecidos pelo servidor por uma palavra chave que deverá ser usada para nomear a pasta compactada, por exemplo: tosql.zip.

Os programas encontrados na pasta compactada não precisam ter nenhum comando na PROCEDURE DIVISION mas devem estar livres de erros de compilação pois o servidor utiliza o compilador Micro Focus COBOL para validar o material antes de proceder as gerações, os programas não aceitos pelo compilador serão apenas citados como “com erro” no e-mail de retorno.

Os manipuladores são gerados em função dos nomes internos dos arquivos encontrados nas declarações SELECT acrescidos do prefixo ORACLE, exemplo ORACLE-FILENAME.

Embora o comando OPEN OUTPUT seja aceito pelos manipuladores para criar as tabelas, normalmente isso é proibido pelo DBA responsável pela administração do banco na empresa. Por isso, além de manipuladores o servidor também gera os scripts SQL que permitem aos DBAs criarem as tabelas (FILENAME.sql) e/ou índices (FILENAME.key) no banco utilizando a ferramenta SQLDeveloper da própria Oracle.

Ciente da necessidade de conversão das bases de dados existente em ISAM para Oracle a COBOLware configurou o servidor para também produzir para cada arquivo o programa extrator (EXTRATOR-FILENAME) que faz uma leitura sequencial do arquivo ISAM e produz um arquivo texto (txt\label.txt) e o programa carregador (CARREGADOR-FILENAME) que carrega as informações na tabela Oracle utilizando já o manipulador (ORACLE-FILENAME).

O CWSQLC é parte integrante do COBOLware 5.0 contudo se o cliente optar por continuar a operar sem a utilização do COBOLware, o CWSQLC está disponível separadamente para download em http://www.COBOLware.com/download/cwsqlc.zip.

No momento de cada OPEN, o CWSQLC consulta o arquivo de configuração cwsqlc.ini para verificar qual manipulador está associado ao label (nome externo do arquivo) o nome do manipulador deve estar precedido de “:” (dois pontos) (:ORACLE-FILENAME) indicando assim que o I/O deve ser direcionado para esse manipulador, os arquivos que devam ser tratados pelo Oracle devem então estar cadastrados dessa forma do contrario não haverá redirecionamento e o tratamento permanecerá convencional.

Testando:

Faça o download da versão gratuita: Oracle Database 10g Express Edition (Western European)



OracleXE.exe (165.332.312 bytes) Utilizando o usuário SYSTEM no atalho “Ir para a Home Page de Banco de Dados” crie usuário/senha para testes.

O CWSQLC utiliza as variáveis de ambiente (ORACLE-USERNAME e ORACLE-PASSWORD) ou ORACLE-STRING para fazer a conexão ao banco no momento do primeiro OPEN requisitado por um manipulador Oracle.



Os erros de FILE STATUS são monitorados pelo CWSQLC e reportados para o usuário, se preferir desativar essas mensagens declare a variável de ambiente CWAUTOFSERROR para OFF.

Os manipuladores precisam ser compilados com o apoio do pre-compilador COBOL-SQL da Oracle (Pro*COBOL) que pode ser obtido de http://www.COBOLware.com/download/procobol.exe.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal