O sr. Raimundo gomes de matos (psdb-ce.)



Baixar 10,05 Kb.
Encontro14.11.2017
Tamanho10,05 Kb.




Discurso pronunciado pelo Dep. Raimundo Gomes de Matos, na Sessão do dia 19 de novembro de 2009, na Câmara dos Deputados.



O Sr. RAIMUNDO GOMES DE MATOS (PSDB-Ce.) pronuncia o seguinte discurso: - Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, berço de muitas personalidades, Maranguape completou no dia de ontem, 17 de novembro, 158 anos de emancipação política. Distante 30 quilômetros de Fortaleza, o município teve como fundador o português Joaquim Lopes de Abreu, sendo hoje administrada por George Valentim. São de lá, várias personalidades nas áreas jurídica, militar, literária, educacional e política. Dentre os quais: o humorista Chico Anysio, o ex-ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão no Governo FHC, Martus Tavares e os historiadores João Capistrano de Abreu e Pedro Gomes de Matos.
A programação festiva, que se estende até o próximo domingo, inclui a outorga da Medalha Capistrano de Abreu, destinada àqueles que contribuíram para a história e desenvolvimento cultural local, tendo como homenageados este ano o secretário de Cultura do Estado, Francisco Auto Filho; o ex-prefeito José Gurgel Filho; o regente da Banda de Música Municipal, José Eliomar Nunes Costa; e Maria Orlys Gurgel Vasconcelos. A cerimônia acontecerá amanhã à noite, no Teatro Municipal Pedro Gomes de Matos, oportunidade em que também será lançado o livro “Maranguape – De Personagens e Fatos Históricos”, de autoria do historiador Juarez Leitão.
Com uma vida cultural bem intensa, os maranguapenses poderão, durante estes dias, visitar a exposição “Cacos de uma História: Vestígios Arqueológicos e Utensílios Domésticos de Aracati e Maranguape”, numa promoção da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), no Solar Bonifácio Câmara. Já a Secretaria de Cultura do Estado do Ceará (Secult) estará com o Caminhão Patativa do Assaré, hoje e amanhã, na Praça Capistrano de Abreu. Um excelente convite à leitura. Caberá a Orquestra Sinfônica Jovem de Maranguape e ao Grupo Marimbas de Maracanaú o encerramento das festividades, domingo, no Teatro Municipal Pedro Gomes de Matos.
Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, como vice-prefeito (1982-1988) e prefeito (1989-1992) de Maranguape tive a oportunidade de conhecer a realidade e a necessidade de cada um dos 17 distritos. Minha gestão passou, mas o meu compromisso com o desenvolvimento do município e a geração de emprego e renda dos maranguapenses será por toda a minha vida pública. Naquela época tive a preocupação de em parceria com o Governo do Estado, garantir o abastecimento de água para a sede do município, como também para vários distritos. Iniciamos o processo de industrialização e asseguramos a duplicação da estrada que liga Maranguape à Fortaleza. Como Deputado Federal, asseguramos para Maranguape, investimentos com destaque para os recursos alocados na construção da barragem do açude de Itapebussu. De nossa autoria, foi a inclusão no PPA dos projetos para a ampliação do metrô de Maracanaú para Maranguape e a construção do Arco Metropolitano que ligará Pacajús à Maranguape e ao Porto de Pecém..
Outra grande obra e que também conta com o nosso apoio é a Ferrovia Transnordestina e o Projeto do Roteiro Turístico Religioso Caminho de Assis. São 136 quilômetros de estrada, com sinalizações, paradas para repouso, dormitórios, local para refeições e oratórios em todo o percurso, ligando Maranguape a Canindé. Este último município recebe, anualmente, 2,5 milhões de visitantes. São romeiros de vários Estados que se juntam para os festejos de São Francisco, cujo trajeto é feito a pé.
Entre os muitos roteiros turísticos de Maranguape, faço um destaque para o Complexo Turístico Ypióca, hoje sob o comando do empresário Everardo Campos Teles. Lá, encontra-se um museu para quem busca uma viagem no tempo. Resgatando os séculos XVII e XVIII, retrata a trajetória da família Teles, que em sua quarta geração administra uma marca de aguardente internacionalmente conhecida. Esse rico acervo soma-se a charretes, jardineiras, pedalinhos, fazendinha, lojas de souvenirs e uma cachaçaria à moda antiga.
Mesmo com toda essa riqueza cultura, Maranguape está aberta para o desenvolvimento turístico e industrial, abrigando, entre outras fábricas, unidades da Dakota, Mallory, Micrel e Hope lingerie.
Era o que tínhamos a dizer.







©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal