O processo de implantar uma igreja



Baixar 0,57 Mb.
Página2/2
Encontro13.10.2018
Tamanho0,57 Mb.
1   2

COMISSÃO DE ADÃO E EVA


Adão e Eva, criaturas à Sua imagem, cheios da Sua glória, refletindo Sua justiça, foram comissionados com um comando de uma frase: “Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a ...”
Eles foram criados com uma fertilidade natural conforme a sua espécie. Era esperado deles colocarem em ação a sua fertilidade, para que a multiplicação tivesse início. Este era o início de uma terra cheia de pessoas da espécie de Deus – uma raça humana em comunhão constante com o seu Criador – um reino que reinaria sobre o mundo animal.
Deus não tinha intenção de aumentar esta raça adicionando mais, mas escolheu para que eles se multiplicassem. Isto iría causar uma multiplicação heriditária daquilo que Deus tinha criado à Sua imagem, dando ao homem a satisfação de criar com Deus, através de uma habilidade natural colocada dentro dele. Até este dia, cada pai se enche de espanto ao nascer o seu filho. O pensamento de que eles tiveram parte nesta criação maravilhosa é inexplicável.
A visão do Pai era que a expansão da raça humana resultasse num enchimento da terra. A visão era uma terra cheia de pessoas expressando a glória de Deus, vivendo num estado de completa justiça e gozando um relacionamento intímo com o Pai.
Todavia, a triste história é que o primeiro Adão falhou através do pecado e assim toda a raça humana caiu em um ciclo hereditário de pecado e morte. Será que mudou o coração do Pai para o mundo? Não, não mesmo. Desde o momento em que Deus declarou “E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.”(Gênesis3:15), o Pai colocou em lugar um plano de resgate e condenou satanás à derrota. Em um instante, o anúncio celestial fez eco através de toda a eternidade, declarando a promessa do último Adão o qual esmagaria a cabeça de satanás.

A COMISSÃO DO ÚLTIMO ADÃO


Então, o que é que isto tem a ver com a implantação de igrejas? Deixa com que o último Adão revele para nós. Ele pegou a comissão do primeiro Adão para restaurar tudo que o Pai tinha em mente para nós (Atos 3:21). A visão do Pai é em ver todos os homens salvos e virem ao conhecimento da verdade.
Cristo, o último Adão, veio para nos redimir das garras do pecado e da morte. Ele restaurou a justiça tornando-se a nossa justiça. Ele veio estabelecer o reino de Deus aqui na terra assim como está no céu.
frutificai’
A comissão para o primeiro Adão era, “Frutificai ...” Está escrito sobre o último Adão que, “ ... o qual é imagem do Deus invísivel, o primogênito de toda a criação”(Colossences 1:15) “E Ele é a cabeça do corpo da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos ...”(Colossences 1:18) Jesus está mostrar o Seu fruto através do Seu corpo – a igreja. Assim como o primeiro Adão foi feito frutífero para multiplicar a raça humana, também o último Adão foi feito frutífero para multiplicar o Seu corpo (a igreja) através da terra. Ele disse, “.. Sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” (Mateus 16:18)
O profeta Habacuque declarou a visão do Pai para a terra quando ele disse, “Porque a terra se encherá do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o mar.” (Habacuque 2:14) Como é que o Pai iría fazer isto se não fosse através da Sua noiva, a igreja? A igreja é o refletor e portador da Sua glória. Na epístola de Paulo aos Coríntios ele diz, “Mas todos nós, com cara descoberta, refletindo, como um espelho, a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória, na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.” (2 Coríntios 3:18)
.. e multiplicai-vos’
O último Adão está a cumprir a visão do Pai através da multiplicação da Sua igreja por toda a terra. Através desta reprodução a terra está a receber o conhecimento da glória do Senhor. Conforme a igreja é multiplicada ela traz a presença de Cristo encarnada para a comunidade.
Se isto é verdade, então a implantação de igrejas deve ser um resultado natural da vida da igreja, assim como reprodução é um resultado natural em um relacionamento de casamento. Stuart Murray escreve, “A prática da implantação de igrejas pode encorajar a conclusão de que reprodução é um aspecto tão fundamental da igreja assim como é de organismos biológicos. Uma igreja saudável não desenvolve sómente no interior e expande em tamanho e impacto social, mas expressa naturalmente a sua vida em novas formas e estruturas.”
Ellis e Mitchell dizem “se uma igreja existe que nunca pensa em se reproduzir por ela própria ... nunca espera ou anticipa de que isto é um negócio natural de cresceminto, então em realidade está estéril.” Poderemos nós ir tão longe e dizer de que igrejas que não se envolvem em algum tipo de implantação de igreja e ficam assim durante um número de anos, deverão talvez serem vistas como anormal? Como Stuart Murray diz, “Talvez seja melhor considerar reprodução através de implantação de igreja como normal, e a sobrevivência de estruturas eclesiásticas de mais de duas gerações como anormal e problemático.”

MULTIPLICAÇÃO DA IGREJA NO NOVO TESTAMENTO


Se a igreja é um corpo então tem todo o “DNA” necessário para reproduzir a sua espécie. Nós podemos concluir de que ambos Jerusalém e Antioquia eram igrejas “mães”.
Mas o melhor exemplo é a igreja em Antioquia. Através da implantação da igreja de Barnabás e mais específicamente Paulo, muitas igrejas foram reproduzidas de uma igreja local. A essência do ministério de Paulo era a igreja – seu ministério resultou em uma igreja mas ele sem dúvida que esperou que acontecesse a multiplicação de igrejas.
Ele escreve para Timóteo, “E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros.” (2 Timóteo 2:2) Não era somente a expectativa de Paulo mas em vários lugares realmente aconteceu. Aconteceu em Tessalónia (1 Tessalonicensses 1:8) – Epáfras iníciou a igreja em Colosso (Colossences 1:7) e mais alguém implantou uma igreja em Laodicéia (Colossences 2:1).
John Hayley diz, “Para Paulo, fidelidade á Grande Comissão significava mais do que pregar mensagens evangelísticas aqui e ali. Significava completar uma sequência de atividades que resultariam em igrejas maduras. Poderíamos dizer, sem expôr demais o caso que, para Paulo, “fazer discípulos de todas as nações” (Mateus 28:19) requeria a implantação de igrejas.”

O REINO DE DEUS CRESCE ATRAVÉS DA MULTIPLICAÇÃO DA IGREJA

... enchei a terra, e sujeitai-a ...’


Cristo, o último Adão, anunciou um novo Reino (Mateus 4:17). A visão do Pai para este povo de “enchei a terra e sujeitai-a” era claramente mostrada nas palavras e ministério de Jesus. Literalmente existe uma teologia de “enchimento” nas seguintes Escrituras:
Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio para testemunho para que testificasse da luz, para que todos cressem por ele.” (João 1:6,7)
E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim.” (João 12:32)
Porque isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador, que quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade.” (1 Timóteo 2:3,4)
E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim.” (Mateus 24:14)
Portanto, ide, ensinai todas as nações ...” (Mateus 28:19)
... mas que se manifestou agora e se notificou pelas Escrituras dos profetas, segundo o mandamento do Deus eterno, a todas as nações para obediência da fé.” (Romanos 16:26)
O primeiro sermão de Jesus foi para anunciar o novo Reino (Mateus 3:2). Ele disse que construíria a Sua igreja e que as portas do Inferno não prevaleceriam contra ela. Podemos assim concluír de que este novo Reino é feito por igrejas, que Ele sujeitará o reino das trevas, penetrá-lo-á e resgatará aqueles amarrados, através da Sua igreja. (Colossences 1:18; Efésios 3:10-11; Romanos 5:17).

Aonde a luz brilha, a escuridão desaparece. Quando uma igreja é implantada em uma comunidade, o Reino de Deus chega a essa comunidade – uma força diretamente oposta ao reino das trevas, com uma visão de cumprir a missão do último Adão, “... para isto o Filho de Deus se manifestou; para desfazer as obras do diabo.” (1 João 3:8).


Eu termino com as palavras do Dr. C. Peter Wagner, “A metodologia evangelística mais efetiva debaixo do céu é a implantação de novas igrejas.”

O VALOR ESTRATÉGICO DA SATURAÇÃO COM IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS

O QUE É A SATURAÇÃO COM IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS?


Por “saturação” queremos dizer de que é o ministério da igreja de alcançar “toda a pessoa”, “qualquer um” e “todos” assim como está em 1 Timóteo e 2 Pedro. Estas passagens são bem claras que Deus quer que todo o homem, mulher e criança ouça e compreenda o Evangelho e tenha a oportunidade de acreditar e completamente obedecer a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. Uma parte importante da vida cristã é fazer parte de uma igreja local onde se acredita e se ensina a Palavra de Deus.
Saturação com implantação de igrejas (SII) é totalmente bíblico. É completar a Grande Comissão através de implantação de igrejas de tal maneira que todo o homem, mulher e criança tenha uma oportunidade de aceitar ou rejeitar o Evangelho através do testemunho de uma igreja local. SII é a visão, estratégia, e o ministério de encher nações, regiões, cidades, vilas e vizinhanças com igrejas que iram levar o Evangelho para cada pessoa em sua língua e através da sua cultura.

IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS ROMPE ATRAVÉS DAS BARREIRAS


Mostra-me uma denominação a caír e eu mostro-te uma denominação sem visão de implantação de igrejas. Mostra-me um país onde a população cristã está estagnada ou a caír e eu mostro-te as denominações dentro dele, sem nenhma visão de implantação de igrejas. É para acreditar. Mas, existem agora muitos países que mostram grande crescimento evangélico desde que as denominações e grupos de igrejas chegaram a um alvo nacional específico de implantar igrejas. Exemplos destes são as Filipinas, China, Brasil (em realidade a maioria da América Latina), Ghana e Zimbabwe. Em cada continente do mundo existem movimentos de implantação de igrejas rompendo as barreiras de resistência maligna, trazendo a glória do Senhor, a presença de Cristo encarnada para as suas comunidades.
Jim Montgomery, Fundador e Presidente do Ministério Dawn, é possívelmente o melhor conhecedor desta matéria. Ele teve uma parte grande em desenvolver uma estratégia nas Filipinas no início de 1970 que iria mudar a face da igreja Filipina para sempre. Em 1974, quando mais ou menos 75 igrejas e líderes missionários se comprometeram com um alvo de uma igreja em cada bairro no ano 2000, um movimento chamado DAWN nasceu – abreviado para Discipulando uma Nação Inteira. Para os Filipinos, isto queria dizer crescer de mais ou menos 5,000 igrejas para 50 000 em 26 anos!
Em Fevereiro de 2001 tiveram a sua celebração – 50,000 igrejas implantadas em 26 anos! Tem impactado a nação tremendamente. Quem é que fêz? Quem deverá levar o crédito? A igreja, o Reino de Deus nas Filipinas! Eles se multiplicaram vez após vez. A maioria das denominações mostraram um crescimento que ultrapassou o crescimento dos seus colegas em outras partes do mundo. Porquê? Eles tinham uma visão de saturarem a sua nação com igrejas em cada vizinhança.

SATURAÇÃO COM IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS


Saturação com implantação de igrejas é uma visão que alveja em mobilizar todo o corpo de Cristo dentro de uma área, cidade, província ou país a implantar uma igreja de acesso fácil a cada pessoa para que possa discipular a nação inteira. (Mateus 28:19) Aqui tenho que apontar que o mandato de Jesus para nós não era para nós fazermos discípulos nas nações mas para fazermos discípulos de todas as nações. Isto é uma visão de nação inteira. Por isso, a imobilização de todo o corpo de Cristo é muito essencial.

PORQUÊ SATURAÇÃO COM IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS?


Existem várias razões além da base bíblica do porquê a saturação com implantação de igrejas é o melhor modo de evangelismo. Vamos olhar a algumas delas.


  1. Igrejas novas crescem mais rápido do que igrejas antigas.

Por que é que novas igrejas implantadas crescem mais rápido do que igrejas mais antigas? Porque na maioria de vezes o evangelismo é a sua atividade principal. Eles rompem novos lares de familiares e amigos e se há um prédio, algo novo é mais notado. Lembra-te também de que é mais fácil dar nova vida do que levantar o morto!


  1. Implantação de igrejas pode dar nova vida e vitalidade para a tua igreja.

Um bébé novo cria grande entusiasmo num lar. Igreja Kawit Batista em Kawit, Filipinas foi implantada em 1986 e chegou ao auge de atendimento de 50. Quando o Pastor Arman Dela Merced chegou em 1993 a igreja estava reduzida para somente 8 membros! Pastor Arman, sabendo que era mais fácil dar nova vida do que levantar um morto ele usou a igreja que estava a morrer para implantar uma nova igreja. Dentro de 6 mêses eles conseguiram implantar uma igreja irmã em Imus com 60 membros! Ouve grande receptividade em Imus. Mas a coisa interessante é que atravéz do nascimento, reavivamento chegou até á igreja de Kawit. A sua membrasia subiu para um incrível 96!


  1. Mais tipos de igrejas são necessários.

Igrejas são pessoas e têm personalidades diferentes. Quase sempre é determinado pelo próprio pastor. Persuações teológicas também jogam uma parte grande e muitas vezes determinam a liturgia das reuniões. Deus, em Sua infinita sabedoria, criou tanta variedade na expressão da igreja que realmente se torna difícil em alguém dizer “Não encontro uma igreja onde me sinto bem”. Precisamos sómente continuar a implantar mais tipos de igrejas para alcançar todo o grupo de pessoas diferentes.
Também, é necessário mencionar aqui de que estamos desesperadamente a precisar de igrejas que iram alcançar as necessidades dos jovens. Eles precisam de uma expressão onde se vão sentir confortáveis na maneira de se vestir, na música e na liturgia. É um facto bem conhecido de que o estilo de igreja da última geração não vai apelar para a nova geração.


  1. Implantação de igrejas desenvolve nova liderança.

Peter Wagner diz, “Muitas igrejas têm confirmado o facto de que o variável institucional mais importante para o crescimento e expansão da igreja local é liderança ... Para a maior parte, igrejas existentes têm inconsientemente colocado um teto tanto em liderança clérica como leiga e, como resultado, mobilidade de subir de pessoas novas em posições de ministério é dificil. Mas igrejas novas abrem bem as portas de liderança e desafios ministeriais e todo o corpo de Cristo subsequentemente é beneficiado.”


  1. Implantação de igrejas ajuda a sobrevivência denominacional

No seu livro, “Implantação de Igrejas para uma ceifa maior”, Peter Wagner faz esta observação, “Sem exceção, as denominações que crescem são aquelas que se esforçam na implantação de igrejas.” Muitas denominações falam sobre crescimento da igreja e têm intenções de implantar igrejas, mas só vai até aí. Eles ou não têm um plano ou estratégia e muitas vezes têm muito orgulho para pedir ajuda.
Na África do Sul, eventos notáveis têm acontecido, o que eu acredito que irá ter um impacto grande nesta nação. Dr. Isak Burger, Moderador da Missão Fé Apostólica, está mobilizando a sua denominação para formular um plano de crescimento através da implantação de igrejas e de jeito nenhum eles são uma denominação em queda!
A União Batista também tem uma visão definitiva. O Movimento de Igreja Célula na África do Sul, liderada pelo Pastor Harold Weitsz, está agora a incluír implantação de igrejas em suas matérias e pediu a DAWN Africa para ajudá-los a este respeito. Mas estes são grupos que estão a crescer. E aqueles que estão a caír? Tu podes fazer o que a Igreja da Inglaterra no Reino Unido fez. Eles embarcaram num projeto DAWN e depois de 20 anos de queda agora mostram um tremendo crescimento.


  1. Implantação de igrejas é o melhor método de evangelismo em uma nação.

Um estudo do crescimento da igreja em Peru mostra uma descoberta interessante. Eles têm colocado um alvo de 50,000 igrejas para o ano 2003. Isto significa 6 igrejas novas por dia! Mas olhem para isto: Em 1989 eles tinham 5,574 igrejas e cresceu para 12,915 em 1995 - uma média de crescimento de 15.03%. Em 1989 eles tinham 750,000 membros em suas igrejas, e este número cresceu para 2,189,345 em 1995 – uma média de crescimento de 19,55%! A conclusão derivada daqui é que a média de crescimento de membrasia é mais rápida quando se implantam igrejas.

Igrejas


Membros
Eu não conhceço mais nenhum método de evangelismo que possa mostrar tal impacto em uma nação! Se a igreja Filipina não embarcasse no projeto DAWN, eles só teriam implantado 17,778 igrejas (projetado) pelo ano 2000 em vez de 50,000!

Crescimento Projetado sem o projeto DAWN



Projeto DAWN


  1. Igrejas novas podem estimular as igrejas existentes.

É triste dizer que na maioria dos casos, quando uma igreja nova vibrante é implantada dentro de uma comunidade onde já existem igrejas, geralmente há hostilidade para com a igreja nova. Os pastores têm receio de perder membros para a igreja nova. O meu conselho para o pastor é; Somente continua a plantar relva verde na tua igreja e as ovelhas não se iram espalhar.
Igrejas antigas que estão estagnadas muitas vezes são “desafiadas” pelas igrejas novas para cuidarem do seu rebanho mais efetivamente. Igrejas novas aumentam o nível de interesse religioso.
O critério essencial para qualquer comunidade com mais de uma igreja é que se vejam cada uma como parte da equipe que Jesus tem chamado para “destruir as obras do inimigo.” (1 João 3:8). Quando um pastor puder orar para que mais trabalhadores venham para a seara aonde ele está a trabalhar, ele realmente se tornou um ministro do Reino.


  1. Implantação de igrejas irá trazer uma nova compaixão e conhecimento para com os perdidos.

É aquase inacreditável de que a maioria das igrejas gastam 90% ou mais de todos os seus recursos naqueles que já são salvos. A igreja média gasta pelo menos 90% das suas finaças em membros da igreja que já ouviram o evangelho vez após vez. O pastor médio gasta 90% do seu tempo em membros da igreja que já são salvos.
Assim podemos continuar. Igrejas se estagnam quando se tornam introvertidas na sua vida de igreja, quando se preocupam demais com as suas necessidades e pedidos. Tais igrejas perdem a visão e caiem em “religiosidade” em vez de movedores do Seu Reino.
Quando criança, muitas vezes via os trabalhadores de fazenda no Domingo á tarde juntarem os seus cães para irem á caça de coelhos. Enquanto não havia um coelho em vista, estes cães se metiam uns com os outros, mas no momento em que viam um coelho se esqueciam uns dos outros e iam para a matança. Assim é na igreja, aonde não há visão para os perdidos, os membros da igreja se pegam uns com os outros. Depois dos meus 22 anos de pastorado, eu sei que este fato é verdadeiro.
Quando uma igreja se involve numa implantação de igreja, uma nova paixão pelos perdidos vai ser evidente. É como uma mãe dando á luz um bébe novo.


  1. Implantação de igrejas irá trazer uma visão mundial para a tua igreja.

Muitas vezes, os cristãos se escondem por detrás das paredes da sua igreja. Eles são ensinados a não se misturarem com o ‘mundo’ e ás vezes desencorajados de lerem material secular assim como jornais. Como é triste. Nós precisamos de saber o que está a acontecer no mundo em que vivemos.
Existem milhares de cristãos que não sabem nada sobre os povos não alcançados do nosso mundo, a janela 10/40 ou a perca da Geração X! Igrejas que se envolvem com a implantação de igrejas estão sempre á procura dos que não têm igreja, não alcançados e os ignorantes. É então aí que os seus olhos se abrem e ficam a saber sobre a seara.
Eu fico muito excitado quando ouço de igrejas que estão implantando igrejas novas transculturais, fazendo os esforços de ir “aos confins da terra”. Alguns dos tempos mais excitantes em minha vida de pastor foi quando estive envolvido na implantação de igrejas em Malawi no meio do povo Yao, um grupo de povo não alcançado a 2300 km’s fora da minha igreja na África do Sul. Os membros da minha igreja desenvolveram uma visão mundial!


  1. Implantação de igrejas por vezes enfatiza de novo o princípio de plantar e semear.

É uma verdade bíblica de que “aquilo que o homem plantar, isso também ele ceifará” (Gálatas 6:7). Se estivessemos a falar sobre “plantação” automáticamente falaremos sobre “colheita”. Quando investimos finanças em implantação de igrejas precisamos de esperar uma colheita de finanças para a implantação da igreja. Se investirmos pessoas e pessoal em implantar uma igreja, adivinhe o que iremos colher?

O PROCESSO PRÁTICO


Se a nação vai embarcar na saturação com implantação de igrejas, então uma estratégia tipo-DAWN é necessário. Jim Montgomery apresenta 12 ingredientes para a estratégia DAWN. Ele diz: “É uma estratégia que:


  1. É centrada em Cristo na ênfase de O ver feito encarnado em cada grupo de 500 a 1,000 pessoas no mundo;




  1. É construído no plano compreensivo de Deus que não está com vontade de ver nenhum perdido;




  1. Enfoca-se na ocupação sistemática da terra;




  1. Pega a vantagem dos valores práticos e emocionais de um alcançe de todo o país;




  1. Espalha o incrível poder de informação;




  1. Entrega a mensagem profética para a igreja;




  1. Amarra as vastas energias usadas para um alvo medível com tempo;




  1. Enfatiza o “melhor método debaixo do céu”;




  1. Ajuda o corpo de Cristo a funcionar efetivamente como um corpo;




  1. Solta o grande potencial das denominações;




  1. Encoraja organizações-igrejas a verdadeiramente funcionar “ao lado” da Igreja;




  1. Providencia uma moldura de referência para estratégia nacional e mundial para discipular as nações.

Cada um destes 12 ingredientes da DAWN são poderosos por eles próprios. Quando são colocados juntos em um relacionamento simbiótico, o seu potencial é enorme.


COMO TRABALHA UM PROJETO DE SATURAÇÃO COM IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS

Dr. Murray Moerman, brilhando de Montgomery faz a observação de que detalha como funciona o projeto de saturação com implantação de igrejas, varia de país para país e situação para situação mas mesmo assim alguns ingredientes são precisos:




  • Uma pessoa ou um grupo de pessoas que com sinceridade querem ameaçar o seu país, assim como foi o reformador, John Knox da Escôrcia, que gritou para Deus, “Dá-me a Escôrcia ou eu morro!”




  • Uma comissão nacional que representa em trabalho que compartilha a visão e está pronta a dar os seus recursos pessoais e organizacionais para guiarem este processo relativamente simples.




  • A recolha de informação relativa sobre a força da seara e o campo de seara no país. Daqui pode ser visto a “mensagem profética”, como Deus vê a Sua igreja na nação e o que Ele está a dizer para o Seu povo.




  • Reuniões periódicas nacionais e regionais da liderança da igreja para considerar o que Deus está a dizer e como cada denominação pode melhor representar o propósito de Deus que tem que ser alcançado. Estas reuniões frequentemente são chamdas de “congressos”, para enfatizar o elemento de reposta a fazer decisões. Alvos vão ser colcados e revistos, progresso vai ser celebrado, renovação de oração e reavivamento e novos compromissos feitos.




  • O compromisso para continuar o processo até Jesus voltar: mobilizando oração, orientar o progresso da força da ceifa e do campo de ceifa, espalhar a informação em publicações e congressos e compartilhar modelos de implantação de igrejas e recursos.



O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS



  1. Escolhendo a terra


1. Escolhendo a terra

1 Coríntios 3:6-10


Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento. Pelo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento. Ora, o que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu galardão, segundo o seu trabalho. Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus. Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquitéto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele.”

    1. Procura terra fértil – Reacção do povo

Qualquer lavrador que deseja fazer uma plantação que irá dar uma boa colheita primeiro escolhe a terra com muito cuidado. Algumas terras não dão mesmo para lavrar. No processo da implantação de igrejas, é necessário primeiro ver a reacção do povo. Eu não estou a dizer que se o povo não reage eles devem ser ignorados. Todavia, existem oportunidades em épocas que uma certa vila, vizinhança ou povo está mais responsiva por várias razões.


    1. Pesquisa

É importante de que a terra seja pesquisada para que se saiba se o tipo de semente é condutivo para aquela terra em particular. Isto fala de pesquisa. Pesquisa é o processo de juntar informação, a qual nos deixa avaliar e medir o trabalho e estabelecer alvos, planos e prioridades para implantar a igreja nova. É imperativo que o implantador da igreja primeiro faça uma pesquisa de três-partes:



  • Campo de ceifa

A identidade, localidade, descrição e estatos do povo, incluíndo todos os grupos étnicos, linguísticos e sociais de toda comunidade da cidade.

  • Força de ceifa

A identidade, localidade, descrição e posição relativa de todas as denominações, congregações locais, agências missionárias e organizações eclesiásticas.

  • Mapeamento Espiritual (Atividade demoníaca)

Mapeamento espiritual é a pesquisa de uma cidade para descobrir qualquer rua que satanás tenha feito, a qual irá prevenir a expansão do evangelho e o evangelizamento de uma cidade para Cristo. Temos que aprender a ver o mundo como realmente é, não como aparece em ser. Mapeamento espiritual envolve super iludir o nosso entendimento das forças espirituais e eventos no domínio espiritual em lugares e circunstâncias no mundo material. Significa que poderemos ver o que está debaixo da superfície do mundo material.
PESQUISA

DEFINIÇÃO


É o processo de juntar informação, que nos deixa avaliar e medir o trabalho e estabelecer alvos, planos e prioridades para completar a Grande Comissão.




EXISTE SABEDORIA EM ESTAR INFORMADO


Salomão também afirmou o incrível valor de informação e conhecimento. O livro de Provérbios está cheio de alegações sobre a necessidade de estar informado. Vamos dar uma olhada a alguns versículos interessantes:


  1. Provérbios 13:16

Todo o prudente age com conhecimento, ....”




  1. Provérbios 14:15

O simples dá crédito a cada palavra, mas o prudente atenta para os seus passos.”




  1. Provérbios 15:14

O coração sábio buscará o conhecimento, mas a boca dos tolos se apascentará de estultícia.”




  1. Provérbios 18:13

Responder antes de ouvir é estultícia e vergonha.”




  1. Provérbios 24:3-4

Com a sabedoria se edifica a casa, e com a inteligência ela se firma; e pelo conhecimento se encherão as câmaras de todas as substâncias preciosas e deleitáveis.”



PESQUISA – O PODER DA INFORMAÇÃO



Informação sobre o Campo de Colheita e a Força de Colheita é útil para nós SOMENTE se tivermos fé para acreditar nas promessas de Deus e se estivermos preparados a obedecer os Seus comandos.
Quando todo o trabalho de pesquisa está completo – isto é, toda a avaliação, entervistas, gravações, calculações, análises e escrituras – poucas pessoas, se alguma, terão sido trazidas ao “conhecimento da VERDADE” e, assim, salvos. Pesquisa normalmente não é uma atividade evangelística que leva as pessoas a uma fé em Jesus diretamente nem para uma responsabilidade de membros da Sua igreja.
Mas, pesquisa e informação são de grande valor para cumprir a Grande Comissão. Uma figura verdadeira dos campos de seara do mundo muitas vezes é a ferramenta que Deus usa para colocar o peso dos perdidos no Seu povo. Informação adequada, certa e atual, quando interpretada corretamente, pode impelir a Igreja para evangelismo efetivo e implantação de igrejas.
A importância da pesquisa é modelada para nós, assim como a nação de Israel estava pronta a entrar na Terra Prometida. Moisés foi mandado por Deus a enviar 12 homens para espiarem a terra de Canaã. Era aparente que estes homens estavam aptos de técnicas para espiar a terra, fazendo boas observações, recordando informação e chegando a conclusões. Na sua volta, eles relataram para Moisés o que viram.
Dez dos espias “fizeram com que o coração do povo se derretesse em medo.” A sua descrição dos obstáculos á frente causou o povo a murmurar, “Ah! Se morrêramos na terra do Egito! E porque nos tráz o Senhor a esta terra, para caírmos á espada ...” Números 14:2,3.

Mas Calebe e Josué “seguiam o Senhor com todo o coração” (Josué 14:8). Eles calaram o povo perante Moisés e disseram: “Subamos animosamente e possuamo-la em herança; porque, certamente, prevaleceremos contra ela.” (Números 13:30). Chamando-os á fé eles disseram: “Tão-somente não sejais rebeldes contra o Senhor e não temais o povo desta terra, porquanto são eles nosso pão; retirou-se deles o seu amparo, e o Senhor é conosco; não os temais.” (Números 14:9).


O que fez a diferença entre estes dois e os outros? Será que foi o fato de que os dez espias confiaram neles próprios, enquanto Caleb e Josué confiaram totalmente em Deus? Eles todos viram gigantes na terra. A maioria encontrou-se fraca e incapaz em comparação. Caleb e Josué, por outro lado, nunca perderam a confiança porque nunca perderam vista do ÚNICO que era maior do que todos os gigantes juntos.
Caleb e Josué nos ensinam de que o poder de informação não é tanto na própria informação, mas na fé, convicção e caráter daquele a quem a informação e conhecimento é entregue. Visão, compromisso, coragem, sacrifício-próprio, persistência – as coisas que vimos nestes homens – é uma inspiração para qualquer um que queira dar a sua vida completamente para a Grande Comissão.
A fé de tais homens determina a força que é liberada através da informação em ser positiva e motivante ou destrutiva e desabilitante.
Deus poderia ter dito a Moisés e aos Israelitas tudo que deveriam de saber sobre os desafios que iram enfrentar em conquistar a terra. Mas Ele escolheu não revelar esta informação para eles de uma maneira supernatural. Eles precisavam de ver por eles próprios para poderem descobrir os obstáculos e oportunidades. Isto os forçou a exercer a sua confiança em Deus e Suas promessas e a mostrarem a sua obediência aos Seus mandados para conquistar a terra.
A obra de conquistar a terra de Canaã pode ser considerada no Antigo Testamento paralela á obra de fazer discípulos das nações. No mesmo modo, o Senhor não nos tem dito tudo o que precisamos de saber sobre fazer discípulos de todas as nações. Hoje, mais do que nunca, “espias” têm que ser enviados para descobrir quem todas as pessoas são, aonde eles estão e como eles são. Isto não é uma tarefa pequena. E no processo de estudarmos a Igreja e as nações vamos encontrar muitos gigantes. Como vamos reponder?
Quando homens de fé apresentam informação no Campo de Seara e na Igreja de uma nação, pode ajudar o corpo de Cristo – Líderes de igrejas, evangelistas, implantadores de igrejas, leigos – a formarem uma figura do que Deus o Espírito está e quer fazer. Pode desafiá-los a colocar alvos e fazerem planos para completar a Grande Comissão na sua terra nativa.
De outro modo, quando a mesma informação é apresentada por pessoas de pouca fé, pode causar a Igreja a se retrair desta tarefa que parece impossível. Homens e mulheres que recolhem e apresentam informação correta com fé e coragem liberam o poder real de informação.
Caleb e Josué, os pesquisadores, nunca perderam de vista Aquele a quem todo o poder e autoridade no céu e na terra tinha sido entregue. (Mateus 28:18) Assim, também temos que compreender e andar no seu “grande poder incomparável para aqueles que acreditam.” (Efésios 1:18-23).
Pesquisa é a parte vital da estratégia DAWN. Mas o acto de recolher informação vital, correta, em dia e desafiante não é garantia de que a Igreja se vai levantar e dizer, “Vamos fazer discípulos de todos os povos, porque certamente poderemos.” Nós temos que combinar tal informação com fé, “pois sem fé é impossivel agradar a Deus.” (Hebreus 11:6)
Os olhos do Senhor procuram através de todo o mundo para fortalecer aqueles que têm os seus corações completamente compromissados a Ele (2 Crónicas 16:9). Será que Ele encontrará homens de fé que ousadamente se levantem para enfrentar a oposição e chamar a Igreja a se mover e “conquistar a terra”? O Senhor Jesus Cristo está a procura de homens de todas as nações que não têm nem medo nem vergonha para dizerem “Vamos pregar o evangelho a todos e implantar igrejas em todo o lado; pois com a ajuda do Senhor Jesus certamente poderemos fazer!”

Entendendo o Campo de Seara e a Força da Seara




CAMPO DE SERA

A identidade, localidade, descrição e posição relativa do povo, incluíndo grupos étnicos, linguísticos e sociais de toda comunidade da cidade.



PERGUNTAS SOBRE O CAMPO DA SEARA




Identidade





  • Quem são as pessoas que formam esta cidade ou região? Que grupos de pessoas há e que línguas eles falam? Que divisões de classe social existem? Quem são os pobres e destituídos?



Localidade





  • Quais são as divisões geográficas da cidade?



Descrição





  • Quais são as condições políticas, económicas, sociais e religiosas da cidade? Qual é a condição moral? Quais são os “pecados dos pais”? Quais são as razões por estas condições? Quais são as necessidades básicas da sociedade? Quais são os tipos e níveis de pobreza e opressão?



Posição relativa





  • Qual é o total da população, a população urbana e rural, a população de homens, mulheres, crianças, jovens e adultos da cidade? Quantos lares e moradias existem? Qual é a população de cada grupo linguístico e de pessoas?



FORÇA DA SEARA

A identidade, localidade, descrição e posição relativa de todas as denominações, congregações, agências missionárias e organizações para igrejas.



PERGUNTAS SOBRE O CAMPO DA SEARA




Identidade





  • Quais as denominações, igrejas locais, agências missionárias e organizações para igrejas formam a Força da Seara nesta cidade?




Localidade





  • Aonde estão localizadas? Aonde estão a trabalhar na cidade? Entre quais grupos de povo estão a trabalhar?





Descrição





  • Quais as denominações que têm planos e alvos de crescimento? Quais os ministérios que diretamente resultam em igrejas serem estabelecidas? Quais os métodos mais efetivos para implantar igrejas e evangelismo? Quais outros ministérios de suporte estão indiretamente relacionados com implantação de igrejas?



Posição relativa





  • Quantas igrejas, membros, pastores ou outros trabalhadores existem em cada denominação ou igreja local? Com que rapidez estão a crescer? Quanto missionários de fora existem lá? Quantas pessoas estão sendo ministradas por cada organização?



MAPEAMENTO ESPIRITUAL




Definição


Mapeamento Espiritual é a pesquisa de uma cidade para descobrir qualquer rua que satanás tenha feito, a qual irá prevenir espalhar o evangelho e a evangelização de uma cidade para Cristo. (Cindy Jacobs).
Eu concordo com George Otis Jnr, quando ele disse, “Nós temos que aprender a ver o mundo como ele realmente é, não como ele aparenta ser.” Ele também tem um jeito de ver esta nova maneira – “mapeamento espiritual”. Envolve iludir o nosso entendimento de forças espirituais e eventos no domínio espiritual em lugares e circunstâncias no mundo material. Mapeamento espiritual é um meio onde nós podemos vêr o que está por debaixo da superfície do mundo material.

FORTALEZAS TERRITORIAIS




Uma base bíblica?


Muitos têm medo da expressão ou até do conceito “fortalezas territoriais” devido ao fato de que isto é um termo extra-bíblico. Apesar de ser um termo extra-bíblico não é um conceito não bíblico. Tem suporte bíblico para fortalezas territoriais? Eu acredito que tem. Vamos, por uns tempos, ver três explicações no Antigo e no Novo Testamento:


EXEMPLOS DE TERRITORIADADE NO ANTIGO TESTAMENTO


  1. Lugares Altos



Números 33:51-52


Fala aos filhos de Israel e dize-lhes; Quando houverdes passado o Jordão para a terra de Canaã, lançareis fora todos os moradores da terra diante de vós e destruíreis todas as suas imagens de fundição e desfareis todos os seus altos”
Uma das quedas de Israel eram os “lugares altos”.



Porquê?





  • Estes eram literalmente domínios territoriais de espíritos malignos de onde a atividade era lançada. Eles desafiavam toda a nação de lá. Para quebrar esta fortaleza sobre Israel eles tinham que destruír os “lugares altos”.

  • Deus viu isto como adultério espiritual.

  • Foi uma das razões do cativeiro Babilônico.




  1. Bel Merodaque



Jeremias 50:2-3


Anunciai entre as nações, e fazei ouvir, e arvorai um estandarte, e fazei ouvir, e não encubrais; dizei: Tomada é a Babilônia, confundido está Bel, atropelado está Merodaque, confundidos estão os seus ídolos, e caídos estão os seus deuses. Porque subiu contra ela uma nação do Norte, que fará da sua terra uma solidão, e não haverá quem habite nela; desde os homens até os animais fugiram e se foram.”
A palavra “Bel” ou Baal é um nome genérico para “Senhor” e neste versículo é aplicado a Merodaque, como em Senhor Merodaque. Ele era “o deus principal da Babilônia” ou a fortaleza territorial dominadora sobre aquela nação.


  1. O Princípe da Pérsia (Daniel 10)

Literalmente não existia princípe sobre Persia. Sem dúvida nenhuma era uma fortaleza territorial.


EXEMPLOS DE TERRITORIALIDADE NO NOVO TESTAMENTO


  1. Artemis dos Efésios

Artemis é o nome Grego para Diana (Romano) que era o espírito governador sobre Éfeso. Os líderes da cidade de Éfeso se tornaram muito zangados com o ministério do apóstolo Paulo porque eles temiam que o templo da deusa Diana iria ser desprezado e a sua magnificiência destruída. (Atos 19:27) o povo a chamava de “Salvador”, “Senhor” e “Rainha dos Cosmos”. Ela usava os símbolos do zodíaco em volta do pescoço e “possuía uma autoridade e poder superior ao fim astrológico.”


  1. A Grande Prostituta (Apocalipse 17)

Todo este capítulo mostra a territorialidade deste espírito demoníaco.

NOVE PRINCÍPIOS PARA MAPEAMENTO ESPIRITUAL





  1. Tem que ser baseado na Palavra de Deus e na Sua revelação.

  2. Aqueles encarregados com o mapeamento espiritual e guerra têm que ter a certeza que vivem uma vida de santidade.

  3. Têm que estar abaixo de cobertura espiritual, submetidos a uma igreja local.

  4. Pesquisa tem que ser feita abaixo da liderança do Espírito Santo e não através de um processo cientifíco.

  5. Reportagem tem que ser feita sem opiniões pessoais ou prejudicais.

  6. Aqueles envolvidos têm que manter uma atitude positiva.

  7. Aqueles envolvidos têm que estar em união absoluta.

  8. Aqueles envolvidos não podem ser cristãos noviços e imaturos.

  9. Por último os anciões da cidade têm que tomar a frente.




CONCLUSÃO


Mapeamento espiritual é como as forças de inteligência de um exército. Através delas, vamos por detrás da linhas do inimigo para entender os planos e fortificações do inimigo. Como Kjell Sjoberg diz, nós fazemos “espionagem espiritual”.
Um bom exemplo bíblico são os espias á terra prometida mandados por Moisés e mais tarde por Josué. Existem vários paralelos espirituais que podem ser tirados desses encontros.

COMO FAZER MAPEAMENTO ESPIRITUAL




Ezequiel 4:1-3


Tu, pois, ó filho do homem, toma um tijolo, e po-lo-ás diante de ti, e grava nele a cidade de Jerusalém. E põe contra ela um cerco, e edifica contra ela uma fortificação, e levanta contra ela uma tranqueira, e põe contra ela arraiais, e põe-lhe aríetes em redor. E tu toma uma assadeira de ferro, e põe-na por muro de ferro entre ti e a cidade, e dirige para ela o teu rosto; e assim será cercada, e a cercarás; isso servirará de sinal à casa de Israel.”
Não existe um molde fixo ou formula para fazer mapeamento espiritual, mas vamos ver as sugestões feitas por C.Peter Wagner de como fazer mapeamento espiritual na tua cidade.

PASSO UM: RECOLHENDO INFORMAÇÃO


Seguindo a idéia de contribuidores como Harold Caballeros, eu vou dividir a fase de recolhimento de informação em três partes:


  1. Pesquisa Histórica

  2. Pesquisa física

  3. Pesquisa espiritual

Se quiseres fazer isto com três equipes separadas como Caballeros faz é totalmente contigo. Mas tem algumas vantagens se existem as pessoas para o fazer.




  1. PESQUISA HISTÓRICA

  1. A HISTÓRIA DE CIDADE

  1. A fundação da cidade

  1. Quem foram as pessoas que fundaram a cidade?

  2. Qual foi a sua razão pessoal or corporativa para fundarem a cidade? Quais eram as suas crenças e filosofias? Qual era a sua visão para o futuro da cidade?

  3. Qual é o significado do nome original da cidade?

    • O nome já foi mudado?

    • Existem outros nomes ou desígnios populares para a cidade?

    • Estão nomes têm significativos? Estão ligados a alguma religião? São nomes demoníacos ou ocultos? Eles significam benção? Maldição? Eles destacam o dom redentivo da cidade? Eles reflectem o caráter do povo da cidade?




  1. A história posterior da cidade

  1. Que papel tem a cidade atuado na vida e no caráter da nação.

  2. Quando os líderes prominentes surgiram na cidade, qual era a sua visão para a cidade?

  3. Tem havido alguma mudança radical na liderança política e governamental da cidade?

  4. Tem havido mudanças repentinas e significantes na vida económica da cidade? Fome? Depressão? Tecnologia? Industria? Descoberta de recursos naturais?

  5. Que imigração significante tem acontecido? Alguma vez houve imposição de uma língua nova ou cultura na cidade toda?

  6. Como têm sido tratados os imigrantes e os da minoria? Como se relacionam raças ou grupos étnicos uns para com os outros? Têm leis da cidade causado racismo de algum tipo?

  7. Algum líder da cidade quebrou tratos, contratos ou convênios?

  8. Alguma guerra afetou a cidade diretamente? Foram lutadas algumas guerras na cidade? Houve derramamento de sangue?

  9. Como tem a cidade tratado os pobres e opressados? A ganância tem caracterizado os líderes? Existe evidência de corrupção entre líderes ou insituições políticas, económicas ou religiosas?

  10. Que desastres naturais afetaram a cidade?

  11. A cidade tem um ditado, lema? Qual é o seu significado?

  12. Qual é o tipo de música que o povo ouve? Qual é a mensagem que recebem dessa música?

  13. Quais as cinco palavras mais usadas pelo povo para descreverem as coisas positivas da sua cidade hoje? Quais as cinco palavras usadas para as coisas negativas?




  1. HITSÓRIA DE RELIGIÃO NA CIDADE

  1. Religião não-cristã

  1. Quais eram as visões e práticas religiosas do povo que habitavam a área antes da cidade ter sido fundada?

  2. Considerações religiosas foram importantes na fundação da cidade?

  3. Tem entrado alguma religão não-cristã na cidade em proporções significantes?

  4. Que ordens secretas (assim como Maçonaria) têm estado presente na cidade?

  5. Que convênios de bruxaria, grupos satanistas ou outro tipo de seitas têm operado na cidade?




  1. Cristianismo

  1. Quando, se já, foi que o cristianismo entrou na cidade? Sobre quais circunstâncias?

  2. Será que algum dos primeiros ou dos últimos líderes cristãos foram maçônicos?

  3. Qual o papel que a comunidade cristã têm tido nisto?

  4. O cristianismo na cidade está a crescer, estagnado ou a caír?




  1. Relacionamentos

  1. Tem havido conflito entre as religiões na cidade?

  2. Tem havido conflito entre os cristãos?

  3. Qual é a história das divisões de igrejas na cidade?




  1. PESQUISA FÍSICA




  1. Localiza mapas diferentes da cidade, especialmente os mais antigos. Que mudanças têm sido causadas nas características físicas da cidade?

  2. Quem eram os autores dos planos que desenharam a cidade? Tinham algum maçônico?

  3. Existem alguns sinais discerníveis de símbolos embebidos no plano original da cidade?

  4. Existe algum significativo na arquitetura, localidade, ou relacionamento posicional de prédios centrais, especialmente aqueles representando poderes políticos, económicos, educacionais ou religiosos na cidade? Algum maçônico colocou alguma pedra de esquina?

  5. Tem havido algum significativo histórico na pedaço de terra onde um ou mais destes prédios estão localizados? Quem era o dono original desta terra?

  6. Qual é a história por detrás dos parques e recintos? Quem os comissionou e financiou? Que significativo terão os seus nomes?

  7. Qual é a história por detrás das estátuas e monumentos da cidade? Tem algum deles que reflete características demoníacas ou glorificam a criatura em vez do Criador?

  8. Que outro tipo de arte existe na cidade, especialmente em prédios públicos, museus ou teatros? Olha especialmente para arte sensual ou demoníaca.

  9. Existem alguns lugares arqueológicos prominentes na cidade? Que significado poderão ter?

  10. Qual é a localidade dos maiores centros de pecado visíveis assim como clínicas de aborto, livrarias pornográficas ou teatros, áreas de prostituição, tabernas, atividades homosexuais, etc?

  11. Onde são as áreas que concentram ganância, exploração, pobreza, descriminação, violência, doenças ou acidentes frequentes?

  12. Onde são os locais de derramamento de sangue, passado ou presente, através de massacre, guerra ou assassinato?

  13. A posição das árvores, montes, pedras ou rios formam algum desenho aparantemente significante?

  14. Alguns pontos da cidade têm nomes que não glorificariam a Deus?

  15. Qual é o ponto geográfico mais alto da cidade e o que é que está construído ou localizado lá? Isto pode ser exposição de autoridade.

  16. Quais zonas, sectores ou vizinhanças da tua cidade parecem ter características próprias? Tenta discernir áreas da cidade que parecem ter ambientes espirituais diferentes.




    1. PESQUISA ESPIRITUAL

  1. Não-cristã

  1. Quais são os nomes da dignidades principais ou espíritos territoriais associados com a cidade no presente e no passado?

  2. Quais são as localidades de lugares altos, templos, altares, monumentos ou prédios associados com feitiçaria, ocultismo, leitura da sina, satanismo, maçonaria, mormonismo, religões orientais, Testemunhas de Jeóva e outros. Este formam algum desenho quando colocados no mapa?

  3. Quais são os lugares de adoração pagã do passado, mesmo antes da cidade ter sido fundada?

  4. Quais são os diversos centros culturais que possam conter arte e artifatos ligados á adoração pagã?

  5. Já algum líder da cidade, sabendo, se dedicou a ele ou ela próprio a um deus pagão ou algum principado?

  6. Foram algumas maldições colocadas na terra pelos habitantes originais ou povo que fundou a terra?




  1. CRISTIANISMO

  1. Como têm sido recebidos os mensageiros de Deus pela cidade?

  2. O evangelismo tem sido fácil ou duro?

  3. Onde estão localizadas as igrejas? Qual delas é que tu vês como “igreja que dá vida”?

  4. Qual é a saúde das igrejas na cidade?

  5. Quem são os líderes cristãos considerados como “anciões da cidade”?

  6. É fácil orar em todas as áreas da cidade?

  7. Qual é o estado de união entre os líderes cristãos através das linhas denominacionais e étnicas?

  8. Qual é a visão dos líderes da cidade para com o moral cristão?




  1. Revelação

  1. O que estão a ouvir de Deus sobre a cidade os intercessores maduros e reconhecidos?

  2. Qual é a identidade dos principados que possam estar em control da cidade como uma toda ou certas áreas da vida ou território da cidade?



PASSO DOIS: ACTUANDO SOBRE A INFORMAÇÃO


Uma vantagem de ter vários contribuintes em um livro como este é que eles providenciam visuais de diferentes maneiras estratégicas de como trabalhar no nível de guerra espiritual. Temos visto Cindy Jacobs levar os pastores da Resistência ao arrependimento. Temos visto o amigo de Kjell Sjoberg infiltrar uma organização oculta Suéca e observado Harold Caballeros encontrar o nome do homem forte em uma página específica de um jornal em Guatemala. Temos visto Bob Beckett enfiar paus de madeira na terra nos portões para Hemet. Também, temos visto Victor Lorenzo se juntar a uma cruz humana no centro do recinto em La Plata, e Bev Klopp se arrepender nos prédios sobreterraneos de Seattle. Todos eles encontram alguma vantagem nos métodos que usaram, mas nenhum deles disse que os outros deviam de fazer do seu jeito.
Através da oração, Deus mostra aos líderes, cidade por cidade, qual ação é mais apropriada para a sua situação em particular. Entretanto, existem algumas regras gerais para ministrar a uma cidade, o primeiro livro nesta séries, Poder de Guerrear, será familiar com as regras em tomar uma cidade, como expliquei lá. Para o benefício daqueles que não tenham lido ou aqueles que se esqueçeram, simplesmente vou mencionar as seis regras sem mais explicação:

Regra 1: A Área


Seleciona uma área geográfica manejável com limites espirituais discerníveis.

Regra 2: Os Pastores


Assegura a unidade dos pastores e outros líderes cristãos na área e começa a orarem juntos numa base regular.

Regra 3: O Corpo de Cristo


Projeta uma imagem clara de que o esforço não é somente uma actividade simplesmente de Pentecostais ou Carismáticos, mas de todo o Corpo de Cristo.

Regra 4: A Preparação Espiritual


Assegura a preparação espiritual dos líderes participantes e outros cristãos através do arrependimento, humilhação e santidade.

Regra 5: A Pesquisa


Pesquisa o fundo histórico da cidade para serem reveladas as forças espirituais que moldam a cidade. (Isto foi coberto na primeira parte deste capítulo: “Recolhendo a informação”).

Regra 6: Os Intercessores


Trabalha com intercessores especialmente dotados e chamados a nível de estratégia de guerra espiritual, procurando a revelação de Deus em (a) o dom ou dons redentivos da cidade; (b) as fortalezas de satanás na cidade; (c) espíritos territoriais designados á cidade; (d) pecado coletivo passado e presente que presica de ser resolvido; e (e) o plano e tempo de ataque de Deus.

O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS



  1. Lavoura da terra


2. A LAVOURA DA TERRA
A próxima coisa que um lavrador faz, é lavrar a terra. A terra dura precisa de ser aberta e amolecida para o processo de semeadura.
Também assim, a comunidade em que tu vais implantar uma igreja precisa de ser aberta e amolecida para o evangelho. Isto só pode ser feito através de oração.


    1. ORAÇÃO

Sem oração profunda intercessória e paciência em ouvir a estratégia de Deus para o implante da igreja, não irá haver um efeito duradouro. Eu sugiro que orar ao caminhar na vizinhança ou na vila é de grande valor – orar no lugar com entendimento.

Atos 4:23-31


E, soltos eles, foram para os seus e contaram tudo o que lhes disseram os principais dos sacerdotes e os anciãos. 24. E, ouvindo eles isto, unânimes levantaram a voz a Deus e disseram: Senhor, tu és o que fizeste o céu, e a terra, e o mar, e tudo o que neles há; 25. que disseste pela boca de Davi, teu servo: Por que bramaram as gentes, e os povos pensaram coisas vãs? 26. Levantaram-se os reis da terra, e os príncipes se ajuntaram á uma contra o Senhor e contra o seu Ungido. 27. Porque, cerdadeiramente, contra o teu santo Filho Jesus, que tu ungiste, se ajuntarm, não só Herodes, mas Pôncio Pilatos, com os gentios e os povos de Israel, 28. para fazerem tudo o que a tua mão e o teu conselho tinham anteriormente determinado que se havia de fazer. 29. Agora, pois, ó Senhor, olha para as suas ameaças e concede aos teus servos que falem com toda a ousadia a tua palavra. 30. enquanto estendes a mão para curar, e para que se façam sinais e prodígios pelo nome do teu santo Filho Jesus. 31. E, tendo eles orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo e anunciavam com ousadia a palavra de Deus.

O PROPÓSITO DA ORAÇÃO





  1. Fazer estender a mão de Deus.

  • Eles tinham uma grande paixão e desejo para que a sua comunidade fosse tocada por Deus.

  • Eles entediam que a oração era a chave.

  • Eles estavam mais preocupados com as necessidades espirituais da comunidade do que a sua própria segurança. Eles tinham sido avisados pelas autoridades para não pregarem o evangelho.




  1. Para sarar a comunidade.

  • Eles se identificavam com as feridas da sua comunidade.

  • É obvio que falamos de todo o tipo de dor.

  • Física

  • Espiritual

  • Emocional

  • Nunca iremos ver a nossa comunidade salva até as seus feridas se tornarem as nossas. Até termos compaixão deles.

  • Nunca poderemos ter compaixão pela nossa comunidade enquanto estamos ocupados com nós próprios e nos concentramos em nossas feridas.

  • É como nós ficamos sarados enquanto saramos as feridas de outra pessoa.




  1. Para trazer os milagres para a nossa comunidade.

  • A comunidade só vai descobrir o poder de Deus quando a igreja o demonstrar.

  • Não existe maior satisfação para o cristão do que experimentar respostas milagrosas á sua oração.

  • Podes imaginar a organização que acontece no céu para fazer efetiva a tua oração?

  • Recentemente temos visto o poder milagroso de Deus em nossa comunidade quando a igreja orou por chuva.




  1. Descobrindo o poder no nome de Jesus.

  • Infelizmente ás vezes oramos com os motivos errados. Por vezes nossas orações têm um ingrediente de vantagem própria dentro.

  • A nossa paixão deve se tornar para que o povo descubra Jesus.

  • Para de persuadir pessoas com raciocínio humano. Deixa eles experimentarem Jesus.



DESENVOLVENDO UM CORAÇÃO PARA A TUA CIDADE


  1. O Senhor não dá somente um coração por individuais mas também por cidades e comunidades.

  2. Antes que Deus nos possa usar para alcançarmos as nossas cidades/vilas, temos que desenvolver um coração para o lugar.

  3. Neemias 1:3-4

  4. Mateus 23:37

  5. Várious profetas foram enviados para trazerem palavras proféticas para as cidades.

  6. O plano de evangelismo da igreja primitiva iniciou com a cidade deles – Atos 1:8.


IDENTIFICAÇÃO COM AS NECESSIDADES SENTIDAS PELA NOSSA COMUNIDADE.

  1. Se não vamos deixar ser tocados pelas necessidades da nossa comunidade só iremos fazer orações religiosas e retóricas (Palavras para impressionar).

  2. Temos que conseguir orar do coração. Necessidades sentidas ao invés de necessidades supostas.

  3. Como descobrimos as necessidades de uma comunidade?

  • Lendo o jornal.

  • Fazer perguntas – faz isso o teu negócio. Eu assisto a uma reunião de informação com a polícia.

  • Ouvir com ouvidos santificados a fala da comunidade e verificar se é autêntica.

  1. Pessoas precisam de milagres. Oração traze-os ao contacto com um Deus vivo que se preocupa com eles.

  • Orar com o administrador esta semana.

  1. Tu não podes pregar para eles até que tenhas orado por eles. Nós oramos muito por aqueles que devem saber orar e muito pouco com aqueles que não sabem orar.

  2. Ouve a batida do coração de Deus para a tua cidade.

Eu sugiro fortemente que começes a caminhar e orar. Tem muito benefício para implantar a igreja.



CAMINHAR E ORAR


(Por favor notem que o livro entitulado “Orando no lugar com conhecimento profundo” está disponível dos escritórios DAWN Africa. Pode referir á FORMA DE ORDEM no fim deste maual de treinamento).

Atos 4:29-32


Agora, pois, ó Senhor, olha para as suas ameaças e concede aos teus servos que falem com toda a ousadia a tua palavra. 30. enquanto estendes a mão para curar, e para que se façam sinais e prodígios pelo nome do teu santo Filho Jesus. 31. E, tendo eles orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo e anunciavam com ousadia a palavra de Deus. 32. E era um o coração e a alma da multidão dos que criam, e ninguém dizia que coisa alguma do que possuía era sua própria, mas todas as coisas lhes eram comuns.

INTRODUÇÃO


  • Oração nos dá acesso a qualquer parte do mundo, qualquer casa no mundo e qualquer pessoa no mundo.

  • Tu podes afetar a tua vizinhança, a tua cidade ou o mundo com as tuas orações.

  • Oração tem trazido o comunismo aos seus joelhos, o muro de Berlim ás suas fundações e bilhões de pessoas para Cristo.



DEFINIÇÃO


É levar a igreja para fora das suas paredes e orar no lugar com conhecimento profundo.

O FUNDAMENTO BÍBLICO PARA CAMINHAR E ORAR



Gênesis 13:14-17

E disse o Senhor a Abrão, depois que Ló se apartou dele: Levanta, agora, os teus olhos e olha desde o lugar onde estás, para a banda do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente; porque toda esta terra que vês te hei de dar a ti e á tua semente, para sempre. E farei a tua semente como o pó da terra; de maneira que, se alguém puder contar o pó da terra, também a tua semente será contada. Levanta-te, percorre essa terra, no seu comprimento e na sua largura; porque a ti a darei.”


Josué 1:3

Todo o lugar que pisar a planta ddo vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu disse a Moisés”.



QUAIS SÃO OS PRINCÍPIOS AQUI?

Abrão


  • Deus queria que Abrão estivesse físicamente no território para lhe dar identificação através da observação.

  • Deus queria que ele visse – visão concedente.



Josué


  • Tu também podes lutar uma guerra sem fisicamente estares na terra – identificação do inimigo/ espiritos territoriais.

  • A promessa de Deus estava ligada aos pés de Josué – reclamando a terra.



LIÇÕES A SEREM APRENDIDAS DE JOSUÉ



Números 13:18-20

e vede que terra é, e o povo que nela habita; se é forte ou fraco; se pouco ou muito; e qual é a terra em que habita, se boa ou má; e quais são as cidades em que habita, se em arraiais, se em fortalezas. Também qual é a terra, se gorda ou magra; se nela há árvores ou não; e esforçai-vos e tomai do fruto da terra. E eram aqueles dias os dias das primícias das uvas.”



Estratégia #1 - Descobre como é a terra


  • Procura coisas que te possam dizer mais sobre as próprias pessoas.

  • Conheces algum cristão na área?

  • Eles se guardam para si próprios ou têm relacionamentos abertos?

  • Vai obter os nomes das pessoas e a idade aproximadamente.



Estratégia #2 – Acessa o inimigo

Números 13:28-29


O povo, porém, que habita nessa terra é poderoso, e as cidades, fortes e mui grandes; e também ali vimos os filhos de Anaque. Os amalequitas habitam na terra do Sul; e os hetues, e os jebuseus, e os amorreus habitam na montanha; e os cananeus habitam ao pé do mar e pela ribeira do Jordão.”


  • Determina os problemas sociológicos.

  • Pais solteiros?

  • Interesses sociais, etc.

  • Determina quais espíritos territoriais controlam a área.

  • Tu não podes ser o único juiz. Tem que ser um grupo.

  • Não exageres de mais a influência do inimigo. Não exponhas o diabo estando constantemente a falar sobre o que ele está a fazer. (Descendentes de Anak).



Estratégia #3 – Descobre o fruto do futuro

Números 13:23-25


Depois, vieram até ao vale de Escol e dali cortaram um ramo de vide com um cacho de uvas, o qual trouxeram dois homens sobre uma verga, como também romãs e figos. Chamaram àqueles lugar o vale de Escol, por causa do cacho que dali cortaram os filhos de Israel. Depois, voltaram de espiar a terra, ao fim de quarenta dias.”



CAMINHAR E ORAR - UMA PREPARAÇÃO PARA A VISITA DE JESUS

Lucas 10:1-20



Significado de enviar 72 missionários

  • Eu chamo disto “saturamento de preparo”

  • As 36 equipes foram fazer uma preparação específica para a visita de Jesus àquelas cidades.

  • Jesus deu-lhes uma estratégica específica para seguirem.

  • Eles foram enviados como ovelhas entre os lobos.

  • Eles gozarão de proteção Divina.

  • Eles terão ousadia Divina.

  • Parece loucura fazer isto.

  • Parece loucura Deus nos usar!

  • Não leves bolsa, saco nem sandálias.

  • Aventura de fé, deixa o dinheiro de fora.



Estratégia #1 – Orar


  • Jesus até lhes disse o que orar.

  • Eles não tinham que orar só para convertidos mas para que os convertidos se tornassem trabalhadores.

  • Fechados na nossa comunidade ainda tem muitas pessoas que ainda vão ser trabalhadores nos campos de seara de Deus.

  • Orar para a sua salvação e seu desprender.

  • Assim como Josué, tu tens que ver o fruto do futuro.



Estratégia #2 – Sejam os agentes de paz


  • Não se involvam em argumentos. Não percas o teu tempo com fruto que ainda não está pronto.

  • “Homem de paz” literalmente significa “um homem procurando por paz e pronto a recebê-la”

  • A pessoa pode ser o meio por onde tu vais alcançar todo o “oikos” (casa).



Estratégia #3 – Identifica-te com a tua comunidade


  • Come e bebe o que colocarem na tua frente. Identificação.

  • Em muitas culturas comer e beber é sinal do teu amor para com eles.

  • Orgulho espiritual vai estragar o teu trabalho.

  • Não te movas de casa em casa.

  • Podes caír na armadilhar de quereres procurar mais conforto. Fica contente.

  • As pessoas têm que saber onde te podem encontrar.



Estratégia #4 – Sê um agente de cura na tua comunidade


  • Satanás está a destruir pessoas. Eles não precisam do teu julgamento.

  • Eles precisam da tua compaixão.



UMA ILUSTRAÇÃO DE AMABILIDADE


“Amabilidade abriu o coração de um homem quando estavamos a fazer corte de relva grátis. Nós tinhamos colocado algumas máquinas de cortar relva em cima da camioneta e conduziamos até encontrarmos relva comprida. Nos aproximamos da sua casa e batemos á porta para lhe dizer o que íamos fazer. Atrvés da rede na porta este homem berrou, “O que é que queres?” Nós lhe demos uma breve explicação, e sem olhar para cima, sua resposta foi simplesmente, “Está bem, qualquer coisa ...”
Ele se assentou sem se mexer em frente da TV a ver um jogo de baseball. Nós cortamos a relva com entusiasmo. Por vezes chamamos de “corte de poder” na vinha – e acabamos em volta de trinta minutos. Paramos para lhe dizer que tinhamos terminado e perguntar se podíamos orar por alguma necessidade na sua vida. Ele disse que não tinha nenhuma necessidade. Quando nos desviamos da porta, um jovem no grupo disse que ele tinha a certeza de que aquele homem estava com uma necessidade emocional muito grande e que tinhamos que insistir em orar por ele. Nos viramos e fizemos uma pequena oração simples: “Vem, Espírito Santo, e toca na dor deste homem, seja onde for.” A resposta foi instantanêa e surpreendente – ele rompeu num choro muito profundo, agarrando-se á pessoa mais perto no círculo e molhando o seu ombro com as lágrimas durante alguns minutos. Quando o choro começou a acalmar, ele nos disse que o seu filho tinha sido preso na noite anterior por ter roubado um carro para sustentar um vício de droga. Naquele dia a presença de Deus e o poder penetrou a dor daquele homem e a sua isolação de uma maneira tangível ... porque nós estavamos prontos a cortar um pouco de relva.”


  • Usa o poder que Jesus te deu para trazer cura. É a melhor forma de guerra espiritual.

  • Suja as tuas mãos.



LEMBRA-TE


  1. Sê paciente.

  2. Sê persistente.

  3. Não tentes fazer as coisas acontecer.



Aplicando os princípios de Jesus nas caminhadas de oração



1. UMA VISÃO PARA A COLHEITA

Lucas 10:2 E dizia-lhes: Grande é, em verdade, a seara, mas os obreiros são poucos; rogai, pois, ao Senhor da seara que envie obreiros para a sua seara.

  • Ao caminhares visiona as pessoas a virem.

  • Ora maior do que tu próprio.

Não amarres o Senhor com a tua descrença! Se Ele pode fazer com que os muros de Jericó caíssem, Ele pode responder ás tuas orações.
2. SEMPRE MOSTRA UM ESPÍRITO CONTRÁRIO AO DO MUNDO

Lucas 10:3 Ide; eis que vos mando como cordeiros ao meio de lobos.

Deixa o poder de Deus fazer a diferença.



  • Humildade em face á arrogância, amibilidade em face de ódio e benção em face á raiva.

  • Guerra inconvencional! Tu vais aos lobos ao invés de eles virem a ti.


3. CHAMA PARA DENTRO A PRESENÇA DE DEUS

Lucas 10:5-7 E, em qualquer casa onde entrardes, dizei primeiro: Paz seja nesta casa. E, se ali houver algum filho de paz, repousará sobre ele a vossa paz; e, se não, voltará para vós. E ficai na mesma casa, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois digno é o obreiro de seu salário. Não andeis de casa em casa.

  • Jesus é o Princípe da Paz.

  • Paz era a benção da saudação dos cristãos. João 20:19

Atos 15:33

Atos 16:36

Grego – “eirene”

Hebraico – Shalom



  • Aprende das orações de David por Jerusalém.

Salmo 122:6-9

Salmo 147:12-14



4. FAZ PROCLAMAÇÃO PROFÉTICA.

Lucas 10:9 E curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: É chegado a vós o Reino de Deus.

  • A tua comunidade vai experimentar Deus. Declara isso!

  • Procura oportunidades.


5. TEM A EXPECTATIVA DE RESULTADOS

Lucas 10:17-18 E voltaram os setenta com alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam.18 E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu.

Lucas 10:21 Naquela mesma hora, se alegrou Jesus no Espírito Santo e disse: Graças te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque escondeste essas coisas aos sábios e inteligentes e as revelaste às criancinhas; assim é, ó Pai, porque assim te aprouve.

  • Deus estava a se fazer conhecido a cidades inteiras através de pessoas comuns.

  • Isto é para o bom prazer do Pai.



AONDE PODEMOS CAMINHAR?





  1. Em nossas vizinhanças.

  2. Em nossos lugares de trabalho.

  3. Em nossas igrejas.

  4. Lugares de vigia.

  5. Lugares de nomes errados ou amaldiçoados.

  6. Lugares de pecados passados.

  7. Lugares de pecados atuais.

  8. Lugares de fortalezas.

  9. Os portões da cidade.

  10. Lugares altos.



SUGESTÕES PARA CAMINHADAS NA VIZINHANÇA


Como iniciar





  1. Recruta um parceiro

  • Orações de concordância

Mateus 18:19 Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus.

              1. Caminhadas familiares

  • Cada um ora pelo seu colega.

  1. Não sejas um solitário

  • Se tu não és um líder, entregua o teu plano de ação para a tua liderança.



QUANDO CAMINHARES


  1. Pede a Deus uma palavra para a tua vizinhança.

  2. Ora essa palavra sobre a tua vizinhança.



Salmos 122:6-9 Orai pela paz de Jerusalém! Prosperarão aqueles que te amam.

7 Haja paz dentro de teus muros e prosperidade dentro dos teus palácios.

8 Por causa dos meus irmãos e amigos, direi: haja paz em ti!

9 Por causa da Casa do SENHOR, nosso Deus, buscarei o teu bem





  1. Pede ao Senhor para te mostrar, quais os espíritos territoriais estão em controle sobre essa área.

  2. Ao caminhares ora contra eles.

  3. Ora para que almas sejam salvas.

  4. Ora para que portas sejam abertas para ti.

  5. Abençoa a estrada e os lares em Nome de Jesus.

  6. Ouve as instruções do Espírito Santo.

  7. Confirma todas as coisas com o teu líder de célula ou o seu substituto.

  8. Dá relatório numa base regular.



SUGESTÕES PARA CAMINHARES NO TEU LUGAR DE TRABALHO





  1. Não lutes carne nem sangue. Determina quais as fortalezas estão a operar para influenciar o lugar de trabalho.

  2. Ora o espírito oposto.

  3. Faz declarações localizadas.

  4. Confessa os pecados das pessoas por eles.

  5. Se possível adora nesses lugares.

  6. Continuamente ora para conversões.



SUGESTÕES PARA ORARES EM LUGARES DE IGREJAS




Crônicas 6:20-21 Que os teus olhos estejam dia e noite abertos sobre este lugar, de que disseste que ali porias o teu nome, para ouvires a oração que o teu servo fizer neste lugar.

21 Ouve, pois, as súplicas do teu servo, e do teu povo de Israel, que fizerem neste lugar; e ouve tu do lugar da tua

habitação, desde os céus; ouve, pois, e perdoa.



Marcos 11:17 E os ensinava, dizendo: Não está escrito: A minha casa será chamada por todas as nações casa de oração? Mas vós a tendes feito covil de ladrões.


  1. Conversa isto com o pastor primeiro para receberes permissão e para fazeres um compromisso de comunicação.

  2. Em tua conversa com o pastor, pede ao Senhor para te mostrar, quais as fortalezas estão em operação na igreja.

  3. Se existem recordes de palavras proféticas sobre a igreja, usa-as para declarares na tua caminhada de oração.



SUGESTÕES PARA ORAR EM LUGARES DE VIGIA





  • Lugares e pontos de vigia têm um significative biblico muito forte.

  • Grandes lutas entre Deus e Satanás ocorreram em lugares elevados.

Ex. Elias no Mt. Carmelo, Jesus e Satanás, Gólgota.

  • Orações Panoramicas – orar com vista de pássaro.

  • Jesus várias vezes subiu ao monte para orar.


SUGESTÕES PARA ORAR EM LUGARES COM NOMES ERRADOS OU AMALDIÇOADOS


  • Nas Escrituras muitas vezes nomes foram trocados.

Ex. Abrão>Abraão; Jacó>Israel; Simão>Pedro

  • Existem lugares, os quais são chamados de deuses falsos, criminosos e o próprio Satanás.

  • Caminhadores de oração por vezes acham as orações frutíferas em procurarem a dar um novo nome ao lugar para o propósito de Deus.


AVISO – Nunca troque nenhum nome sozinho. Primeiro consulta os ançiões da cidade.

SUGESTÕES PARA ORAR EM LUGARES DE PECADO ATUAIS





  • Lojas de sexo para adultos.

  • Nunca vá sózinho.

  • Nunca amaldiçoe as pessoas.

  • Não desenvolva uma atitude com eles.

  • Casinos

  • Bares



SUGESTÕES PARA ORAR EM LUGARES DE FORTALEZAS



2 Coríntios 10:4-5 Porque as armas da nossa milicia não são carnais, mas sim poderosas em Deus, para destruição das fortalezas; destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus e levando cativo todo o entendimento á obediência de Deus.”


  • Casa de Masonaria

  • Seitas – Testemunhas de Jeová, Mormons, Apóstolos Velhos e Novos, etc.



SUGESTÕES PARA ORAR NOS PORTÕES DA CIDADE





  • No tempo da Bíblia portões eram usados como filtros, prevenindo o mal e acolhendo aquilo que merecia honra. Os ançiões respeitados da cidade governavam dos portões. Não era em estilo de judiciária mas em uso comunitário.

  • Os ançiões guardavam a cidade de influências erradas e perigo moral.

  • Hoje seriam lugares de governo – i.e. o lugar onde se reune o conselho da cidade.

  • Entradas de cidades – estradas, portos, aeroportos, etc.



CONCLUSÃO


  • João 12:35 Disse-lhes, pois, Jesus: A luz ainda está convosco por um pouco de tempo; andai enquanto tendes luz, para que as trevas vos não apanhem, pois quem anda nas trevas não sabe para onde vai.

  • Miquéias 4:5 Porque todos os povos andarão, cada um em nome do seu deus; mas nós andaremos no nome do SENHOR, nosso Deus, eternamente e para sempre.

  • Tiago 5:16 Confessai as vossas culpas uns aos outros e orai uns pelos outros, para que sareis; a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.

  • Paulo disse á igreja de Tessalónica “ No demais, irmãos, rogai por nós, para que a palavra do Senhor tenha livre curso e seja glorificada, como também o é entre vós; E para que sejamos livres de homens dissolutos e maus; porque a fé não é de todos. Mas fiel é o Senhor, que vos confortará, e guardará do maligno.” 2 Tessalonicensses 3:1-3



LEVA ORAÇÃO A SÉRIO


É muito claro destas passagens que os primeiros cristãos oravam estratégicamente para o Evangelho ser espalhado e contra as influências malignas, as quais prendem o Evangelho de prosseguir. A mesma necessidade de oração ainda existe hoje.
Em desenvolver e implementar a estratégia de implantação de igrejas, leva a oração muito a sério. Não faças nada sem oração. O teu ministério de saturação com a implantação de igrejas tem que nascer da oração e depois ser continuamente banhado em oração do início até ao fim.

O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS



  1. Semeando a semente


3. SEMANDO A SEMENTE
Isto fala sobre a realidade da implantação da igreja – o estabelecimento da congregação.
Eu tenho um pouco de receio em dar muitos exemplos de como igrejas têm sido e podem ser começadas. Temos muita tendência em copiar em vez de ouvirmos do Espírito Santo.
Durante o teu tempo de oração o Senhor vai te dar estratégias de como a igreja deve ser implantada e métodos de evangelismo que devem ser usados. Existem muitas maneiras diferentes de implantar uma igreja mas eu vou sugerir quatro neste capítulo (não em nenhuma ordem de preferência).


    1. Começando uma célula familiar com convertidos que tens alcançado ou cristãos nas áreas que não tem igreja.



A IGREJA CÉLULA

Eu acredito que a estrutura da igreja que melhor desenvole liderança na maneira mais rápida e eficaz é o modelo de célula. As igrejas maiores e mais efetivas - aonde se discípula e alcançam pessoas no mundo inteiro – são as igrejas células.



PORQUE CÉLULAS FAMILIARES?

No ministério de Jesus, Ele operou mais de casas, não prédios formais. Várias vezes Ele ensinou aos seus discípulos em casas (Marcos 2:1; 7:14-17; 9:33; 10:2-12; Mateus 13:36). Os Seus discípulos viviam com familias em casas onde quer que eles fossem. Viver numa casa era parte do Seu plano para trazer as pessoas a uma experiência de fé pessoal.


Na igreja sem-estrutura, uma pessoa geralmente domina sobre outras (visto na maioria das igrejas de hoje). Isto limita a possibilidade de crescimento. Isto não era possível na Igreja primitiva.

O CONTRASTE ENTRE A IGREJA TRADICIONAL E A IGREJA CÉLULA





  • A Igreja Tradicional tem um ministério célula como um dos seus muitos programas.




  • A Igreja Célula é uma Comunidade Cristã básica.



CLAREZA SOBRE A IGREJA CÉLULA

Não é : Recusar a necessidade de programas.

A igreja célula é : A estratégia para um programa centrado em pessoas e na comunidade
Não é : Uma ausência de departamentos

A igreja célula é : Uma estrutura com departamentos que suportam o sistema de células.


Não é : Somente grupos pequenos.

A igreja célula é : Um sistema de células, congregações e celebrações.


Não é : Um grupo independente de casa-igrejas

A igreja célula é : Um movimento visionário de pessoas vivendo em Comunidades Cristãs básicas.



A NATUREZA DA IGREJA CÉLULA
A Igreja Célula tem as seguintes características:


  1. A Igreja Célula não opera só aos Domingos mas nos outros seis dias também.




  1. Tudo o que acontece na Igreja Célula existe para suportar as células.




  1. A Igreja Célula primeiro cresce depois constrói o edifício.




  1. Células se juntam nos lares durante a semana e são unidades básicas da igreja.




  1. A Igreja Célula considera cada membro a ser um ministro e o equipa para fazer o trabalho do ministério.




  1. Os perdidos são alcançados através “Evangelismo Amigo Célula”. Células multiplicam causando crescimento dinâmico.




  1. Membros de igreja são cuidados a nível de célula.




  1. Reuniões de Celebração de Louvor, as quais têm lugar no Domingo, são um transbordar da vida do corpo, que acontece na vida dos membros durante a semana.




  1. Dons espirituais para edificação, equipar e evangelismo são vistos nas células.




  1. A comunidade de células é um lugar de cura para o individual e a família.




  1. Em grupos pequenos, membros podem perder todas as inibições e podem receber edificação e cura.


OS BENEFÍCIOS DE GRUPOS CÉLULA





  1. Unidades de manejamento efetivo

A célula é manejável por que é contida por si própria. Todas as tarefas da igreja podem ser implementadas através desta unidade básica. A célula também tem uma estrutura de liderança simples, a qual cuida e desenvolve os membros da célula.




  1. Um sistema de carinho efetivo

A estrutura da célula faz com que os membros feridos podem ser cuidados a qualquer hora e não só nos Domingos.




  1. Crescimento da Igreja

A chave para a igreja célula se multiplicar e crescer é a unidade célula. Ao tempo que os membros da célula alcançam os perdidos, as células crescem e multiplicam.




  1. Levantando líderes

A estrutura da célula providencia oportunidades para que membros com chamadas em suas vidas possam satisfazer a sua chamada sem necessáriamente entrarem para o ministério em tempo integral.




  1. O Mundo pode ser alcançado

Em uma estrutura de célula, cada membro é um ministro. Eles tocam as vidas dos feridos e perdidos no mundo.




  1. Dons espirituais podem ser exercitados corretamente.

Num ambiente de célula, cada um pode exercer dons espirituais.




CONGREGAÇÃO

Um membro da Igreja Célula precisa de um círculo de amigos à sua volta para comunhão. É aqui que as atividades congregacionais de grupos entre 50 a 200 pessoas são organizadas. Interação de grupos grandes, testemunhos, ensino em massa ou transferência de inforamção são efetivamente feitos aqui. A congregação pode colocar de parte meia noite de oração, ou por vezes vários dias para orar. As Reuniões Congregacionais da Zona ou Distrito são exemplos de atividades feitas durante o ano.



CÉLULAS E CELEBRAÇÃO

A Igreja Célula é o ambiente ideal para Deus revelar a Sua natureza. Quandos nos reunimos no Domingo como congregação, celebramos e adoramos o Deus Altissímo que é: Santo, Grande, Majestoso, Eterno e Exaltado. Durante uma reunião célula, experimentamos a Iminência de Deus ou a Sua Grande Natureza; Intíma, Perto, Dentro, Envolvido, Amigo, Conforto, Acessível e Humilde.




  • Evangelismo

Muitas vezes, as nossas igrejas têm barreiras visíveis ou invísiveis que deixam as pessoas de fora. Temos tradições, temos certas maneiras de nos vestir e actuar, e até podemos ter expectativas daqueles que nos visitam.
Grupos de célula providenciam uma “ponte” natural para descrentes. Como membros de um grupo de célula começamos a desenvolver relacionamentos com amigos descrentes, é muito mais natural para eles serem convidados a uma reunião. E para o descrente, vir a uma reunião pequena, informal é menos ameaçador do que um lugar onde não conhecem ninguém e não têm a certeza de quais são as regras.



  • Desenvolvendo Relacionamentos

Num grupo de célula, os membros passam tempo juntos, participam no minstério juntos, encorajam e oram uns pelos outros, e ajudam-se uns aos outros nas dificuldades e necessidades. Existe uma força e uma intensidade no seu amor na devoção para com Deus e para com cada um.
Um grupo célula providência um ambiente ideal para o desenvolvimento de relacionamentos de aprender ou discipular. Mais crentes maduros podem se chegar aos mais novos para os encorajar e ensiná-los a participarem juntos do ministério. Desde que um dos alvos dos grupos célula é crescer e multiplicar, os membros estão continuamente á procura de meios para alcançar os perdidos que os rodeiam.


  • Discipulado

Romanos 14:19 diz, “Siguamos pois as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros.”

Grupos de célula providenciam um lugar onde crentes podem ser ministrados e onde podem ministrar para outros. A Bíblia desenha claramente responsabilidades que crentes têm que ter uns com os outros. Todas estas ocorrem naturalmente num grupo de célula, quando cada pessoa ministra conforme os seus dons.


Dons espirituais foram dados para preparar o povo de Deus para trabalhos de serviço, para que o corpo de Cristo seja edificado (Efésios 4:12). Nós temos que encorajar-nos uns aos outros (1Tessalonicensses 4:18) e falar palavras que edifiquem outros conforme as suas necessidades (Efésios 4:29). Isto assume que temos que compartilhar os nossos fardos uns com os outros (Gálatas 6:2) para que assim possamos ajudar outros. Nosso maior desejo deveria ser de honrar um ao outro com amor de irmão (Romanos 12:10) e de amor sincero de coração (1 Pedro 1:22).
Desenvolvendo dons espirituais

Grupos célula também são o lugar onde os dons espirituais de cada membro são descobertos, desenvolvidos e usados. Numa cena de grupo célula pessoas são nutridas e encorajadas a aprender os dons espirituais através do envolvimento no ministério da célula. Deste modo, eles crescem em sua fé e maturidade, e têm oportunidade para serem discipulados por cristãos mais maduros. Com tempo, eles iram repetir este processo e iniciar a discipular aqueles no grupo que são menos maduros.




  • Desenvolvimento de Líderes

O benefício de grupos célula é que líderes são responsáveis pelo desenvolvimento espiritual de somente uma mão cheia de pessoas, não de dezenas nem centenas. O meio de célula também envolve mais pessoas pois dá aos líderes leigos uma oportunidade de desenvolverem o seu dom espiritual de liderança. Em vez de ter “cléricos profissionais” os quais são colocados em posições de liderança baseados naquilo que sabem, líderes de grupos células são qualificados pela maturidade e abilidade que têm demonstrado através do seu ministério no grupo célula.


  • Implantação de igreja

O uso de grupos célula tem muito benefícios no processo de implantação de igrejas. Uma das maiores vantagens dos grupos célula é que eles podem ser usados para o benefício do implantador, não importa com que tipo de modelo o implantador está a trabalhar.
IGREJA CÉLULA EM UMA ESTRATÉGIA DE SATURAÇÃO DE IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS

Em uma estratégia de saturação de implantação de igrejas, é o desejo do implantador da igreja encher uma área com igrejas que se vão reproduzir e iniciar novas igrejas por eles próprios.


Grupos célula providenciam uma maneira natural e efetiva de evangelizar e discipular novos convertidos e para desenvolver novos líderes. Se os grupos se reunem em lares de pessoas, pode não haver uma necessidade de um prédio formal de igreja. Eliminando esta despesa capacita a igreja a iniciar novas igrejas quando os grupos células estiverem prontos, não quando houver finanças suficientes. Em outras palavras, falta de finanças não um impedimento para o crescimento natural da igreja.
Grupos célula providenciam a abilidade de desenvolver uma estratégia onde uma vizinhança completa; cidade ou país pode ser saturado com testemunho efetivo para Cristo. Sem barreiras tradicionais para crescimento, os grupos célula podem florescer.



    1. FAZER UMA CRUZADA E IMPLANTAR UMA IGREJA COM OS CONVERTIDOS

Simplesmente fazer uma cruzada e fazer convertidos é irresponsável. Tu não tens o direito de levar alguém a Cristo sem teres a certeza de que ele vai ser discípulado. Eu tenho ouvido evangelistas dizerem que o trabalho deles é fazer convertidos e a responsabilidade da igreja é de os discipular. Em essência, existe alguma verdade nisto, mas não tem trabalho em África. A igreja em África não tem crescido através da centenas de cruzadas. Um dos nossos problemas maiores é que temos muitos convertidos e poucos discípulos. Foi por isto que podemos ter o maior genocídio do centenário em Rwanda, um país com uma população cristã de 80%.


Cruzadas são uma ferramenta maravilhosa para estabelecer uma igreja com convertidos, colocando eles em células e nutrindo-os para madurecerem.


    1. EVANGELISMO DE PORTA-EM-PORTA

Infelizmente, esta também é a estratégia usada por algumas seitas como as testemunhas de Jeová e os Mormons. No entanto, em algumas partes de África ainda é um meio viável de evangelismo. Cria uma oportunidade para iniciar uma célula-familiar no lar de um dos convertidos.


3.4 O FILME “JESUS”
Eu tenho encontrado que o filme ”Jesus” é uma das ferramentes mais efetivas de evangelismo nas áreas rurais de África. Eu pessoalmente tenho implantado igrejas usando o filme “Jesus” em estilo de cruzada. No fim do filme, depois de orar com os novos convertidos, introduzimos eles a um pastor que voltará no dia seguinte para estabelecer uma igreja com os novos convertidos que não têm igreja.
Do mesmo modo também poder ser feito em casa com um video. Campus Crusade para Cristo têm muita informação a este respeito.
NUNCA:
Começes uma igreja com pessoas descontentes que tenham saído de outra igreja. Tem a certeza de que saíram com honra e que nunca falaram mal do pastor ou da igreja de onde saíram. Podes acreditar que se eles fizeram isso com aquela igreja e com o pastor também vão fazer contigo.
As fundações de um prédio são vitais para a força e tempo de vida desse prédio. Qualquer igreja construída em critica de outras igrejas irá colher exatamente isso.

O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS



  1. Fertilizar a terra


4. FERTILIZAR A TERRA
Nós sabemos que o crescimento da semente depende muito da fertilização da terra. Eu cresci no Free State onde se planta muito milho. Por vezes no processo de fertilização, uma porção dos milhos passa despercebida. Isto só se torna visível, quando os milhos estão mais ou menos com 1 metro de altura. Pela altura que os milhos estiverem completamente crescidos então é muito visivel. Esta porção parece doente ao lado dos outros.
Do mesmo modo, numa igreja, quando a congregação é bem alimentada, é bem notável ou melhor é mais notável quando não são bem alimentados.


    1. Ensinar

Crentes e membros novos têm que ser bem estabelecidos na Palavra de Deus senão podem ficar mal nutridos ou cair em armadilhas de doutrinas falsas. É importante que cada crente esteja bem estabelecido.
Tem dois níveis de ensinar: o nível de “leite” e o nível de “carne”. É importante que os novos convertidos recebam “leite” regularmente mas também vão ter que depois passar para a “carne” da Palavra.

1 Coríntios 3:2


Com leite vos criei e não com manjar, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis”

Hebreus 5:12-13


Porque, devendo já ser mestres pelo tempo, ainda necessitais de que se vos torne a ensinar quas sejam os primeiros rudimentos das palavras de Deus; e vos haveis feito tais que necessitais de leite e não de sólido mantimento. Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino.”

1 Pedro 2:2


desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que, por ele, vades crescendo”
Quais são as doutrinas fundamentais que devem ser ensinadas? Questões como batismo, santa ceia, dízimos, o Corpo de Cristo, o Espírito Santo, ouvindo a voz de Deus, a autoridade paterna de Deus, o fim do tempo, devem ser ensinados desde o dia um.


    1. Discipular

Ensino tem que resultar em discipular. Paulo disse a Timóteo, “E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem a outros.” (2 Timóteo 2:2)
Mais uma vez, aqui é onde a célula é muito pratica. É virada para o discipulado. Lembra, discipular nunca pode ser feito em uma situação de sala de aula. Discipulado é feito através de mentor. Deixa-me dar uma ilustração do Centro Cristão Little Falls, Roodepoort, África do Sul.
Quando te juntas a um grupo familiar de célula, começas a ser discipulado. Existem quatro passos de equipar que tens que atravessar. Cada um destes passos está apontado em um livrete, o qual é usado para te ensinar. Depois de cada livrete tem um fim-de-semana (Sexta á noite e Sábado) de experiência.
Os livretes de equipar contém o seguinte:
Bemvindo a tua nova família

Salvação


O que é pecado?

Batismo nas águas

Iniciando o teu relacionamento com Deus

Construindo o teu relacionamento com a tua nova família

Crescendo na Palavra de Deus

Oração – Tua comunicação importante com Deus

Perdão

A Ceia do Senhor



O senhorio de Cristo

Nossa declaração de fé

Verificação de término e conclusão
Vitória Espiritual

Espírito, Alma e Corpo

A mente, campo de guerra

Identificando fortalezas

O papel do Espírito Santo

Bagagem Espiritual (obstáculos)

Estabelecendo valores do Reino

Teu lugar na família de Deus

Verificação
Alcançando os perdidos

Passos para ganhar almas

Tipos de evangelismo

Conecções “oikos”

Meu testemunho pessoal

Plano de salvação para o homem

Verificação de término e conclusão
Desenvolvendo o potencial de liderança

A substância de discipulado

As qualificações de Timóteo/Tito

Respondendo á chamada de Deus

Níveis de liderança

Características de liderança

Um líder de sucesso vai liderar ...

Chaves de liderança

Verificação de término e conclusão

O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS



  1. Regar a terra



5. REGAR A TERRA

1 Coríntios 3:6-10


Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento. Pelo que nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento. Ora, o que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu galardão, segundo o seu trabalho. Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus. Segundo a graça de Deus que me foi dada, pus eu, como sábio arquitéto, o fundamento, e outro edifica sobre ele; mas veja cada um como edifica sobre ele.”
Paulo disse que Apolo regou. (Um símbolo do Espírito Santo é água). Isto diz-me que Paulo colocou a fundação, levantou a igreja e Apolo cuidou o seu crescimento. Para cuidar do rebanho é preciso o seguinte:


    1. EXPERIMENTAR O ESPÍRITO SANTO

Enquanto Apolo estava em Corínto, Paulo levou a estrada através do interior e chegou a Éfeso. Ali ele encontrou dois discípulos e perguntou-lhes: “E Saulo, respirando ainda ameaças e mortes contra os discípulos do Senhor, dirigiu-se ao sumo sacerdote e pediu-lhe cartas para Damasco, para as sinagogas, a fim de que, se encontrasse alguns daquela seita, quer homens, quer mulheres, os conduzisse presos a Jerusalém. E, indo no caminho, aconteceu que, chegando perto de Damasco, subitamente o cercou um resplendor de luz do céu. E, caindo em terra, ouviu uma voz que lhe dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues? E ele disse: Quem és, Senhor? E disse o Senhor: Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcitrar contra os aguilhões. E ele, tremendo e atônito, disse: Senhor, que queres que faça? E disse-lhe o Senhor: Levanta-te e entra na cidade, e lá te será dito o que te convém fazer.” Atos 9:1-6
Um bom amigo meu um dia me deu estas palavras de sabedoria; “Só Palavra e nenhum Espírito – tu ficas seco; só Espírito e nenhuma Palavra, tu inchas; Palavra e Espírito – tu cresces.” (Escrita mata mas o Espírito dá vida).
As pessoas querem experimentar Deus quando eles vêm para a igreja. Eles estão cansados de festas e sermões secos, retóricos. Eles querem sentir a presença de Deus. Tu não podes liderar um igreja efetiva se não deres ao Espírito Santo o Seu lugar certo.


    1. Ensinando o alimento sólido da Palavra

Hebreus 5:13-14

Porque qualquer que ainda se alimenta de leite não está experimentado na palavra da justiça, porque é menino. Mas o mantimento sólido é para os perfeitos, os quais, em razão do costume, têm os sentidos exercitados para discernir tanto o bem como o mal.”


Temos que nos concentrar em trazer o povo de Deus á maturidade. A razão porque muitos pastores aconselham as pessoas vez após vez é porque eles ainda não chegaram a maturidade no Senhor.


    1. Equipar

Equipar os crentes é mais do que ensinar. É providenciar “treinamento-no-trabalho”. Algum treinamento não pode ser feito numa situação de sala de aula ou por correspondência. Já alguma vez ouviste de alguém fazer um curso “Como nadar” por correspondência? Mas é feito no corpo de Cristo.
E eles mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo.”

Efésios 4:11-13
Nós explicamos alguma coisa do púlpito e esperamos que os líderes façam tão bem como o pastor que teve a vantagem de estudar e também adquirir experiência valiosa.


    1. Treinamento de liderança

Se falhares em treinar – tu treinas para falhar. Tudo se levanta e cai na liderança.
Tem muitas características de um implantador de igrejas, o que eu cubro em detalhe no capítulo 8 deste manual. Mas existe uma em particular “Terreno de jogos de escola” onde os líderes são treinados e equipados mais efetivamente do que qualquer outro. O terreno de jogos de escola de Deus de treinamento personalizado não pode ser substítuido por nenhuma Escola Bíblica ou seminário.
Vamos dar uma olhada a algumas matérias tratadas no currículo desta escola de treinamento.

TERRENO DE TREINAMENTO DE DEUS





                  1. Timóteo 2:15

Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade.”

Introdução


Quando Deus chama Ele também unge e equipa. É como David disse, ”Ele treina as minhas mãos para a batalha ...” (Salmo 18:34) Existem algumas coisas que a Escola Bíblica não te pode ensinar.
Depois de eu ter graduado de treinamento teológico me achei em mais três escolas. Também encontrei que Deus próprio é o professor e Ele faz o currículo. Todos os líderes cristão precisam, por necessidade, passar através destas escolas se quisermos dividir a palavra de verdade corretamente.
Que escolas são estas?
1. A ESCOLA DO ESPÍRITO
João 14:26 “Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.”
João 16:13-14 “Mas, quando vier aquele Espírito da verdade, ele vos guiará em toda a verdade, porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido e vos anunciará o que há de vir. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.”


  • Nem toda a verdade se desvenda como resultado de estudo consciente.

1 Coríntios 2:9-13

Existem verdades que são diretamente reveladas para nós pelo Espírito Santo quando meditamos e refletimos na Palavra de Deus. Estas verdades têm aplicação direta para as nossas vidas e têm que ser testadas pela Palavra de Deus para que nós não sejamos enganados pelas nossas imaginações.


Por isso é que é muito necessário ensinar ás pessoas a ouvir a voz de Deus.

Aprendendo a linguagem do Espírito Santo





  • Através da Palavra de Deus (Rema)

Romanos 10:17

Toda a verdade é revelada através da Palavra de Deus (Rema). Não existe doutrina ou revelação que qualifica a verdade a não ser que seja testada pelas Escrituras. Revelação na vida de uma pessoa é progressiva. O Espírito Santo usa a Palavra de Deus para nos alimentar e através da aplicação dessa Palavra, nós crescemos.




  • Por vezes o Espírito Santo usa sonhos.

Joel 2:28

A Bíblia está cheia de exemplos onde Deus fala com o Seu povo através de sonhos. Estes sonhos estão cheios de símbolismo que precisa de interpretação. Eu acredito fortemente que a interpretação está com o sonhador.




  • O Espírito Santo usa visões.

Atos 9:10-12

Estas visões podem ser imagens reais que correm como um filme. Em outros instantes, é como pedaços de figuras na mente. Sempre tem uma mensagem.




  • O Espírito Santo óbviamente usa pessoas.
Atos 21:10-11

Estas pessoas não são somente pastores, mas também pessoas muito normais e até crianças. Lembras-te de Samuel? Deus usou ele para falar com Eli.


  • Através de palavras espirituais

1 Coríntios 2:13-14

Estas são impressões que pegas na tua mente. Têm que sempre ser testadas contra a Palavra de Deus. Se não mede com a Palavra de Deus, então é uma tentação. Por vezes é como uma palavra de conhecimento.




  • A Igreja Primitiva era liderada pelo Espírito Santo.

Atos 13:2-4

Se o Espírito Santo não tem o Seu lugar correto na igreja, vai ser governada por razão humana e dons de negócios. Pessoas irão deixar uma igreja destas e procurar uma igreja onde podem experimentar e encontrar com Deus.




  • É importante ter um relacionamento com o Espírito Santo.

2 Coríntios 13:14

O teu ministério só vai desenvolver quando tu tiveres um relacionamento com o Espírito Santo.



2. A ESCOLA DA VIDA


  • Aprende dos outros.

  • Histórias de sucesso

Eu gosto de ler sobre os sucessos de outros – nunca para os copiar, mas para aprender dos princípios que eles aplicaram.

  • Histórias de fracasso

Eu também faço o meu melhor para aprender dos erros dos outros. Não existem muitos livros sobre histórias de fracasso, mas se observares á tua volta, depressa vais encontrar.


  • Fica ao corrente das coisas

  • Eventos mundiais

Pessoas acham difícil relacionar com pastores que só falam versículos das escrituras e seu conhecimento de história é só do Antigo Testamento. Eventos mundiais também te vai dar uma indicação do que precisas de orar.


  • Tendências do mundo

É importante ver as tendências do mundo sobre tecnologia, indústria e comércio. Eu digo que aqueles que vão ser enganados pelo anti-cristo vão ser as pessoas que nunca estiveram a par das tendências do mundo.
Todos estes são necessários porque as pessoas para quem nós ministramos estão a ter dificuldades com estas questões. Eles estão á procura de respostas. Pessoas estão a viver agora e querem respostas de agora.


  • Jesus era capaz de relacionar com todos.

Ele usou parábolas e ilustrações que podiam relacionar com:

  • Lavradores

  • Pescadores

  • Entusiastas de animais

  • Politicos

  • Fariseus

  • Prostitutas




  • Paulo era um homem bem letrado

2 Timóteo 4:13

Quando vieres, traze a capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos.”





  1. A ESCOLA DE BATIDAS DURAS




  • Serviço cristão é envolvimento em conflito.

  • Conflito pessoal.

  • Conflito de trabalhadores

  • Conflito matrimonial, etc




  • Testemunho de Paulo

  • 2 Coríntios 4:1,8,9

Pelo que, tendo este ministério, segundo a misericórdia que nos foi feita, não desfalecemos. Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados; perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos.”


  • Conselho de Paulo para o jovem Timóteo

  • 2 Timóteo 4:5

Mas tu sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelísta, cumpre o teu ministério.”


  • Se um bom estudante de ti próprio. Conhece:

  • Os sinais de fatiga interior

  • Os sinais das tuas emoções,etc



Lembra-te

Os papagaios de papel se elevam mais contra o vento, não com ele.”



-Winston Churchill

O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS



6. Retirar as ervas daninhas

6. RETIRAR AS ERVAS DANINHAS



(Por favor notem que um livro entitulado “Compreendendo Guerra Espiritual e Fortalezas” está disponível dos escritórios DAWN Africa. Refere à ordem no fim deste manual de treinamento.)
Se um lavrador não remove as ervas daninhas dos seus campos elas vão asfixiar a seara. Porque a igreja consiste de pessoas e pessoas têm fortalezas em suas vidas, igrejas podem estar amarradas e até destruídas através destas fortalezas a não ser que sejam resolvidas.
COMPREENDENDO GUERRA ESPIRITUAL

O que Guerra Espiritual não é:

  1. Não é um conflito entre o bem e o mal.

  2. Não é um conflito entre Deus e Satanás.

  3. Não é somente gritar com o diabo e lhe chamar nomes.

  4. Não é somente para alguns escolhidos.


O que é Guerra Espiritual:

  1. É a batalha entre o Reino de Deus e Satanás pelas almas das pessoas.

  2. É o combate espiritual diário contra as forças das trevas.

  3. É para re-enforçar o reinado de Cristo.

  4. É para todo o cristão.


DEFINIÇÃO

Guerra Espiritual é o conflito direto entre o Reino de Deus, liderado pelo Senhor Jesus Cristo, e as forças das trevas, lideradas por Satanás, pelas almas das pessoas.
DA CRIAÇÃO Á CRUZ


  • Satanás iniciou o conflito

Isaías 14:12-18 “Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, e, acima das estrelas de Deus, exaltarei o meu trono, e, no monte da congregação, me assentarei, da banda dos lados do Norte. Subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo. E, contudo, levado será ao inferno, ao mais profundo do abismo. Os que te virem te contemplarão, considerar-te-ão e dirão: É este o varão que fazia estremecer a terra e que fazia tremer os reinos? Que punha o mundo como um deserto e assolava as suas cidades? Que a seus cativos não deixava ir soltos para a casa deles? Todos os reis das nações, todos eles, jazem com honra, cada um na sua casa.”


  • Satanás e um terço dos seus anjos foram lançados do céu

Apocalipse 12:9 “E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o diabo e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele.”





  • Satanás tornou-se o dono do reino do ar

Efésios 2:2 “em que, noutro tempo, andastes, segunfo o curso deste mundo, segundo o princípe das potestades do ar, do espírito que, agora, opera nos filhos da desobediência.”


  • Deus declarou guerra depois da queda do homem

Genesis 3:15 “E porei inimizade entre ti e a mulher e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.”


  • Desde esse tempo, tem havido guerra espiritual

Uma nação (Israel) foi formada a qual iria trazer o Messias. Profetas lutaram muitas guerras espirituais para a preparação com João Batista sendo o principal corredor da frente.

A GRANDE CULMINAÇÃO NA CRUZ



1 João 3:8 “Quem comete o pecado é do diabo, porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou; para desfazer as obras do diabo.”
Colossences 2:14-15 “havendo riscado a cédula que era contra nós nas suas ordenanças, a qual de alguma maneira nos era contrária, e a tirou do meio de nós, cravando-a na cruz. E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.”


  • Uma grande parte do ministério de Jesus foi libertar pessoas de demónios.


O MANDATO DA IGREJA



Marcos 16:17 “E estes sinais seguirão aos que crerem; em meu nome, expulsarão demônios; falarão novas línguas”
Efésios 6:12 “porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.”
2 Coríntios 10:4 “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas”

JESUS E GUERRA ESPIRITUAL





  • Jesus foi muito claro de que Eles estava a iniciar guerra espiritual.

  • Olha as próximas escrituras:


Lucas 4:18 O Espírito do Senhor é sobre mim, pois que me ungiu para evangelizar os pobres, enviou-me a curar os quebrantados do coração”
Mateus 16:18 “Pois também eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inforno não prevalecerão contra ela.”


6.1 TRATANDO COM FORTALEZAS NUMA IGREJA
2 Coríntios 10:3-5

Porque, andando na carne, não militamos segundo a carne. Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas; destruindo os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo”


Uma “fortaleza” é um forte aonde um poder tem control. Estes fortes existem nos meios de pensar, opiniões e idéias que governam individuais, igrejas, comunidades e nações. No Antigo Testamento, uma fortaleza era um lugar fortificado usado como meio de proteção do inimigo. Estas eram estruturas físicas, geralmente caves no topo das montanhas, e eram muito dificéis de ataque. Óbviamente, Paulo usa a palavra “fortaleza” para definir o forte espiritual onde Satanás e os seus demónios se escondem e estão protegidos.
Estes fortes também existem em meios de pensar e idéias que governam individuais e igrejas, como também as comunidades e nações.
Em várias das epístolas de Paulo, ele se dirige a fortalezas que estavam a amarrar igrejas e estavam a tornar o seu testemunho sem efeito. Vamos ver algumas destas igrejas e as suas fortalezas assim como as cinco igrejas no livro de Apocalipse.


  1. A IGREJA CORINTIANA

Esta era uma igreja de muito contraste. Era uma igreja que era rica e forte em dons espirituais (1 Coríntios 1:4-7) mesmo assim era extremamente não espiritual em muitos outros aspectos da vida da igreja. Paulo, a um grande risco para si mesmo, não mostra nenhum medo em se dirigir sobre estes assuntos. Apesar de ele não chamar de cada um fortaleza, eles caiem todos na definição de fortalezas. Temos que entender de que não podemos tratar com fortalezas de uma comunidade, cidade ou país, se não resolvermos as nossas fortalezas individuais e corporais.


  • A fortaleza de divisão - 1 Coríntios 1:12-13

  • A fortaleza de imoralidade - 1 Coríntios 5:1-6;6:15-18

  • A fortaleza de extrema libertinagem - 1 Corintios 8:9-13

  • A fortaleza de idolatria - 1 Corintios 10:14-22

  • A fortaleza de ignorância de Deus - 1 Coríntios 15:33-34

  • A fortaleza de falta de perdão - 2 Coríntios 2:5-11

  • A fortaleza de companheiros mundanos - 2 Coríntios 6:14-7; 1

  • A fortaleza de resistência à autoridade - 2 Coríntios 10:8-13

  • A fortaleza de sedição - 2 Coríntios 11:4-5

(Conduta ou linguagem atiçando relebião contra autoridade)

  • A fortaleza de falta de arrependimento - 2 Coríntios 12:21




  1. A IGREJA GÁLATA

  • A fortaleza do legalismo - Gálatas 3:1-5

Colocando leis para os cristãos que estão fora dos requerimentos das Escrituras. Exemplo, vestimentas, servindo a santa ceia, etc. Encontra o balanço entre extrema libertinagem e legalismo.

  • A fortaleza de religião - Gálatas 4:8-10,15,21-31

Filhos de Hagar ou filhos de Sara.

CINCO IGREJAS NO LIVRO DE APOCALIPSE





  1. A IGREJA DE ÉFESO

  • A fortaleza de amor frio - Apocalipse 2:4,7

(“Para aquele que vence ...)


  1. A IGREJA DE PERGAMO

  • A fortaleza de ensinos malignos - Apocalipse 2:13-17

(“Para aquele que vence ...) 1 Timóteo 4:1 Nicolaitas = “destruição de pessoas” uma seita mencionada em Apocalipse 2:6,15, que foram julgados de segurarem o erro de Balaão, jogando uma pedra de tropeço à igreja de Deus concedendo a liberdade de comerem coisas sacrificadas aos ídolos assim como cometendo fornificação também.


  1. A IGREJA DE TIATIRA

  • A fortaleza de Jezebel - Apocalipse 2:20-26

(“Para aquele que vence ...) “O espírito de Jezebel” – Quem era Jezebel? Filha de Etebal, rei de Fenícia. Ele era um Sumo Sacerdote Cananeu que subiu ao trono através de intriga e violência e que depois fez a sua filha de Sacerdotisa.
As Escrituras dão as seguintes indicações através da vida da raínha Jezebel.


  • 1 Reis 16:31 - Causou o seu marido e rei, Ahab, a servir Baal, i.e. O espírito de Jezebel seduz líderes de igrejas e maridos e tenta causar com que eles se virem de Deus. Ela usa sexo e violência para alcançar isto.

  • 1 Reis 18:4 - Ele matou os profetas do Senhor i.e. Ela ataca as Escrituras e a palavra profética.

  • 1 Reis 18:19 - Ela instalou os seus próprios profetas i.e. Ela introduz doutrinas falsas e sistemas religiosos.

  • 1 Reis 21:1-16 - Ela ursupou a posição de cabeça de família e da nação i.e. Ela procura trazer a inversão de rolos na igreja e nos lares. Notem que homosexualismo é mudança de rolo extremo e que o movimento femenino também procura se levantar no modelo de liderança bíblica.

  • 1 Reis 9:30 - Ela pratica sedução sexual i.e. Ela tenta seduzir os líderes da igreja e maridos. Notem a queda de Evangelístas de TV e o nível alto de divórcio e adultério nas nações. Referência em Apocalipse 2:20 para mais detalhes.



OS PONTOS PRINCIPAIS DO ESPIRITO DE JEZEBEL:

  • É um espírito dominador. O espírito usas outra pessoa para dominar líderes e assim as igrejas e nações. Faz “Ahabs” dos líderes.

  • É um espírito violento. Este espírito destruirá qualquer pessoa para fazer o que quizer.

  • É um espírito de imoralidade sexual. Este espírito usa homosexualismo, lesbianismo, prostituição, pornografia e qualquer outra desordem sexual para revirar o modelo de liderança bíblica.

  • É um espírito de idolatria. Este espírito introduz doutrinas falsas e sistemas religiosos para prevenir que as suas vítimas experimentem Deus e a Sua plenitude.

  • É um espírito de sedução. Este espírito está para reverter a ordem divina de Deus. Ela controla o movimento feminino e também acaba com o papel de liderança divina do marido.

  • É um espírito de feitiçaria. Ela vai usar dons falsificados para inflitrar a igreja i.e. Profecia (leitura da sina); tens que sempre submeter profecias pessoais á tua liderança.




  1. A IGREJA DE SARDES

  • A fortaleza de morte espiritual - Apocalipse 3:1-5

(“Aquele que vence ....)


  1. A IGREJA DE LAODICÉIA

  • A fortaleza de mornez - Apocalipse 3:14-21

(“Aquele que vence ...)
Apesar destas fortalezas estarem sobre a igreja, elas residiam em individuais.


    1. TRATANDO COM FORTALEZAS EM RELACIONAMENTOS

É bom constantemente observar problemas de relações na igreja. Muitas igrejas se dividem por causa de problemas de relacionamento. É por isso que Paulo diz aos Efésios, “com toda a humildade, e mansidão, com longanimidade, suportando-vos uns aos outros em amor, procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz” Efésios 4:2-3

COMO QUEBRAR FORTALEZAS




Introdução


A pergunta feita com mais frequência é, “Posso quebrar minhas próprias fortalezas?” A repsosta é sim e não. Com oração e jejum tu podes quebrar o jugo mas é dificil e tomar autoridade sobre algo que tem autoridade sobre ti. Tu vais precisar de alguém para te ajudar. Cuidado com o orgulho!

Vontade de arrependimento


  • A pessoa tem que ter vontade de se arrepender e ver que a sua fortaleza contém pecado.

  • A pessoa tem que ter vontade de se render a Cristo.

  • A este ponto podes perder alguns e não poder ajudá-los.

  • Perdão é essencial.



Identificando as fortalezas


  • Através de identificar sinais, ações, pecados e história óbvias da pessoa.

  • Através dos dons do Espírito Santo.

  • Discernimento dos espíritos - 1 Coríntios 12:10

Exemplo: Atos 16:16-18

  • A palavra de conhecimento - 1 Coríntios 12:8

Exemplo: Atos 5:1-11

Amarrar e soltar


  • Jesus disse, “mas se eu expulso os demonios pelo Espírito de Deus, é conseguintemente chegado a vós o reino de Deus. Ou, como pode alguem entrar em casa do home valente, e furtar os seus bens, se primeiro não maniatar o valente, saquendo então a sua casa?” Mateus 12:28-29




  • Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevaleçerão contra ela. E eu te darei as chaves do reino dos céus, e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo que desligares na terra, será desligado nos céus.” Mateus 16:18-19




  • Amarra o espírito verbalmente.




  • Por vezes tens que passar tempo em oração e jejum.
Mateus 17:14-21 “E, quando chegaram á multidão, aproximou-se-lhe um homem, pondo-se de joelhos diante dele, e dizendo: Senhor tem misericórdia de meu filho, que é lunático e sofre muito; pois muitas vezes cai no fogo, e muitas vezes na água; E trouxe-o aos teus discípulos; e não puderam curá-lo. E Jesus, respondendo, disse: Ó geração incrédula e perversa! Até quando estarei eu convosco, e até quando vos sofrerrei? Trazei-mo aqui. E repreendendo Jesus o demonio, que saiu dele, e desde aquela hora o menino sarou. Então os discípulos, aproximando-se de Jesus em particular, disseram: Porque não pudemos nós expulsá-lo? E Jesus lhes disse: Por causa da vossa pouca fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte; passa daqui para acolá – e há de passar; e nada vos será impossível. Mas esta casta de demonios não se expulsa senão pela oração e o jejum.”



Comandando





  • Demônios entendem autoridade e também sabem quando tu não a tens. Jesus disse, “E-me dado todo o poder no cé e na terra.” Mateus 28:18 MAS “E algunsdos exorcistas judeus ambulantes tentavam invocar o nome do Senhor Jesus sobre os que tinham espíritos malignos, dizendo: Esconjuro-vos por Jesus a quem Paulo prega. E os que faziam isto eram sete filhos de Ceva, judeu, principal dos sacerdotes. Respondendo, porém, o espírito maligno, disse: Conheço a Jesus, e bem sei quem é Paulo; mas vós quem sois? E, saltando neles o homem que tinha o espírito maligno, e assenhorando-se de dois, pôde mais do que eles; de tal maneira que, nus e feridos, fugiram daquela casa.”Atos 19:13-16


  • Tu tens que ter fé no nome e no poder de Jesus.




  • Tens que estar seguro na autoridade que Jesus te deu.




  • Não sejas intimidado pela sua teimosia. Eles têm que ir.




  • Lembra-lhes o que Jesus fez na cruz.


CUra Interior





  • Por vezes as pessoas precisam de curar as suas memórias (imagens do passado) em casos de abuso de criança.

  • Processo de cura interior.

  • Terapia agape.


Eu aprendi a seguinte ilustração de Mark Virkle:
NO. PASSO EXEMPLO BÍBLICO

(Pedro:Mateus 26:69-75; João 21:2-17)

1. Usando visão, volta atrás Fogo, Crepúsculo, confissão de

e entra de novo na ferida três dobras

2. Usando visão traz Jesus “Jesus estava na praia ...”

para a cena. (João 21:4-5)

3. Usando visão, deixa Jesus Palavras de Jesus afirmando amor.

se mover livremente curando “Dá de comer ás minhas ovelhas”

a ferida com a sua presença “Toma conta do meu rebanho”

amorosa. “Alimenta o meu rebanho”



ISTO TEM QUE SER UMA EXPERIÊNCIA VÍVIDA –

NÃO UM EXERCÍCIO ACADÉMICO

Pontos para lembrar





  • A Bíblia não é um manual sobre libertação.

  • Muito é aprendido através de tentar e errar.

  • O que trabalha para mim pode não trabalhar para ti.

  • Algumas precauções.



Precauções





  • Não fiques sózinho com o sexo oposto a não ser que seja numa situação professional.

  • Não corras através da sessão.

  • Não fiques frustado ou entres em panico quando nada aparece acontecer.

  • Não grites ou abanes a pessoa.

  • Não uses força.

  • Não quebres confidências.

  • Não tenhas medo de procurar ajuda.



COMO TE GUARDARES LIVRE DE FORTALEZAS

Se tens sido liberto de fortalezas (2 Coríntios 10:3-5) não é o fim da tua guerra mas sim o princípio. É de conhecimento comum que satanás vai tentar o seu melhor para ganhar de novo o terreno que ele perdeu. A nossa guerra não é somente para ficarmos livres, mas também para permanecermos livres. O mundo maligno não é desorganizado. Já existem esquemas feitos para recapturar a terra perdida.




  1. Corintios 2:11

Porque não ignoramos os seus ardis…”
Efésios 6:11

Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contras as astutas ciladas do diabo.”


Gostaria de compartilhar alguns princípios contigo que te vão ajudar a permanecer livre. Lembra-te somente, que tens uma grande vantagem em que “Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.”(1 João 4:4)
Coloca a armadura de Deus (Efésios 6:11-18)

Esta armadura foi te entregue para a tua defesa contra o maligno. Muitas pessoas só guerreiam com o diabo quando ele ataca. Eu acho que isso não é uma boa estratégia. Ninguém pode só defender e esperar que vai ganhar. Não é Satanás que tem declarado guerra contra nós. É o nosso Reino que tem declarado guerra contra ele. 1 João 3:8 “Quem comete pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou; para desfazer as obras do diabo.”



Submete-te a Deus


Tiago 4:7 “Sujeitai-vos pois a Deua, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”Quando eu me submeto a Deus, eu me coloco debaixo da guardia da sua proteção. Assim eu estou aberto á Sua voz e ao Seu comando. Minha obediência a Ele garante a minha liberdade de fortalezas.

Resiste ao Diabo

“Resiste ao diabo e ele fugirá de vós”

Tu não podes resistir efetivamente do diabo se não te submeteres a Deus. Mas quando tu te submetes a Deus tu podes resistir ao diabo efetivamente. Todos estamos sujeitos á tentação para o resto da nossa vida mas nunca além daquilo que possamos suportar. (1 Coríntios 10:13). A tua resistência á tentação vai te ajudar a quebrar os maus hábitos que tens formado.

Confessa o pecado depressa


Se pecares não deixes sem ser atendido para que o inimigo possa usar e criar uma fortaleza. Sê honesto e preparado para arrependimento. A tua confissão para Deus e aqueles a quem ofendeste vai te ajudar a ficar livre. 1 João 1:9 “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo, para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda a injustiça.” Tiago 5:16 Confessai as vossas culps uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis; a oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.”
Faze-o depressa, porque quanto mais tempo esperares mais dificil se torna.
Guarda o teu coração e a tua mente.

Falta de perdão, resentimento e amargura são as fortalezas maiores na vida das pessoas. Tais pessoas não têm paz de coração nem de mente devido ao conflito que estão a carregar. (Marcos 11:25-26) Aprende a perdoar assim como Jesus nos perdoou. Quando fizeres isso, a paz de Deus vai te guardar. (Filemon 4:6-8).



Fortalece-te


Primeiro, é muito importante passar tempo com Deus a ler e a orar. Lê os seguintes versículos: 2 Timóteo 2:15; Atos 17:11; Mateus 4:4; 1 Pedro 2:2; Efésios 4:12; Salmo 119:105; 1 Coríntios 14:14-15; Judas 20; 1 Tessalonicenses 5:17; Tiago 5:16.


Conclusão


A igreja tem que militar contra as fortalezas em vez de um a outro. Nós não lutamos carne nem sangue.

O PROCESSO DE IMPLANTAÇÃO DE IGREJAS



  1. Preparar para a colheita


7. COLHEITA
A razão toda de semear a semente é para ter uma colheita. Uma igreja deve ser implantada tendo em vista que se vai reproduzir em mais congregações. Senão estamos a implantar igrejas estéreis. Os convertidos têm que aprender que eles têm que se reproduzir por eles próprios e se tornarem ganhadores de almas.


    1. O QUADRADO DE EQUIPAR

Eu gosto do quadrado de equipar que Larry Stockstill usa na sua igreja. Parece-se assim:


1

Ganhar




2


Assimilar




3

Discipular




4


Enviar


Os convertidos têm que saber que eles estão em uma jornada, que eles não são somente salvos para irem para o céu mas que têm um destino em suas vidas aqui na terra. Deus tem um plano para os usar para o Reino. Daí – o sacerdócio dos crentes.


Equipar vai além de ensinar. Envolve atenção – treinamento no trabalho – mostrar como é feito. Por isso é que o movimento de igreja célula está a produzir mais líderes do que qualquer outro modelo de igreja. Infelizmente muitas igrejas perdem os melhores líderes para organizações eclesiásticas e outras porque não existem oportunidades de crescerem no ministério da igreja. A tendência hoje é de ter pastores criados em casa.


    1. Guarda uma visão de implantação de igrejas em frente da congregação.

Se a multiplicação de igreja não é um valor, a visão vai terminar. Deixa explicar fazendo uma pergunta: Por que é que escovas os dentes? De certeza que é para ter dentes saudáveis! Mas onde é que começou? Começou com pais que te mandaram escovar os dentes todos os dias e eras responsável para fazer isso diáriamente. Agora, tu fazes porque se tornou um valor.


    1. Multiplicação

Faz a multiplicação um valor na tua igreja. No momento em que implantares outra igreja, tem a certeza de que eles são responsáveis pela reprodução. Lembra-te que a colheita produz sementes para crescimento.
Ellis e Michael dizem: “se a igreja existe sem nunca pensar em se reproduzir … nunca espera nem antecipa de que crescimento é um negócio natural, então já está estéril.”
E Deus os abençoou e Deus lhes disse: Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra.” Gênesis 1:28



Porque a terra se encherá do conhecimento da glória do Senhor, como as águas cobrem o mar.” Habacuque 2:14

AS CARACTERISTICAS DE UM IMPLANTADOR DE IGREJAS









CARACTERÍSTICAS DE UM IMPLANTADOR DE IGREJAS





  1. Paixão pelos perdidos

Não é preciso dizer que se um implantador de igreja não tiver paixão pelos perdidos, ele implantará uma igreja que irá crescer através da transferência do crescimento de outras igrejas. Tal pastor se concentrará em programas para atraír pessoas e o seu ministério de púlpito vai ser baseado num “estilo tópico de pregação” que entertem pessoas. Cristãos insatisfeitos com as suas próprias igrejas são fácilmente atraídos para tal igreja. Apesar desta igreja estar a crescer, o Reino não está a crescer.


O tipo de implantador de igrejas que precisamos são aqueles que têm o espírito de Paulo. Ele disse, “E desta maneira me esforcei por anunciar o evangelho, não onde Cristo houvera sido nomeado, para não edificar sobre fundamento alheio.” (Romanos 15:20). Precisamos de pastores com tal paixão pelos perdidos que eles alvejam agressivamente aqueles que têm sido cegados do evangelho.

1 Timóteo 2:3-4


Porque isto é bom e agradável diante de Deus, nosso Salvador, que quer que todos os homens se salvem e venham ao conhecimento da verdade.”


  1. Mentalidade do Reino

Tenho ouvido pessoas dizerem que “denominações são do diabo”. Que triste! Que ignorantes! Quando Deus criou a flôr, Ele não criou somente a flôr branca com um cheiro. Ele criou milhares de diferentes com diferentes cheiros e diferentes estruturas. Qual delas está certa? Qual é que é mais “flôr” do que a outra? Quando estão juntas num ramo elas se realçam umas ás outras, nunca negando á outra a sua existência.



Efésios 4:3


procurando guardar a unidade do Espírito pelo vínculo da paz.”
Temos sido chamados para a união não uniformidade. Existe uma grande diferença entre os dois.
Um implantador de igrejas que é respeitado por Deus é aquele que não vai ferir o corpo de Cristo. Visita os outros pastores da cidade e conta para eles as tuas intenções.


  1. Visionário



Provérbios 29:18


Não havendo profecia, o povo se corrompe...” Um implantador de igrejas tem que ser um visionário no senso em que ele recebe a sua visão do Senhor.
É necessário que ele espere no Senhor pela visão. Nunca pode ser uma ideia rápida que ele recebe na sua mente. Toma Habacuque como exemplo.

Habacuque 2:1-3


Sobre a minha guarda estarei, e sobre a fortaleza me apresentarei, e vigiarei, para ver o que fala comigo e o que eu responderei, quando eu for arguido. Então, o Senhor me respondeu e disse: Escreve a visão e torna-a bem legível sobre tábuas, para que a possa ler o que correndo passa. Porque a visão é ainda para o tempo determinado, e até ao fim falará, e não mentirá; se tardar, espera-o, porque certamente virá, não tardará.”


  1. Amor pelas pessoas

Isto nem é preciso ser dito. Nenhum implantador de igrejas vai ser efetivo se ele não tiver amor pelas pessoas. Porquê implantar uma igreja se não é motivado pelo amor de Jesus Cristo. Paulo disse, “Porque o amor de Cristo nos constrange, julgando nós assim: que, se um morreu por todos, logo, todos morreram.” (2 Coríntios 5:14) Para os de Tessalónica ele disse: “Sempre damos graças a Deus por vós todos, fazendo menção de vós em nossas orações.” (1 Tessalonicenses 1:2)




  1. Disponível para sacrifício

Sacrifício é parte da vida do implantador de igrejas. Ser pioneiro é muito mais difícil do que manter. Muitas vezes o implantador de igreja tem que sacrificar o conforto de uma igreja estabelecida ou ministério para iniciar a igreja nova desde o princípio. Muitas das vezes, existe um sacrifício financeiro até a igreja estar completamente estabelecida. Ouve o que é que Paulo, o implantador de igrejas diz:


2Coríntios 4:7-12

Temos, porém, esse tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus e não de nós. Em tudo somos atribulados, mas não angustiados; perplexos, mas não desanimados; perseguidos, mas não desamparados; abatidos, mas não destruídos; trazendo sempre por toda parte a mortificação do Senhor Jesus no nosso corpo, para que a vida de Jesus se manifeste também em nossos corpos. E assim nós, que vivemos, estamos sempre entregues à morte por amor de Jesus, para que a vida de Jesus se manifeste também em nossa carne mortal. De maneira que em nós opera a morte, mas em vós, a vida.”


Este versículo das escrituras é o lema do implantador de igrejas.


  1. Suporte familiar

É importante que o implantador de igrejas tenha o suporte da sua família. Se o diabo vai atacar o implantador de igrejas, vai ser na sua família. É uma táctica antiga dele. Por isso é que Paulo dá estas instruções a Timóteo:



1 Timóteo 3:1-7


Esta é uma palavra fiel: Se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja. Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia (porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?); não neófito, para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo. Convém, também, que tenha com testemunho dos que estão de fora, para que não caia em afronta e no laço do diabo.”


  1. Servo

Um dos maiores problemas no ministério cristão é “procura de posição”. Até Jesus encontrou isto no Seu ministério.



Marcos 10:35-45


E aproximaram-se dele Tiago e João, filhos de Zebedeu, dizendo: Mestre, queremos que nos faças o que pedirmos. E ele lhes disse: Que quereis que vos faça? E eles lhe disseram: Concede-nos que, na tua glória, nos assentemos, um à tua direita, e outro à tua esquerda. Mas Jesus lhes disse: Não sabeis o que pedis; podeis vós beber o cálice que eu bebo e ser batizados com o batismo com que eu sou batizado? E eles lhe disseram: Podemos. Jesus, porém, disse-lhes: em verdade vós bebereis o cálice que eu beber e sereis batizados com o batismo com que eu sou batizado, mas o assentar-se à minha direita ou à minha esquerda não me pertence a mim concedê-lo, mas isso é para aqueles a quem está reservado. E os dez, tendo ouvido isso, começaram a indignar-se contra Tiago e João. Mas Jesus, chamando-os a si, disse-lhes: Sabeis que os que julgam ser príncipes das gentes delas se assenhoreiam, e os seus grandes usam de autoridade sobre elas; mas entre vós não será assim; antes, qualquer que, entre vós, quiser ser grande será vosso serviçal. E qualquer que, dentre vós, quiser ser o primeiro será servo de todos. Porque o Filho do Homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos.”
Servidor é a posição mais alta na igreja. Um pastor pode lidar a sua igreja erronêamente tentando ser senhor sobre as suas pessoas.

1 Pedro 5:2-4


apascentai o rebanho de Deus que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho. E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa de glória.”


  1. Bom trabalhador

O implantador de igrejas tem que ser uma pessoa ungida mas eu tenho descoberto de que unção não significa preguiça. Unção inicia quando o trabalho duro é feito. Mas também não podes substituir unção com trabalho duro. Eles vão mão em mão. É muito fácil ser preguiçoso no ministério, mas acredita em mim, eventualmente vai mostrar.



  1. Integridade

Pessoas seguem líderes com integridade. Se um implantador de igrejas quiser que a comunidade o aceite e o respeite, vai ser por causa da integridade que ele mostrar na implantação da igreja e como ele lidera a igreja. Se tu solicitares outros membros fora das suas igrejas vai manchar a tua integridade. Por que é que eles não podiam apontar o dedo a Jesus e o achar culpado de alguma coisa? Era a Sua integridade.




  1. Humildade

Um implantador de igrejas tem que ter a atitude de Jesus (Filipenses 2:5-11). Jesus se humilhou. A menos que nós nos humilhemos Deus tem que usar meios para trabalhar humildade dentro dos nossos carácteres. Isso pode se tornar muito doloroso e muitas vezes envergonhoso. É melhor te humilhares do que seres humilhado por Deus.



ARMADILHAS PARA

SEREM EVITADAS



ARMADILHAS PARA SEREM EVITADAS

Ás vezes caímos sobre armadilhas, as quais dependendo de vários factos, podem nos imobilizar temporáriamente ou permanentemente. É importante estar com cuidado e alerta ás armadilhas ao longo da estrada para que as possamos evitar. Algumas destas são:




  • IMPLANTADOR DA IGREJA LEVA A ORAÇÃO E GUERRA ESPIRITUAL MUITO DE LEVE.

Se a oração vai ser levada levemente vai resultar em muitas decisões serem feitas conforme a razão humana e remover a possibilidade de milagres e provisões divinas. Lembra-te que Deus sempre paga pela Sua visão.


Se o implantador da igreja vai ignorar guerra espiritual ele vai se ver com uma igreja cheia de fortalezas e ele se torna um alvo aberto para o inimigo. Tu tens que trazer armas divinas para a batalha.


  • IMPLANTADOR DA IGREJA TENTA IMPLANTAR UMA IGREJA QUE ALCANÇA A TODOS EM VEZ DE UM ALVO ESPECÍFICO.

A tua igreja não pode alcançar a todos, sem falar de cultura, estrutura social e comunidade. Pessoas ricas não vão vir a uma igreja que está cheia de pessoas pobres. Podemos nos tornar muito espirituais e dizer que é orgulho, mas o factor de que “pássaros da mesma pena voam juntos” é o que prevalece. Para as pessoas terem relacionamentos bons eles têm que ter muito em comum. É chamado “unidades homogéneas”.


Alveja uma certa comunidade onde se sentem á vontade uns com os outros e que podem compartilhar muito em comum.

  • LANÇA A IGREJA PREMATURAMENTE

Quando o implantador da igreja começa a ficar impaciente ele começa a cortar caminhos na implantação da igreja que no fim podem ser fatais. Deus trabalha em épocas e tempos. Não ignores isto!



  • IGREJA É UM EVENTO DE DOMINGO

Se o implantador da igreja criar uma enfâse de igreja no Domingo, a sua igreja vai viver o seu compromisso de “Cristianismo de um dia por semana”. Aí depois se torna um assunto de ir á igreja ao invés de ser a igreja – ir ouvir um sermão ao invés de ser um sermão.




  • MEDO DE FALAR SOBRE DINHEIRO COM AS PESSOAS ATÉ SER URGENTE.

Sim, Cristãos têm sido explorados por ministérios pedindo dinheiro. Mas, nós não podemos jogar fora o bébé junto com a água do banho. Existem muitos versículos nas escrituras para encorajar o crente a dar. Existem promessas que só se tornam reais quando nós damos.


Dizimar e ofertar é parte da experiência cristã como oração! Nós precisamos de dizer isto ás pessoas, não para tirar dinheiro deles, mas para que eles sejam abençoados!

  • COLOCAR PESSOAS EM LIDERANÇA MUITO CEDO

Paulo diz que um líder não deve ser um convertido recente senão se torna orgulhoso. (1 Timóteo 3:6) É muito mais fácil escolher alguém do que o perder. Não escolhas ninguém só porque ele tem uma posição prominente na sociedade. Não esolhas ninguém por causa da sua habilidade financeira.



  • FAZER A COISA CERTA NO TEMPO ERRADO

Não implementes coisas até que todos entendam porque e depois vão te seguir. Um bom líder leva as pessoas com ele.




  • FALHA EM LEMBRAR A IGREJA QUE ELES VÃO MULTIPLICAR DE LÁ.

Visão tem que estar sempre fresca para as pessoas ou então eles têm tendência a se esquecerem. Visão tem que ser baseada, como eu disse, em valor. Logo do início, as pessoas têm que entender de que multiplicação é um valor não-negociável da Palavra de Deus. Planeja a tua igreja de acordo.


Existem outras armadilhas a serem evitadas que irás descobrir quando iniciares a implantar igrejas. Mas se guardares os teus olhos fixos em Jesus e és atento à Sua voz, tu não tropeçar sobre elas.
... porque a terra se encherá do conhecimento do Senhor, como as águas cobrem o mar.”

(Isaías 11:9)

1   2


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal