O norte da Música



Baixar 58,85 Kb.
Encontro03.05.2018
Tamanho58,85 Kb.






Currículo
Instituto Bem Cultural (IBC) – instituição de direito privado, sem fins lucrativos, constituída em 2011.
Finalidade geral da instituição: promoção, difusão e a preservação do patrimônio cultural brasileiro e de sua diversidade, pela atuação nas áreas de artes cênicas, música, artes populares, artes visuais, literatura, gastronomia, na preservação do patrimônio histórico e cultural brasileiros, material e imaterial e do meio ambiente.
As atividades do IBC se consubstanciam mediante a execução direta de pesquisa, projetos, programas e planos de ação, pela prestação de serviços técnicos e intermediários a outras organizações com ou sem fins lucrativos e a órgãos do setor público que atuam em áreas afins.
Projetos realizados:

  • Simpósio Internacional sobre Arquitetura e Museus – Palestra “Brasília Patrimônio Cultural e Ambiental da Humanidade” – 2010 e 2012

O evento contou com cerca de 500 especialistas e ofereceu palestras, mesas de debates e exposição de projetos e de negócios.


  • Festival do Teatro Brasileiro (FTB) – é uma Tecnologia Social consolidada ao longo de 15 edições.


O FTB é um projeto de circulação interestadual que propõe a aproximação cultural entre os estados brasileiros. Ao longo de suas 15 edições e desde 1999 foram realizadas a Cena Baiana no DF, PE, CE e MA; a Cena Mineira no DF, RJ, SP, PR e RS; a Cena Pernambucana no DF, SE e BA; a Cena Cearense em MG e ES; a Cena Gaúcha no DF e GO;  a Cena Paranaense no RS e em SP;  a Cena Distrito Federal no MS; e uma edição especial de Teatro de Rua no DF.
Nestas edições foram realizadas 563 apresentações de 164 espetáculos, alcançando público superior a 228 mil espectadores. Um total de 41.300 alunos da rede pública; participou gratuitamente dos programas sócioeducativos; cerca de 1.920 profissionais frequentaram as oficinas. Foram gerados mais de 2500 empregos temporários.

O projeto Festival do Teatro Brasileiro foi criado por Sérgio Bacelar, sócio proprietário da Alecrim Produções Artísticas, empresa fundada em 2001, e um dos fundadores do Instituto Bem Cultural (IBC), organização sem fins lucrativos, sendo a coorealização, cooprodução e coordenação do Festival, a cargo do IBC a partir do ano 2012.

O processo, do FTB, conta com coordenação geral e pedagógica, equipe de arte-educadores e tem um ciclo de 4 tempos, podendo ser reaplicado e ampliado conforme o público a ser envolvido, permitindo trabalhar amplo leque de conteúdos.

O projeto é desenvolvido em 4 tempos:

1. Preparação dos estudantes para assistir a peça cênica selecionada pelos profissionais

2. A ida ao teatro para assistir a peça, encenada por atores reconhecidos

3. Debate e reflexão sobre a vivência

4. Criação, produção e representação de cenas curtas, pelo público envolvido.

A construção de conhecimentos se dá durante todo o processo, de maneira multidimensional, pela comunidade e arte-educadores, com exercício de técnicas de teatro.

O projeto articula e dialoga com o governo local e estadual, através de suas diversas secretarias, sobretudo, as de educação, habitação, cultura, esporte e assistência social, dentre outras. A proposta mobiliza parceiros locais e institucionais, centrada na valorização do capital social e talentos locais, insere-se no contexto da dinâmica do território de maneira a contribuir com os conteúdos e premissas do desenvolvimento local e sustentável, nos termos da mobilização comunitária, da promoção da saúde ambiental, da cultura da paz, da governança territorial, do empoderamento individual e coletivo, do fortalecimento da capacidade de interlocução dos atores comunitários com instituições e governos locais e, sobretudo, contribui para a criação e/ou fortalecimento da identidade coletiva por meio da arte.



Edição do Festival do Teatro Brasileiro como ação sócioeducativa e inclusiva para Alunos da Rede Pública de Ensino e suas famílias:

A ação de formação é um programa de mediação voltado para a inclusão de alunos de escolas públicas e suas famílias nas apresentações do Festival do Teatro Brasileiro. Consiste em atividades mobilizadoras, que buscam fortalecer e empoderar os participantes, na sua expressão individual perante o coletivo, por meio de jogos teatrais ligados ao universo da peça escolhida para a ação e relacionados ao ato de ir e do fazer teatro, se apropriando de sua dimensão político social de grande potencial transformadora.

A proposta busca ampliar o acesso dos estudantes e de suas famílias a espetáculos de teatro, compartilhar códigos de ética do espaço teatral, possibilitar maior exploração e aproveitamento dos conteúdos da obra assistida. No processo há a valorização da governança das ações do projeto, pelos próprios participantes, na medida em que vão se apropriando, discutindo e decidindo suas estratégias de maneira coletiva, exercitando gestão colegiada, autonomia e protagonismo.

Edição 2013 – Produção executiva - FTB Cena Paranaense (RS e SP)

Direção de produção-FTB Cena Distrito Federal (MS)
Edição 2014 – Coordenação do Programa e pesquisa - FTB Cena Baiana


  • Caravana Eros impuros – Coordenação de produção - 2013

O projeto discute o abuso sexual a menores, Eros Impuro seguiu a itinerância do Prêmio Myriam Muniz. (Rio Branco, Macapá, Porto Velho, São Paulo, Natal, Porto Alegre, São Luiz, Fortaleza, João Pessoa, Belém, Curitiba, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Brasília, Goiânia e Vitória). Além da peça, o projeto desenvolve a Oficina “Exercício da Crítica Teatral” e o Painel de debate “A arte diz Não ao abuso sexual à criança e ao adolescente”.

  • Festival Dança França Brasil – Coordenação Geral – 2014

Residência artística com montagem de espetáculo da coreógrafa francesa Emmanuelle Huyn. O festival apresentou cinco coreografias de renomadas companhias francesas e duas brasilienses. O projeto é um intercâmbio internacional, realizado pelo Instituto Bem Cultural e com o patrocínio da Embaixada da França, Instituto Francês do Brasil e do Banco do Brasil. Encerrando as atividades, houve workshop com a Companhia Par Terre, em ação de qualificação profissional.

  • Chão de flores – Direção Geral – 2015

Mostra, no CCBB, de 56 fotos coletadas ao longo de oito anos, que retratam a convivência da estética popular com o concreto e os traços modernos que constroem a cidade.

A mostra revelou a arquitetura das moradias do entorno de Brasília, evidenciando as cores e a criatividade dos moradores que imprimem referências de sua terra natal e modismos dos materiais utilizados na construção ou reaproveitamento dos mesmos.

Paralelamente, foram realizadas Oficinas onde a artista Zuleika de Souza ensinou a fotografar arquitetura e ambientes com aparelho de celular.


  • Movimento Internacional de Dança (MID) – 2016

O Distrito Federal e Minas Gerais receberam o MID, evento que reúne companhias brasileiras e internacionais representantes da diversidade de vertentes do movimento artístico. De 29 de setembro a 9 de outubro, em Belo Horizonte e de 3 a 24 de outubro em Brasília.

O MID coloca a dança em cena com sua rica diversidade e em suas diferentes vertentes e segmentos. Espetáculos de dança contemporânea, dança de rua, Hip Hop, batalha de break, espetáculo infantil e workshops, residência artística, palco aberto e ação de formação para alunos da rede pública de ensino formam uma programação ampla em recorte curatorial que abarca sua riqueza estética. Em Brasília, foram apresentados cinco espetáculos internacionais, dois nacionais e quatro locais em quatro regiões – Brasília, Taguatinga, Gama e Ceilândia.

Esta iniciativa contou com Lei Federal de Incentivo à Cultura

Apoios: Sociedade Cultural Brasil – España; Embajada De España En Brasil; SESC; Circuito Liberdade e Governo do Estado de Minas Gerais


Patrocínio: Embaixada da Françano Brasil; Instituto Francês do Brasil; France Danse; Fundo de Arte e Cultura/Secretaria de Cultura/Governo de Brasília

CCBB Brasília



  • Projeto Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Território DIST - Ribeirão das Neves/MG – 2016 a 2018

O projeto #SouAlterosa trata-se de um consórcio de organizações sociais (ISER, NAPP e IBC), com apoio do Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal, e tem por objetivo geral contribuir para a melhoria da qualidade de vida das 1.640 famílias moradoras do Residencial Alterosa - um empreendimento do programa Minha Casa Minha Vida, localizado na regional do Veneza, no município de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte em Minas Gerais.

O Projeto #SouAlterosa se propõe a criar as bases para a sustentabilidade de um desenvolvimento territorial integrado, a partir da promoção do capital social e fortalecimento da identidade cultural coletiva, do estabelecimento da governança, da busca por cooperação entre os diversos atores, por meio de processos participativos. Neste contexto, o IBC busca promover o desenvolvimento sociocultural e comunicacional dos atores sociais locais, visando a criação de associações e ativos culturais locais.



  • Projeto Desenvolvimento Integrado e Sustentável do Território DIST – Rio Largo/AL – 2016 a 2018

O projeto tem como objetivo a melhoria da qualidade de vida da população dos Residenciais do Minha Casa Minha Vida, com 11.200 famílias, situado em Rio Largo, região metropolitana de Maceió/AL, com apoio do Fundo Socioambiental da Caixa Econômica Federal. A proposta visa o desenvolvimento de capacidades nas pessoas e organizações do território, para o planejamento e execução de estratégias e processos de Desenvolvimento integrado Sustentável territorial.

A instituição responsável pelo Projeto é o Instituto de Assessoria para o Desenvolvimento Humano (IADH) que firmou parceria com o IBC para o desenvolvimento da dimensão sócio cultural, com vista a promover a identidade cultural do território.



  • Carnaval Multicultural CCBB/BSB – 2017

No feriado mais divertido do Brasil o CCBB recebeu pessoas de todas as idades para dois dias de muita festa e descontração. Com decoração baseada no universo circense e o tema “alegria para todas as idades”, o CARNAVAL MULTICULTURAL CCBB ofereceu brincadeiras, oficinas, bailes carnavalescos, desfiles de fantasia e shows musicais, misturando influências rítmicas de várias regiões brasileiras. Foram dois dias inteiros de atividade, contando com o samba reggae da Banda Batalá, o frevo da Orquestra Popular Marafreboi, o maracatu da Orquestra Alada Trovão da Mata e as marchinhas do Carnaval Turbilhão. A festança aconteceu nos dias 26 e 27 de fevereiro de 2017.

Abaixo o link do registro videográfico do Trabalho do Festival de Teatro, para conhecimento: https://www.youtube.com/watch?v=bUroIfBbw6M
https://www.dropbox.com/s/na1b4uaijfzfcuc/FTB%20cena%20paraibana%20HD%20com%20cr%C3%A9ditos.mov?dl=0

SHIS QI 29, Comércio Local, Bloco A, Sala 109 – Lago Sul - Brasília - DF / CEP: 71.675-205



CNPJ 15.070.138/0001-34 CF/DF(IE) 07.653.609/001-77





©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal