Monet claude



Baixar 10,81 Kb.
Encontro09.09.2017
Tamanho10,81 Kb.

MONET (Claude Oscar), pintor francês (Paris, França, 1840 - Giverny, França, 1926). Foi um dos expoentes do movimento impressionista. Influenciou a arte por tentar pintar suas reações pessoais e espontâneas às cenas e acontecimentos do mundo exterior.
Vida

Claude Monet nasceu no dia 14 de novembro de 1840, em Paris. Com 5 anos, mudou-se com a família para Le Havre. Desde criança já revelava seu talento para o desenho, fazendo caricaturas de professores e colegas de escola. Aos 15 anos, começou a vender suas produções.

Aos 19 anos, voltou para Paris e, algum tempo depois, conheceu Camille Doncieux, com quem passou a viver. Seu pai, que ainda o sustentava, decidiu deixar de ajudá-lo quando descobriu que o casal estava morando na mesma casa. Com a oposição da família e as dificuldades financeiras, eles separaram-se.

Em 1867, nasceu o primeiro filho do casal, Jean. No ano seguinte, Monet tentou o suicídio. Em 1870, finalmente, casou-se com Camille.

Em 1876, conheceu o casal Ernest e Alice Hoschedé, que se tornaram grandes admiradores do pintor. Ernest era comerciante, possuía várias lojas, e comprou alguns quadros de Monet. Em 1877, Alice estava grávida do sexto filho quando Ernest faliu. Ele fugiu para a Bélgica, deixando a esposa e os filhos.

Mesmo com duas exposições impressionistas fracassadas e dificuldades financeiras, o casal Monet convidou Alice para morar com eles. Em 1879, pouco tempo depois do nascimento de Michel Monet, Camille faleceu em conseqüência de uma tuberculose.

Em 1883, Monet, seus dois filhos e Alice com os seis filhos estabeleceram-se em Giverny, nas proximidades de Vernon. Em 1891, Ernest Hoschedé faleceu. No ano seguinte, Monet e Alice casaram-se.

Em 1907, Monet começou a ter problemas de visão. Em 1911, Alice faleceu. Monet perdeu totalmente a visão por causa da catarata e, em 1923, foi operado, recuperando grande parte de sua capacidade visual. Permaneceu em Giverny dedicando-se exclusivamente à pintura. Claude Monet morreu no dia 5 de dezembro de 1926, aos 86 anos.


Carreira

Ainda em Le Havre, conheceu Eugène Boudin, que o incentivou a se tornar pintor e o ensinou a pintar ao ar livre. Mudou-se para Paris, a fim de estudar Artes na Académie Suisse.

Antes de Monet, alguns pintores haviam esboçado rápidos estudos ao ar livre. Mas recorriam a tais estudos como "anotações" para quadros mais elaborados que executavam no ateliê. Monet foi o mais importante dos artistas que primeiro permitiram que suas impressões iniciais de cenas ao ar livre figurassem como obras acabadas.

Na capital francesa, conheceu outros artistas, como Renoir, Cézanne, Pissarro e Sisley. Estava formado o grupo de impressionistas, que contava ainda com Manet, Degas, Gauguin e outros.

Em 1870, começou a Guerra Franco-Prussiana. Fugindo do alistamento, Monet transferiu-se para Londres, onde produziu algumas de suas obras. No ano seguinte, com o término da guerra, retornou à França.

O pintor estava particularmente interessado no efeito da luz exterior e na atmosfera. Essa preocupação pode ser apreciada em suas obras La Grenouillère (1869) e Velha Estação de São Lázaro (1877).

Em 1874, apresentou uma paisagem denominada Impressão: Nascer do Sol em uma mostra de pintura. Esse trabalho de textura retocada levou um crítico a classificar ceticamente toda a exposição de impressionista, o que deu ao movimento o seu nome.

Por volta de 1880, as obras impressionistas começaram a fazer sucesso e Monet tornou-se famoso. Em 1883, estabeleceu-se em Giverny. Ali, em sua casa de campo, ele pintou cenas de jardim e uma série de telas do tamanho de murais tendo como tema nenúfares. O movimento circular das cores dos nenúfares mais tarde influenciou os pintores abstratos. Em 1887, participou de uma exposição em Nova York.

Em Giverny, além de pintar, dedicou parte de seu tempo para cuidar dos jardins. Criou uma horta, um jardim aquático e um dique. Essa paisagem serviu como tema em muitas de suas obras, como De Barco no Rio Epte (1890), O Jardim de Giverny (1900), Ninféias (1916-1923), Barca de Giverny, A Ponte Japonesa (1918-1924).

A fascinação de Monet pela luz o levou a pintar várias séries de quadros retratando os efeitos da luz do sol sobre um objeto. Por exemplo, pintou vistas de um monte de feno - os Montes de Feno (1888) - ou de uma catedral - a série Catedral de Rouen (1892-1894) - sob condições atmosféricas variáveis e em diferentes horas do dia.


Fonte: Portal Educacional



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal