Modelo de Trabalho de Conclusão cico



Baixar 7,33 Mb.
Página2/48
Encontro01.07.2018
Tamanho7,33 Mb.
1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   48

Introdução


Rede social é um conceito que está presente em várias áreas de conhecimento, tendo sua origem na área das Ciências Sociais, onde este seria um conceito definido por um conjunto de atores ligados através de laços sociais, formando grupos sem limites entre suas associações (COLONOMOS, 1995 apud ACIOLI, 2007). “Tais relações são sempre relações em processo, isto é: elas se fazem e desfazem, se constroem, se destroem, se reconstroem, são e deixam de ser, podem se refazer ou não, se rearticular ou não” (NEIBURG et al., 1999, p.92). Recuero (2009) compara redes sociais na internet a metáforas estruturais, pois possuem a finalidade de analisar o contexto de um grupo social, considerando as conexões estabelecidas entre seus diferentes atores. Em paralelo a esse contexto, pode-se também elencar as redes de sobreposição, as quais são denominadas como redes lógicas, pois possuem topologia virtual e são criadas com base em uma rede existente (REZENDE, 2009). Constata-se então, a partir da proposta deste trabalho que, na medida em que uma rede social liga pessoas, sobre esta existe uma rede de dispositivos, mesmo que apresente uma topologia completamente diferente.

Nesse contexto, a concepção de rede social está intimamente ligada aos princípios da Web 2.0, termo que surgiu em meados do século XXI, que defende “a web como plataforma”, onde a palavra-chave é colaboração, instigando os usuários a participarem da construção do conteúdo disponível. Dessa forma, sites pessoais dão lugar aos blogs, sistemas de gerenciamento de conteúdo dão lugar às wikis e a publicação dá lugar à participação. Estratégias como a estipulada pela Amazon, que engajou seus usuários a tecerem comentários sobre seus produtos, fez com que ela se tornasse a principal fonte de dados bibliográficos sobre livros (O’REILLY, 2005).

Contudo, a disseminação de informação presente na web resultou em uma realidade onde a sua qualidade não condiz com a sua quantidade. Diante disso, métodos de filtragem e direcionamento da informação para aqueles que realmente detêm o seu interesse são desejáveis. Com o intuito de minimizar esse efeito, surgem os sistemas de recomendação (PRIMO; LOH, 2006). Para que este recurso seja realmente eficaz, é imprescindível que haja um nível de conhecimento expressivo daquele à quem se destina tal informação, para que, ao final do processo, o sistema possa identificar usuários oriundos de informações explícitas (interesses) ou implícitas (comportamento) (CAZELLA; NUNES; REATEGUI, 2010). Jeffrey Preston Bezos, fundador da empresa Amazon, pioneira na utilização de sistemas de recomendação em lojas virtuais, percebeu que os livros já possuíam informações suficientes para serem catalogados em uma base de dados e, posteriormente consultados, o que lhe daria uma grande vantagem sobre o modelo convencional, onde a comercialização de livros dá-se através de negociações presenciais. No entanto, o ideal era que houvesse a indicação de obras para aqueles que realmente interessasse. Com isso, Bezos implementou um sistema de recomendação que atendesse à tal necessidade, fazendo com que, atualmente, a Amazon seja considerada a maior do segmento de varejo digital no mundo (CONSONI, 2014). Youtube, recomendando vídeos, e Netflix, recomendando filmes para seus assinantes, e que superou a Blockbuster, empresa, até então, líder no ramo de locação de vídeos, também são exemplos de aplicações que utilizam sistemas de recomendação.

As atuais circunstâncias envolvendo o estabelecimento do vínculo entre os indivíduos de uma rede social virtual, onde na maioria das vezes, este vínculo se dá através de ações explícitas de seus integrantes, quando os mesmos definem o vínculo com outros usuários sem, possivelmente, considerar critérios de validação. Este trabalho apresenta o desenvolvimento de um algoritmo de casamento de perfis onde a base para o estabelecimento de um vínculo se dá através de ações implícitas dos usuários, utilizando-se de informações coletadas a partir do dispositivo móvel. Para tal finalidade, este trabalho foca em considerar aspectos de geolocalização para a definição de um perfil de usuário, onde, estabelecendo uma forma de realizar o casamento entre perfis, viabilize-se a recomendação dos perfis que apresentem similaridades entre si.

A posição de algo ou alguém é definida pela geolocalização através de dois elementos, latitude e longitude (AIRES; HAHN, 2014). Com o advento deste recurso, novos modelos de negócio e serviços surgiram, onde o foco principal está na personalização ou direcionamento de conteúdo através de dados oriundos da localização geográfica de usuários (JESUS, 2011). Dentre as aplicações que utilizam geolocalização em seu desenvolvimento, um exemplo é o Foursquare, rede social popular por permitir que seus usuários compartilhem os locais que estão visitando (ALVES et al., 2012).

Em ambientes de redes de usuários, existem problemas que remetem a questões de confiabilidade das informações, já que, em ambientes virtuais, a dificuldade de acesso a informações de algum indivíduo traz consigo indícios de desconfiança para com o mesmo. Com isso, o conceito de reputação de um usuário perante os demais é relevante já que, através dessa qualificação é possível estimar e validar a credibilidade de um usuário com base em seu histórico e relacionamentos com os outros membros da rede, resultando em uma medida de confiança, a qual normalmente é gerada de forma coletiva. Dentre as maneiras de calcular a reputação de um indivíduo, a mais simples é realizando um balanço entre as suas qualificações positivas e negativas, tanto que este modelo é aplicado pelo eBay1 e também pelo MercadoLivre2 (GOMES, 2009).

Com o intuito de gerar uma topologia de rede de usuários, através de suas ações implícitas, a utilização de dispositivos móveis, atuando como ferramenta de captura de dados de entrada, torna-se uma ótima alternativa, já que o indivíduo se encontra em um ambiente ubíquo, propiciando condições que representem as reais situações pelas quais o mesmo está inserido. Segundo CISCO (2015), em 2019, o tráfego processado por dispositivos e conexões inteligentes chegará a 97% de todo o tráfego mundial, contando com cerca de 11.5 milhões de dispositivos/conexões e 5.2 milhões de utilizadores de dispositivos móveis. Observando o constante crescimento do número de dispositivos móveis, pode-se inferir que a utilização do software proposto neste trabalho encontra-se amparada nos dados citados anteriormente.

Diante dessa concepção, o objetivo deste trabalho é apresentar o estudo e o desenvolvimento aplicados no protótipo de software construído para validar a hipótese da criação de uma rede de usuários que utilize casamento de perfis através de ações implícitas dos usuários. Para a construção deste protótipo, utiliza-se a ferramenta Intel XDK para o desenvolvimento do aplicativo móvel, pois o mesmo apresenta uma grande vantagem pelo fato de haver a possibilidade da realização de desenvolvimento multiplataforma, enquanto que para o desenvolvimento da aplicação servidor faz uso do framework Grails, onde dentre suas vantagens, possibilita uma grande produtividade no processo de construção da aplicação.

Com a finalidade de aferir o nível de similaridade entre os usuários utilizadores do aplicativo, utiliza-se recursos de geolocalização para identificar quais perfis de usuários possuem semelhanças entre si onde, por convenção, define-se que cada coordenada coletada está posicionada em uma célula de uma matriz sobreposta às posições geográficas, a qual é definida no momento de submissão dos dados do dispositivo móvel para o servidor. Para a definição do percentual de similaridade do vínculo estabelecido entre os usuários, confronta-se os dados coletados de um com relação aos dados de outro, gerando assim, dois valores distintos onde o menor valor é definido como percentual de similaridade entre os usuários. Com isso tem-se um protótipo capaz de definir o nível de similaridade entre seus utilizadores considerando dados coletados a partir do dispositivo móvel dos usuários. Considerando que o desenvolvimento do protótipo seja para solucionar um problema específico, pode-se caracterizar este trabalho como pesquisa aplicada (PRODANOV; FREITAS, 2013).

Este trabalho está organizado em onze capítulos. No primeiro capítulo é apresentado o processo de estabelecimento de vínculos entre usuários. O segundo capitulo contextualiza redes sociais. O terceiro capítulo descreve sistemas de recomendação. O quarto capítulo contextualiza sistemas de reputação. O quinto capítulo descreve o conceito geolocalização. O sexto capítulo caracteriza as principais noções a respeito de modelagem e casamento de perfis de usuário. O sétimo capítulo contextualiza o desenvolvimento de aplicativos móveis híbridos. O oitavo capítulo aborda o trabalho relacionado ao proposto neste trabalho. O nono capítulo aborda o protótipo de software desenvolvido. O décimo capítulo apresenta o processo de experimentação do protótipo de software desenvolvido, demonstrando os resultados obtidos. O décimo primeiro capítulo tem por objetivo elencar alguns possíveis trabalhos futuros a serem realizados a partir da proposta desenvolvida neste trabalho.


  1. ESTABELECENDO VÍNCULOS ENTRE USUÁRIOS


Este trabalho consiste em um protótipo de rede social baseada em comportamento de seus usuários, onde a base para o estabelecimento de vínculos entre os mesmos dá-se através de suas ações implícitas. Tais ações são consideradas implícitas pois não dependem diretamente da interação do usuário com o aplicativo, diferentemente da maioria das redes sociais atuais, onde os vínculos são definidos através de ações explícitas como por exemplo, o clique do mouse em um botão que dispare uma solicitação de formação de vínculo para outro usuário da rede.

Diante deste contexto, a ideia do protótipo desenvolvido é capturar os locais que os usuários permanecerem através de recursos de geolocalização, armazenando o tempo em que cada usuário esteve inserido no contexto de uma localização. O processo de coleta dos tempos, consiste na utilização, pelos usuários, do aplicativo desenvolvido, o qual realiza as capturas de tempo em que os mesmos permanecerem inseridos em algum ambiente, iniciando uma nova coleta no momento em que o algoritmo definir que o indivíduo deixa um local e ingressa em outro. Nessa transição de localidade a ser monitorada, caso o usuário esteja conectado à internet, os dados referentes às localizações já capturadas são sincronizados com o servidor para posterior realização do processo de análise de similaridade entre perfis de usuários.

A partir dos tempos coletados em locais que os indivíduos tiverem permanecido, o nível de similaridade que cada perfil de usuário possui com relação aos demais perfis é definido. Baseado nessas informações, o algoritmo é capaz de gerar recomendações de formalização de vínculos para os usuários relacionados à conexão que atingir um percentual mínimo. Para tal finalidade, a aplicação servidor está preparada para, periodicamente, disparar o processo que computa o percentual de similaridade entre os perfis de usuários com base nos dados referentes aos tempos coletados nas localidades frequentadas pelos usuários da rede. Para cada díade da rede, o sistema armazena e atualiza o percentual a medida que novos registros referentes aos locais que os usuários frequentem são coletados.

Dessa forma, para aqueles vínculos que, em algum momento, atingirem o percentual mínimo previamente configurado, são disponibilizadas recomendações aos usuários pertencentes a tal vínculo, ficando assim, dependente da avaliação dos mesmos para que este seja formalizado. Após a aprovação de ambos os usuários sobre o vínculo formado, a relação entre os dois usuários é estabelecida, tornando cada um pertencente a rede de relacionamentos do outro. Entretanto, se pelo menos um dos indivíduos não aprovar o estabelecimento da relação, tal vínculo não será concretizado.

A proposta deste trabalho afere aos indivíduos valores referentes à sua reputação perante a rede. Para tal finalidade, a aplicação incrementa a reputação de seus usuários em duas situações: (i) realização do cadastro do usuário na rede, onde é computado o primeiro ponto de sua reputação; (ii) formalização de vínculos entre os usuários, onde são acrescidos dois pontos no momento em que cada vínculo relativo aos perfis dos indivíduos é aprovado por ambos indivíduos ligados a tal vínculo. A atribuição dos pontos à reputação do usuário é realizada de forma empírica, sem considerar aspectos relativos à referencial bibliográfico para sua definição, pelo fato de não representar o principal objeto de estudo deste trabalho.

Tendo como pressuposto o estabelecimento de vínculos a partir de ações implícitas dos usuários, realizando as apurações de tempos nos locais frequentados pelos usuários de forma automática, a utilização do recurso de geolocalização se faz uma ótima alternativa para suprir tal necessidade. Este recurso se encontra disponível na maioria dos dispositivos atuais e pela simples forma de resgatar as informações provenientes deste recurso.

Para a concepção deste protótipo foram utilizadas duas tecnologias principais: (i) Intel XDK, ferramenta para desenvolvimento de aplicações móveis híbridas que utiliza as linguagens HTML5, CSS e Javascript como base para a implementação da aplicação móvel (front-end); (ii) Grails, framework web baseado na linguagem de programação Groovy para o desenvolvimento da aplicação servidor (back-end).

Por se tratar de um protótipo, o presente trabalho não foca em considerar aspectos de privacidade nas capturas de localidades pelas quais o usuário encontra-se inserido, ou seja, são coletadas todas as localidades que o mesmo estiver presente. Contudo, este protótipo não tem o intuito de criar estereótipos para as pessoas com base nos dados coletados a partir do dispositivo móvel do usuário, sua única funcionalidade é definir o percentual de similaridade entre os perfis de usuários constituídos a partir dos tempos coletados nos locais por eles frequentados.





1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   48


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal