Life priolo



Baixar 5,71 Mb.
Página29/32
Encontro01.07.2018
Tamanho5,71 Mb.
1   ...   24   25   26   27   28   29   30   31   32


Ao nível da compreensão da ecologia da espécie, particularmente no que diz respeito à sua utilização do espaço, foi fundamental a realização de actividades como a anilhagem científica, o radio-tracking, a monitorização da ocorrência invernal de fernstripping (detecção de priolos através das marcas deixadas nos fetos de que se alimenta) e o Atlas do Priolo 2008. Devido à impossibilidade de implementar o estudo de radio-tracking no terreno, a anilhagem científica foi a chave para uma melhor compreensão dos hábitos da espécie, nomeadamente que o Priolo não tem uma fidelidade vinculada ao parceiro de ano para ano e que existe uma movimentação activa entre o fragmento de floresta nativa da Algarvia e a mancha central de floresta nativa da Serra da Tronqueira (distanciadas cerca de 6000m). Já a monitorização da ocorrência invernal de fernstripping, para além de avaliar as preferências alimentares do Priolo no que diz respeito a fetos, contribuiu, em conjunto com o Atlas do Priolo 2008, para estimar a área de ocupação da espécie obtendo-se assim mapas de distribuição da espécie durante o Inverno (Figura 3.34) e durante a época de nidificação (Figura 3.35).

Figura 3.34 - Mapa invernal de ocorrência de fernstripping nas quatro espécies principais (Culcita macrocarpa, Dryopteris sp., Pteris incompleta e Woodwardia radicans).



1   ...   24   25   26   27   28   29   30   31   32


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal