José de Lima Siqueira é considerado uma das grandes figuras da música brasileira no século XX, em virtude do papel de liderança que ele exerceu na sua época e também pela sua importância como educador



Baixar 5,53 Kb.
Encontro12.09.2017
Tamanho5,53 Kb.

José de Lima Siqueira é considerado uma das grandes figuras da música brasileira no século XX, em virtude do papel de liderança que ele exerceu na sua época e também pela sua importância como educador.

Ele nasceu em Conceição, no estado da Paraíba, em 24 de junho de 1907, numa família de músicos, e foi orientado pelo pai, que era mestre da Banda Cordão Encantado. Com a morte do pau, José Siqueira assumiu a regência da banda.

Durante toda sua juventude, Siqueira atuou em bandas de música de várias cidades do interior da Paraíba e experimentou vários instrumentos até escolher o trompete.

Em 1927, mudou-se para o Rio de Janeiro, ingressando na Banda Sinfônica da Escola Militar, como trompetista. No Rio, ele estudou composição (com Francisco Braga e Walter Burle-Marx, formando-se em Composição e Regência em 1933), teoria musical e harmonia com os melhores professores da época, estudando inclusive no Instituto Nacional de Música.

Em 1940 fundou a Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), a qual regeu por oito anos. Formou-se em Direito em 1943. Viajou então pelos EUA e Canadá e, em 1949, fundou a Orquestra Sinfônica Nacional do Rio de Janeiro, que existiu por apenas dois anos.

Em 1953, viajou para Paris onde regeu a Orchestre Radio-Symphonique e freqüentou o curso de musicologia de Sorbonne. Regeu várias orquestras na Europa e na antiga União Soviética. Em 1961 foi um dos fundadores da Orquestra Sinfônica Nacional e, em 1967, criou a Orquestra de Câmara do Brasil.

Siqueira participou da criação de várias entidades de classe e culturais, entre elas a Ordem dos Músicos do Brasil. Publicou vários livros didáticos tais como Canto Dado em XIV Lições, Música para a Juventude, Curso de Instrumentação, etc. Compões óperas, oratórios, sinfonias, bailados, etc., sendo sua obra vinculada a uma estética nacionalista, com influência da região nordeste do Brasil.

Faleceu no Rio de Janeiro, no dia 22 de abril de 1985, aos 78 anos.



(Por Lígia Ishitani Silva na disciplina Resgate da Canção Brasileira, Graduação UFMG, 2007/II).



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal