Jornalista Nelson Camargo



Baixar 16,48 Kb.
Encontro19.10.2017
Tamanho16,48 Kb.



PROJETO DE LEI Nº 509 , DE 2008
Dá a denominação de "Jornalista Nelson Camargo" ao viaduto localizado no Km 513,900 da Rodovia Euclides da Cunha - SP 320, no Município de Votuporanga



A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO DECRETA:

Artigo 1º - Passa a denominar-se “Jornalista Nelson Camargo” o viaduto localizado no km 513,900 da Rodovia Euclides da Cunha – SP 320, no Município de Votuporanga.
Artigo 2º - Esta lei entra em vigor na data de sua publicação.



JUSTIFICATIVA

Tem por objetivo este Projeto de lei render singela homenagem ao grande jornalista Nelson Camargo falecido em 14 de maio de 2007, com 82 anos de idade.

Nelson Camargo nasceu em Tanabi, Estado de São Paulo, aos 5 de setembro de l924. Ao falecer, era viúvo por óbito de Anna Liévana Camargo. Deixou os filhos Dimas Liévana de Camargo, casado com Rosmari Nassin Jorge de Camargo, Dirceu Liévana de Camargo, casado com Silvia Paulino Caparroz, e Danilo Liévana de Camargo, casado com Rosana Lemos de Camargo, além de nove netos: Marina, Gabriela, Nathália, Clarissa, Letícia, Aline, Matheus, Marília e Gabriel. Era o pai da jornalista Cláudia Camargo (in memoriam).

É oportuno salientar que sua consorte, a Senhora Anna Liévana Camargo nasceu em Tanabi no dia 7 de agosto de 1923 e faleceu em Votuporanga no dia 15 de junho de 2002. Dona Anita se formou professora em São José do Rio Preto no ano de 1943. Lecionou em Tanabi e, já casada, mudou para Votuporanga em 1953, onde prosseguiu na carreira do magistério. Foi presidente da Casa da Amizade do Rotary Clube de Votuporanga e assessora junto às Senhoras da Casa da Amizade no Distrito Rotary 4480. Atuou, também, no Jornal Diário de Votuporanga e pertenceu à Diretoria da Rádio Clube de Votuporanga.

O homenageado cursou o ensino fundamental em Tanabi. Fundou o Centro Estudantil Castro Alves do qual foi o primeiro presidente. Instituiu e dirigiu o jornal estudantil “O Arauto”. Colou grau em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito de São Carlos. Nas Faculdades Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, concluiu o curso de Administração Gerencial de Empresas de Radiodifusão. Participou do curso da Escola Superior de Guerra – ADESG, em São José do Rio Preto, sendo escolhido orador da turma.

Fundou, em 15 de julho de 1954, o jornal “A Vanguarda – Diário de Votuporanga” dirigindo-o até o seu falecimento. Também, administrou o jornal “O Município”, de Tanabi, de setembro de 1949 a dezembro de 1952.

Entre os anos de 1967 a 1969, foi assessor de imprensa do Instituto Brasileiro do Café e chefe de gabinete de seu presidente, Senhor Orlando Mastrocola.

Respondeu pela chefia do Gabinete do Prefeito Municipal de Votuporanga, Senhor Hernani de Mattos Nabuco, do ano de 1970 até novembro de 1971.

Radiodifusor, fundou e instalou a Rádio Clube de Votuporanga - AM, tendo sido seu diretor até 2000, estabelecendo, igualmente, a Rádio Clube de Votuporanga - FM, emissora que dirigiu.

Ingressou no Rotary Clube de Votuporanga em 21 de janeiro de 1958. Foi seu presidente e governador de distrito, entre 1982 e 1983. Em 1989 foi líder do Grupo de Intercâmbio de Estudos, viajando à Alemanha em companhia de cinco profissionais liberais.

Foi Presidente de Honra da Associação Regional de Imprensa da Alta Araraquarense, Delegado Regional da Associação Paulista de Imprensa e Membro do Conselho Fiscal do Sindicato de Proprietários de Emissoras de Rádio e de Televisão.

Recebeu a Medalha de Prata pelo exercício de 25 (vinte e cinco) anos de jornalismo, da Associação Paulista de Imprensa, e também o Diploma de Honra e a Medalha do Mérito da Associação Paulista de Imprensa, pelo exercício de 40 anos de jornalismo.

Em sua vida sempre demonstrou grande interesse e dedicação pelas causas ligadas à comunidade, cultura e ao jornalismo.

Quando de seu falecimento, o periódico Bom Dia, de São José do Rio Preto, em sua edição 16 de maio de 2007, publicou esta justa homenagem:

““ A imprensa do interior paulista perdeu um pioneiro. - Jornalista Nelson Camargo: pioneirismo na imprensa do interior de São Paulo.

A imprensa do interior paulista acaba de perder um pioneiro. O jornalista Nelson Camargo, diretor e fundador do Diário de Votuporanga, morreu às 18h30 de anteontem, vítima de falência de múltiplos órgãos.

O fundador do Sistema Vanguarda de Comunicação foi velado no plenário da Câmara e sepultado às 16h de ontem no cemitério de Votuporanga. (...)

A trajetória vitoriosa de Nelson Camargo começou em Tanabi, onde nasceu em 1924. Fez o primário e o ginasial na cidade, fundou o Centro Estudantil Castro Alves e foi seu primeiro presidente. (...)

Nos anos de 1950 fundou a Rádio Clube de Votuporanga AM, época em que promoveu grandes shows com nomes expressivos da música popular brasileira, como Luiz Gonzaga, “O Rei do Baião”, que cantou na concha acústica da praça da matriz, a cidade inteira presente, transmissão ao vivo.

No dia da inauguração da emissora, a escritora Raquel de Queiroz leu, do Rio de Janeiro, saudação ao povo de Votuporanga, com transmissão ao vivo. Raquel era amiga antiga do jornalista. (...)

O Prefeito Carlos Eduardo Pignatari decretou luto oficial por três dias, em homenagem ao redator, que tinha o costume de chamar seus subordinados para conversar sobre as reportagens. Dizia mais ou menos assim: “Ô, nego, essa página aqui ficou muito gostosa!”” – (Walter do Valle - Agência BOM DIA - Colaboração: Ivan Herrera Jordão – conforme publicado no periódico Bom Dia Rio Preto, extraído de: http://www.bomdiariopreto.com.br/index.asp?jbd=1&id=269&mat=76958 )

O espírito abnegado em prol dos semelhantes, que sempre distinguiu o homenageado, pode ser evidenciado por um marcante episódio: Certa vez foi ao Rio de Janeiro buscar 1.800 (mil e oitocentas) doses de vacinas para uma campanha de imunização contra a paralisia infantil na região de Votuporanga. Quando retornava de avião com as vacinas houve um acidente que fez muitas vítimas fatais e, por pouco, não lhe ceifou a vida. Tendo a notícia chegado ao conhecimento do, então, Presidente da República Jucelino Kubistcheck, este, sensibilizando-se com o fato, garantiu a vacinação de 15.000 (quinze mil) crianças, da mesma região. O Senhor Nelson Camargo recuperou-se e, ao longo de muitas décadas mais, continuou a trabalhar, conviver com sua família e amigos, e a sempre fazer o bem à comunidade.

A homenagem que ora se pretende render a essa ilustre personalidade de nosso Estado, por parte desta Assembléia Legislativa, expressa o sincero desejo de seu Presidente, o nobre Deputado Vaz de Lima. Entretanto, diante de preceito regimental que o impede de apresentar proposituras, solicitou-nos essa tarefa, a qual muito nos honra.

Eis a propositura que pretendemos ver aprovada com o apoio e o voto favorável de nossos pares nesta Casa Parlamentar.



Sala das Sessões, em 6-8-2008

a) Samuel Moreira - PSDB





©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal