Indicador espírita 65ª atualizaçÃo jan 2007



Baixar 5,79 Mb.
Página1/115
Encontro26.05.2017
Tamanho5,79 Mb.
  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   115


INDICADOR ESPÍRITA
Conteúdo auxiliar para estudos e palestras

Versão 67


Autor: JOÃO GONÇALVES
Brasília - DF

Brasília, DF, 07 de maio de 2007

Prezado confrade

Com este CD você está recebendo a atualização nº 67 do INDICADOR ESPÍRITA, anotações que fazemos há cerca de 35 anos. É uma forma fácil de estudar ou montar suas palestras, como pode ver na página seguinte.

Em 1996 essas anotações foram publicadas em livro que foi rapidamente esgotado, mas quando se pensou em fazer nova edição já o volume das anotações estava grande demais, o que redundaria em um livro caro, dificultando o acesso a grande parte dos estudiosos do espiritismo. Para se ter uma idéia, o livro de 1996 tinha 1671 itens e hoje são mais de 5000.

Publicação em livro hoje, então, é impraticável. Resta-nos o conforto do computador, onde se pode navegar a vontade no trabalho, usando os recursos conhecidos do Ctrl L. A propósito, lembro que para se localizar mais facilmente os itens, os nº destes são colocados entre dois hífens ( p. ex. - 2999 - ), o que permite ir direto ao item desejado, sem parada nos “vtbs”.

Nem todos, porém, usam o computador. Eu mesmo só faço uso dele na montagem deste trabalho. Resta aos que não usam o computador fazer uma cópia. De posse deste CD, as gráficas fazem isso em poucos minutos e por um preço razoável. Minha cópia de uso, feita com a fonte 7-Bookman Old Stile, formatado em duas colunas, reduz a um volume de cerca de 350 páginas, tamanho conveniente para uma encadernação com espiral. Nesta minha cópia, como também não aprecio passar muito tempo na frente da telinha, faço um sistema de orelhas para cada folha, o que me dá uma rapidez de acesso às informações, quase tão rápido quanto no computador. Aos que desejarem essa facilidade, tenho prazer em orientá-las, em minha casa ou nos locais onde atuo.

Por algum tempo mantive um endereço eletrônico, mas a caixa sempre cheia de comentários e consultas me tomava muito tempo e me aborrecia tremendamente o fato de não conseguir dar atenção a todos. Resultado: desisti de usar o correio eletrônico, hoje tão difundido. Só atendo consultas por cartas, o que diminuiu muito meu trabalho, já que somente as pessoas realmentes interessadas se dispõem escrevê-las, o que me dá mais tempo para leitura e ampliação do trabalho, que cresce todos os dias. A cada três ou quatro meses faço nova atualização.

Por este CD, cobro sempre um valor muito importante para a Doutrina e para mim: Grave seu conteúdo na sua máquina e passe o CD a outra pessoa.

A Doutrina e nós agradecemos

João Gonçalves

SQS 406 - Bloco D - Aptº 102

70255-040 - BRASÍLIA-DF

ORIENTAÇÕES


Este trabalho é útil ao expositor na montagem de suas palestras, melhorando a qualidade destas pela ampliação da idéia. Mas é especialmente indicado a você, estudante isolado, que na intimidade de seus raciocínios deseja tão somente conhecer mais sobre você mesmo, suas angústias, seus conflitos, e a maneira de se libertar deles.

São mais de 5000 itens comodamente distribuídos em ordem alfabética, onde você pode abordar vários ângulos do conhecimento espírita.

Imaginemos uma situação comum em nossos centros. Você é uma pessoa atribulada, angustiada, sofrendo males que a medicina convencional não identifica. Pede orientação na casa espírita e é encaminhado a grupos chamados de desobsessão. Primeira dúvida que surge: OBSESSÃO?, que vem a ser isto?

Neste trabalho você encontra vários verbetes a respeito. Como você ouviu falar na necessidade de se afastar possíveis influências espirituais, você se detém no item nº 2230m, extraído de um livro bastante conhecido e de título significativo: INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS, identificado no trabalho pelas letras IPS. (Estas siglas-abreviaturas se constituem na forma prática de reduzir o tamanho do trabalho, e a relação delas você encontra no final do trabalho. O item 2230m é a essência de uma página intitulada “Domínio Magnético”, ditada ao médium Francisco Cândido Xavier em 03/03/55 pelo médico e presidente da Federação Espírita Brasileira de 1889 a 1895, Dr. Francisco de Menezes Dias da Cruz, desencarnado em 1937. Reduz a termos simples o trabalho formidável efetuado pelos nossos grupos de intercâmbio.

O assunto desperta sua curiosidade porque realmente é importante em nossas vidas - a influência que recebemos de nossos afetos e desafetos já desencarnados. Onde e como saber mais sobre o assunto? No livro citado, claro, onde você encontra outras 64 “Instruções”, sendo 5 do autor espiritual citado. Ocorre que você não tem o livro e/ou não aprecia as longas leituras. Gosta mais das coisas resumidas, como no item, e só dispõe deste trabalho.

Observe então no final do item: vtb 366m, 882f, 1170, 1501, 1538, 1961, 2217, 2238m, 2246, 2880t e 3206. A sigla “vtb” você pode ver nas Abreviaturas que significa “ver também” e os números são outros itens do trabalho, facilmente acessíveis, atravésdo Ctrl L.

Sem perda de tempo você vai ao número, 1170, que fala de Exorcismo, prática conhecida em outros meios. Em três linhas você já sabe o que o Espiritismo pensa dele. Mas vamos em frente. O número seguinte é o de 1501, que fala de Incorporação. Não entendeu bem mas prossegue em frente. O de número 1538, sim, fala de como podemos evitar a influência negativa. Direto, simples, resumido: “basta nos aproximarmos da natureza dos bons Espíritos”. Fácil não é, mas você vai aprender mais consultando os 20 outros itens que fala de Influenciação e seus desdobramentos, através do “vtb” de cada um deles..

O item seguinte, 1961, fala de Mediunidade e aí a coisa começa a se complicar. São mais de 100 itens sobre Médiuns e Mediunidade, e muita coisa para se pesquisar. Como você é algo preguiçoso e acomodado (v. a respeito os itens Acomodação e Preguiça), circunscreve-se tão somente ao item 1961, aprendendo ser possível a doutrinação dos Espíritos atrasados.

Já bocejando ante a quantidade de coisas para se aprender (v. item 1719), mas interessado em se libertar da influência negativa, você ainda tem forças para consultar os dois itens seguintes, 2217 e 2246, que falam também de Obsessão, ficando o último, 3206, para depois de uma soneca.

Durante a soneca você teve um encontro providencial (v. itens 190 e 3084) e acorda com nova disposição. Um desejo incontido de aprender invade sua mente e você revê os itens sugeridos no item 2230m. Percebe que cada um deles possui também o seu “vtb”, e que o assunto é abordado em centenas de livros entre os quase 400 pesquisados neste trabalho, ao longo de mais de 35 anos. Uma vontade de estudar mais lembra a necessidade de se adquirir alguns livros. Melhor começar pela base da Doutrina, que foi a usada também no trabalho: Evangelho, Kardec, Emmanuel, Joanna de Ângelis, André Luiz. Outros livros podem ser consultados (v. item 1721) mas a base da Doutrina está nestes autores.

Um suave refrigério passa por sua mente. Uma prece silenciosa de gratidão a Deus pelo despertar da curiosidade sobre o conhecimento de si mesmo. Abre o trabalho ao acaso na letra H, de Humildade, direto no item 1439: “O fato de já conhecermos as nossas fraquezas e defini-las, já constitui um passo muito importante no progresso espiritual, porque, com isso, já não mais ignoramos onde e como atuar em auxílio da própria cura e burilamento”. No “vtb”, outras indicações de estudo.

Não há pressa. Temos a eternidade para aprender.
Um abraço

João Gonçalves

SQS 406 - Bloco D - Aptº 102

70255-040 - BRASÍLIA-DF


Agradeceria conhecer suas impressões sobre o trabalho. Escreva-nos
Excertos e Referências Bibliográficas
AB-REAÇÃO - 001 - Dispositivo de purificação interna, a ab-reação é, basicamente, um processo de reviver o episódio traumático e abrir algumas válvulas para aliviar a pressão interna que já pode haver alcançado o estágio de somatização das tensões, ou seja, a conversão delas em sintomas orgânicos. HERMINIO C. MIRANDA em MRTPG 218 - MRTPG 192 a 194, 215 a 218 e 343 - EDV 13 - IPS 62 - TOB 5 - vtb 217, 438, 1824m, 2039 e 3155

ABANDONO - 002 - Ninguém, coisa alguma se encontra relegada a si mesma, ao esquecimento, à margem. Mecanismos muito bem elaborados atuam em nome da Misericórdia de Nosso Pai, mesmo quando não solicitada. BEZERRA DE MENEZES em GPT 13 - BAC 10 - EFQ 14 - EPZ 23 - MDH 1 - OTM 30 - POB 21 - RUM 60 - SPT 11 - TDV 13 - vtb 190, 237, 249f, 632m, 800, 3067m e 3264m

ABASTANÇA - v. 678m

ABELHA - 002m - Desde os primórdios das grandes civilizações, essas laboriosas e minúsculas criaturas já eram reverenciadas e louvadas pelos homens, não só pelo eficiente sistema de divisão do trabalho como também pela perfeita comunicação entre elas por meio de sons e movimentos, relacionamentos harmônicos e comportamentos de extrema união. Resistem unidas a qualquer força que as ameace. HAMMED em CVM Prefácio - vtb 547, 1183p, 1335m, 3071 e 3192

ABELHA - 003 - No homem, o instinto coletivo está em formação; na abelha já se fixou, maduro e completo. Ela não sobrevive isolada, porque a virtude de sentir-se célula do organismo coletivo, nela se torna instinto e necessidade. Citado por HERMÍNIO C. MIRANDA em AQMPG 166 - LEP 881 - CDC 80 - ETS 16 - MFR 8 - vtb 651, 3047m e 3053

ABENÇOAR - v. 307, 1546 e 1837

ABERTURA - 004 - Erguendo os olhos ao céu, Jesus disse (ao surdo e gago de Decápolis): Efatá, que quer dizer, abre- te. MAR 7:34 - AGD 11 - BPZ 35 - TMG 53 - vtb 061, 719, 2298m, 2678 e 2842

ABERTURA - 005 - Sigamos na estrada do bem, abrindo o coração através do sorriso. A felicidade não entra em portas trancadas. EMMANUEL em LRE 40 - MMS 17 - PCC 9 - RTL 5 - SCS 7 - SDN 1 - VVA 7 - vtb 082, 189j, 258, 392m, 497p, 543, 552m, 745p, 2739d, 2853p, 3063 e 3086

ABNEGAÇÃO - v. RENÚNCIA - SACRIFÍCIO

ABORTO - 006 - A situação dos que se dedicam ao crime de assassinar os que começam a trajetória na experiência terrestre, com o direito sublime da vida, é pior que a dos suicidas e homicidas, que, por vezes, apresentam atenuantes. ANDRÉ LUIZ em NLR 31 - NBO 6 - SMF 22 - TOB 5 - VZG 37 - vtb 3094

ABORTO - 006f - Argumentos de natureza sócio-econômico-cultural são colocados como mecanismo de evasão ao compromisso perante a vida, gerados pelo egoísmo de quantos não desejam repartir os excessos de que desfrutam. Colocações e enfoques apresentados como de direito da mulher ou do homem deliberar quanto ao prosseguimento ou não da gestação caracterizam-se pelo mesmo sentimento ególatra, que se alia ao utilitarismo e ao orgulho para escapar-se da responsabilidade. Justificativas de superpopulação carecem de legitimidade ante a prática do aborto, por não encontrarem apoio na ética moral nem na religião, desde que a ciência moderna oferece alguns recursos e técnicas não criminosas para o planejamento familiar. JOANNA DE ÂNGELIS em LVV 12 - CRI 14 - ENL 72 a 75 e 163 - FDI 21 - LMV 14 - PTA 11 - vtb 009m, 246m, 661, 1306, 2175m e 2655m

ABORTO - 006m - Dado o caso que o nascimento da criança ponha em perigo a vida da mãe dela, preferível é se sacrifique o ser que ainda não existe. LEP 359 - QTE 13 - vtb 2599

ABORTO - 007 - Durante a gestação, lúcido, o Espírito reencarnante percebe-se desejado ou reprochado, registando os conflitos do meio onde irá viver. Vezes ocorrem em que o pavor se torna tão grande que ele desiste da reencarnação e, em desespero, interrompe o programa traçado, resultando em aborto natural a gestação em andamento. MANOEL P. DE MIRANDA em TVM 2 - LEP 335a e 345 - DED 41 e 44 - FML 7 - IPS 10 - LAV 10 - MLZ 12 - NFP 4 - SDF 17 - SNL 20 - VEP 2 - VSX 16 - vtb 1201, 1368, 2148m, 2666 e 3026

ABORTO - 008 - Há crime sempre que transgredis a lei de Deus. Uma mãe, ou quem quer que seja, cometerá crime sempre que tirar a vida a uma criança antes do seu nascimento, por isso que impede uma alma de passar pelas provas a que serviria de instrumento o corpo que se estava formando. LEP 358 - LEP 353 a 360 e 751 - ARC 15 - ATA 22 - ATP 12 - ATR 33 - CAP 11 e 39 - CDE 13 - CES 1 - CPL 31 - DAG 6 - ENC 14 - EPH 3 - EVM2P 13 e 14 - GPT 12 - IPS 29 - LDA 4/11 a 14 - LNL 19 e 20 - LZE 1 - MFR 16 - MLZ 15 - NFL 3, 5 e 28 - NFP 5 - NLR 31 - NMM 10 - NPB 5 - PAMPG 7 e 8 - PPHPG 51 - PRD 18 - QTM 15 - RES 2 - RTL 19 - SDB 9 - SOL 49 - STC 13 - VEP 4 - VEV 8

ABORTO - 009 - Habitualmente - nunca sempre - somos nós mesmos quem planifica a formação da família, antes do renascimento terrestre, chamando a nós antigos companheiros de aventuras infelizes, prometendo-lhes socorro e oportunidade de elevação e resgate. Depois de instalados na terra, se anestesiamos a consciência expulsando-os de nossa companhia, a pretexto de resguardar o próprio conforto, podemos transformá-los em inimigos recalcados que se nos entranham à vida íntima com tal expressão de desencanto e azedume que, a rigor, nos infundem mais sofrimento e aflição que se estivessem conosco em plena experiência física, na condição de filhos-problema, impondo-nos trabalho e inquietação. EMMANUEL em VSX 17 - ELPPG 82 - EPL 10 - LMR 17 - vtb 025, 179, 400, 522, 606, 760, 1134t, 1155, 1201, 1208, 1305, 1309m, 1351, 1548, 1762, 2241, 2694, 2750, 2764, 2828 e 3026

ABORTO - 009m - Não obstante se argumente quanto ao direito que a mulher tem sobre o seu corpo, a verdade é que aquele que se desenvolve na intimidade intra-uterina não lhe é a continuação, sendo antes o resultado da união de outras energias que se conjugam para manifestar a vida e prolongá-la através da sucessão dos anos. Não te envergonhes nunca de permitir que a vida se te manifeste pelo corpo, na condição de co-criadora que és ao lado de Deus. AMÉLIA RODRIGUES em TMG 3 - APE 73 - DPV 16 e 26 - VEV 13 - vtb 006f, 815, 1200, 2184p e 3353

ABORTO - 010 - No aborto natural, quando o organismo materno não consegue sustentar o desenvolvimento da criança, configura-se uma provação para os genitores, que experimentam a frustração do anseio de serem pais e provação também para o reencarnante, que vê malogrado seu anseio de retorno à carne. RICHARD SIMONETTI em QTM 14 - NLA 27 - LEP 199, 346, 347, 355 e 356 - vtb 2088

ABORTO - 011 - O ser humano nasce no mundo físico na hora da fecundação, não na hora do parto. No parto, opera-se apenas uma mudança de local e meio de vida. No momento da fecundação, a vida já estruturou uma forma, que deve prosseguir nos seus objetivos e não pode ser aniquilada. HENRIQUE RODRIGUES em CVCPG 25 - CVCPG 26 a 41 - CSL 31 - NML 5 - vtb 1069m, 1258m e 2754

ABORTO - 012 - Se desejamos eliminar da esfera do mundo as práticas nefandas do aborto criminoso e infeliz, carecemos de reestruturar a educação da criança, do jovem, do homem e da mulher, a fim de que as idéias do bem, do amor, do respeito à vida se tornem o oxigênio da Humanidade, fazendo felizes as criaturas. CAMILO em CDT 28 - AVEPG 123 - vtb 815, 940, 1876 e 2793

ABRAÇO - v. 1096p e 1837m

ABUNDÂNCIA - v. CUPIDEZ - PROPRIEDADE, 311 e 359t

ABUSO - v. 1183p, 1821 e 2643m

AÇÃO - 012m - As leis da vida impõem movimento e ação como recursos de crescimento psicológico, moral, intelectual, espiritual. O ser pensante, quanto mais estímulos produz ao impacto dos ideais, das aspirações, dos programas iluminativos, mais inapreciáveis possibilidades se lhe desdobram convidativas. Constata-se que os lidadores em qualquer área existencial, mais se aprimoram, quanto mais produzem e mais se afadigam. Resistências morais desconhecidas são acionadas e recursos ignorados aparecem, tornando cada vez mais fáceis os empreendimentos programados. JOANNA DE ÂNGELIS em CEX 1 - RDP 16 - vtb 204m, 357m, 749, 810m, 2250f, 2614m, 2616, 2846 e 3340h

AÇÃO - 013 - Criamos muitas dificuldades na Terra pela ânsia de fazer sem saber, mas agravamos consideravelmente essas mesmas dificuldades pelo atraso de saber e não fazer. Curiosidade respeitável alenta o progresso; mas, se fizéssemos o melhor do que já conhecemos, transferindo ideais e planos superiores das linhas teóricas para o terreno da realização e da prática, desde muito estaríamos guindados à posição de numes apostolares das doutrinas redentoras que apregoamos, adiantando o relógio da evolução terrestre. Coletivamente examinando, nos todos criamos. EMMANUEL em ILS 26 e CME 47 - IES 78 - NDB 26 - PDC 12 - vtb 019, 734m, 735f, 1056m, 1092, 1566, 1569 e 3398

AÇÃO - Falou, começou a fazer. v. 2419

AÇÃO - 014 - Faze-te ao mar alto e lança tua rede. LUC 5:4 - JOO 21:6 - ALV 1 - ASV 16 - AVL 1 - CVV 21 - ELZ 4 - EVD 44 - IES 42 - INS 25 - IPS 11 - MMD 20 e 51 - PNS 21 - SLS 28 - SMT 3 - vtb 882f e 2455

AÇÃO - Jesus quer agir com nossas mãos. v. 3390m

AÇÃO - 014f - Não basta a ação por si só. Imprescindível configurá-la em proveito. Toda circunstância é campo de criatividade para que se realize o melhor. Ninguém sabe quem teria sido o samaritano da parábola: se um homem de elevada cultura espiritual ou se um analfabeto no conhecimento da vida; se um representante da autoridade ou se um homem a esconder-se das próprias culpas. Entretanto, porque se compadeceu e auxiliou, porque agiu e serviu, em favor do próximo, conseguiu identificar-se com o trabalho dos anjos. EMMANUEL em ANH 14 - vtb 303, 1092m, 1568, 1809m, 2065 e 2460

AÇÃO - 014m - O homem foi criado para a atividade; a atividade do Espírito é da sua própria essência; e a do corpo, uma necessidade. MONOD em CFNPG 369 - vtb 203m, 525p, 573m, 576p, 1070m, 1722m, 2044m, 2137, 2251m, 2260, 2667, 2845, 2959, 3296m e 3352

AÇÃO - 015 - O ribeiro não somente esquece as ofensas que lhe são precipitadas à face, mas avança sempre, humilhando-se para auxiliar e perdoando infinitamente, sem imobilizar-se um minuto, porque a imobilidade para ele constituiria adesão ao charco, no qual, ao invés de servir, converter-se-ia tão só em veículo de corrupção. EMMANUEL em MST 12 - ALV 7 - CNV 16 - ELF 15 - FVV 35 - IDL 8 - LRE 6 - MMD 40 -MSA 46 - PDA 2 - PSC 13 - PVD 6 e 27 - PVE 34 - TPL 9 - vtb 2251m, 2270, 2588 e 2667

AÇÃO - 015m - Os atos criam vibrações que se impregnam no perispírito, gerando ondas de harmonia ou de desequilíbrio. Por mais se fixe a descrença nos centros mentais não se destrói tal realidade. Porque alguém se furte ao dever, o dever não fugirá dele. Porque se evite a verdade não se ficará indene ao encontro com ela. Porque se negligencie o compromisso, este por si só não se resgata. Porque alguém se furte à execução do programa do bem, não se faz que o bem desapareça da terra. Porque se negue a vida imperecível esta não se extinguirá. JOÃO CLEOFAS em CRI 5 - EMT 30 - vtb 1398p, 2182p e 3339p

AÇÃO - Os atos valem mais que as palavras. v. 2281

AÇÃO - 016 - Os que ouvem a lei não são justos, mas os que a praticam serão justificados. ROM 2:13 - MAT 7:21 - LUC 6:46 - TGO 1:22 e 2:25 - LMD Cap 31/25 - ATA 40 - CDV 22 - CME 14 - CVV 6 - DCS 39 - EDL 16 - ELF 7 - EPZ 7 - EVV 36 - FEV 15 - IES 49 - ITP 39 - LMV 54 - LRD 26 - LZA 2 e 17 - NSL 36 - PDA 24 - PNS 86 - PTC 31 - PVE 26 - RTR 20 - SGU 38 e 40 - SMD 72 -TCL 9 - VMO 7 - vtb 302, 383, 1027, 1253, 2344, 2428 e 2989m

AÇÃO - 017 - Se aspiras à realização do teu alto destino, não desdenhes lutar, a fim de obtê-lo. Se queres, na sombra do vale, exaltar o topo do monte, basta contemplar-lhe a grandeza, mas se te dispões a comungar-lhe o fulgor solar na beleza do cimo, será preciso usar a cabeça que carregas nos ombros, sentir com a própria alma, mover os pés em que te susténs e agir com as próprias mãos. EMMANUEL em LES 55 -ANH 6 - APV 2 - ASV 21 - ATA 57 - ATR 27 - CLA 63 - EMT 53 - ESC 4 - ETV 7 - FVV 13, 20 e 83 - IES 89 - IPS 5 - IRU 4 - MDL 3 - NDB 2 - OTM 54 - PSC 27 - PVE 44 - RDV 6 - RTR 32 - SDR 24 - TDP 1 - THP 1 - vtb 232, 301, 2563, 2638m, 2956, 2973p e 3192

AÇÃO - 018 - Se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes. JOO 13:17 - TGO 1:25 - LEP 905 - ACO 18 - ACT 41 - AEC 30 - APV 5 - ATR 14 - AVD 26 - BPZ 59 - CLB 45 - CME 47 e 54 - CRA 11 - CRF 25 - CVD 29 - CVV Prefácio, 34 e 49 - DAP Prefácio e 7 - DCS 12 - ELZ 19 - ESV 26 - EVD 101 - FVV 5 - IES 48 - ILS 26 - ITP 29 - MDS 59 - PNS 68 e 73 - PVE 95 e 159 - RAL 41 - RDV 20 - TCL 7 - TFS Prefácio - TMG 52 - VLZ 14 e 26 - VVA 18 - VZG 58 - vtb 204, 636, 1057, 1564m, 1823, 2008p, 2405m, 3283t e 3334m

AÇÃO - 019 - Sem plano adequado, não se ergue edifício em linhas corretas. Note-se, porém, que o aleijão arquitetônico, improvisado sem plano, ainda serve para albergar os que jornadeiam sem rumo, e o projeto mais nobre, sem concretização que lhe corresponda, não passa de preciosidade geométrica, sentenciada ao arquivo. EMMANUEL em PVE 140 - OBPPG 113 - ACO 23 - CME 72 - CNV 2 - CRF 19 - ELZ 54 - EMT Prefácio - IES 29 - ITM 33 e 36 - LPA 10 - RTL 6 - SDA 18 - SGU 10 - vtb 013, 1455, 1566 e 2616

AÇÃO - 019m - Sempre agimos conforme a nossa maturidade espiritual do momento para decidir e resolver nossas dificuldades existenciais; ou melhor, tomamos decisões de acordo com nossas possibilidades de percepção/interpretação e também segundo nossa capacidade e habilidade conquistadas. Damos o que temos, fazemos o que podemos. Apenas se dá ou faz aquilo que se possui ou pode. Precisamos respeitar nossas limitações mentais, emocionais e espirituais, bem como as dos nossos companheiros de jornada. HAMMED em PZA 38 - LMR 3 - RDV 10 - vtb 232, 318, 478, 543m, 1129m, 1174, 1492f, 1530f, 1755, 2809f, 2896m e 3181t

AÇÃO - 020 - Senhor, que queres que eu faça? (Saulo) ATS 9:6 e 22:10 - CAP 20 - CVV 39 - FVV 112 - LRE 42 - MDS 8 - MRCPG 72 - MTA 10 - PETPG 9 e 199 - SGU 33

AÇÃO - 021 - Tentar, errar e repetir a façanha são métodos eficazes para o crescimento. MARCO PRISCO em RTL 5 - RTL 28 - vtb 985, 1333f, 1755, 2582 e 2623

AÇÃO - 021f - Todos os atos humanos modificam a estrutura moral e espiritual do mundo. Quando sem amor, estabelecem conflitos e dão surgimento à agressividade e à violência; quando amorosos, criam climas de fraternidade e de entendimento recíproco, abrindo espaços para o desenvolvimento e progresso da sociedade. O amor possui a força ciclópica de alterar todas as coisas, quer sejam percebidas ou ignoradas. JOANNA DE ÂNGELIS em GAM 15 - FLD 28 - RFL 10 - SDE 13 - VGL 7 - VVA 7 - vtb 141m, 150, 193p, 351m, 1149m, 2181t, 2739d, 2830, 3047m, 3087m e 3224

AÇÃO - vtb ACOMODAÇÃO - ANDAR - APROVEITAMENTO - DESÂNIMO - ENSINO - EXEMPLO - INICIATIVA - PREGUIÇA - RESIGNAÇÃO - TRABALHO, 1114, 1166, 1168, 1186, 1251, 1253, 2086, 2332, 2362, 2845, 2982, 2983, 2999 e 3192

AÇÃO E REAÇÃO - 021h - Este homem, hibernado numa tremenda alienação mental, é antigo déspota que se utilizou da vida para infelicitar e afligir, ora expiando em injunção educativa os delitos perpetrados. Esse padecente, em torpe imobilidade, com os centros mentais e motores lesados, é anterior suicida que pensou burlar a lei, evadindo-se dos compromissos que assumira e que não quis sofrer. Aquele portador de cruel neoplasia maligna com metástase generalizada, em extremos de desespero, é o alucinado destruidor de vidas, que culminou a existência antiga em autocídio espetacular, e que ora resgata, repassando pelos caminhos antes percorridos com a insânia do orgulho e da prepotência. Todos eles, ressalvadas algumas exceções de abnegados missionários que se entregam à dor para ensinar aos seus coevos como superá-la, os que experimentam largos desgastes na saúde estão em justo mecanismo reparador, de que, resignados e humildes, liberar-se-ão, demandando a paz e a felicidade que todos alcançaremos. Ninguém está condenado irremissivelmente, que não usufrua as bênçãos da harmonia, quando regularizado o compromisso no qual falhou. VIANNA DE CARVALHO em RFL 26 - LZM 26 - vtb 230, 713, 845, 981, 1366m, 1460m, 1834, 2250d, 2607, 2749, 2762 e 3099f


  1   2   3   4   5   6   7   8   9   ...   115


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal