IndicaçÃo nº 980, de 2016



Baixar 10,21 Kb.
Encontro21.07.2017
Tamanho10,21 Kb.



INDICAÇÃO Nº 980 , DE 2016

INDICAMOS, nos termos do artigo 159 da XIV Consolidação do Regimento Interno, ao Excelentíssimo Senhor Governador do Estado, que determine gestões, por meio dos órgãos competentes, no sentido de que seja dada a denominação de “Ramon Garcia” à ponte estaiada sobre o Rio Tietê, localizada no Km 038+200m, da Rodovia Convenção Republicana – SP 079, no sentido da Rua Marechal Deodoro e Avenida Marechal Rondon, no Município de Salto.




JUSTIFICATIVA


Nascido na histórica cidade de Granada, na Espanha, em 12 de julho de 1924, Ramon Garcia, como milhares de imigrantes do Velho Continente, veio para o Brasil, fugindo de um cenário de enormes dificuldades econômicas do pós Primeira Guerra Mundial.


Seus pais, José e Josefa Garcia, desembarcaram no porto de Santos, em 1928,trazendo os quatro filhos: Carmem, Dolores, João e Ramon, com esperança de uma vida melhor nas Américas.
Muito menino ainda, Ramon ajudava os pais nos cafezais da Fazenda Monte Belo. Depois, seguindo a rotina da dura existência dos imigrantes do início do século XX, trabalhou na Têxtil Assad Abdala e na Brasital.
Aprendeu o ofício de pedreiro e passou a atuar na construção civil, trabalhando para erguer inúmeras casas de residência e comércio na então pequena Salto. Ramon falava com orgulho de sua participação na construção da caixa d’água do Jardim Bela Vista, da praça fronteiriça à Igreja Matriz de São Benedito e do prédio da atual Câmara Municipal, entre outros.
Na década de 1960, ingressa na Prefeitura de Salto, começando sua trajetória de funcionário público. Recordava-se, sempre, de seu início de carreira, quando serviu como coveiro no Cemitério da Saudade.

Casou-se com Iraídes Bethiol, em 1947, e dessa união nasceram os filhos Salete, Francisco e Geraldo, que lhes deram 7 netos.


Homem profundamente religioso, vicentino desde a juventude, amigo leal de muitos e pai de família devotado, seu passamento em 17 de janeiro de 2010, aos 85 anos, deixou consternada toda a comunidade saltense.

Queremos agora render homenagem a esse imigrante que adotou o Brasil, em especial a cidade de Salto, como sua terra e aos quais dedicou uma profícua e honrada existência, dando o nome da Ramon Garcia à ponte em epígrafe.



Sala das Sessões, em
Deputado Rogério Nogueira


SPL - Código de Originalidade: 1000001685 100816 1647




©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal