Idade moderna



Baixar 11,34 Kb.
Encontro06.07.2017
Tamanho11,34 Kb.

IDADE MODERNA

A REFORMA PROTESTANTE

  • Definição: movimento religioso que rompeu com a autoridade da Igreja Católica, dando origem a novas religiões cristãs;

  • Quando: a partir do século XVI;

  • Onde: o movimento reformista teve mais força na ALE, SUI e ING;

  • Antecedentes/Causas:

    • Corrupção do clero e afastamento de seus membros das concepções originais do cristianismo (humildade, fraternidade, caridade).

      • Venda de indulgências.

      • Venda de relíquias sagradas.

      • Venda de cargos no clero.

    • Fortalecimento da burguesia X condenação do lucro pela Igreja.

    • Fortalecimento das monarquias nacionais X poder clerical + abundância de terras da Igreja.

    • Renascimento cultural (questionamento de alguns valores tipicamente medievais).

    • Leitura e interpretação da Bíblia restrita aos membros do clero (Bíblia só em latim).

    • John Wycliffe (ING) e Jan Huss (TCH) – precursores.

  • O Luteranismo - ALE:

    • Martinho Lutero (monge agostiniano) critica costumes clericais (luxo, corrupção...).

    • 1517 – divulga as 95 teses contrárias aos atos ou dogmas da Igreja (Wittemberg).

    • É excomungado e condenado a morte – protegido em castelo de nobre alemão.

    • Princípios básicos do luteranismo: salvação pela fé, tradução, leitura e livre interpretação da Bíblia, eliminação de santos e imagens, fim do celibato para sacerdotes, não seguimento da autoridade papal, 2 sacramentos (batismo e eucaristia), submissão da Igreja ao Estado.

    • Apoio dos nobres (interessados em terras da Igreja).

    • Apoio de camponeses (também interessados em terras e no fim dos impostos feudais) – sem reconhecimento de Lutero.

    • Guerra civil: NOBRES* (Lutero – apoio ao massacre de camponeses) X CAMPONESES (Thomas Münzer – Anabatistas).

    • Imperador (Carlos V) apóia o papa (ALE dividida entre católicos e luteranos).



    • Após a derrota de Carlos V, assume Fernando I – é assinada a PAZ DE AUGSBURGO (1555): cada governante (príncipe – nobre) escolhe a religião dos súditos.

      • ALE – luterana; AUS – católica .

    • Ulrich Zwinglio (precursor).

    • João Calvino (francês influenciado por Lutero, radicado na Suíça).

    • Teoria da Predestinação Absoluta (trabalho, pureza, cumprimento de deveres e progresso econômico = sinais divinos).

    • Apoio da burguesia.

    • Crescimento do capitalismo (valorização do trabalho e da poupança).

    • Na ING = Puritanos, na FRA = Huguenotes, na ESC = Presbiterianos.

  • O Anglicanismo - ING:

    • Atrito entre o rei da Inglaterra e o papa.

    • Henrique VIII (ING) X Clemente VII (Papa).

    • Negação do papa para o rei conseguir anulação de seu casamento com Catarina de Aragão para casar-se com Ana Bolena.

    • Interesse do rei em terras eclesiásticas.

    • Ato de Supremacia: Rei = chefe da Igreja na ING.

    • Terras da Igreja confiscadas e vendidas aos nobres (fortalecimento político do rei).

  • Culto e hierarquia semelhantes ao catolicismo.

  • Autoridade do papa não é aceita e latim é abolido dos cultos.

  • Fusão de elementos católicos com elementos calvinistas.

  • A Contra Reforma ou Reforma Católica:

    • Medidas da Igreja Católica para conter o avanço protestante na Europa .

    • O Concílio de Trento (1545 – 63): reafirmação dos dogmas do catolicismo, criação de seminários e do catecismo, criação do INDEX, reativação dos Tribunais do Santo Ofício.

    • Companhia de Jesus (Inácio de Loyola - ESP): ordem dos jesuítas, busca de novos fiéis (América), educação e catequese.

    • Tribunais do Santo Ofício ou da Santa Inquisição: tribunais religiosos que julgavam e condenavam “hereges” ou “infiéis” (não católicos) com extrema violência. Atuaram principalmente na ESP, POR e ITA.




©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal