História da Computação



Baixar 0,86 Mb.
Encontro09.09.2017
Tamanho0,86 Mb.

História da Computação
Geração 0: Computadores Mecânicos (1642-1945)

Pascal: calculadora mecânica em 1642

Apenas somas e subtrações

Leibniz: também multiplicação e divisão

Charles Babbage (1792-1871)

Máquina diferencial: utilizado em navegação naval

Máquina analítica: Lia dados de cartões perfurados, processava-os no moinho e devolvia respostas

Programação: Ada Lovelace

Não foi possível construir o computador com a tecnologia da época

John Atanasoff

Aritmética binária e capacitores para a memória

Não foi possível construir com a tecnologia da época

Horward Aiken

Construiu o computador de Babagge com relés eletromecânicos

Mas a era eletrônica já havia começado
Geração 1: Válvulas (1945-1955)

Segunda guerra mundial



ENIGMA: Codificava mensagens alemãs enviadas a submarinos

COLOSSUS: Projeto secreto britânico para decodificar as mensagens alemãs.

ENIAC: 18 mil válvulas, 1500 relés, 30 ton e 140kW de energia. Programação com interruptores multiposição e muitos cabos

Máquina de Von Neumann



Arquitetura é utilizada até hoje nos computadores modernos

Base para computadores EDVAC e IAS

Memória de 4096

palavras de 40 bits

Palavra: 2 instruções de 20 bits ou um inteiro de 40 bits
Geração 2: Transistores (1955-1965)

Principais computadores: DEC PDP-1 e IBM 7090

PDP-1: 4096 palavras de 18 bits e 200 mil IPS

IBM 7090: Dobro da capacidade

PDP-1 custa 120 mil dólares e o IBM 7090 milhões

PDP-8: Apenas 12 bits mas muito mais barato

Dois tipos de computadores da IBM

Processamentos numéricos científicos (7090)

Processamento de palavras (1401)

Seymor Cray

Supercomputadores 6600, 7600 e Cray-1
Geração 3: CIs (1965-1980)

CIs: dezenas de transitores em um CI

Computadores menores e mais baratos

IBM System 360

Família de computadores para diferentes requisitos

Capacidade de emular tanto o 1401 quanto o 7090

Emulação era implementada por um microprograma

Registradores de 32 bits e endereçamento de 24 bits

DEC PDP-11

Versão 16 bits do PDP-8


Geração 4: VLSI (1965-1980)

VLSI: Very Large Scale Integration

Permitiu colocar milhões de transistores no mesmo chip

Computadores menores e mais baratos → Comp. pessoais

Computadores pessoais

Vendidos como kits de peças (SO vendido à parte)

Aparecimento do Apple (II)

IBM cria o PC e divulga especificações (ótimo para a computação é péssimo para a IBM)

A única sobrevivente foi a Apple, graças ao Machintosh e sua revolucionária interface gráfica
Geração 4: VLSI (1965-1980)

Microsoft, Intel e IBM

IBM tentou licenciar o CP/M para vir junto com o IBM PC

Kindall não aceitou (pior decisão de negócios da história?)

Bill Gates comprou o DOS de uma pequena empresa

IBM e Microsoft desenvolveram o OS/2, sucessor do DOS

Microsoft desenvolveu o Windows em paralelo

Intel/Microsoft dominaram completamente o mercado

Máquinas 64 Bits

DEC lançou o Alpha 64 bits (máquina RISC de 64 bits)

Intel criou a arquitetura IA-64 para substituir o Pentium

AMD criou a arquitetura x86-64


Evolução dos Computadores

Evolução extraordinária

Número de transistores duplicados a cada 18 meses

Lei de Moore

Grande aumento da capacidade de armazenamento

Lei do software de Nathan: “O software é como um gás, que se expande até preencher o recipiente que o contém.”

Aumento da velocidade das redes

Fibras óticas: de 300 bits/s a 1012 bits/s em 2 décadas


Lei de Moore



Tipos de Computadores

Preços de computadores variam de frações de dólares a milhões de dólares




1638 - Régua de Cálculo - William Oughtred


Uma Régua de cálculo é um computador mecânico analógico que permite a realização de cálculos por meio de guias graduadas deslizantes.

Sua criação foi feita pelo padre inglês William Oughtred, em 1638, basendo-se na tábua de logaritmos que fôra criada por John Napier pouco antes, em 1614.

Apesar da semelhança com uma régua a régua de cálculos é um dispositivo que não tem nada a ver com medição de pequenas distâncias ou traçagem de retas. A régua de cálculo é o pai das calculadoras eletrônicas modernas (até mesmo porque os engenheiros que criaram as calculadoras eletrônicas provavelmente fizeram isso usando réguas de cálculo), tendo sido largamente usada até a década de 1970 quando então a versão eletrônica foi largamente difundida e aceita em função de sua simplicidade e precisão.



Quanto a precisão as réguas de cálculo não fornecem valores exatos e sim aproximados que são aceitos como viáveis dentro de certa aplicação. Assim, um cálculo como 1345 x 3442= ? é resolvido em poucos segundos com uma régua de cálculo mas o máximo que será possivel dizer do resultado é que ele está bem próximo de 4.650.000 e raramente o valor exato (4.629.490 neste caso).

1666 - Samuel Morland - Calculadora Mecânica


Em 1666, na Inglaterra, Samuel Morland produz uma calculadora mecânica que pode somar e subtrair.

1670 - Máquina de Gottfried Wilhelm von Leibniz


Em 1671, o filósofo e matemático alemão de Leipzig, Gottfried Wilhelm von Leibnitz (21/06/1646 - 14/11/1716) introduziu o conceito de realizar multiplicações e divisões através de adições e subtrações sucessivas. Em 1694, a máquina foi construida, no entanto, sua operação apresentava muita dificuldade e sujeita a erros. Leibnitz (ou Leibniz), perdeu seu pai quando tinha apenas 5 anos, e como o ensino na sua escola era muito fraco, aos 12 anos já estudava Latin e Grego como autodidata. Antes de ter 20 anos já possuia mestrado em matemática, filosofia, teologia e leis.

Gottfried Leibniz construiu o “Stepped Reckoner”, uma calculadora que usava uma engrenagem cilíndrica. Leibniz descreveu também o código binário, um ingrediente central de todos os computadores modernos. Entretanto, até 1940, muitos projetos (incluindo a máquina de Babbage do século 19 e mesmo o ENIAC de 1945) foram baseados no sistema decimal, mais difícil de implementar.


1642 - Pascalina - Máquina de Blaise Pascal


O filósofo, físico e matemático francês Blaise Pascal, que trabalhava com seu pai em um escritório de coleta de impostos, na cidade de Rouen em 1642, aos 18 anos, desenvolveu uma máquina de calcular, para auxiliar o seu trabalho de contabilidade, baseada em 2 conjuntos de discos: um para a introdução dos dados e outro que armazenava os resultados, interligados por meios de engrenagens. A máquina utilizava o sistema decimal para os seus cálculos de maneira que quando um disco ultrapassava o valor 9, retornava ao 0 e aumentava uma unidade no disco imetiatamente superior.

Blaise Pascal cria uma máquina de somar de engrenagens chamada “Pascalene”. A Pascalina, como ficou conhecida, foi a primeira calculadora macânica do mundo. Pascal recebeu uma patente do rei da França para que lançasse sua máquina no comércio. A comercialização de suas calculadoras não foi satisfatória devido a seu funcionamento pouco confiável, apesar de Pascal ter construido cerca de 50 versões. Funcionava com agulhas que moviam rodas que alteravam dígitos. As máquinas de calcular, descendentes da Pascalina, ainda hoje podem ser encontradas em uso por algumas lojas de departamentos.




1623 - Wilhelm Schickard - Primeira Calculadora Mecânica


Em 1623 Wilhelm Schickard construiu a primeira calculadora mecânica e assim, tornou-se o pai da era da computação. Como sua máquina utilizava técnicas como engrenagens inicialmente desenvolvidas para relógios, ela foi também chamada de ‘relógio calculador’. Ela foi colocada em uso prático por seu amigo Johannes Kepler, que revolucionou a astronomia.

Wilhelm Schickard (22 de abril de 1592, Herrenberg, Alemanha23 de outubro de 1635, Tübingen) foi professor de hebraico e Astronomia na Universidade de Tübingen, onde estudou até 1613 e cursou Teologia e Línguas Orientais.

Em 1613 foi nomeado Ministro Luterano, cargo que ocupou até 1619, quando passou a exercer o de professor de Hebraico na Universidade de Tübingen, onde lecionou tanto o hebraico quanto aramaico. Em 1631 passou a lecionar Astronomia.

Inventou numerosas máquinas, como por exemplo uma para o cálculo de datas astronômicas e outra para gramática hebraica. Outro campo onde realizou progressos foi na cartografia, onde mostrou como produzir mapas muito mais exatos que os disponíveis na época. Foi hábil entalhador de madeira e renomado gravador de placas de cobre.

Schickard é considerado como o primeiro a construir uma máquina de calcular mecânica (utilizada por Johannes Kepler) capaz de realizar as 4 operações básicas. Foram encontradas algumas cartas suas enviadas a seu a amigo Kepler em 1624, acompanhadas de vários esboços, onde explica o desenho e o funcionamento de uma máquina que havia construído e que que chamou de “relógio calculador”. Explicava nela que havia mandado construir um exemplar da máquina para ele, mas que fora destruída em um misterioso incêndio noturno ocorrido em sua casa, juntamente com alguns outros pertences. Morreu acometido de peste em 24 de outubro de 1635.

Obtido em “http://pt.wikipedia.org/wiki/Wilhelm_Schickard



Outros links:

http://museu.boselli.com.br/reguas%20abacos.htm
http://www.slideshare.net/Klauber10/histria-da-computao
http://www.museudocomputador.com.br/encipro.php
http://www.bicodocorvo.com.br/tecnologia/sistemas-operacionais-antigos
http://computervintage.blogspot.com/2009/05/emuladores-de-computadores-antigos.html
http://www.mateuslopes.com/2008/03/flash-actionscript-regua-de-calculo-de-napier/

Saiba mais…


Os Bastões de Napier foram criados como auxílio à multiplicação, pelo nobre escocês de Edinburgo, o matemático John Napier (1550-1617), inventor dos logaritmos. Dispositivos semelhantes já vinham sendo usados desde o século XVI mas somente em 1614 foram documentados. Os bastões de Napier eram um conjunto de 9 bastões, um para cada dígito, que transformavam a multiplicação de dois números numa soma das tabuadas de cada dígito.

Em 1633, um sacerdote inglês chamado William Oughtred, teve a idéia de representar esses logaritmos de Napier em escalas de madeira, marfim ou outro material, chamando-o de CÍRCULOS DE PROPORÇÃO. Este dispositivo originou a conhecida RÉGUA DE CÁLCULOS. Como os logarítmos são representados por traços na régua e sua divisão e produto são obtidos pela adição e subtração de comprimentos, considera-se como o primeiro computador analógico da história.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal