Gec 00039 – sociologia e comunicaçÃO



Baixar 35,4 Kb.
Encontro26.10.2017
Tamanho35,4 Kb.

COMUNICAÇÃO E CULTURA DO CONSUMO

Departamento de Estudos Culturais e Mídia

Professora: Ana Lucia Enne

Horas/aula teórica: 4 horas por semana

Carga Horária: 60 horas
Ementa: A circulação e a distribuição de bens como um problema social. O fenômeno do consumo na sociedade capitalista. Os templos do consumo: das lojas de departamento aos shopping centers. Consumo e produção de sentido: personalidade e status. Perspectivas da antropologia do consumo. Mídia e consumo.

 

- Objetivos: discutir questões relacionadas ao consumo, peça-chave na sociedade globalizada contemporânea, e sua relação com os campos da comunicação e da mídia. Promover a integração desta disciplina com as relacionadas ao eixo temático da Sociologia e Comunicação.



 

- Programa:


Unidade I – Algumas questões fundamentais sobre consumo

    1. – Panorama geral sobre as principais teorias do consumo – a contribuição das Ciências Sociais

    2. – Consumo como estratégia de inclusão e exclusão social – valor e classificação

    3. – Cultura do consumo: a questão dos bens simbólicos

    4. – Consumo e mediação: modos de fazer com

    5. Consumo e identidades

    6. – Consumo e desejo – a questão do corpo


Unidade II – Consumo e modernidade

2.1 – Uma sociedade de indivíduos

2.2 – Consumo e capitalismo

2.3 – Fetiche da mercadoria

2.4 – O papel do consumo de classe: a formação do habitus

2.5 – A questão da distinção – status, personalidade e estilo de vida

2.6 – Público x privado – a questão da intimidade

2.7 – O amor romântico e o consumo

2.8 – O hedonismo como peça-chave

2.9 – Consumo e lazer

2.10 – A cidade como lócus e objeto de consumo

2.11 – Consumo de sensações

2.11 – Lojas de departamento e shopping centers: templos de consumo

2.13 – A cultura do efêmero - consumo e moda


Unidade III – Mídia e Consumo

3.1 - Indústria cultural e cultura de massa

3.2 – Produzindo bens culturais de consumo: produtos midiáticos

3.3 – O corpo como peça-chave: sexo, esportes e violência

3.4 – Mercado publicitário e a segmentação de público

3.5 – O poder das marcas – consumo de um conceito

3.6 – Juventude como mercado estratégico

3.7 – Os olimpianos – fama e celebridade

3.8 – Uma nova proposta: cultura das mídias
Unidade IV – Consumo e contemporaneidade

3.1 – Consumo, globalização e pós-modernidade

3.2 – Atualizações de questões das unidades anteriores – do consumo ao hiperconsumo

3.4 – Novas formas de consumo – a virtualização e a subjetivação

3.5 – O consumidor como “serial killer” simbólico

3.6 – Consumo e questões políticas

3.7 – Consumo e fragmentação das identidades – individualismo e multiculturalismo

3.8 – Conformismo e/ou resistência? Complexificando o problema.


- Bibliografia:
BAHIA, Ricardo. Das Luzes à desilusão. O conceito de indústria cultural em Adorno e Horkheimer. Belo Horizonte, Autêntica, 2004.

BARBOSA, Lívia. Sociedade de consumo. Rio de Janeiro, Jorge Zahar, 2004.

BARBOSA, Lívia e CAMPBELL, Colin (orgs.). Cultura, consumo e identidades. Rio de Janeiro, FGV, 2006.

BARRAL, Etienne. Otaku. Os filhos do virtual. São Paulo, SENAC, 2000.

BAUDRILLARD, Jean. A Sociedade de Consumo. Lisboa: Edições 70, 1991.
BAUDRILLARD, Jean. O Sistema dos Objetos. São Paulo: Perspectiva, 1993.

BAUMAN, Zygmunt. Globalização. As conseqüências humanas. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 1999.

BAUMAN, Zygmunt. Vida para consumo. A transformação das pessoas em mercadoria. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2008.

BOURDIEU, P. A Economia das Trocas Simbólicas. SP, Perspectiva, 1974.

BOURDIEU, P. A Distinção. São Paulo, EDUSP, 2007.

CANCLINI, Nestor G. A globalização imaginada. São Paulo, Iluminuras, 2003.

CANCLINI, Nestor G. Consumidores e cidadãos. Rio de Janeiro, Editora da UFRJ, 1997.

CANCLINI, Nestor G. Diferentes, desiguais e desconectados. Rio de Janeiro, Ed. UFRJ, 2005.

CAMPBELL, Colin. A ética romântica e o espírito do consumismo moderno. Rio de Janeiro, Rocco, 2001.

CASTELLS, Manuel. A Era da Informação: economia, sociedade e cultura. Vols. 1, 2 e 3. São Paulo, Paz e Terra, 1999.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano. 1 e 2. Petrópolis, Vozes, 1994.

CHARNEY, Leo e SCHWARTZ, Vanessa (orgs.). O cinema e a invenção da vida moderna. São Paulo, Cosac & Naif, 2004.

COELHO, Maria Cláudia. A experiência da fama. Rio de Janeiro, Editora FGV, 1999.

COHEN, Lizabeth. A consumers’ republic. The politics of mass consumption in Postwar America. New York, First Vintage Books Editon, 2004.



COMUNICAÇÃO, MÍDIA E CONSUMO. Publicação da ESPM, diversos números.

DEBORD,G. A Sociedade do Espetáculo. Lisboa, Afrodite, 1968.

DOUGLAS, Mary e ISHERWOOD, Baron. O mundo dos bens. Para uma antropologia do consumo. Rio de Janeiro, ed. UFRJ, 2006.

DUMAZEDIER, Joffre. Lazer e cultura popular. São Paulo, Perspectiva, 2001.

ECO, Umberto. Apocalípticos e Integrados. São Paulo, Perspectiva, 1978.

EL FAR, Alessandra. Páginas de sensação. Literatura popular e pornografia no Rio de Janeiro (1870-1924). São Paulo, Companhia das Letras, 2004.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador. Vol. 1 e 2. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Ed, 1994.

ELIAS, Norbert. Sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Ed, 1994.

ENNE, Ana Lucia. “À perplexidade, a complexidade: caminhos para pensar a relação entre consumo e identidade nas sociedades contemporâneas”. IN: Comunicação, Mídia e Consumo. v. 3, p. 11-29. São Paulo, ESPM, 2006.

FEATHERSTONE, Mike. Cultura do consumo e pós-modernismo. São Paulo, Studio Nobel, 1995.

FEATHERSTONE, Mike (coord.). Cultura global. Nacionalismo, globalização e modernidade. Petrópolis, Vozes, 1999.

FONTENELLE, Isleide Arruda. O nome da marca: McDonald’s, fetichismo e cultura descartável. São Paulo, Boitempo Editorial, 2002.

GAY, Peter. O século de Schnitzler. A formação da cultura da classe média. 1815-1914. São Paulo, Companhia das Letras, 2002.

GIDDENS, Anthony. A transformação da intimidade. Sexualidade, amor e erotismo nas sociedades modernas. São Paulo, Editora UNESP, 1993.

GIDDENS, Anthony. As conseqüências da modernidade. São Paulo, Unesp, 1991.

HALL, Stuart. Da Diáspora. Belo Horizonte, Ed. UFMG, 2003.

HOGGART, Richard. As utilizações da cultura. Lisboa, Editorial Presença, 1977.

JAGUARIBE, Beatriz. O choque do real. Estética, mídia e cultura. Rio de Janeiro, Rocco, 2007.

KELLNER, Douglas. A cultura da mídia. Bauru, EDUSC, 2001.

KLEIN, Naomi. Sem logo:a tirania das marcas em um planeta vendido. Rio de Janeiro, Record, 2004.

LÁZARO, André. Amor, do mito ao mercado. Petrópolis, Vozes, 1997.

LEITÃO, Débora e outros (orgs.). Antropologia e Consumo: diálogos entre Brasil e Argentina. Porto Alegre, Age, 2006.

LIPOVETSKY, Gilles. A felicidade paradoxal. Ensaio sobre a sociedade de hiperconsumo. São Paulo, Companhia das Letras, 2007.

LIPOVETSKY, Gilles. O Império do efêmero. A moda e seu destino nas sociedades modernas. São Paulo, Companhia das Letras, 1989.

MARCONDES FILHO, Ciro. A linguagem da sedução. São Paulo, Perspectiva, 1985.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações. Comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro, Ed. UFRJ, 2007.

MARX, Karl. Diversos. Col. Os Pensadores. Vol. 1 e 2. São Paulo, Abril Cultural, 1987.

MARX, Karl. O Capital. Edição popular. Lisboa, Edições 70, s/d.

MIGUELES, Carmem Pires. Antropologia do consumo. Casos brasileiros. Rio de Janeiro, FGV, 2006.

MILLER, Daniel. Teoria das compras. O que orienta a escolha dos consumidores. Rio de Janeiro, Nobel, 2005.

MORAES, Denis de (org.). Por uma outra Comunicação. Rio de Janeiro, Record, 2003.

MORAES, Denis de (org.). Sociedade mediatizada. Rio de Janeiro, Mauad, 2006.

MORIN, Edgar. Cultura de massas no século XX. Vol. 1 e 2. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 1986.

ROCHA, Everardo. A Sociedade do Sonho. Comunicação, cultura e consumo. Rio de Janeiro, Mauad, 1995.

Rocha, Everardo. Magia e Capitalismo. São Paulo, Brasiliense, 1985.

SANTIAGO, Silviano. O cosmopolitismo do pobre. Belo Horizonte, ed. UFMG, 2004.

SENNETT, Richard. A corrosão do caráter. Conseqüências pessoais do trabalho no novo capitalismo. Rio de Janeiro, Record, 1999.

SENNETT, Richard. O declínio do homem público. As tiranias da intimidade. São Paulo, Companhia das Letras, 1988.

SLATER, Don. Cultura de consumo e modernidade. São Paulo, Nobel, 2002.

VELHO, Otávio Guilherme (org.). O fenômeno urbano. Rio de Janeiro, Guanabara, 1987.

WEBER, Max. A ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo, Martin Claret, 2000.

WEBER, Max. Economia e Sociedade. Vol. 1 e 2. Brasília, UNB, 2000.



WEBER, Max. Sociologia. IN: COHN, Gabriel (org). São Paulo, Ática, 1986.
OBS.: tanto o programa quanto a bibliografia aqui sugeridos poderão sofrer acréscimos e/ou modificações no decorrer do semestre.



©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal