Front page



Baixar 0,69 Mb.
Página1/2
Encontro22.05.2017
Tamanho0,69 Mb.
  1   2

Indicadores nas áreas minadas – Angola
Mined area Indicators – Angola



Introdução

O que são indicadores?


As áreas minadas estão, geralmente, sinalizadas, mesmo que as minas não sejam visíveis. Alguns sinais - como vedações para zonas minadas e veículos destruídos - são óbvios, mas muitos destes sinais são difíceis de reconhecer e não podem ser identificados sem formação específica. Todos estes sinais menos óbvios são conhecidos como ‘indicadores’ e incluem uma série de componentes, embalagens e indícios que podem ser avistados nas áreas circundantes.


Objectivo


Estas imagens foram preparadas como um método de treinamento para os programas de Acção contra as Minas. Utilizadas no contexto de um programa estruturado de treino, este material visa explicar o significado dos indicadores e aumentar a capacidade das pessoas reconhecerem as áreas perigosas, nas diferentes situações do seu quotidiano.


Público Alvo


A instrução sobre as áreas minadas destina-se a ser utilizada a dois níveis:

  • Pela população local, como parte de treinamento geral de sensibilização sobre as minas.

  • Com maior profundidade, pelos sapadores e equipas de pesquisa.


Conteúdo


Estas imagens mostram várias situações de perigo e destacam os indicadores que podem servir como aviso. São exibidas também imagens de algumas minas e objectos explosivos não detonados (UXO), como se apresentam no campo; sujos, parcialmente escondidos ou dentro da vegetação densa, e em locais estranhos. Em todas as situações, minas e END são reais, e em toda a região é possível ver exemplares dos mesmos. O conteúdo não é detalhado, mas muitas das lições têm uma relevância geral. Uma vez compreendidos, estes princípios podem então ser aplicados em outras situações para engenhos que não são mostrados aqui.


Utilização do material


Este material é um recurso para os instrutores da Acção contra as Minas utilizarem no melhoramento dos programas existentes. Não é aconselhável usá-lo isoladamente, mas como parte de um curso estruturado dirigido por pessoal qualificado e experiente. Para cada lição, o instrutor deve seleccionar um número pequeno de folhas que ilustrem melhor os princípios a ser apresentados e que são as mais apropriadas para o tema em geral. O conhecimento dos indicadores não necessita de um ensinamento à parte, pode ser integrado como treino de sensibilização ou reconhecimento geral. Para permitir que cada folha seja usada individualmente, o texto associado com cada fotografia está no verso.

Apesar de terem sido feitos todos os esforços para assegurar que o conteúdo é rigoroso, Andy SMith não tem nenhum controle sobre o modo como será usado, e consequentemente, não pode aceitar a responsabilidade por qualquer perda que resulte do uso deste material.










Introduction

What are indicators?


In areas where mines have been used, there are usually signs that they are there even if the mines themselves are not visible. Some signs – like minefield fences and destroyed vehicles – should be obvious, but many are harder to see and may not be recognised without special training. All of these signs are known as `indicators' and include a range of components, packaging and clues seen in the immediate surroundings.

Aim


These images have been prepared as a training resource for mine action programs. Used within your existing structured training program, this material is intended to explain the significance of indicators and to enhance people's ability to recognise danger areas among the scenes and situations that they encounter every day.

Target audience


Instruction on mined area indicators is intended for use at two levels:

  • For local people, as part of general mine awareness training.



  • In greater depth for deminers and minefield survey teams.


Content


These images show a number of dangerous situations and then highlight the indicators that might serve as warnings. Also shown are images of some mines and unexploded ordnance (UXO) as they appear in the field; dirty, partially concealed or overgrown, and at odd angles. All of the scenes, mines and UXO are real, and typical of those seen throughout the region. The content is not comprehensive, but many of the lessons have a general relevance. Once understood, these principles can then be applied to other situations and devices that are not covered here.

Using the material


This material is a resource for use by mine action trainers to enhance existing programs. It is not intended for use in isolation, but as part of a structured course taught by qualified and experienced personnel. For each lesson, the trainer should select a small number of sheets which best illustrate the principles to be taught, and are most appropriate to the overall theme. Awareness of indicators need not be taught as a separate subject, but can be integrated with more general awareness or recognition training. To allow each sheet to be used individually, the text associated with each picture is on its reverse side.

Whilst every effort has been made to ensure the accuracy of the content, Andy Smith has no control over the way that it will be used, and therefore cannot accept liability for any loss arising from use of this material.


Agradecimentos


Este material foi preparado por Andy Smith. As fotografias, a preparação das fotografias e o texto são produto de Andy Smith.

Andy Smith manifesta o seu apreço e agradece em particular a Ken O’Connell da MgM, à MECHEM e à MgM – organizações que permitiram o acesso às fotografias da sua biblioteca.

Em Angola, muitas individualidades e organizações ofereceram aconselhamento e ajudaram a recolher informação e imagens para este material. Um agradecimento muito especial ao General Hélder Cruz, da INAROEE; Mário Nunes, da APN; Håvard Bach, da GICHD; Theo van Dyk, da MECHEM; e Mark Manning e “Tommo”, da MAG.

Finalmente uma palavra de agradecimento ao tradutor deste texto Cláudio de Sousa.o.



 

Na foto da capa vários tipos de minas e UXO,
recuperados em zonas rurais.


At the suggestion of the Technical Editor, previous releases of this material included the implication that every photograph was of a real situation. It was felt that this would add authority to the lessons. In fact it has attracted criticism of the auther/photographer for taking risks.

The truth is that several of the scenes reproduced were recreated for the pictures using disarmed items. Long lenses and computer manipulation were used to keep all risks to a minimum.

The text in this document was originally written to be printed on the reverse of the photograph associated with it. As a result, expressions such as “in the picture overleaf…” are used.

Before deciding how to use this material in any training course, please go to http://www.nolandmines.com/angolaindicators.htm and read the TEACHING NOTES file.


At the suggestion of the Technical Editor, previous releases of this material included the implication that every photograph was of a real situation. It was felt that this would add authority to the lessons. In fact it has attracted criticism of the auther/photographer for taking risks.

The truth is that several of the scenes reproduced were recreated for the pictures using disarmed items. Long lenses and computer manipulation were used to keep all risks to a minimum.


Acknowledgements


This material was prepared by Andy Smith. Design, photographs, picture preparation and text are all by Andy Smith.

Andy Smith acknowledges a particular debt of thanks to Ken O’Connell of MgM, and to MECHEM and MgM – organisations that provided access to photographs in their library.

Many individuals and organisations in Angola offered advice and helped to gather the information and images for this resource. Special thanks to General Helder Cruz of INAROEE; Mario Nunes of NPA; Håvard Bach of GICHD; Theo van Dyk of MECHEM, and Mark Manning and “Tommo” of MAG.
Finally, thanks to the translator, Cláudio de Sousa.

Cover photograph various mines and UXO,
recovered from a rural village.



  1   2


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal