Estórias Curtas V



Baixar 1,41 Mb.
Página1/6
Encontro12.08.2017
Tamanho1,41 Mb.
  1   2   3   4   5   6

Potranca Rompante
Querida Lilá. Convido lhe a acompanhar me nesta viagem por todas as montadoras de automóveis onde já estive a trabalho!”
Como? Sendo o seu Anjo da Guarda, e nunca havendo lhe abandonado, certamente estive consigo em todas essas ocasiões! Mas qual a razão do título “Potranca Rompante” desta nossa peregrinação?”
É uma homenagem à ‘Feminilidade Dilma’. A energia feminina está conquistando mais espaço a cada dia. A potranca rompante é o feminino do “Cavalo rompante símbolo e brasão do conde Francesco Baracca, quem o pintou em seu avião, com o qual morreu na primeira grande guerra, e tornou se herói nacional italiano. Hoje esse brasão élogotipo da Ferrari!”


Então Lilá, calce as suas luvas brancas, estou lhe abrindo a porta esquerda da Ferrari F458. Sente se atraz do volante, pise no acelerador e ouça o motor V8 de 490 Cavalos Rompantes. Sinta nos dedos a suavidade do seu volante, e nos leve passear nesse tour, por todas as cidades onde haja montadoras. Eu ficarei sentado ao seu lado, sem dar palpites na sua condução, apenas deliciando me com a linda visão de seus joelhos, e da paisagem da estrada!”



Onde Nasci

Nasci no bairro deRio Comprido, Santa Açexabdrina, na cidade do Rio de Janeiro DF. Eu digo Distrito Federal, porque naquela época a capital do País era no Rio, e a robalheira ainda não havia sido transferida para Brasilia.

Meus pais moravam no andar superior de um sobrado de três andares, Ao lado havia um riacho que murmurava dia e noite, descendo pela encosta do norro. Havia também uma pontezinha de arcos, que atravessava esse riosinho, a qual podia ser vista da Janela de nossa cozinha..

Da frente de nossa casa enxergava se a Avenida Sapucaí, onde ainda não haviam construido o Sambódromo. Mais ao longe via se a Bahia de Guanabara, a Praia de Ramos, a Ilha do Fundão, e bam à direita, a ponta do Cais do Porto, com navios atracados.

Naquela época ainda não haviam construido o Túnel Rebouças, e o tráfego restringia se ao movimento local do bairro de Santa Teresa. Acima de minha casa havia uma escola, Colégio Santa Alexandrina, administrada por freiras, as quais pareciam Pinguins subindo pela rua, e passando em frente à nossa casa.

Como eu era muito pequeno, menor de três anos, eu quase não me recordo de muita coisa importante que tenha nos acontecido naquela casa.

O nome de Rio Comprido decorre do rio Central que o percorre, que nasce na Floresta da Tijuca, e que desagua na Baía da Guanabara. As atividades de lazer começaram a rarear com a poluição, até que não foi mais considerado seguro nadar no rio. As atividades de pesca e navegação ainda persistiram por mais alguns anos, até que a poluição tornou o rio morto macrobiologicamente, se tornando um logradouro assoreado repleto de esgoto. Posteriormente o rio foi canalizado, sendo hoje um mero córrego de esgoto. Esse foi o rio que eu ouvia murmurar no quintal de nossa casa.

No século XVII, neste vale fluvial, era plantada a cana-de-açúcar, e o açúcar produzido era escoado por um trapiche em embarcações que o conduziam até à baía e ao porto do Rio de Janeiro.

De acordo com o historiador Noronha Santos, pode-se fixar como marco no desenvolvimento da região correspondente os atuais bairros da Cidade Nova, do Catumbi e do Rio Comprido. O Alvará-Régio de 26 de Abril de 1811, que concedeu a isenção da décima urbana aos prédios assobradados ou de sobrado, que se construíssem nas novas ruas abertas, desde o princípio do século. O Rio Comprido era, então, uma área ocupada por chácaras de pessoas abastadas, entre as quais, ingleses ("Chácara dos Ingleses"). Outra propriedade importante era a do bispo Frei Antônio do Desterro, de onde as denominações "Largo do Bispo" (atual Praça Condessa Paulo de Frontin) e Rua do Bispo. Nessa propriedade passaria a funcionar, desde 1891, o Seminário São José, transferido da Rua da Ajuda, no sopé do Morro do Castelo.

O principal logradouro do bairro era a Avenida Rio Comprido (atual Av. Paulo de Frontin), com uma O Rio Comprido era, então, uma área ocupada por chácaras de pessoas abastadas, entre as quais, ingleses ("Chácara dos Ingleses"). Outra propriedade importante era a do bispo Frei Antônio do Desterro, de onde as denominações "Largo do Bispo" (atual Praça Condessa Paulo de Frontin) e Rua do Bispo. Nessa propriedade passaria a funcionar, desde 1891, o Seminário São José, transferido da Rua da Ajuda, no sopé do Morro do Castelo.O colégio original das freiras que passavan na calçada de nossa casa.

O Rio Comprido era, então, uma área ocupada por chácaras de pessoas abastadas, entre as quais, ingleses ("Chácara dos Ingleses"). Outra propriedade importante era a do bispo Frei Antônio do Desterro, de onde as denominações "Largo do Bispo" (atual Praça Condessa Paulo de Frontin) e Rua do Bispo. Nessa propriedade passaria a funcionar, desde 1891, o Seminário São José, transferido da Rua da Ajuda, no sopé do Morro do Castelo.

O principal logradouro do bairro era a Avenida Rio Comprido (atual Av. Paulo de Frontin), com uma Esse bairro elegante, de moradias (casas) de alto nível, abrigava três clubes que aumentavam o lazer dos moradores: o "Clube Desportivo do Rio de Janeiro" (Clube Alemão), com seu campo de "futebol society", gramado maravilhoso (guardado pelo velho Pocidônio), suas pistas de boliche e o ginásio para ginástica olímpica, o "Clube Ibéria" (com sua "micro piscina", quadra de esportes, elevador e gruta), já extinto, e o Clube Minerva, na rua Itapiru, cujo ponto forte era o "futebol de salão".

Outro ponto de entretenimento era o "Campinho do Raul", na parte alta da Rua Santa Alexandrina, onde eram realizadas as "peladas da Velha Guarda", bem como as brincadeiras de "polícia e ladrão". As peladas da garotada eram realizadas na rua mesmo e sofriam paralisação toda vez que a bola caía no canal.

Na década de 1960, destacou-se o "Ponte's Clube", em frente à Alameda Leontina Machado, ligação entre a Av. Paulo de Frontin e a Rua Santa Alexandrina e ocupada, em sua maioria, por componentes da "familia Machado" (Machadinho, Tia jura, Tia Ninita, Dr. Rubens, Tia Marieta, Tia Judith e Marcy), mais tarde substituído pela Turma da Ponte, que se reunia todas as noites na ponte em frente ao Clube Ibéria. Nessa época a maioria das crianças cursava o primário no Colégio SOS (Dona Arlete) ou na Escola Municipal Pereira Passos.

Na época das festas juninas o esqueleto de prédio inacabado onde morava a família Carvalho Coda (Carlos "Firulis" e cia), atual Chácara Paulo de Frontin, servia para lançamento de balões de grande porte, e durante o restante do ano era ponto de encontro para "botar a pipa no ar" em sua laje superior. Menção especial para as famílias "Gigglio" e "Paranhos" cujos apartamentos serviram, durante anos, de base para a turma mais jovem. E como esquecer da família "Silva Marino" moradora ao lado da chácara, e especialmente do "Silvinho" para sempre no nosso coração. E que dizer do "Cidinho", marrento, da Candido de Oliveira, que deve estar aprontando lá em cima.

O velho canal do Rio Comprido dividia as duas faixas da Avenida Paulo de Frontin. O prédio do Seminário São José, já extinto, bem como a Igreja de São Pedro, ajudavam a compor o local. Ainda nessa época, o bairro era servido por uma linha de bondes, cujo ponto final se localizava na parte alta da Rua Santa Alexandrina, e por uma linha de ônibus, a 616 (Rio Comprido -Usina), ambas desaparecidas.

Foi uma época maravilhosa, entretanto, com a abertura do Túnel Rebouças (1967) e a construção do Elevado Paulo de Frontin, a Av. Paulo de Frontin transformou-se numa passagem entre as zonas norte e sul da cidade e os tradicionais moradores mudaram-se, registrando-se uma acentuada queda no índice de qualidade de vida do bairro, atualmente cercado por favelas como o Turano, o Fogueteiro, o Querosene e o Complexo Paula Ramos.

No bairro encontra-se o Campus Rebouças da Universidade Estácio de Sá (o maior e principal da universidade), o "Campus Rio Comprido" da UniCarioca e a escola Fundação Osório, parte integrante do Sistema de Colégios Militares do Brasil. Sem esquecer claro do CAP (Colégio de Aplicação da UERJ) que se encontra na Rua Santa Alexandrina. nesta, existe ainda a sede da Fundação Roberto Marinho e do INMETRO.

No terreno onde ainda hoje é possível encontrar o Seminário São José, também se faz presente o centro administrativo do Jornal do Brasil.

Esse foi o bairro maravilhoso da Cidade Maravilhosa, Ás costas do Cristo Redentor, onde eu aterrisei nesta encarnação. Embora tenha vivido alí menosde três dos meus sessenta e três anos de vida, lembro vagamente de muita coisa boa que me aconteceu lá. Besteiras como o Tio Conrado recolhendo os meus brinquedos na Caixa de Brinquedos, por exemplo.

Ainda Há alguns anos, ao passar pela Paulo de Frontim rumo aà Zona Sul. Eu mostrava o sobrado às minhas filhas, dizendo: “Olhem onde Papai nasceu!” alguns segundos antes de entrarmos no túnel, e tudo escurecer de repente.

“Você querida Lila, é a testeminha dessa Estória Curta. Visto que acompanha me desde aqueles dias!”

“Eujálhe acompanho desde Há Séculos. Desde quando o seu “Germe Espiritual” foi lançado na corrente das reencarnações, a Sansara da Vida!”

“Sim. É o que tens feito muito bem Lila. E eu sou lhe muito agradecido por teres sempre me cuidado e protegido com Zelo Extremo!”




Goes Artigas

Do Rio de Janeiro mudamos para Goes Artigas, no interior do Paraná, Papai e seu irmão solteiro, Tio Paulo haviam adquirido uma fazenda de Pinus Araucária, e uma Serraria. Foi aí que começou o nosso Karma contra o meio mbiente.

Apesar de haver um viveiro com produção de mudas para replantio, a velocidade entre a extração de árvores centenárias, e o seu crescimento, era desproporcional.

Nos fundos da Serrraria havia uma linha de trilhos de vagonete, com cerca de um quilometro de extensão, ao lado da qual eram empilhadas gigantescas pilhas d

e tábuas.

A montanha de serragem cobria uma área do tamano de cinco campos de futebol. Quando pegava fôgo ela ardia por semanas seguidas até que conseguissem apaga la.

Góes Artigas é a localidade de maior altitude, e portanto mais fria de todo o Estado do Paraná. Eu lembro me que no inverno a geada cobria o gramado em frente à nossa casa, e a grama estalava sob os pés, fazendo um ruido de gêlo quebrando. Papai esquentava una chaleira de água para por no radiador de sua caminhonete.

Foi naquela época que meus avós vieram fugidos da guerra da Europa, e moravam conosco. Vovó Louise era quem mais reclamava do desconforto de haverem perdido tudo, pois tinham fugido com a roupa do corpo. Vovô Arthur, era mais conformado e resignado com a situação. Eu gostava muito do Vovô, pois quando eu aprontava e o caldo engrossava para o meu lado, ele abria a porta de seu quarto, chamando me com um gesto, escondendo me até mamãe se acalmar. Não adiantava ela bater na porta, pois tanto ele como Vovó fingiam se de surdos,

Tinhamos também um cão Pastor Alemão, de nome Lumpi, que permitia todo tipo de brincadeiras, inclusive que eu o cavalgasse.

Além do Tio Paulo, e dos meus avós, que moravam conosco, havia cerca de quarenta famílias, todas empregadas na serraria, que moravam na colônia alí perto.

Todos os sábados eles faziam arrasta pés, aos quaiseu não ia é lógico, mas eu ouvia a Sanfona e o surdo lá do meuquarto. Uma vez um deles o “Cadernó” encheu a cara, e bateu num outro coitado com uma ripa cheia de pregos enferrujados. Mamãe quem era a enfermeira da comunidade foi chamada para fazer os curativos. Uma Velha India já havia enchido as feridas do cara com “Picumã”, o que aumentou o trabalho que mamãe teve para as higienizar.

Houve também uma família miga de meus pais. O Senhor Cunha, Dona Laura, e Magda. Vieram do Vale do Paraíba para cuidarem da Vendinha da comunidade, por serem de confiamça de Papai e do Tio Paul.

Seu Cunha era tão devotado a meu pai, que até aprendera a lingua alemã, para poder ler as obras de nossa biblioteca doméstica.

Magda, a filha do casal era uma moça alta e bonita. Ela é um pouco mais velha que a minha irmã..Ccostumava brincar de casinha conosco. Casou se com Severino, um professor da Unicamp, e hoje moram no Canadá.

O tio Pa lo era um solteirão boa praça, antes dele casar com a Tia Astrid, ele trouxealgumas de suas namoradas para que as conhecessemos.

Uma dessas moças, era meio antipática, e fez uma sacanagem com o meu cachorro Lumpi. Pegou um monte de carrapichos gigante, e os jogou no rabo peludo do cão. Ela pensou que ninguém houvesse visto seu gesto sórdido, mas para a infelicidade dela, eu vi.

Mais tarde ao passearmos de canoa pelo rio, eu balancei o barco, desequilibrando a, e a joguei na água, para desespero de Tio Paul, quem teve de pular para salvá la, pois ela não sabia nadar. Felizmente aquele namoro não vingou, e Paul casou com Astrid von Hauff, uma descendente do cocheiro do rei da Austria. Atrid tinha a metadeda idade de Paul quando casaram, ela tinha 24 e ele 48. Tiveram três filhos, e foram felizes até a morte.

“E Você Lila, protegeu a minha vida, cuidando de que Paul pulasse na água e salvasse me!”



Quilometro Cento e Três

Foi no quilometro cento e três da estrada de ferro que liga Iratí i à Guarapuava, que papai comprou uma pequena chácara, onde montou o seu projeto de fabricar Carvão Ativado, aproveitando os galhos de araucárias, derrubadas para a extração de madeira.

Ali construiu um Forno, Uma Retorta, e uma Unidade de extração de terpentina, um sub produto do processo.

Como crianças, não conhecendo as dificuldades reais da vida de nossos pais, fomos muito felizes ali. Tínhamos uma horta com abundância de verduras e legumes, havia a macieira, o pessegueiro, e o marmeleiro, cheios de frutas da época, vez por outra Papai trazia um saco de laranjas, comprado de algum comerciante.

A despensa ficava abarrotada de Sabão feito em casa, , de cordeiro defumado, queijo de cabra, manteiga de cabra, compotas diversas, sacos de açúcar Mascavo, Farinha de Trigo, arroz com casca e descascado.

Passávamos o dia todo brincando e correndo sem sossego. De noite era só cairmos na cama e roncarmos. Não tínhamos dívidas, duplicatas vencendo, nada nos preocupava, nada nos aborrecia, tudo era motivo de alegria, tudo dava nos prazer. Quando Mamãe ia à cidade e nos perguntava se queríamos que trouxesse algo, dizíamos sem titubear: “Bitte bring uns Gummibroot!” Por favor traga nos “Pão de Borracha” que é como chamávamos o Pão Francês de padaria. Já que em casa tínhamos de comer pão integral de centeio feito em casa.

Mamãe sempre cuidou que tivéssemos uma alimentação saudável. Não havia salgadinhos nem refrigerantes, ela usava apenas gordura de côco na cozinha. O óleo de soja era uma novidade, e ninguém apreciava o seu sabor, pois ainda não havia óleo de soja refinado. Os do mercado eram fornecidos a granel, pois vinham em tambores de 200 litros, e tinha se de ir com um vasilhame buscá los no mercado.

Foi nessa época também que co,eçaram as responsabilidades. Tínhamos de ir todos os dias à escola de Dona Beseruchka, uma mestra que dava aula numa classe mista, meninps + meninas, e bem mista pois ia de Primeira à Quarta Séries

A Escola ficava numa colônia ferroviária no quilometro 104, portanto à um quilometro da nossa casa. No inverno era mais complicado devido ao frio que fazia nos cortes da estrada de ferro. O gelo parecia brotar do barranco, formando agulhas iguais às Estalcgtitas das cavernas.

Foi na escolinha também que eu me apaixonei por uma menininha mulatinha, filha de pai branco e mãe negra. Eu sonhava com essa garôta dia e noite. Vivia suspirando sem coragem de declarar me.

“Você Lila foi testemunha dessa primeira paixão!”

Cappinas

Do Paraná viemos morar em Campinas SP. Foi uma viagem de três dias de trem Maria Fumaça, durante a qual um inseto picou o dedão do meu pé, e eu peguei um unheiro, perdendo a unha do dedão esquerdo.

Ficamos cerca de dois meses hospedados na casa da familia Ulick, pois Mamãe era a melhor amiga de Dona Ilsae Ulick, sendo que a minha irmã se chama Ilse em homenagem a essa amizade.

Apesar de Papai dividir as despesas da casa com o Seu Gert, o marido de dona Ilse, eu nunca me senti muito bem com aquele arranjo de Mamãe. Eles e as duas filhas ficaram amontoados num quarto, e nós no outro.

Foi bem na época do carnaval, e eu nunca havia visto um desfile de escola de samba. Isso criou uma certa expectativa, que logo se trransformou em desilusão. Hoje posso afirmar que nunca gostei muito dessa época. É muita bagunça e as pessoas parecem perder a expontaneidade, forçando uma aparência fingida de alegria.

O Rei Momo é considerado o dono do Carnaval, é quem comanda a folia. Possui uma personalidade zombeteira, delirante e sarcástica.

A personificação de Momo é o uso da máscara que ele tira para mostrar seu rosto zombeteiro, possui também, um boneco em uma das mãos que dizem representar a loucura. Além disso, também sacode guizos para animação da folia. Momo é o rei do delírio.

O Carnaval brasileiro tem registros da presença do Rei Momo desde 1933 no Rio de Janeiro. O jornal 'A Noite' representou o rei zombeteiro em forma de um boneco de papelão. O boneco desfilou pelo centro da cidade, foi coroado e a partir daí sempre abria o Carnaval do Rio de Janeiro.

A colombina (do francês colombine, "pombinha") é uma personagem da commedia dell'arte, um gênero de teatro popular que surgiu na Itália, no século XVI. Em geral, aparece como uma serva ou empregada de alguma dama e é caracterizada como uma moça linda e inteligente, de humor rápido e irônico, sempre envolvida em intrigas e fofocas, apaixonada por arlequim, e amada em segredo pelo romântico pierrot.

O pierrot ou pierrô é uma personagem tipo de mimo e da Commedia dell'Arte, uma variação Francesa do Pedrolino Italiano. O seu caráter é aquele de um palhaço triste, apaixonado pela Colombina, que inevitavelmente lhe parte o coração e o deixa pelo Arlequim. É normalmente representado a usar roupas largas e brancas, por vezes metade pretas, cara branca e uma lágrima desenhada abaixo dos olhos. A característica principal do seu comportamento é a sua ingenuidade, e é visto como um bobo, sendo sempre o alvo de partidas, mas mesmo assim continua a confiar nas pessoas. Pierrot também é representado como sendo lunático, distante e inconsciente da realidade.

O arlequim é uma personagem da commedia dell'arte, cuja função no início se restringia a divertir o público durante os intervalos dos espetáculos. Sua importância foi gradativamente afirmando-se e o seu traje, feito de retalhos multicoloridos geralmente em forma de losango, mais ainda o destacava em cena.

Existe contudo, ainda, uma versão igualmente famosa, com origem napolitana no Polichinelo.

O Arlequim foi um personagem disseminado no Brasil principalmente através dos blocos carnavalescos de rua. O carnaval nordestino e baiano soube transferir o fenótipo típico do bobo-da-corte para o artista brasileiro, malandro brincalhão cujas peripécias e aventuras sempre acabam prejudicando as pessoas que se relacionam com ele e, vez ou outra, resultam em lições de moral. No Carnaval, o arlequim procura pelas ruas encontrar seu par, Colombina, e, assim como o Saci, adora fumar tabaco e atrapalhar a festa dos ambiciosos, aventureiros e homens de boa educação.

No folclore, o Arlequim anda invisível ou bem escondido entre as pessoas nas ruas agitadas, pode ser visto somente de relances pelos idosos, pelas damas novas e de boa educação e pelas crianças. Esses momentos tipicamente são quando o Arlequim está roubando pirulitos, balas, fumo, doces e coisas preciosas, para depois geralmente escondê-los das crianças. O Arlequim também pode ser visto de relance por uma dama quando rouba-lhe um beijo, travessura que causa ciúmes em Colombina, que acaba aprontando uma travessura com o Arlequim ou com a dama que foi beijada. O Arlequim não gosta de insetos, de homens que usem bigode e de autoridades policiais.

O Arlequim dá a uma dama bela e de humor rápido o seu coração, lhe entregando na porta de casa. Quando alguém come o coração do Arlequim, essa pessoa se torna o Arlequim. O intento de Pierrot é capturar seu coração quando Arlequim tiver deixado-o para alguém, intento esse que sempre fracassa devido às travessuras do mesmo.

Não sei se foi influenciado pela minha situação desconfortável de estar na casa dos outros, se pelo poder ridiculo de Momo, pela promiscuidade e volubilidade de Colombina, pela inconsistencia do sentimento fútil de Arlequim, ou pela tristeza da lágrima a de Pierrot. Sei que em vez de alegria, o carnaval sempre representou uma grande nostalgia.

Felizmente Papai encontrou o sitio do Senhor Juca, com uma chaminé, uma tapera velha, e um brejo cheio de sapos e rãs, para alugar. Tinhamos apenas de fazer um fôrro, dar uma caiada na casa velha. Em menos de uma semana haviamos mudado para a liberdade.

“Então querida Lila, tu sabes bem o quanto eu me sentia pequeno e humilhado, por estarmos invadindo a privacidade daquela familia!”

“Sim, eu lembro me. Mas também passou!”

Sitio do Juca

Ficava a cerca de un quilometro daponte do Rio Quilombo,na estrada de acesso à Rodovia Anhanguera, na cidade de Sumaré SP.

Papai escolhera alugar aquele sitio porque além de haver uma casa de alvenaria para morarmos, havia uma chaminé que serviria para a tiragem da fumaça dos fornos e retortas da fábrica de carvão ativado.

Havia também a vantagem de ser mais perto de Piracicaba, ondew se concentrava a industria Sucroalcooleir. Mercado alvo fo produto, para o refino de açúcar.

O carvão ativado é um material de carbono com uma porosidade bastante desenvolvida. Com o recurso a técnicas de absorção de azoto a 77K, pode-se verificar que contém essencialmente microporos.

O carvão activado tem a capacidade de colectar selectivamente gases, líquidos ou impurezas no interior dos seus poros, apresentando portanto um excelente poder de clarificação, desodorização e purificação de líquidos ou gases.

Este tipo de carvão é obtido a partir da queima controlada com baixo teor de oxigênio de certas madeiras, a uma temperatura de 800 °C a 1000 °C, tomando-se o cuidado de evitar que ocorra a queima total do material de forma a manter sua porosidade.

Os usos mais comuns para o carvão activado são a absorção de gases (na forma de filtros) e no tratamento de águas, onde o carvão se destaca por reter nos seus poros impurezas e elementos poluentes. É utilizado em diversos ramos das indústrias química, alimentícia e farmacêutica, da medicina e em sistemas de filtragem, bem como no tratamento de efluentes e gases tóxicos resultantes de processos indústriais

Artefatos impregnados com carvão aсtivado são utilizados para evitar que geladeiras e congeladores emitam odores derivados dos alimentos ali estocados. Filtros à base dessa forma de carvão também são utilizados para purificação da água que chega às residências pelas torneiras, uma vez que seus poros retém qualquer traço de partículas e moléculas grandes que causem coloração, sabores ou odores estranho nessa água. O uso em sistemas de filtragem de aquários também é bastante comum.

Em todos os casos citados, o carvão activado deve ser substituído periódicamente, tendo em vista que seus poros acabam se impregnando com as impurezas retiradas do ar ou água, o que faz com que gradativamente, esses filtros percam a eficiência.

O uso de carvão activado é considerado hoje um dos mais eficientes tratamentos em casos de intoxicações, sobretudo quando o socorro é tardio.

O carvão ativado absorve a substância tóxica e diminui a quantidade disponível para absorção pelo sistema digestivo. Os seus efeitos colaterais são mínimos. As substâncias tóxicas absorvidas nos poros são eliminadas com o carvão através das fezes.

O carvão activado é classificado como sólido inflamável de combustão expontânea. Recebe o código das Nações Unidas - UN1362, Classe 4,Divisão 4.2, sendo portanto um produto perigoso para o transporte. O expedidor ou embarcador desse tipo de produto deverá cumprir com as regras estabelecidas para o seu transporte, em especial o Orange Book da ONU para o transporte terrestre, o IMDG Code da IMO para o transporte marítimo e o DOC 9284 da ICAO para o transporte aéreo.

Para cada modal de transporte há um conjunto de regras que devem ser obecidas antes de oferecer o produto para transporte. É de sua responsabilidade verificar se o produto pode ou não ser transportado e em que quantidade para o modal escolhido, estabelecer sua classificação, utilizar embalagem certificada/homologada, utilizar a etiqueta de risco compatível para a classe e divisão do produto, documentar e armazenar em condições seguras.

“Lembra Lila, com que Papai nos presenteou no natal?”

“É claro que me lembro. Foi com um chicote que ele fez com um pedaço de correia, encaixado num cabo de vassoura!”

“Uma crueldade não acha?”

“Mas Vocês logo deram sumiço no tal artefato de tortura, jogando o no brejo, nos fundos do Sítio!”



Granja Bela Vista

Papai gastou todos os seusa recursos na nova unidade de produção de carvão ativado, que foierijida no sitio de Seu Juca em Sumaré SP.

Por entender bastante de Apicultura, começou a prestar consultoria nessa área. Um de seus clientes possuia uma porção de colmeias, que cokhiam mel de laranjeiras dos pomares da região.

Pai não teve muita sorte com seu negócio de Carvão Ativado. Investiu pesado na planta de Goes Artigas, onde conseguiu um produto de ótima qualidade com galhos de Araucaria, mas havia o problema logistico, pois o mercado consumidor ficava na região industrializada de São Paulo.

Veio paraSumaré SP, investiu de novo, mas a qualidade do carvão de Eucalipto era nferior, Fechou as portas duas vezes, e agora dedicava se a bicos esporádicos na área de Apicultura.

Herman Mause, um dentista de São Paulo, fizera muito sucesso com Odontologia, e adquirira um pequeno Sitio, onde pretendia criar galinhas, plantar laranjas, e criar abelhas. Propos a Papai, que como entendia de Apicultura, fosse administrar a Granja Bela Vista.

Ouvi quando Papai discutiu a proposta com Mamãe: “Ali ha uma boa casa para morarmos, não pagaremos aluguel, nem água, nem energia elétrica, as crianças poderão comer frutas à vontade, ois há de tudo. Também ha uma horta enorme para fornecer verduras para as galinhas. Você ficará com a parte administrativa e contábil, Eu ficarei com a Casa de Rações, e a Gerencia Executiva da granja!”

“E com as Abelhas!”

“Sim com as abelhas. Você sabe o quanto as pesquisas com Apicultura me atraem!”

“E quando a gente muda?”

“É só arrumarmos as coisas, e avisar o Herman para bsca las com o caminhão da granja!”

“E a escola das crianças?”

“Continuam na mesma escola. Virão de bicicleta até a Vendinha do Senhor Luis Campos, e de lá virão de ônibus para a escola!”

Eu fiquei feliz com a mudança. Estaca ansioso para cair naquela piscina que vira um dia quando viera com Papai cuidar das abelhas, estava feliz também pois teriaoportunidade de rever Hille, a bela e exuberante filha de Herman. Eu a vira de Short, quando lá estivera. Haviamos sido apresentados, e eu logo me interessara pela garota ariana, que falava alemão, e cujo português possuiaum sotaque encantador.

Papai estava experimentando um novidade em Apicultura. Consistia da captura da rainha e sua colocação numa gaiolinha, dentro da propria colmeia.

Criando diversas rainhas captrada o enxame permanecia robusto, e supostamente produzia mais Geleia Real.

Geleia Real é a secreção produzida pelas glândulas hipofaríngeas das jovens abelhas operárias, durante um breve periodo de suas vidas. A continuidade é obtida pela produção das novas jovens operárias da colméia. A rainha dessa maneira sempre deverá produzir ovos.

Este alimento é empregado pelas abelhas para alimentar suas larvas por 3 dias aproximadamente, a rainha durante toda a sua vida, sendo dado também aos zangões no período inicial de suas vidas. Também misturado com mel. Também tem um efeito antioxidante.

Apiterapia é a utilização de produtos derivados das abelhas para tratamento terapêutico. Nestes casos, são utilizados o mel, o pólen, a geléia real e as apitoxinas das picadas das abelhas. De acordo com seus adeptos, esta prática pode curar doenças do aparelho respiratório, cardiovascular, genitourinário e gastrintestinal, doenças de ordem neurológica e dermatológicas, como a celulite, entre outras.[1]. Substancias extraídas da Apis melifera são também utilizadas em preparados da homeopatia inclusive com o próprio corpo da abelha.

Denomina-se toxinologia o ramo da toxicologia que estuda as propriedades dos venenos animais tanto para o tratamento de envenenamentos como para aplicação terapêutica de seus componentes moleculares. Exemplos podem ser encontrados no estudo dos anuros (ver: Vacina do sapo; das serpentes a exemplo da jararaca (Bothrops) se derivou o medicamento Captopril (Capoten) produzido pela Bristol Meyrs) e mais recentemente do monstro de gila (Heloderma) de cuja saliva desenvolveu-se um remédio para diabetes.

A origem da apiterapia moderna remonta ao século XIX, onde o médico austríaco Philip Terc, portador de reumatismo, foi atacado por uma série de abelhas. Depois do ataque, começou a perceber que suas fortes dores começaram a desaparecer. A partir de então, começou a estudar o mundo das abelhas.

O mel é uma substância alimentar adocicada e viscosa produzida pelas abelhas. É o néctar digerido pelas abelhas e usado como alimento na colméia.

Possui várias propriedades terapêuticas tais como, combate a anemia, tratamento de infecções bucais, digestão alimentar, poder de cicatrização, prevenção contra o câncer, entre outras.

Propolis É uma resina utilizada na limpeza da colméia. Possui propriedades antimicrobianas e antiviróticas, devido a substâncias como galangina, ácido caféico e ácido ferúlico.

O veneno das abelhas pode ser utilizado a partir de abelhas vivas, de forma controlada, através de suas picadas. Podem ser usadas também outras formas de inoculação como injeções, flotação, inalação e absorção sub-lingual.

Acredita-se que possuem propriedades anti-inflamatórias, oriundas das apitoxinas, inoculadas na picada. Assim, podem diminuir o inchaço e aliviar as dores nas articulações em artrites.

O veneno é caracterizado pela sua complexidade e muita solubilidade em água. Constitui-se de uma substância transparente, incolor e amarga. É formado por uma diversidade de aminoácidos, enzimas, substâncias voláteis e 88% de água.

O remédio homeopático Apis mellifica possui efeito anti-inflamatorio e em alguns indivídiuos apresenta propriedades curativas especiais (anti-depressivas) que os homeopatas explicam como especificidade das reações pacientes - medicamento.

Pesquisas também tem sido realizadas para aplicação da picada de abelha nos pontos de acupuntura, potencializando ou modificando seu efeito, prática esta denominada por alguns de apipuntura. O que se sabe é que na antiga Medicina tradicional chinesa já se conhecia a utilização de venenos animais (sapos, escorpiões, etc.) e estimulação de regiões específicas com irritantes químicos de origem vegetal tipo óleos de Mentha, Eucalipto, Cânfora aplicados isoladamente ou combinados entre si

Morar na Granja Bela Vista, foi muito útil pois enfatizou a minha relação com o trabalho. Além de ajudar Papai com as abelhas, e apreendercm ele muito sobre Apicultura, eu tive oportunidade de apreender a operar Tratores, a regular implementos agrícolas, e a formular rações para galinhas poedeiras, já que havia mais de 4.000 galinhas poedeiras.

Também tive oportunidade para desenvolver equipamentos como Comedouros Automáticos de Ração, Equipamentos para a coleta de ovos, Classificadores de ovos, picadores de verdura, bebedouros automáticos, etc. Toda a parafernalha relacionada com Incubadoras, chocadeiras, e demais componentes.

Com Hille, a filha do patrão, também aprendi muita coisa a respeito das surpresas e incoerências do trato com as mulheres, suas vontades, seus caprichos, suas taras e fantasias sexuais.

Papai também era Especialista em Termicidade. Criogenia e Calor eram suas áreas. Logo foi contratado pela TECHINT, empresa italiana com a qual veio a se aposentar. Assim mesmo a nossa permanencia na Granja Bela Vista durou mais de cinco anos.

“Foi uma boa época não foi Lila?”

“Com espaço para correrem e brincarem. Havia até uma “Casa de Árvore” que você construiu de caixotes de madeira, sobre três árvores de Pinus!”

“Sim. Uma Casa Triangular com escadinha de corda de acesso. Lá dentro brinquei muito com a linda Hilde. Brincadeiras ingênuas e românticas!”



Rua Dom Barreto

Da Granja Bela Vista a minha familia veio residir em Sumaré SP, municipio onde eu e Papai tinhamos o nosso endereço fixo, já que eramos transferidos de obra para obra, pela TECHINT nosso empregador.

Sumaré -Cyrtopodium ou cirtopódio é um género botânico pertencente à família das orquídeas (Orchidaceae). O gênero Cyrtopodium foi proposto por Robert Brown, em 1813, publicado em Hortus Kewensis 5: 216. A espécie tipo é o Cyrtopodium andersonii (Lamb. ex Andrews) R.Br., antes Cymbidium andersonii Lambert ex Andrews. O nome do gênero vem do grego kyrtos, inclinado, e podium, pé, provável referência à inclinação do pé da coluna de suas flores.

Cyrtopodium Sumaré, agrupa mais de quarenta espécies terrestres ( ex:C. eugenii, C. brandonianum), rupícolas ( ex. C. aliciae, C. cardiochilum), epífitas ( ex. C. palmifrons, C. punctatum) e paludículas ( ex. C. hatschbachii, C. fowliei), popularmente conhecidas como sumaré ou rabo de tatu, que existem desde a Flórida (Everglades) até a Argentina.

A maioria das espécies ocorrem no Brasil (algumas delas endêmicas), onde a espécie é encontrada em praticamente todos os estados e em todos os biomas brasileiros, vegetando desde a região litorânea (ex. C. holstii, C. gigas) à floresta amazônica (C. cachimboense, C. roraimense), em campos rupestres e de altitude de grandes cadeias montanhosas (ex. C. cipoense, C. glutiníferum), nas pradarias e campos gerais do sul do país (ex. C. kleinii, C. dusenii) e também em veredas e áreas brejosas (ex. C. paludicolum, C. lissochiloides), além das espécies epífitas (ex. C. gigas, C. santlegerianum), que geralmente são encontradas preferencialmente hospedadas em troncos de palmeiras.

Estas espécies, de porte muito variável, porém na maioria das vezes robustas, apresentam pseudobulbos agrupados, que em algumas espécies são baixos e espessos (algums vegetam completamente enterradas no solo), em outras altos e mais delgados, chegando a superar os setenta centímetros de altura, envoltos em baínhas foliares. A largura e altura da folha varia muito de espécie para espécie, havendo algumas com menos de 1cm de largura e 10cm de altura(C. linearifolium), a outras com folhas largas alcançando 10 cm de largura (C. cardiochilum) e mais de 1m de altura (C. paludicolum), disticamente organizadas e nervuradas, caducas, de lâmina articulada e ápice acuminado.

A inflorescência é sempre vigorosa e abundante, brota da base do pseudobulbo, podendo ter de algums centimetros (C. linearifolium, C. dusenii) a mais de 1 m de altura (C. paludicolum), pode ser racemosa ou paniculada, ereta, e carrega-se de flores de tamanho e cor variado conforme a espécie, protegidas por grandes brácteas vistosas, unduladas e coloridas, que em alguns casos parecem fazer parte das flores. Estas, que à primeira vista lembram Oncidium, são ressupinadas, em regra crespas, com cerca de três centímetros de diâmetro geralmente amarelas, raro esverdeadas, com ou sem pintas marrons ou avermelhadas.

O labelo de suas flores, mais ou menos trilobado, apresenta complicado calo verrucoso ou tuberculado no disco, é unguiculado e articulado ao ápice do pé da coluna. Os lobos laterais eretos, o terminal menor. A coluna é levemente arqueada, com antera terminal, duas polínias cartilaginosas, e viscídio curto.

Trata-se de um género bastante resistente, necessita de alta luminosidade e um grande período de insolação, além de grande aeração para um bom desenvolvimento. As espécies de hábito terrestre e principalmente as de hábito rupícula apresentam uma baixa tolerância ao exesso de umidade, isso porque a maioria das espécies do género passam por um período anual de estresse hídrico, ou seja, um periodo geralmente de 6 meses em média sem chuva, mas como já mencionado, isso não se aplica a todas as espécies. Para as plantas de habito paludícula não existe esse período, uma vez que elas vegetam em substrato permanentemente encharcado.

Enquanto Mamãe e a minha irmã Ilse ficaram morando em Sumaré SP, onde eu fiquei apenas alguns anos, (+_ 10) eu era transferido de Camaçari BA, para Bertioga SP, de lá para Paulinia SP, para Araucaria PR, Para São Mateus do Sul PR, e para onde houvesse obras da Petrobras, relacionadas com petroquimica e congeneres.

Mas o pouco tempo que fiquei morando em Sumaré, bastou me para eu fazer bons amigos no Ginásio, na Minasa, na Eletrometal, na 3M, no Moinho Universal, na oficina do Walter e do Hamiltom, ouseja por todos os lugares onde estive.

O meu melhor amigo, o Joe, e seus imãos Arthur, Leroy e Charles. Amigos até hoje, todos abensoados pela orquidea z,arela Sumaré (Cyrtopodium Sumaré,).

Sim, o sonho! Sim, a quimera! Sim, a ilusão! Sem os sonhos, sem as quimeras, sem as ilusões, a vida não tem sentido e não oferece interesse. A utopia é o principio de todo progresso. Sem as utopias de outrora, os homens viveriam ainda miseráveis e nus nas cavernas. Foram os utopistas que traçaram as linhas da primeira cidade... Dos sonhos generosos, nascem as realidades benéficas.

“Lilá, você lembra quantas namoradas, vieram visitar ne quando ali moramos?”

“Lembro sim. Lembro especialmente de uma lourinha de óculos, quem veio em comitiva, numa kombi, para lhe convidar para ires de Terno, por causa de um baile que haveria!”

“Lembra o quanto isso fez me feliz? Muito Feliz!”



Rua Culto à Ciência

Nome imponente e forte que tem muito significado para mim pois foi lá que nos morávamos quando eu me casei em 1971.

Apenas comprei cama de casal e Guarda roupa, e transformei o meu quarto de solteiro para quarto de casal.

Naquela rua morava também a família de Dona Marlene, sendo lá que conheci o casal Kresner, que viriam a ser os sogros de minha filha Karin. Dava nome à rua o famoso Colégio Culto à Ciência, o qual também era ali.

O Colégio Culto à Ciência (atualmente C.E. Culto à Ciência) é uma escola de Ensino Médio no bairro do Botafogo na cidade de Campinas, estado de São Paulo, Brasil. Foi fundada em 12 de janeiro de 1873, como uma escola particular para meninos por uma associação nomeada Sociedade Culto à Ciência, onde parte dos membros fazia para da Loja Maçônica Independência.

Composta pelos fazendeiros, comerciantes e intelectuais da cidade, dentre eles estavam: Antônio Pompeu de Camargo; Francisco Glicério, Campos Sales que mais tarde tornar-se-ia presidente do Brasil de 1898 a 1902,

Jorge Krug; Joaquim Bonifácio do Amaral, o Visconde de Indaiatuba, Joaquim Egídio de Souza Aranha, o Marquês de Três Rios; Cândido Ferreira, e o Barão de Atibaia. O nome da escola reflete a influência do positivismo de seus fundadores. Em 1890 a escola passou por uma crise e teve de fechar as portas até 1896, quando foi reaberta sob a égide do governo de São Paulo como Ginásio Estadual.

Até 1964, quando uma controversa reforma educacional foi promovida pelo Regime Militar, o Colégio Culto à Ciência era uma escola igualitária e de alta qualidade, frequentada tanto pela elite econômica e pela classe média. Muitas dessas qualidades foram perdidas após a reforma, para a tristeza de seus muitos alunos. Atualmente a escola faz parte do sistema estadual de ensino, dentro da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.Entre seus alunos estão:

FAIUSTÃO. Fausto Correa da Silva Iniciou sua carreira aos quinze anos, como repórter da rádio Centenário de Araras, no interior de São Paulo. Logo depois, mudou-se para Campinas e trabalhou durante cinco anos na Rádio Cultura, na qual comandou o musical New Pop International. Em 1970, foi contratado pela Rádio Record, na capital paulista, para apresentar o jornal da noite, do qual era também redator, e se iniciou no mundo do esporte, passando a trabalhar como repórter de campo na Jovem Pan - Rádio Panamericana. Além do rádio, Faustão também se dedicou ao jornalismo tendo sido contratado pelo jornal O Estado de São Paulo, como reporter esportivo. Foi nessa função que foi levado para a Rádio Globo, em 1977, convidado por Osmar Santos.

Nessa época, Osmar Santos estava cursando a faculdade de Administração Pública na Fundação Getúlio Vargas e tinha aulas com nomes destacados da política como Eduardo Suplicy e André Franco Montoro; o momento de abertura política entusiasmava muito o locutor, tanto que ele levava para as transmissões futebolísticas artistas importantes, como Lima Duarte, e políticos, como o então sindicalista Luís Inácio Lula da Silva para comentarem o jogo e a situação do país. Isso impacientou alguns anunciantes que pediram uma providência para o Sistema Globo de Rádio.;

Regina Duarte Iniciou sua carreira aos quinze anos, como repórter da rádio Centenário de Araras, no interior de São Paulo. Logo depois, mudou-se para Campinas e trabalhou durante cinco anos na Rádio Cultura, na qual comandou o musical New Pop International. Em 1970, foi contratada pela Rádio Record, na capital paulista, para apresentar o jornal da noite, do qual era também redatora, e se iniciou no mundo do esporte, passando a trabalhar como repórter de campo na Jovem Pan - Rádio Panamericana. Além do rádio, Faustão também se dedicou ao jornalismo tendo sido contratado pelo jornal O Estado de São Paulo, como reporter esportivo. Foi nessa função que foi levado para a Rádio Globo, em 1977, convidado por Osmar Santos.

“Lila, eu trabalhava na construção da Replan em Paulinia, mas já sabia ser por pouco tempo, pois a Techint, minha empresa firmara contrato com a Copamo em Ribeirão Pires, para onde seriamos logo transferidos!”



Ribeirão Pires SP

Fui transferido de Paulínia (Replan) para a obra da COPAMO Consorcio Paulista de Monômero, em Ribeirão Pires SP.

Em química, um monômero (português brasileiro) ou monómero (português europeu) (do grego "mono", "um" e "meros", "parte") é uma pequena molécula que pode ligar-se a outros monômeros formando moléculas maiores denominadas polímeros.

Exemplos de monômeros são os hidrocarbonetos, derivados do petróleo, dos tipos alcanos e alcenos. Os hidrocarbonetos como o estireno e etileno reagindo em cadeia formam plásticos como o poliestireno (reação em cadeia do estireno) e polietileno (reação em cadeia do etileno). Esta reação em cadeia entre os monômeros formando o polímero é chamada de polimerização.

Monómeros:....+ A + A + A + A + .... → Polímero:...-(A-A-A-A)-....

Os aminoácidos são monômeros naturais que polimerizam formando as proteínas, e a glicose é também um monômero natural polimeriza formando os polímeros amido, celulose e glicogênio.

A reação de polimerização, como no caso da formação dos polímeros amido e celulose a partir dos monômeros de glicose, é uma reação de "desidratação" ou de "condensação" (devido a formação da água ( H2O ) como um dos produtos) , onde um átomo de hidrogênio de um monômero combina-se com o grupo hidroxila ( -OH ) de outro monômero, formando a água. As ligações livres dos dois monômeros se combinam formando o polímero.

Quando não ocorre a formação de água na polimerização entre monômeros do mesmo tipo, como no caso da formação do polímero polietileno, a reação é denominada de "polimerização de adição". Quando ocorre entre monômeros diferentes, por exemplo, entre estireno e eritreno (seja por adição ou condensação) é denominada de "copolimerização".

Os polímeros , dependendo do número de monômeros, podem ser chamados de "dímeros", "trímeros" , "tetrâmeros" , ... se tiverem 2, 3 , 4, ... monômeros, respectivamente. Qualquer número de unidades de monômeros nos polímeros mais simples podem ser indicados pelo prefíxo apropriado. Quando o polímero é muito extenso prefere-se utilizar o prefixo "poli", por exemplo, polietileno.

Excimer significa excited dimer, ou seja, um composto formado por duas moléculas de um monômero, no estado excitado.

Na prineira semana consegui alugar uma casinha de fundos, para onde o caminhão da empresa levou a nossa mudança; A cama e o Guarda Roupas, uma pequena geladeira herdada de mamãe, e um fogão usado comprado numa loja de móveis usados.

Ribeirão Pires é um município do estado de São Paulo, na Região Metropolitana de São Paulo, integrando um grupo de municípios conhecidos como Região do Grande ABC. A população estimada em 2009 era de 112 011 habitantes e a área é de 99 km², o que resulta numa densidade demográfica de 1116,07 hab/km².

Seus municípios limítrofes são Ferraz de Vasconcelos a norte, Suzano a nordeste e leste, Rio Grande da Serra a sudeste e sul, Santo André a sudoeste e Mauá a noroeste. O município é servido pelos trens da linha 10 da CPTM. Tornou-se município em 1953, quando foi emancipado de Santo André.

O clima daquela cidade do alto da serra, é muito nublado, frio e chuvoso. São raros os dias de sol ali. Na casa que aluguei, havia um pé de Chuchu, o qual conservei contando comeros alguns Chuchus, não demorei a me arrepender, pois ele cresceu cobrindo o telhado da cozinha, e além da umidade, havia uma porção de Caramujos indesejáveis infestando a nossa cozinha. Já que não sabíamos preparar “Escargots”, aquilo só nos incomodava.

Sueli estava grávida da nossa primeira filha Ivanna Raphaela. Sue teve uma hemorragia, eu a levei à farmácia mais próxima e acabei dando trabalho o farmacêutico, por desmaiar durante o tendimento.

Foi uma gravidez complicada que ela a custo conseguiu segurar até o oitavo mês de gestação. A menina nasceu prematura e não sobreviveu. Como eu não gosto de enfatizar lembranças ruins e momentos dramáticos, comento apenas que acreditamos que o espírio de Ivanna Raphaele, seja o mesmo da Renata Ivanna, a qual tem esse nome por esse motivo.

Naquela plante eu tive dois chefes que tornaram se meus amigos: O Senhor Bischoff quem era o responsável técnico da obra, e o Senhor Chaves, gerente administrativo, com quem eu já trabalhara antes no Oleoduto de São Sebastião a Cubatão. Com ambos eu me entendia muito bem e ambos me ensinaram muito.

Lembro que tínhamos de montar o” Flare” aquela torre que fica sempre queimando gases tóxicos. Ele media mais de cem metros, e seria montado em cima do morro. A sua instalação careceu de um “Riger” (Especialista Argentino) importado só para essa finalidade.

“Com o equipamento atualmente disponível não será possível!” Disse o Riger, voltando para Buenos Aires.

“Esse argentino não sabe nada. Vamos montar o Flare na raça?” Propôs Bischoff.

“Conferi os seus cálculos. Também acho possível!” Eu respondi. Então posicionamos os guindastes conforme seus cálculos e pronto. Montamos em menos de dez minutos.

“Foi um feito profissional, Lilá, do qual até hoje muito me orgulho!”

“Especialmente por causa do risco assumido!”

Rua Carioba em Americana

Tive uma proposta generosa da Fibra Fiação Brasileira de Rayon, Quem pretendia erigir uma fiação de Nylon em Americana.

O náilon é um nome genérico para a família das poliamida, sintetizada pelo químico chamado Wallace Hume Carothers em 1935. Foi a primeira fibra têxtil sintética produzida. Dos fios desse polímero fabricam-se o velcro e os tecidos usados em meias femininas, roupas íntimas, maiôs, biquínis, bermudas, shorts e outras roupas esportivas .

Várias são as histórias que explicam a etimologia dessa palavra. A mais famosa (ainda que não seja provada) conta que ele é assim chamado, pois a fábrica que inicialmente o produziu tinha sede tanto nos Estados Unidos (em New York) quanto na Inglaterra (em London). Os criadores dessa fibra, diante da necessidade de dar-lhe um nome, decidiram juntar as iniciais de New York, com as três primeiras letras de London, dando origem à palavra nylon. Outra possível explicação para o termo seria a de que durante a 2ª Guerra Mundial os EUA usaram o tecido nos pára-quedas. O "nylon" seria então uma abreviação de "Now you've lost, Old Nippon

O náilon consiste, também, no mais conhecido representante de uma categoria de materiais chamados poliamidas, que apresentam ótima resistência ao desgaste e ao tracionamento. Esta última propriedade é facilmente percebida quando tentamos arrebentar com as mãos uma linha de pesca fabricada com náilon.

O náilon e as demais poliamidas podem também ser moldados sob outras formas, além de fios, possibilitando a confecção de objetos como parafusos, engrenagens e pulseiras para relógios.

O náilon também é muito utilizado para realização de suturas em ferimentos, uma vez que é um material inerte ao organismo e não apresenta reação inflamatória como outros fios de sutura (ex.: vicryl, cat-gut, seda, algodão).

Este fio pode ser tão resistente quanto o fio que forma as teia da aranha. Isto se deve a uma certa semelhança química entre o que seja o náilon e as proteínas. Os polímeros que genericamente são chamados de náilon são resultado da polimerização de ácidos dicarboxílicos alternadamente com diaminas, enquanto as proteínas são polímeros de aminoácidos.

Como o cordão umbelical da minha esposa era mais resistente que o Nailon, e fora mal cortado, não houve como não aceitar, apesar de ter de sacrificar um pouco de salário.

Alugamos uma casinha próxima a casa da sogra, e voltamos para Americana

“Eu trabalhava na FIBRA quando Karin, a minhafilha nais velha nasceu. Lemba disso Lila?”

“Claro. E convidou Sr.Nagib, para assinar o registro!”



Poços de Caldas MG

Ah o bendito salário fala mais alto. Um empreiteiro da Fibra, a Kleber venceu uma concorrência da LPC Lacticínios Poços de Cardas, recentemente adquirida pela pela francesa Danone, que pretendia construir um moderno Lacticínio.

Fui sozinho pois morava em hotel, mas logo passei a gostar de cama quente, e consegui trazer Sue e a recém nascida Karin, para morarem comigo.

Poços de Caldas começou a seua história a ser escrita a partir da descoberta de suas primeiras fontes e nascentes, no século XVII, encontradas no fundo de um vulcão desde 85 milhões de anos atras. As águas raras e com poderes de cura foram responsáveis pela prosperidade do município desde os seus primórdios, quando as terras começaram a ser ocupadas por ex-garimpeiros, desiludidos com o declínio da atividade aurífera na região das minas. Eles passaram a se dedicar sobretudo à criação de gado, sendo obrigados a percorrer longas distâncias em busca de pasto para os animais.

Mas a região onde hoje se situa Poços de Caldas já tinha proprietário. Pertencia, desde 1818, ao capitão José Bernardes Junqueira. Por isso, quando o Senador Joaquim Floriano Godoy declarou de utilidade pública os terrenos junto aos poços de água sulfurosa, determinou também a desapropriação do local. Um expediente que acabou se mostrando desnecessário, porque o próprio capitão se encarregou de doar 96 hectares de suas terras para a fundação do município. O ato foi assinado no dia 6 de novembro de 1872, data em que se comemora o aniversário de Poços de Caldas.

Desde 1886, funcionava no município uma casa de banho, utilizada para tratamento de doenças cutâneas. Ela se servia da água sulfurosa e termal da Fonte dos Macacos. Em 1889 foi fundado, por Pedro Sanches, outro estabelecimento para o mesmo fim, captando água da Fonte Pedro Botelho, no local onde está o parque infantil Darcy Vargas. Ali, a água sulfurosa subia até os depósitos por pressão natural. O balneário não existe mais. Em seu lugar foram construídas, no final dos anos 20, as Thermas Antônio Carlos, um dos mais belos prédios do município.

Poços recebeu seu primeiro visitante ilustre, o Imperador Dom Pedro II, em outubro de 1886. Ele esteve na "freguesia", acompanhado da imperatriz dona Teresa Cristina, para a inauguração do Ramal da Estrada de Ferro Mogiana. Três anos depois, em 1889, o município foi desmembrado do distrito de Caldas e elevado à categoria de vila e município. Seu nome tem relação com a história da Família Real Portuguesa. Na época em que foram descobertos os poços de água térmica e sulfurosa e , o município de Caldas da Rainha, em Portugal, já era uma importante terma utilizada para tratamentos e muito frequentada pela família real. Caldas possui o mais antigo hospital termal em funcionamento no mundo, desde o século XVI. Como as fontes eram poços utilizados por animais, veio o nome Poços de Caldas.

A prosperidade e o luxo tiveram seu grande momento em Poços de Caldas enquanto o jogo esteve liberado no Brasil. Pelos salões do Palace Casino e do Palace Hotel desfilava a nata da aristocracia brasileira e até de outros países. O presidente Getúlio Vargas tinha uma suíte especial no hotel, com a mesma decoração da que ele usava no Palácio do Catete, no Rio de Janeiro, então capital do país. O quarto ainda hoje preserva os móveis e o estilo da época. Mas uma das maiores atrações do hotel continua sendo sua piscina térmica, construída num suntuoso salão sustentado por colunas de mármore de carrara.

Dentre os artistas que passaram pelo Palace Casino naquela época áurea incluem-se Sílvio Caldas, Carmem Miranda, Orlando Silva e Carlos Galhardo. Estiveram também em Poços de Caldas personagens ilustres como Rui Barbosa, Santos Dumont, o poeta Olavo Bilac e o romancista João do Rio. Entre os políticos, o interventor de Minas Gerais durante o Estado Novo, Benedito Valadares, e o presidente Juscelino Kubitschek, entre outros, foram também presenças constantes.

A proibição do jogo, em 1946, e a invenção do antibiótico tiveram forte impacto para o turismo no município. O termalismo deixou de ser a maneira mais eficaz de tratar as doenças para as quais era indicado. E os cassinos foram fechados. A economia de Poços sofreu um grande abalo, mas logo encontrou uma alternativa ao entrar no "ciclo da lua-de-mel", quando tornou-se elegante passar as núpcias no município e o turismo conseguiu fôlego para sobreviver. Depois deste período, o perfil do turista que visita Poços mudou. A classe média e grandes grupos passaram a frequentar as termas, a visitar as fontes e outros pontos de atração do município, antes restritos à elite.

Em 2006, o município realizou investimentos para aumentar o fluxo de turistas, explorando outros belos atrativos de que dispõe, para pessoas de todas as idades e gostos, como o turismo ecológico, cultural, de aventura e esportes radicais.

O lacticínio em que trabalhei era gerido por um francês maluco que tinha um desagradável cacoete de imitar peidos com a boca, ocasião em que cusapia involuntariamente nas pessoas, especialmente ao ficar nervoso. O projeto era falho e cheio de defeitos que tinham de ser solucionados na hora de sua execução. Muito difícil de se trabalhar naquelas condições.

Naquele dia eu também já estava com pouca paciência, então eu lhe disse:

“Olhe Senhor Pierre. Eu estou com bastante boa vontade de resolver as coisa fora de projeto da melhor maneira possível, Só não trouxe guarda chuvas hoje e lhe peço, vá cuspir na ua Mere!”

“O que Você está dizendo chucrute?” Vciferou Pierre sem esconder a sua Xenofobia.

“Lhe mandei cuspir na sua progenitora! Estou me demitindo agora seu francês porco!”

Liguei para o hotel e disse para a Lili:

“Por favor arrume a nossa mala e pegue a Karin que estamos voltando para casa!”

“Lila, . ninguém quer saber do seu futuro, Quer saber é se existe um sonho para ser sonhado. Porque a vida é sonho, um negócio danado! O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos. A criação de mil florestas está contida numa bolota. Uma das calamidades da vida é sonhar apenas quando estivermos dormindo... O homem mais pobre não é o homem sem dinheiro: é o homem sem sonhos. Todas as vezes que uma criança diz: “Não acredito em fadas”, uma pequena fada cai morta em algum lugar. Há mais prazer em edificar um castelo no ar do que na terra. Amarra teu veículo a uma estrela. Quem se desprende de todas as ilusões, fica nu!”

“Poços de Caldas foi um trampolim para ensinar lhe que mesmo para os sonhos há de se ter paciência!”

“Um trampolim que mostrou me a realidade. Quando uma porta se fecha, sempre outra se abre!”

Santa Bárbara D’Oeste SP

Vim calado de Poços de Caldas, até a nossa casa em Americana. Ao chegarmos a minha sogra comentou:

“Acabei de deixar um recado para si lá no Hotel. É que o motorista da Industrias Romi, esteve aqui ontem,e eles querem entrar em contato consigp urgente!”

“Boa tarde Sogrinha! Uma portase fecha, e outra se abre!”

“O que você quer dizer?”

“Quero dizer que acabei de jogar para o alto o meu emprego na Danone, candidatei me na Romi há cerca de um mês. Vou lá agora!”

Descarreguei a mala, e fui imediatamente para Santa Bárbara D’Oeste, levando o nome do Engenheiro D’Amore, quem deveria rocurar.

“E aí rapaz, faz uma semana que estamos a sua procura. Disseram nos que você estava em Minas!”

E do que se trata?”

“Temos trabalho. Pretendemos erigir a Nova Fundição baseada num projeto alemão, e precisamos de gente que conheça o idioma!”

“Acabo de me descomprometer e posso começar amanhã!”

Fundada em 4 de dezembro de 1818 por Dona Margarida da Graça Martins, a cidade é o primeiro e único município brasileiro fundado por uma mulher.

O município destaca-se por sua qualidade de vida, tendo o 70º melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre os 645 municípios do estado de São Paulo. Sua população estimada em 2008 era de 187.908 habitantes, sendo que 98,7% da população vive na zona urbana.

O cidade é considerada o berço da indústria automobilística no Brasil, uma vez que foi a responsável pela produção do primeiro automóvel do Brasil. Atualmente, a economia do município é baseada principalmente nos setores sucro-alcooleiro, têxtil e metalúrgico. Em 2008, a cidade tinha o 8º maior produto interno bruto (PIB) da Região Metropolitana de Campinas e o 146º maior entre os 5 565 municípios do Brasil.

A Indústria automobilística instalou-se no Brasil em 1956, na cidade de Santa Bárbara d'Oeste (São Paulo) com o início da fabricação da Romi-Isetta.

Estava aberto tamb´m o meu caminho para as montadoras automotivas. Um caminho longo, que sem o saber, comecei a trilhar do principio.

O pioneiro visionário quem iniciou a construção desse império que ajudaria a elevar o Índice de Desenvolvimento Humano da região, chamava se SrAmérico .Emilio Romi fundador.

A empresa surgiu em 1930 como Garage Santa Bárbara e em 1938 se tornou a Máquinas Agrícolas Romi Ltda.. Em 1954 se tornou uma sociedade anônima, sendo denominada como Máquinas Agrícolas Romi S.A., e em 1962 assumiu a denominação atual de Indústrias Romi S.A.. Durante a produção das Isettas, era denominada como Máquinas Agrícolas Romi S.A.. Em 1972 tornou-se uma sociedade anônima com capital aberto, com ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo.

Em 1930 é fundada a Garage Santa Bárbara, para manutenção de automóveis, e em 1934 é inaugurada a primeira fundição da empresa. Durante os primeiros anos, a Romi disponibiliza vários modelos de implementos agrícolas e, em 1938 adota a denominação de Máquinas Agrícolas Romi Ltda.

Em 1940 constrói uma plaina de mesa para a fabricação de barramentos de tornos. Em 1941 adota a marca Imor em seus produtos e disponibiliza o primeiro torno, modelo TP-2. Em 1942 produz 300 tornos do modelo TP-5 e no ano seguinte entrega o milésimo desse modelo.

Em 1944 produz 1700 tornos de vários modelos e efetua a primeira operação de exportação para a Argentina. Nesse mesmo ano, passa a ocupar uma nova sede, com 12.000 m².

Em 1948 lança o trator Toro, de fabricação própria, pioneiro no Brasil.

No início dos anos 50, após a compra de equipamentos nos Estados Unidos e na Inglaterra, lança novos modelos de tornos, com novos patamares de qualidade e de produtividade.

Nesse panorama de crescimento, então, a Romi anuncia em 1955 que produzirá o primeiro carro brasileiro, montando sob licença da Iso, da Itália, os pequenos e práticos Romi-Isetta. Esses pequenos se mostraram um sucesso de vendas na na Europa e em especial na Alemanha, onde foi produzido pela BMW.

Em 1956, é lançado o Romi-Isetta com produção pretendida de mais de mil unidades por ano. Poucos meses depois, a Vemag lançava a perua F91 Universal, produzida com peças importadas da DKW Alemã.

Em 1961 é encerrada a produção do Romi-Isetta, e em 1962 a denominação da empresa passa para Indústrias Romi S.A.

Em 1966 é inaugurada uma sede em São Paulo e em 1967, é inaugurada a Rominor, em Recife. Em 1968 é instalado o primeiro computador na Romi, com 32Kb de memória. A partir de 1969, a marca da empresa nas máquinas passa a ser substituída por ROMI.

A Indústrias Romi S.A. é uma empresa brasileira fundada em 1930, em Santa Bárbara d'Oeste, no interior do Estado de São Paulo, por Américo Emílio Romi, a partir de uma oficina de reparo de automóveis. Atualmente é denominada Indústrias Romi S.A. e seus produtos e serviços são consumidos tanto no mercado nacional quanto no mercado externo, exportados para todos os continentes.[1]

A Romi atualmente produz tornos CNC, tornos convencionais e centros de usinagem; máquinas injetoras de plástico; sistemas de usinagem de furos de alta precisão; peças de ferro fundido cinzento, nodular e vermicular, fornecidas brutas ou usinadas.

No final dos anos 50 e início dos 60 a Romi esteve diretamente envolvida com a produção de automóveis no Brasil, tendo sido a primeira indústria a lançar um automóvel produzido no País, o Romi-Isetta.

Agora eu faria parte do crescimento fesse gigante, pois construimos a nova fundição, ampliamos a filial Santo André, a Rominor, as F´sbricas 10. 11,e 13, a qual será uma fábrica de Injetoras de Plástico de grande porte.

“Querida Lila, esse foi o melhor emprego que tive, pois além de crescer profissionalmente, eu era muito bemquistro tanto pelos colegas de trabalho, como pelos integrantes da famíklia Romi!”

“Santa Barbara é tida como a santa das tempestades. Você não pode negar que teve uma vida bem tempestuosa em Santa Bárbara D’Oeste!”

“De fato foi a época na qual sofri o acidente de moto, que deixou me manci da perna direita. Mas também apreendi muito com ele. Deixei de lado a arrogância!”



São Bernardo do Campo SP.

Fui contratado pela empresa alemã Fredenhagen KG, de Offenbach Main, uma localidade perto de Frankfurt, a qual se associara á brasileira GKW, para fornecer Equipamentos de Logística Interna (Movimentação do Produto dentro do Processo), para as grandes montadoras como Fiat, Ford, VW, e Equipamentos de triagem de correspondencias, para modernisar as centrais da ECT (Correios).

Eu por saber a designação técnica seria o Elo tecnológico entre a Alemanha e o Brasi. Aqui a fábrica ficava em São Bernardo do Campo SP.

Consegui alugar um apartamento que fica em cima de uma padaria, no balão do Bairro dos Alvarengas. Para lá mudamos, e matriculamos as crianças na Escola Pública Primária.

Pode-se dividir a história de São Bernardo do Campo em várias fases. A primeira, intimamente ligada às das vizinhas Santo André e São Paulo, iniciada em 1550, quando a cidade de Santo André da Borda do Campo começou a se organizar. Seu fundador foi João Ramalho, que se casou com a índia Bartira, filha do cacique Tibiriçá dos índios guaianases que posteriormente tornou-se alcaide. A oficialização da cidade se deu em 8 de abril de 1553, quando foi erguido o pelourinho da vila denominada Santo André da Borda do Campo.

Essa fase teve fim no ano de 1560, quando seus habitantes foram transferidos para São Paulo de Piratininga. A documentação do período hoje se encontra arquivada na cidade de São Paulo. Após esse evento, a vila vive um período de grande estagnação, sendo transformada em uma grande sesmaria, a qual Amador de Medeiros era o provedor. O mesmo Amador de Medeiros doa a sesmaria aos monges beneditinos do Mosteiro de São Bento, que a transforma em duas grandes fazendas, a de São Caetano e a de São Bernardo,

A população residente no núcleo da Fazenda de São Bernardo manifestou a vontade de erigir uma nova igreja, mas não poderia fazer isto em terras do mosteiro. Por conta disso, foi realizada a transferência da sede da vila, que ficava na margem esquerda do Ribeirão dos Couros (hoje Ribeirão dos Meninos), para outro ponto, às margens do mesmo rio, onde, em 1812, surge a Igreja Matriz e são traçadas as primeiras ruas, derivadas da Estrada Geral de Santos (Caminho do Mar ou Estrada do Vergueiro), que seriam o ponto inicial do núcleo urbano do município.

Em 1812, o Marquês de Alegrete eleva São Bernardo a freguesia. Em 1890, com a instalação do Governo Republicano, São Bernardo se torna município, ainda abrangendo Santo Amaro e todas as demais cidades da atual Região do Grande ABC. Após algum tempo, Santo Amaro se torna município independente e separa-se de São Bernardo, sendo, depois (em 1935), anexado pela Capital e tornando-se um bairro.

Com a abertura da São Paulo Railway, em 1867, ligando São Paulo a Santos, ocorre o abandono da Estrada Geral de Santos, provocando, assim, nova estagnação no crescimento da sede do município (a atual São Bernardo do Campo). A estação de São Bernardo, distante da sede do município e conhecida por Bairro da Estação, passa a constituir um núcleo urbano a partir de 1867. Mais tarde, em 1910, por solicitação dos habitantes deste núcleo, a estação passa a ser denominada pela São Paulo Railway como "Santo André", em homenagem à vila fundada por João Ramalho. Nascia então o futuro município de Santo André.

Em 1938, por decreto do governador do estado de São Paulo, Ademar de Barros, Santo André passa a ser a sede do município de São Bernardo, e não mais a vila de São Bernardo, pois o núcleo/distrito de Santo André alcança prosperidade devido a proximidade da ferrovia. Desta forma, ilustres habitantes da vila de São Bernardo fundam a "Associação Amigos de São Bernardo" com o objetivo de alcançar a emancipação político-administrativa do município, que acabou sendo alcançada em 1944 e oficializada em 1945, com a instalação do Município de São Bernardo do Campo, desmembrado de Santo André, sendo o seu primeiro prefeito, Wallace Cockrane Simonsen, presidente da associação que almejava a emancipação.

O nome São Bernardo "do Campo" homenageia Santo André da Borda do Campo, vila fundada por João Ramalho, e foi escolhido por já haver uma cidade no estado do Maranhão com o nome São Bernardo.

Em 1957, ocorre a emancipação política de Vila Conceição, que se torna um novo município com o nome de Diadema.

Ainda nas décadas de 50/60 do século XX, São Bernardo do Campo recebe o parque automobilístico brasileiro, então em franca-expansão. O parque chega para alavancar de uma vez por todas o desenvolvimento do município, que, de 60.000 habitantes em 1960, passa a ter 740.000 já em 2000. Desta forma, a indústria automobilística/autopeças passa a designar a cidade como a "Capital do Automóvel". Além desse título, a cidade ostenta o de Capital da Indústria Moveleira, que veio ainda no século XIX, com a produção de móveis pelos primeiros imigrantes europeus.

No início da década de 80 do século XX, a cidade cresce até chegar aos anos 90, período de estagnação econômica e fuga de empresas sediadas no município que procuram por cidades com melhores condições logísticas e impostos mais baixos.

Com novas políticas de incentivo ao crescimento do governo federal, a cidade volta a crescer a partir de meados de 2005, e hoje a indústria voltou a gerar emprego. Apesar disso, o setor de comércio e serviços continua emergente e já configura parte importante da vida econômica da cidade.

Naquela época eu passei a viajar muito, pois tive de atender aos problemas e necessidades de todas as frentes de trabalho, ou seja Fiat Betim, Caraiba Metais BA, Centrais de triagem dos correios do Rio,São Paulo, Brasilia, Mala Diplomática do Itamarati, Todos os projetos relacionados com Offenbach Main.

A coisa piorou, pois o Senhor Kubzick, meu chefe da Fredenhagen, resolveu que eu poderia assumir também a Coordenação Técnica de todo o Ramo Latino da Empresa.

Além do Brasil, hqavia fábricas da Fredenhagen, em Mollet des Valles, Espanha, e em Puebla no México.

Então passei a residir em Offenbach Main, na Alemanha, num apartamento da empresa, gerindo de lá toda a ponte técnica dos projetos de lingua latina Portugues e Espanhol.

Havia semanas em que eu ficava mais de 40 horas envolvido com transporte aéreo (Aeroportos, Embarque, e Viagens) Ou seja mais tempo no ar do que em terra.

“Veja Lila. Se por um lado eu sacrifiquei o convívio familiar, por outro ganhei muita experiencia conhecendo a trabalho quase 40 países do globo terrestre, e gente de todas as raças, cores, costumes, e sotaques!”

Offenbach Main

Offenbach am Main é uma cidade de Hessen, na Alemanha. Offenbach é uma cidade independente (Kreisfreie Städte) ou distrito urbano (Stadtkreis), ou seja, possui estatuto de distrito (kreis).

Jacob Ebert, mais conhecido como Jacques Offenbach nasceu em Colônia, em 1819 e aprendeu os primeiros elementos de música com seu pai, Isaac, chazan (cantor) da sinagoga da cidade. Aos doze anos, Jacob era um exímio violoncelista, e a família decidiu enviá-lo a Paris, aonde iria receber uma melhor educação musical. Após um ano de estudos o jovem músico passou a atuar na orquestra do Théâtre national de l'Opéra-Comique, quando desenvolveu parceria musical e uma grande amizade com o pianista e compositor Friedrich von Flotow. O compositor adotou uma nova identidade, e trocou seu sobrenome para Offenbach, numa homenagem à cidade natal de seu pai, Offenbach am Main.

Considerado pela crítica como o "Liszt do violoncelo", ele não só se dedicou a compor várias obras para esse instrumento, bem como participou de uma série de concertos nas principais capitais européias. Na corte londrina, apresentou-se para a Rainha Vitoria I e o príncipe Alberto.

Em 1858, Paris começou a viver o período de frivolidade e decadência do Segundo Império. A cidade, administrada pelo Barão Georges-Eugène Haussmann, passava por um moderno processo de urbanização, caracterizado pela abertura de novas e amplas avenidas, chamadas boulevards. Os espetáculos teatrais começaram a explorar com humor, o espírito, a inteligência e o divertimento, característicos da vida parisiense.

Foi nesta época que estreou a primeira opereta de Offenbach, Orfeu no Inferno, onde um de seus temas musicais, o Can-Can, adquiriu notoriedade internacional. A fama e a popularidade de Offenbach subiram às alturas. Num espaço de dez anos ele escreveu noventa operetas, a maioria de grande sucesso, como La Belle Hélène, La Vie Parisienne, La Grande-duchesse de Gérolstein e La Princesse de Trébizonde. Segundo Carpeaux, Offenbach regeu o can-can que as platéias dançavam, sendo um participante embriagado e espectador cínico da orgia. A derrota dos franceses na guerra franco-prussiana de 1870 e os incêndios da comuna de Paris colocaram um final na temporada de danças, risos e champanhe. Offenbach, apesar de suas raízes alemãs, considerava-se um genuíno parisiense, e entrou em profunda depressão após a humilhante derrota sofrida pela França, ante as tropas de Otto von Bismarck.

“Então Lila. Depois de um malogrado tour pelos Estados Unidos e com sua fortuna dilapidada, Offenbach passou a demonstrar um amargo arrependimento por ter desperdiçado seu talento, compondo músicas populares e de gosto duvidoso. Atraído pelas histórias fantásticas do escritor e compositor alemão Ernst Theodor Amadeus Wilhelm Hoffmann!”

Rüsselsheim

Apesar de morar em Offenbach, para conhecer de fato os transportadores “Power and Free” e toda a tecnologia Fredenhagen, Fui mandado à diversas cidades numa espécie de estágio, onde havia dessesa equipamentos sendo instalados. Um desses lugares foi a fábrica da Adam Opel (GM) em Rüsselsheim.

A Opel, Adan Opel AG, é tida na Alemanha como sendo o berço do automóvel, na Europa.

Um automóvel (do grego auto, por si próprio, e do latim mobilis, mobilidade) ou carro, como referência a um objecto responsável pela sua própria locomoção) é um veículo motorizado, com quatro rodas, geralmente destinado ao transporte de passageiros ou mercadoria, sendo um dos meios de transporte mais populares do mundo.

A definição abrange a todos os veículos com autopropulsão movido a combustão interna, que pode ser gerada por álcool, gasolina, gás, diesel, hidrogênio ainda em teste, biodiesel ou qualquer outra mistura de combustível, comburente e calor que provoque a combustão interna, ou híbrido, ou ainda os veículos terrestres que se locomovam por meio de motores elétricos ou a vapor com a finalidade de transporte de passageiros e carga. O automóvel dos dias de hoje dispõe, tipicamente, de um motor de combustão interna, de dois ou quatro tempos, propulsionado a gasolina, diesel ou álcool. No entanto, a sua constituição deve a inúmeras invenções em várias artes e ciências, como a física, matemática, design, etc [1].

Existem aproximadamente 600 milhões de passageiros de automóveis a nível mundial (cerca de um carro para cada onze pessoas).[2][3] Em todo o mundo, havia cerca de 806 milhões de carros e caminhões leves na estrada em 2007, eles queimam mais de 1 bilhão de (260 bilhões de galões) de gasolina/diesel e combustível por ano. Os números estão aumentando rapidamente, sobretudo na China e na Índia.[4]

No contexto legal, a circulação automóvel encontra-se definida pelo código de estrada que pode variar entre países. Por exemplo, no Brasil, o automóvel encontra-se definido no Anexo I do Código de Trânsito Brasileiro como um veículo de transporte até 8 passageiros, excluído o condutor e cujo peso não exceda 3500 kg. Automóvel de quatro rodas legal.

originalmente Adam Opel AG, é uma fabricante de automóveis com sede na Alemanha. A empresa foi fundada por Adam Opel em 21 de janeiro de 1863 como uma fábrica de máquinas de costura, em 1886 passou a produzir bicicletas, em 1899 passou a produzir automóveis e vem mantendo este tipo de produção até os dias de hoje. É uma subsidiária da General Motors desde 1929.

“Lila. A atual gama da Opel consiste nos seguintes modelos: Astra, Corsa, Meriva, Zafira, Agila, Signum, Vectra, Speedster, Tigra, TwinTop, Van, Combo, Vivaro, Movano!”

Neckarsulm

Outra cidade onde estagiei na fábrica Audi / Posche, hoje pertencente ao Mega Grupo Volkswagen. Neckarsulm é uma cidade da Alemanha, no distrito de Heilbronn, na região administrativa de Estugarda, estado de Baden-Württemberg.

Audi AG é uma empresa automobilística alemã que atualmente faz parte do grupo Volkswagen. August Horch e Müller Slytherin iniciaram no final do século XIX o projeto para a construção de automóveis dando, assim, origem à fundação da marca Horch, na Primavera de 1899, em Zwickau, perto da cidade de Chemnitz. A um ritmo quase alucinante para a época, a Horch produziu cinco modelos diferentes, até 1909. Nesse ano, Horch, devido a divergências com os diretores decidiu abandonar o projeto.

Como Horch perdeu os direitos do nome da empresa então criada, teve que renomear a mesma mas com outra designação. Horch contornou com elegância o problema, adotando como nova marca o seu próprio nome, mas traduzido em latim: Audi. A Audi comercializou em 2006 905.100 veículos.

As quatro argolas unidas representam as marcas alemãs que formaram a Auto Union, fundada em 1947. São elas: Horch, Audi, Wanderer e DKW. No dia 1 de Janeiro de 1985, a Auto Union passou a se chamar Audi AG, com sede empresarial em Ingolstadt, na Alemanha. Hoje a Audi pertence ao o grupo Volkswagen, que há alguns anos não tinha a tecnologia de refrigeração a água. Como a Volkswagen vendeu muito estava com boas condições financeiras, a Audi estava passando por uma longa crise econômica.

Dr. Ing. h.c. F. Porsche AG, geralmente abreviado para PORSCHE AG, ou somente PORSCHE, é uma das principais marcas de automóveis da Alemanha. Foi fundada em 1931 por Dr. Ing. Ferdinand Porsche, eleito internacionalmente como o engenheiro do século, criou o Volkswagen carocha (Volkswagen Fusca no Brasil) e também tem ligado a si outros projetos pouco conhecidos mas muito importantes na história do automovél, entre os quais o primeiro veiculo hibrido desenvolvido em 1901 o qual foi estudado pela NASA anos mais tarde para a construção de um veiculo lunar. Localizada em Zuffenhausen, um distrito de Stuttgart, é conhecida pelos seus modelos esportivos, mas que mantêm características que possibilitam o seu uso diário, como a confiabilidade e durabilidade dos seus equipamentos.

Recentemente, o Grupo Volkswagen tornou-se o principal acionista da Porsche e a Porsche o maior acionista do Grupo Volkswagen.

A crise econômica mundial impediu esse intento, e agravou os problemas financeiros da Porsche, quando seu maior mercado, os Estados Unidos, reduziram em 50% o volume de importações dos esportivos alemães.

Aproveitando-se desse momento vulnerável, em agosto de 2009 a VW comprou 49% das ações da Porsche AG, visando fazer uma fusão entre os dois fabricantes que esta iminiente, sendo a mesma esperada para o ano 2011.

Com a participação do Catar, país produtor de petróleo do oriente médio, que amortizou a dívida da Porsche através da compra de ações, a Volksvagen ganhou a queda de braço, e a empresa de Stuttgart vai fazer uma fusão com grupo Volkswagen, que conta com estes fabricantes no seio do grupo Audi, Seat, Skoda, Bentley, Bugatti ,Lamborghini, Scania, MAN e a própria Volkswagen.

Passei muito frio em Neckarsulm, uma vez perdi a condução e resolvi voltar à pé para o hotel. No trajeto fui surpreendido por uma nevasca, ao chegar no hotel estava como Papai Nicolau,com a barba inteira branca e incrustada de neve.

Tomei um banho quente, e me enfiei embaixo do endredon de penas dew ganso. Abrira o vapor do Radiador de calefação, e fiquei ouvindo o motor dos barcos subindo o Rio Neckar, que havia sido retificado para o transporte pluvial. O rio passa bem ao lado do hotel, e sob a minha janela.

“Lila querida. Ouvir os rebocadores monótonos a subirem o rio, confere nos uma sensação de conforto e aconchego. Principalmente estando se sob um grosso endredon!”

Wolfsburg

Wolfsburg é a cidade da sede mundial da Wikswagen. Como a Fredenhagen tem inumeros e contínuos contratos em andamento em todas as lantas da VW, é obvio que tenha de tewr muitos relacionamentos em Wolfsburg.

Wolfsburg é uma cidade independente da Alemanha localizada no estado de Baixa Saxônia, conhecida por ser a sede da empresa automobilística Volkswagen. Wolfsburg faz parte da região metropolitana de Hannover-Braunschweig-Göttingen-Wolfsburg.

A cidade teve seu gênese em 1938, quando os nazistas que se viam no poder fundaram o município para servir de morada para os trabalhadores da então pequena fábrica da Volkswagen. Inicialmente batizada de Stadt des KdF-Wagen (Cidade dos Carros KdF), a cidade só foi rebatizada no fim do regime nazista, em 1945; vale a pena dizer que o nome Wolfsburg faz referência ao castelo que se localiza dentro do território deste distrito urbano. Em 1972, cidades vizinhas como Fallersleben foram incorporadas ao distrito.

Por ser uma cidade nova, Wolfsburg dispõe de pouquíssimas atrações históricas, sendo elas o castelo (Schloss Wolfsburg) fundado aproximadamente em 1300, o vasto jardim barroco localizado diante deste e a torre de pedra localizada nos arredores do castelo. Devido a esse fato, os principais pontos turísticos da cidade são o Wolfsburg Planetarium; a Autostadt, museu ao ar livre dedicado á história do grupo Volkswagen; a nova Volkswagen Arena, casa do time da primeira divisão da Bundesliga; a prefeitura com seus sinos e a rua principal da cidade, Porschestrasse, onde é possível encontrar de tudo.

Com o crescimento do setor turístico, a cidade passou a contar com o 5 estrelas Carlton-Ritz Hotel, que se localiza dentro das dependências da Autostadt. Na ponta sul da Porschestrasse está a Kulturhaus, um dos grandes museus da região.

Além deste, Wolfsburg conta com o maior museu de ciência da Europa, o Phaeno Museum, inaugurado em 2005, projeto de 80 milhões de euros desenhada pela arquiteta Zaha Hadid e liderado pelo diretor-gerente Dr. Wolfgang Guthardt, abriga trabalhos de designers de todo o mundo, como o californiano Joe Ansel. Dentro do museu, o público pode encontrar, permanentemente, mais de 250 obras interativas. Para se ter idéia do sucesso do lugar, em seus primeiros três meses de existência mais de 10.000 passaram por seus grandes salões

Wolfsburg, como todo o norte da Europa Central, conta com um clima temperado, ou seja, 4 estações bem definidas ao longo do ano. Em Janeiro, o mês mais frio do ano, as mínimas variam entre -3C, e as máximas ficam em torno de 2C; nessa época do ano, as chuvas costumam acumular 53 mm e a neve é constante. À saber, temperaturas abaixo de -8C são freqüentes nessa época. Em Julho e Agosto, as temperaturas mínimas variam em torno de 13C, e as máximas ficam em 24C, com níveis de precipitação em torno de 62 mm. Temperaturas acima de 30C são comuns nesse período.

Dentre os 121 158 habitantes da cidade de Wolfsburg, nota-se uma porcentagem significativa de pessoas com mais de 45 anos de idade, que correspondem a quase 50% da população. A cidade conta com um nível de desemprego em torno dos 11%, além disso, 10% de seu contingente humano é composto por estrangeiros vindos principalmente da Itália e da Polônia.

Um fato que podemos ressaltar com surpresa é de que existem cerca de 140.000 veículos motorizados (carros, motos, caminhões, etc) na cidade, o que nos leva a uma média de mais de 1 veículo por habitante, contando que 20 mil habitantes são menores de idade e não tem licença para guiar, temos uma média de 1,4 veículos por habitante. Religiosamente, a população é principalmente composta por Luteranos e Católicos Romanos. Porém, muçulmanos também são vistos, já que na cidade há um centro de cultura islâmica.

Toda vez que me lembro de Wolfsburg, além de lembrar de Ingrid, a bela biblioteca´ria da Biblioteca Municipal, minha chegada, lembro das quatro enormes chaminés da Volkswagen, que são enxergadas de qualquedr parte da cidade. Lembro me ainda do imponente Castelo de Wolfsburg, que dá nome à cidade.

“Lila veja. Fui bastante feliz alí, apesar de haver permanecido ali, em Wolfsburg por pouco tampo!”



Mollet del Vallés

A cidade fica próxima a Barcelona na Espanha. É a sede da Fredenhagen Iberica, a qual está ali sediada pois ha uma fábrica da Seat (VW) espanhola em Barcelona na Catalunha, Espanha. È um município na comarca de Vallés Oriental, na Catalunia, Espanna, Está situada no vale do Rio Besos, e sua conunicação com Barcelona ao norte pela Estrada AP-7 que passa elo município.Há também a linha férreda RENFE, A cidade é ainda servida pela Auto Estrada C-17. O Prefeito é Sr. Josep Monràs Galindo , ea população é de 52.484 Habitantes. Altitude de 65Metros acima do nível do Mar Mediterrâneo.


Mollet del Valles faz parte da Região Metropolitana de Barcelona, Barcelona é a maior cidade e capital da comunidade autônoma de Catalunha, no nordeste da Espanha; é também a capital da comarca do Barcelonès e da província de Barcelona. É também a segunda maior cidade da Espanha após Madrid e possui uma população de cerca de 1.621.537 habitantes entre de seus limites administrativos uma área de 101,4 km2. A área urbana de Barcelona se estende além dos limites administrativos da cidade com uma população de mais de 4,2 milhões de habitantes. em uma área de 803 km , é a sexta área urbana mais populosa na União Europeia após Paris, Londres, Vale do Ruhr, Madrid e Milão. Cerca de 5 milhões de pessoas vivem na área metropolitana de Barcelon é a maior metrópole da Europa dentre as localizadas na costa do Mediterrâneo. A parte principal de uma união de cidades e municípios adjacentes chamada Área Metropolitana de Barcelona (AMB), com uma população de 3.186.461 habitantes em uma área de 636 km2(densidade de 5.010 hab/km2). Barcelona está localizada na costa do Mediterrâneo entre a foz dos rios Llobregat e Besòs e é limitada a oeste pela da Serra de Collserola (512 m).

Em Barcelona se encontram as instituições mais importantes do governo da Catalunha: a Generalidade da Catalunha (governo autônomo) e o parlamento autônomo.

Os primeiros vestígios de povoamento em Barcelona remontam ao final do período Neolítico (2000 a 1500 a.C.). Do século VII ao VI a.C. não está documentada a existência de povoamento de nenhuma tribo ibérica. Aparentemente, por essa mesma época teria existido uma colônia grega (Kallipolis) na região, apesar de os historiadores discordarem sobre a sua localização exata. Os cartagineses teriam ocupado a região durante a Segunda Guerra Púnica e depois os romanos se instalariam no local.

Em sentido estrito, Barcelona teria sido fundada pelos romanos no final do século I a.C., sobre o mesmo assentamento ibérico anterior onde já se haviam instalado anteriormente desde o ano 218 a.C., e teria sido convertida numa fortificação militar, chamada de Iulia Augusta Paterna Faventia Barcino, que estava situada sobre o então chamado Mons Taber, uma pequena elevação onde hoje está situada a catedral da cidade e a praça de Sant Jaume. No século II as suas muralhas foram construídas por ordem do Imperador Cláudio e já no início do século III a população de Barcino estava estimada entre 4000 e 8000 habitantes.

Barcino foi a cidade dos laietanos (ibéricos), que deu origem a cidade de Barcelona. Estava situada perto do rio Rubricatus (Llobregat). A cidade já existia com um outro nome (a lenda atribui sua fundação à Hércules, 400 anos antes da fundação de Roma) quando foi supostamente refundada por Amílcar Barca, que lhe dá o nome. Depois os romanos se estabelecem na cidade.

No século V, Barcelona foi ocupada pelos visigodos de Ataúlfo (ano 415) provenientes do norte da Europa. Em 531, Amalarico foi assassinado. No século VIII a cidade foi conquistada pelo vizir árabe al-Hurr e iniciou-se um período de quase um século de domínio muçulmano que terminou em 801 quando foi ocupada pelos carolíngios, que a converteu em capital do Condado de Barcelona. A potência econômica da cidade e a sua localização estratégica fizeram com que os muçulmanos voltassem em 985, comandados por Almansor, ocupando-a durante alguns meses.

A partir do século XIV a cidade iniciou uma era de decadência que se estendeu durante os séculos seguintes. A união dos reinos de Aragão e Castela, oficializada com o casamento entre os reis Fernando de Aragão e Isabel de Castela, gerou um ambiente tenso entre catalães e castelhanos que chegou ao momento mais crítico com a Guerra dels Segadors (de 1640 a 1651) e posteriormente com a Guerra da Sucessão Espanhola (de 1702 a 1714), que terminou com a abolição das leis institucionais próprias da Catalunha e com a destruição de boa parte do Bairro da Ribera e da construção da Ciutadella.

Até o fim do século XVIII, Barcelona iniciou uma recuperação econômica que lhe favoreceu a industrialização progressiva do século seguinte. A segunda metade do século XIX coincidiu com o projeto de derrubada das muralhas antigas que envolviam a cidade e outras cidades próximas são incorporadas à Barcelona. Dessa forma, são incorporadas à Grande Barcelona as cidades de Gràcia, Sarrià, Horta, Sant Gervasi de Cassoles, Les Corts, Sants, Sant Andreu de Palomar e Sant Marti de Provençals. Isso permitiu que a cidade executasse o projeto do Eixample e do desenvolvimento da indústria, feito que lhe permitiu entrar no século XX como um dos centros urbanos mais avançados de Espanha. Foi sede de duas Exposições Universais nos anos de 1888 e de 1929.

A escalada da Guerra Civil Espanhola e a derrota das forças republicanas tornaram o panorama desfavorável novamente, uma vez que Barcelona se havia posto ao lado da República, e no final de 1939, as tropas franquistas ocuparam a cidade na última fase da guerra. Depois de um pós-guerra duro para Barcelona, teve início uma fase de desenvolvimento sob o mandato do prefeito Josep María de Porcioles i Colomer. Toda a região próxima à cidade que ainda mantinha alguma tradição agrícola e rural aos poucos se vai urbanizando com grandes bairros cheios de imigrantes procedentes de outras partes da Península Ibérica. Restaurada a democracia após a morte do ditador Franco, um novo desenvolvimento cultural e urbanístico acontece, com uma crescente participação da população civil, dotando a cidade de grandes infra-estruturas dignas de uma metrópole moderna e cosmopolita atrativa para o turismo. Nesta última etapa celebraram-se os Jogos Olímpicos de Verão de 1992 e o Forum Universal das Culturas em 2004.

Porque não vivo no meu passado, nem no meu futuro. Tenho apenas o presente, e ele é o que me interessa. Quando a minha mente não está ocupada com o antes ou com o depois, recupero o instante. Quem se apega ao passado fica estagnado. O passado deve ser um trampolim, não um sofá. Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito: um se chama ontem e o outro amanhã, portanto HOJE é o dia certo para amar, acreditar, fazer e, principalmente, viver. Um problema que surge quando olhamos muitas vezes para o passado é que podemos nos virar e ver que o futuro nos deixou para trás. Viva como se fosse morrer amanhã e aprenda como se fosse viver para sempre. Viva o hoje, porque ontem já passou e o amanhã talvez nem chegue!”

“Lila. A Fredenhagen Ibérica serviu de trampolim para a decisão de fundarem a Fredenhagen Mexicana que atenderia a fábrica da Volkswagen mexicana, locslisada em Puebla na Cidade do México!”

Puebla Mexico

É o berço da VW e também da Fredenhagen Mexicana. Puebla é uma cidade do México, capital do estado de mesmo nome. O nome oficial é Heroica Puebla de Zaragoza. Tem cerca de 2.1 milhões de habitantes (área metropolitana). Foi fundada em 1531 pelos espanhóis.

Puebla também é conhecida pelo nome Cuetlaxcōāpan, em nahuatl, um idioma autóctone ainda praticado em certas regiões do país, e em alguns casos por comunidades de imigrantes mexicanos nos Estados Unidos.

Nesta cidade foi realizada em 1979 uma histórica conferência em que foi afirmada pela Igreja Católica sua opção preferencial pelos pobres, afirmação que deu origem a diversos movimentos religiosos ligados à Teologia da Libertação.

Ao norte da cidade localiza-se perto do vulcão inativo Malintzín a uma altitude de 2.125 m acima do nível do mar as e perto de vulcões Popocatépetl e Iztaccihuatl, nomeado como o eixo transversal vulcânico. De acordo com último censo realizado em 2005, Puebla é a quarta maior cidade do México, depois da Cidade de México, Guadalajara e Monterrey; e a quarta maior área metropolitana do México com una população de 2,6 milhões de pessoas.

No século XV, este vale foi reservado para utilização do chamado Guerra Flor entre as populações de Itzocan, Huejotzingo, Tepeaca, Texmelucan e Tlaxcala, com os soldados capturados sendo usado como sacrifício de vítimas.

A fundação de Puebla começa com uma carta do bispo de Tlaxcala, em 1530, Julian Garces, ao rei espanhol salientando a necessidade de um assentamento espanhol entre a Cidade do México e do porto de Veracruz. Segundo a lenda, o bispo teve um sonho sobre onde construir a cidade. Nesse sonho, ele viu um vale com bosques e prados atravessada por um rio claro e salpicado de água doce mananciais em terra fértil.

Enquanto eu estava contemplando este cenário, supostamente viu um grupo de anjos descem do céu, e traçar a cidade. Convencido de que ele tivera uma visão divina, ele celebrou a missa, e tomou alguns dos irmãos em busca do lugar. Cinco léguas do mosteiro, ele declarou que tinha encontrado o lugar indicado no sonho. Esta lenda é a origem do nome original de Puebla, Puebla de los Angeles, e os seus atuais apelido Angelopolis.

A cidade foi fundada no Vale do Cuetlaxcoapan que funcionam através dos rios San Francisco, Atoyac e Alseseca. Este vale foi limitada pelas províncias de Cholula, Tlaxcala, Huejotzingo e Tepeaca, que tinham grandes populações indígenas. Após a fundação da cidade, este vale se tornou a principal rota entre a Cidade do México e Veracruz. Data oficial de fundação é 16 de abril de 1531, no entanto, esta primeira tentativa de resolução falhou devido a constantes inundações do local junto ao rio.

A maioria da população se afastou da margem ocidental do rio San Francisco para um nível mais alto local. Algumas famílias ficaram para trás e rebatizou a resolução original do Alto San Francisco. A Coroa espanhola apoiou a fundação de Puebla, como uma cidade sem encomendas, como o sistema estava sendo abusada e um número de espanhóis que se encontravam sem-terra. Puebla recebeu seu brasão de armas em 1538, e os títulos de "Nobre e Leal" (Nobre e Leal), em 1558, "Muito Nobre e Leal Cidade" (Muito Nobre e Leal Cidade) em 1561 e "muito nobre e leal Ciudad "(Muito nobre e muito leal Cidade) em 1576.

O brasão da cidade é de design clássico espanhol, centrado em uma praça chamada hoje de Zócalo. Esta praça foi originalmente retangular, mas depois fizeram uma nova praça porque a versão anterior foi considerada feia. Outra característica importante da cidade foram os mercados semanais chamados de (pulga), em que os vendedores indígenas iam com os seus produtos e alimentos para vender à população. Em meados do século XVI, a água foi trazida para a praça principal de um chafariz recém-instalado. Até o final do século, a cidade ocupava 120 blocos, muitos dos quais estavam em construção, com a nova catedral iniciada em 1575. seu clima favorável e localização estratégica, ajudou a cidade a prosperar rapidamente tornando-se a segunda cidade mais importante da Nova Espanha.

O conselho da cidade de Puebla, sendo composta por espanhóis só, tinha uma certa autonomia na política da cidade, e as terras sob sua jurisdição. Este conselho anexa as cidades de Amozoc, Totimehuacán e Cuautinchán para o seu território em 1755. Em 1786, chegou a terras de Puebla do que são agora os estados de Veracruz e Guerrero. A cidade continuou a crescer e ser mais regulamentado durante os século XVII e século XVIII. A nova câmara da cidade foi construída em 1714 para reunir-se na praça principal foi substituído por barracas de madeira, através de 1770. As ruas foram pavimentadas com pedras entre 1786 e 1811.

A atividade comercial foi desalojar completamente da praça principal no início do século XIX e colocado no mercado Parian San Francisco. Outras localidades, como o San Luis, San Antonio, El Carmen, La Concórdia e Santa Inês foram construídos. A principal praça sofreu várias transformações, acrescentando estátuas e jardins. Durante a guerra da Independência do México, o papel principal de Puebla foi a impressão e distribuição do plano para a independência.. Após a independência em 1827, todos os espanhóis foram expulsos das terras da cidade.

Em 1847, a cidade foi tomada pelos Estados Unidos, pelo general Winfield Scott, sem um tiro. Essas forças de esquerda em 1848 se retiraram depois que foi assinado o Tratado de Guadalupe Hidalgo.

Durante o final do século XIX e início do século XX, Puebla tem importantes centros que permaneceram culturalmente e economicamente. Ela tinha uma florescente indústria têxtil no momento. A imigração da Europa foi incentivar as pessoas a partir de países como Espanha, Itália, França, Alemanha e Líbano para morar na cidade. A influência francesa ainda pode ser visto em grande parte da arquitetura da cidade. Os alemães assente sobretudo no bairro de Humboldt, onde tem casas no estilo da Baviera os de Alexander von Humboldt Colégio Alemão ainda podem ser encontrados. A imigração alemã aqui foi uma das razões que levou a Volkswagen a construiu uma grande fábrica nos arredores da cidade, no final do século XX.

Entre suas construções coloniais a principal é a Catedral de Puebla do século XVI ricamente decorada, as igrejas de Santo Domingo, San Cristóbal e San Felipe Neri e do Teatro Principal século XVIII, considerado o mais antigo América do Norte.

É uma cidade se divide entre o ramo agrícola, comercial, industrial e turística, situado no planalto central do México. Seus principais produtos são os têxteis, vidros, cerâmicas, azulejos e alimentos processados.

A cidade de Puebla tem agora uma das faculdades mais seletivas no país e é a área metropolitana com o segundo número de universidades no México, logo após Cidade do México. As universidades mais tradicionais e de prestígio em Puebla são: A Benemérita Universidad Autónoma de Puebla (1937), a Universidad de las Américas (1940), a Universidad Popular Autónoma del Estado de Puebla (1973) e o Instituto Tecnológico de Puebla (1973), Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrey campus Puebla (1943). Além dessas universidades, nos últimos anos têm sido instaladas diversos campus de universidades privadas.

De acordo com dados do Segundo Censo da População e Habitação de 2005, Puebla é o município mais populoso do estado, com 27,6 % da população do Estado, 1 milhão 485 mil 941 pessoas (775 mil 585 mulheres e 710 mil 356 homens), registando uma taxa de crescimento médio anual em 2000-2005 de 2,0 % acima do nível médio do estado e nacional. A projeção da população para os próximos anos mostra que ela vai continuar a crescer de forma constante. Nos últimos cinco anos, a estrutura populacional foi modificada pela redução da proporção de pessoas com menos de 14 anos e aumentou o número de habitantes com 15 anos ou mais. Sua área urbana, que inclui 13 localidades nos estados de Puebla e Tlaxcala tem 2.109.049 habitantes.

Puebla abriga a fábrica mexicana da VW, que prouziu os últimos modelos do Fusquinha, e da Brasilia, e produz o “Beatle” até hoje sob encomenda.

“Lila. No início eu fui muitas vezes a Puebla, sendo lá também que eu apreendi a gostar de Chilli (Pimenta).!”

São Paulo Caital

Na cidadede São Paulo, trabalhei na construção da Estação São Bento, do Metrô, bem como a sua interligação com todas as estações da Linha 1, ou seja Santana / Jabaquara.

Depois trabalhei no Centro de triagem de correspondencias dos correios (EBCT), que fica no Jaguaré.

São Paulo é um município brasileiro, capital do estado de São Paulo e principal centro financeiro, corporativo e mercantil da América Latina. Cidade mais populosa do Brasil, da América e de todo o Hemisfério Sul, ] São Paulo é a cidade brasileira mais influente no cenário global, sendo considerada a 14ª cidade mais globalizada do planeta, recebendo aclassificação de cidade global alfa, por parte do Globalization and World Cities Study Group & Network (GaWC)

A cidade é mundialmente conhecida e exerce significativa influência nacional e internacional, seja do ponto de vista cultural, econômico ou político. Conta com importantes monumentos, parques e museus, como o Memorial da América Latina, o Museu da Língua Portuguesa, o MASP, o Parque Ibirapuera, o Jardim Botânico de São Paulo e a avenida Paulista, e eventos de grande repercussão, como a Bienal Internacional de Arte, o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1, São Paulo Fashion Week e a São Paulo Indy 300.

A cidade possui o 10º maior PIB do mundo, representando, isoladamente, 12,26% de todo o PIB brasileiro[13] e 36% de toda a produção de bens e serviços do estado de São Paulo, sendo sede de 63% das multinacionais estabelecidas no Brasil, além de ter sido responsável por 28% de toda a produção científica nacional em 2005.

São Paulo é a sexta maior cidade do planeta e sua região metropolitana, com 19 223 897 habitantes, é a sexta maior aglomeração urbana do mundo. Regiões muito próximas a São Paulo são também regiões metropolitanas do estado, como Campinas e Baixada Santista; outras cidades próximas compreendem aglomerações urbanas em processo de conurbação, como São José dos Campos, Sorocaba e Jundiaí. A população total dessas áreas somada à da capital – o chamado Complexo Metropolitano Expandido – ultrapassa 29 milhões de habitantes, aproximadamente 75% da população do estado inteiro. As regiões metropolitanas de Campinas e de São Paulo já formam a primeira macrometrópole do hemisfério sul, unindo 65 municípios que juntos abrigam 12% da população brasileira. O lema da cidade, presente em seu brasão oficial, é constituído pela frase em latim "Non ducor, duco", cujo significado em português é "Não sou conduzido, conduzo".

“Lila. Meu amigo Joe define a cidade “A maior fábrica de loucos do mundo moderno, principalmente agora com as mudanças climáticas e constantes enchentes.”



Rio deJaneiro

Já descrevi o Rio de Janeiro, considerando a Rua e o Bairro onde eu nasci, às costas do Cristo Redentor, agora vou faze lo de forma mais geral, de como o vi quando alí trabalhei na Central de Triagem dos correios (EBCT).

Rio de Janeiro, capital do estado homônimo, é a segunda maior metrópole do Brasil, situada no Sudeste do país. Cidade brasileira mais conhecida no exterior,. maior rota do turismo internacional no Brasi e principal destino turístico na América Latina e em todo Hemisfério Sul,. a capital fluminense funciona como um "espelho", ou "retrato" nacional, seja positiva ou negativamente.

É um dos principais centros econômicos, culturais e financeiros do país, sendo internacionalmente conhecida por diversos ícones culturais e paisagísticos, como o Pão de Açúcar, a estátua do Cristo Redentor (uma dos vencedores da eleição informal das Novas sete maravilhas do mundo), as praias dos bairros de Copacabana, Ipanema e Barra da Tijuca (entre outros), o Estádio do Maracanã, o Estádio Olímpico João Havelange, a floresta da Tijuca, a Quinta da Boa Vista, a ilha de Paquetá, o Réveillon de Copacabana e o Carnaval.

Representa o segundo maior PIB do país[11] (e o 30º maior do mundo[12]), estimado em cerca de 140 bilhões de reais (IBGE/2007),[7] e é sede das duas maiores empresas brasileiras - a Petrobras e a Vale, e das principais companhias de petróleo e telefonia do Brasil, além do maior conglomerado de empresas de mídia e comunicações da América Latina, as Organizações Globo.[13] Contemplado por grande número de universidades e institutos, é o segundo maior polo de pesquisa e desenvolvimento do Brasil, responsável por 17% da produção científica nacional - segundo dados de 2005.[14] Rio de Janeiro é considerada uma cidade global beta - pelo inventário de 2008 da Universidade de Loughborough (GaWC).

Foi capital do Brasil Colônia a partir de 1763, capital do Império Português na época das invasões de Napoleão, capital do Império do Brasil, e capital da República até a inauguração de Brasília, na década de 1960. É também conhecida por Cidade Maravilhosa, e aquele que nela nasce é chamado de carioca.

A Baía de Guanabara, à margem da qual a cidade se organizou, foi descoberta pelo explorador português Gaspar de Lemos em 1º de janeiro de 1502. Embora se afirme que o nome Rio de Janeiro tenha sido escolhido em virtude de os portugueses acreditarem tratar-se a baía da foz de um rio, na verdade, à época, não havia qualquer distinção de nomenclatura entre rios, sacos e baías - motivo pelo qual foi o corpo d'água corretamente designado como rio. Os franceses estabeleceram-se na região em 1555 e foram expulsos pelos portugueses em 1567.

E m 1 de novembro de 1555, os franceses, capitaneados por Nicolas Durand de Villegagnon, apossaram-se da baía da Guanabara, estabelecendo uma colônia na ilha de Sergipe (atual ilha de Villegagnon Lá, ergueram o Forte Coligny, enquanto consolidavam alianças com os Tamoios e Tupinambás. Foi também com o auxílio dos povos autóctones que os portugueses atacaram e destruíram este agrupamento em 1560.

Persistindo a presença francesa na região, os portugueses, sob o comando de Estácio de Sá, desembarcaram num istmo entre o morro Cara de Cão e o Pão de Açúcar, fundando, a 1 de março de 1565, a cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro. Uma vez conquistado o território, em uma pequena praia protegida pelo Pão de Açúcar edificaram uma fortificação de faxina e terra, o embrião da Fortaleza de São João.

A expulsão e derrota definitiva dos franceses e seus aliados indígenas, no entanto, só se deu em janeiro de 1567. A vitória de Estácio de Sá, subjugando elementos remanescentes franceses (os quais, aliados aos tamoios, dedicavam-se ao comércio e ameaçavam o domínio português na costa do Brasil), garantiu a posse do Rio de Janeiro, rechaçando a partir daí novas tentativas de invasões estrangeiras e expandindo, à custa de guerras, seu domínio sobre as ilhas e o continente. A povoação foi refundada no alto do morro do Castelo (completamente arrasado em 1922), no atual centro histórico da cidade. O novo povoado marca, de fato, o começo da expansão urbana.

Durante quase todo o século XVII a cidade acenou com um desenvolvimento lento.. Uma rede de pequenas ruelas conectava entre si as igrejas, ligando-as ao Paço e ao Mercado do Peixe, à beira do cais. A partir delas, nasceram as principais ruas do atual centro. Com cerca de 30 mil habitantes na segunda metade do século XVII, o Rio de Janeiro tornara-se a cidade mais populosa do Brasil, passando a ter importância fundamental para o domínio colonial.

Essa importância tornou-se ainda maior com a exploração de jazidas de ouro em Minas Gerais, no século XVIII: a proximidade levou à consolidação da cidade como proeminente centro portuário e econômico. Em 1763, o ministro português Marquês de Pombal transferiu a sede da colônia de Salvador para o Rio de Janeiro.

A vinda da corte portuguesa, em 1808, marcaria profundamente a cidade, então convertida no centro de decisão do Império Português, debilitado com as guerras napoleônicas. Após a Abertura dos Portos, tornou-se um proeminente centro comercial. Nos primeiros decênios, foram criados diversos estabelecimentos de ensino, como a Academia Militar, a Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios e a Academia Imperial de Belas Artes, além da Biblioteca Nacional - com o maior acervo da América Latina - e o Jardim Botânico. O primeiro jornal impresso do Brasil, a Gazeta do Rio de Janeiro, entrou em circulação nesse período. Foi a única cidade no mundo a sediar um império europeu fora da Europa.

Foi a capital do Brasil de 1763 a 1960, quando o governo transferiu-se para Brasília. Atualmente é a segunda maior cidade do país, depois de São Paulo. Entre 1808 e 1815, foi capital do Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, como era oficialmente designado Portugal na época. Entre 1815 e abril de 1821, sediou o Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves, após elevação do Brasil à parte integrante do Reino Unido.

Após a independência, a cidade tornou-se a capital do Império do Brasil, enquanto a província enriquecia com a agricultura canavieira da região de Campos e, principalmente, com o novo cultivo do café no Vale do Paraíba.[livro 1]De modo a separar a província da capital do Império, a cidade foi convertida, no ano de 1834, em Município Neutro, passando a província do Rio de Janeiro a ter Niterói como capital.

Como centro político do país, o "Rio" concentrava a vida político-partidária do império. Foi palco principal dos movimentos abolicionista e republicano na metade final do século XIX. Durante a República Velha, com a decadência de suas áreas cafeeiras, o estado perdeu força política para São Paulo e Minas Gerais.

Período republicano nas últimas décadas do século XIX e início do XX, o Rio de Janeiro enfrentava graves problemas sociais advindos do crescimento rápido e desordenado. Com o declínio do trabalho escravo, a cidade passara a receber grandes contingentes de imigrantes europeus e de ex-escravos, atraídos pelas oportunidades que ali se abriam ao trabalho assalariado. Entre 1872 e 1890, sua população duplicou, passando de 274 mil para 522 mil habitantes.

O aumento da pobreza agravou a crise habitacional, traço constante na vida urbana do Rio desde meados do século XIX. O epicentro dessa crise era ainda, e cada vez mais, o miolo central - a Cidade Velha e suas adjacências -, onde se multiplicavam as habitações coletivas e eclodiam as violentas epidemias de febre amarela, varíola, cólera-morbo, que conferiam à cidade fama internacional de porto sujo.

Muitas campanhas de erradicação, perpetradas pelos governos da época, não foram bem recebidas pela população carioca. Houve muitas revoltas populares, entre elas, a Revolta da Vacina, de 1904, que também teve como causa a tomada de medidas impopulares, como as reformas urbanas do centro, executadas pelo engenheiro Pereira Passos. Vários cortiços foram demolidos e a população pobre da região central deslocada para as encostas de morros, na zona portuária e no Caju, sobretudo os morros da Saúde e da Providência. Tais povoamentos cresceram de maneira desordenada, dando início ao processo de favelização (ainda não muito preocupante na época) - o que não impediu a adoção de várias outras reformas urbanas e sanitárias que modificaram a imagem da então capital da República. Data desse período a abertura do Theatro Municipal e da Avenida Rio Branco, com os edifícios inspirados em elementos da Belle Époque parisiense, e a inauguração, em 1908, do Bondinho do Pão de Açúcar, um dos marcos da engenharia brasileira, em comemoração aos 100 anos da Abertura dos Portos.

atual zona sul efetivou-se com a abertura do Túnel Velho, que fazia a conexão entre Botafogo e Copacabana. O surgimento do Copacabana Palace, em 1923, consagrou definitivamente o processo de ocupação e o turismo na região, que experimentou uma explosão demográfica. O Cristo Redentor seria inaugurado em 1931, tornando-se um dos cartões-postais do Rio e do Brasil.

Após a transferência da Capital Federal para Brasília em 1960, o Rio foi transformado numa cidade-estado com o nome de Guanabara. Em 15 de março de 1975 ocorreu a fusão com o antigo estado do Rio de Janeiro e, em 23 de julho, foi promulgada a Constituição do Rio de Janeiro.

Em 1992, sediou a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CNUCED), mais conhecida como Rio-92, ou ECO-92 - a primeira conferência internacional de peso realizada após o fim da Guerra Fria, com a presença de delegações de 175 países.

Foi sede dos Jogos Pan-Americanos de 2007, ocasião à qual realizou investimentos em estruturas esportivas (incluindo a construção do Estádio João Havelange) e nas áreas de transportes, segurança pública e infraestrutura urbana. Ainda no âmbito esportivo, a cidade irá sediar alguns jogos da Copa do Mundo de 2014 inclusive a final e os Jogos Olímpicos de Verão de 2016.

Entre a noite de sábado, 20 de novembro, até o dia 27 de novembro de 2010, sucederam-se na Região Metropolitana do Rio de Janeiro vários atos de violência organizada. Durante os ataques e depois, durante as operações, registrou-se que pelo menos 181 veículos teriam sido incendiados pelos criminosos.

Nesse período, ocorreram ainda 39 mortes, cerca de duzentas detenções para averiguação e quase setenta prisõe No dia 25 de novembro, deu-se a maior ofensiva da Polícia Militar do Rio de Janeiro, com seu Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) atuando ao lado da Polícia Civil do Rio de Janeiro, encabeçada pela Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE) e em parceria com o Corpo de Fuzileiros Navais, que disponibilizou seis blindados e um grupamento de fuzileiros navais da mesma unidade para apoio logístico da operação, que resultou na tomada do território da Vila Cruzeiro e do Complexo do Alemão, regiões da cidade que até então estava em poder dos narcotraficantes do Comando Vermelho.

“Hoje Lila, a cidade voltou a ser A CIDADE MARAVILHOSA, para alegria de toda a população carioca. Aquela sujeição das instituições, uma espécie de covardia, e submissão unilateral ao exageros de interpretação dos Direitos Humanos, teve afinal um fim. Vejamos até quando as “forças ocultas”e nefastas continuarão caladas!”



Brasilia DF

Fui à Brasilia envolvido com os contratos da EBCT (Correios) e da Mala Diplomática do Itamarati, Ministério das Relações Exteriores.

Con a transferencia do Distrito Federal do Rio de Janeiro para cá, tod a malandragem e safadeza carioca foitamb´m transferida para o Planalto Central.

O resultado perdura até hoje, a exemplo da Serra Fluminense que sacrificou cerca de 1.000 vidas, possuindo um sistema “Caro e Moderno” para prever condições meteorológicas, mas devido a desmandos adnibistrativas, não foi possivel prever a catástrofe.

Na minha opinião as autoridades deveriam ser responsabilizadas, já que o congresso apressou se em aumentar o próprio salário, e o da Presidente para cerca de 26.000 Reais. Sem desconto de Vale Transporte, Brasília é a capital da República Federativa do Brasil , destinada a ser a CAPITAL DO MUNDO OCIDENTAL, e sua quarta cidade mais populosa. No censo demográfico realizado pelo IBGE em 2010, sua população é de 2 562 963 de habitantes. Brasília também possui o segundo maior PIB per capita do Brasil (40 696,00 reais) entre as capitais, superada apenas por Vitória (60 592,00 reais). Junto com Anápolis (139 km) e Goiânia (209 km), faz do eixo Goiânia-Anápolis-Brasília a região mais desenvolvida do Centro-Oeste brasileiro.

Inaugurada em 21 de abril de 1960, pelo então presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, Brasília é a terceira capital do Brasil, após Salvador e Rio de Janeiro. A transferência dos principais órgãos da administração federal para a nova capital foi progressiva, com a mudança das sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário federais.

O plano urbanístico da capital, conhecido como "Plano Piloto", foi elaborado pelo urbanista Lúcio Costa, que, aproveitando o relevo da região, o adequou ao projeto do lago Paranoá, concebido em 1893 pela Missão Cruls.[12] O lago armazena 600 milhões de metros cúbicos de água. Muitas das construções da Capital Federal foram projetadas pelo renomado arquiteto Oscar Niemeyer, para ser a mais desenvolvida do Centro-Oeste brasileiro.

Inaugurada em 21 de abril de 1960, pelo então presidente Juscelino Kubitschek de Oliveira, Brasília é a terceira capital do Brasil, após Salvador e Rio de Janeiro. A transferência dos principais órgãos da administração federal para a nova capital foi progressiva, com a mudança das sedes dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário federais.

O plano urbanístico da capital, conhecido como "Plano Piloto", foi elaborado pelo urbanista Lúcio Costa, que, aproveitando o relevo da região, o adequou ao projeto do lago Paranoá, concebido em 1893 pela Missão Cruls.[ O lago armazena 600 milhões de metros cúbicos de água. Muitas das construções da Capital Federal foram projetadas pelo renomado arquiteto Oscar Niemeyer.

Em 1761 o Marquês de Pombal, então primeiro-ministro de Portugal, propunha mudar a capital do império português para o interior do Brasil Colônia. O jornalista Hipólito José da Costa, fundador do Correio Braziliense, primeiro jornal brasileiro, editado em Londres, redigiu em 1813 artigos em defesa da interiorização da capital do país, para uma área "próxima às vertentes dos caudalosos rios que se dirigem para o norte, sul e nordeste". José Bonifácio, o Patriarca da Independência, foi a primeira pessoa a se referir à futura capital do Brasil, em 1823, como "Brasília".

Desde a primeira constituição republicana, de 1891, havia um dispositivo que previa a mudança da Capital Federal do Rio de Janeiro para o interior do país, determinando como "pertencente à União, no Planalto Central da República, uma zona de 14.400 quilômetros quadrados, que será oportunamente demarcada, para nela estabelecer-se a futura Capital Federal".[15] Fato interessante dessa época foi o sonho "premonitório" tido pelo padre italiano São João Bosco, no qual disse ter visto uma terra de riquezas e prosperidade situada próxima a um lago e entre os paralelos 15 e 20 do Hemisfério Sul. Acredita-se que o sonho do padre seria a futura capital brasileira, pelo qual o padre, posteriormente canonizado, se tornou o padroeiro de Brasília.

No ano de 1891 foi nomeada a Comissão Exploradora do Planalto Central do Brasil, liderada pelo astrônomo Luís Cruls e integrada por médicos, geólogos e botânicos, que fizeram um levantamento sobre topografia, o clima, a geologia, a flora, a fauna e os recursos materiais da região do Planalto Central. A área ficou conhecida como Quadrilátero Cruls [16] e foi apresentada em 1894 ao Governo Republicano. A comissão designava Brasília com o nome de "Vera Cruz".

Em 1922, no ano do Centenário da Independência do Brasil, o Deputado Americano do Brasil apresentou um projeto à Câmara incluindo entre as comemorações a serem celebradas o lançamento da Pedra Fundamental da futura Capital, no Planalto Central.[17] O então Presidente da República, Epitácio Pessoa, baixou o decreto nº 4.494 de 18 de janeiro de 1922, determinando o assentamento da Pedra Fundamental e designou para a realização desta missão, o engenheiro Balduino Ernesto de Almeida, Diretor da estrada de ferro de Goiás, com sede em Araguari, Minas Gerais. No dia 7 de setembro de 1922, com uma caravana composta de 40 pessoas, foi assentada a Pedra Fundamental no Morro do Centenário, na Serra da Independência, situada a nove quilômetros da cidade de Planaltina.

Em 1954 o Marechal José Pessoa Cavalcanti de Albuquerque foi convidado pelo presidente Café Filho para ocupar a presidência da Comissão de Localização da Nova Capital Federal, encarregada de examinar as condições gerais de instalação da cidade a ser construída. Em seguida, Café Filho homologou a escolha do sítio da nova capital e delimitou a área do futuro Distrito Federal, determinando que a comissão encaminhasse o estudo de todos. A Comissão de Planejamento e Localização da nova Capital, sob a Presidência de José Pessôa, foi a responsável pela exata escolha do local onde hoje se ergue Brasília.

A idealização do plano-piloto também foi obra da mesma comissão que, em robusto relatório, redigido pelo Marechal José Pessôa, de título "Nova Metrópole do Brasil" e entregue ao Presidente Café Filho, detalhou os pormenores do arrojado planejamento que se realizou.

O Marechal José Pessôa não imaginou o nome da capital como Brasília, mas sim Vera Cruz, caracterizando o sentimento de um povo que nasceu sob o signo da Cruz de Cristo e estabelecendo ligação com o primeiro nome dado pelos descobridores portugueses. O plano elaborado respeitava uma determinada interpretação da História e não descaracterizava as tradições brasileiras. Grandes avenidas chamar-se-iam "Independência", "Bandeirantes" etc., diferentes, portanto, das atuais siglas alfa-numéricas de Brasília, como W-3, SQS, SCS, SMU e outros.

Por discordâncias com o Presidente Juscelino Kubitschek, o Marechal José Pessoa abandonou a presidência da Comissão, tendo sido sucedido pelo Coronel do Exército Ernesto Silva, que era o Secretário da Comissão. Ernesto Silva, que também era médico, foi nomeado na sequência presidente da Comissão de Planejamento da Construção e da Mudança da Capital Federal (1956) e Diretor da Companhia Urbanizadora da Nova Capital - NOVACAP (1956/1961), tendo assinado o Edital do Concurso do Plano Piloto, em 1956, publicado no Diário Oficial da União no dia 30 de setembro de 1956.

Apenas no ano de 1955, durante um comício na cidade goiana de Jataí, o então candidato à presidência, Juscelino Kubitschek, foi questionado por um eleitor se respeitaria a Constituição, interiorizando a Capital Federal, ao que JK afirmou que iria transferir a capital.. Eleito presidente, Juscelino estabeleceu a construção de Brasília como "meta síntese" de seu "Plano de Metas".

O traçado de ruas de Brasília obedece ao plano piloto implantado pela empresa Novacap a partir de um anteprojeto do arquiteto Lucio Costa, escolhido através de concurso público nacional. O arquiteto Oscar Niemeyer projetou os principais prédios públicos da cidade. Para fazer a transferência simbólica da capital do Rio para Brasília, Juscelino fechou solenemente os portões do Palácio do Catete, então transformado em Museu da República, às 9 da manhã do dia 21 de abril de 1960, ao que a multidão reagiu com aplausos. A cidade de Brasília foi fundada no mesmo dia e mês em que se lembra a execução de Joaquim José da Silva Xavier, líder da Inconfidência Mineira, e a fundação de Roma.

O princípio básico das estratégias políticas de Juscelino Kubitschek, segundo o próprio, era apropriado do moralista francês Joubert, para quem "não devemos cortar o nó que podemos desatar". Com base nessa máxima, Kubitschek viabilizou a construção de Brasília, oferecendo várias benesses à oposição, criando fatos consumados e queimando etapas. Apesar de a cidade ter sido construída em tempo recorde, a transferência efetiva da infraestrutura governamental só ocorreu durante os governos militares, já na década de 1970. Todavia, ainda no início do Século XXI, muitos órgãos do governo federal brasileiro continuam sediados na cidade do Rio de Janeiro.

Um fato que mostra o impacto provocado pelo modernismo da cidade recém-construída foi a frase dita pelo cosmonauta Yuri Gagarin, primeiro homem a viajar para o espaço, que, ao visitar Brasília em 1961, disse: "Tenho a impressão de que estou desembarcando num planeta diferente, não na Terra".

Alguns dos fatores que mais influenciaram a transferência da capital foram a segurança nacional, pois acreditava-se que com a capital no litoral ela estava vulnerável a ataques estrangeiros (argumento militar-estratégico que teve como precursor Hipólito José da Costa), e uma interiorização do povoamento e do desenvolvimento e integração nacional, já que devido a fatores econômicos e históricos a população brasileira concentrou-se na faixa litorânea, ficando o interior do país pouco povoado.

As mulheres brasilienses não são muito bonitas, apesar de haver representantes de todas as regiões do país.

Em média predomina o tipo nordestino da mulher baixinha e gordinha que não se cuida muito



Betim MG.

Estive em Betim a trabalho na Fábrica da Fiat Auto,óveis.Na verdade foi esse contrato que originou a fusão da GKW (Brasileira) com a Fredenhagen(Alemã).

Betim é um município brasileiro do estado de Minas Gerais e faz parte da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Possui 377.547 habitantes (IBGE/2010). e a Cidade Maior do estado. Betim teve sua origem no século XVIII, mais precisamente em 1711, quando o bandeirante Joseph Rodrigues Betim obteve seu território como sesmaria. Seu primeiro núcleo de povoação a ganhar relevância foi o Arraial da Bandeirinha, responsável pela ereção da Capela Nova do Monte do Carmo, que depois deu nome à região. Conhecida desde então como Capela Nova do Betim, a região se consolidou como ponto de parada de tropeiros e produção para o abastecimento das regiões mineradoras de Minas.

Foi elevada a distrito em 1801 e a município em 1938, em reforma administrativa empreendida pelo governo do Estado. Grande impulso econômico aconteceu na década de 60, com a instalação da Refinaria Gabriel Passos e da Fiat Automóveis, por iniciativa do governador Rondon Pacheco. A industrialização de Betim mudou seu caráter de cidade interiorana, multiplicando sua população e diversificando sua cultura.

Localização: Zona metalúrgica, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Principais cursos d'água: Rio Paraopeba, Rio Betim e Riacho das Areias

Principais rodovias que servem ao município: MG-060, MG-050, BR-381, BR-040, BR-262.

Municípios limítrofes: -, Contagem, Esmeraldas, Ibirité, São Joaquim de Bicas, Juatuba e Sarzedo.

O Aqui Betim é jornal em forma de tablóide com sede em Betim MG, que pertence ao Grupo Diários Associados, foi em lançado em 18 de novembro de 2009.

A fábrica de automóveis da Fiat, atraiu uma infinidade de indústrias ligadas ao setr sutomotivo não só para a cidade, mas também para a região de Contagem,e Belo Horizonte.

Uma delasem que també, trabalhei fornecendo linhas de montagem de Chicotes Elétricos Automotivod, é a Delphi Automotive, do conglomerado da General Motors.

Como a fabricação de Chicotes requer uma mão de obra menos grosseira e ,ais cuidadosa, a Delphi contrata em Betim mais de 80% da mão de obra feminina, o que confere mais graça às linhas de montagen.

”Lila sabe que ive diversos romances com integrantes de linhas de montagem Betinenses!”

Itabirito MG.

Há outra fábrica de Chicotes Elétricos Automotivos da Delphi Automotive Systems, ondeestive instalando linhas de montagem, em Itabirito MG.

O itabirito é uma rocha metamórfica química ou vulcanoquímica finamente estratificada que é um importante minério de ferro (tem seu teor de ferro entre 50% e 55%).

É composta quimicamente por sílica e ferro, com uma estrutura bandada alternadamente por silicatos (geralmente quartzo) e óxidos de ferro como a hematita (magnetita).

Esse minério provém de ação metamórfica sobre depósitos marinhos ricos em ferro e silicano período do neoarqueano ao paleoproterozoico, provalvemente devido ao enriquecimento em O2 da atmosfera neste período, levando a oxidação de ferro em solução nos mares daquelas épocas.

A origem do nome cabe à cidade de Itabira, em Minas Gerais, onde é encontrado em abundância.

Itabirito é também um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Segundo informações do IBGE, o município contava com uma população de aproximadamente 45 mil habitantes em 2010, e uma área de 543 km².

Foi no século XVIII, entre 1706 e 1709, que o Capitão-Mor Francisco Homem Del Rey e o piloto da Nau Nossa Senhora da Boa Viagem, Luiz de Figueiredo Monterroyo chegaram na região em busca de ouro. A partir de 1752, já na condição de Distrito Colonial de Vila Rica, recebeu o nome de Itabira do Campo, que o identificou até o ano de 1923, quando emancipou-se politicamente em 7 de setembro, com o nome de Itabirito, originário do Tupi, que significa "pedra que risca vermelho", nome este que denomina um minério de ferro abundante na região.

O fato de a cidade se localizar exatamente entre Ouro Preto e o antigo Curral Del Rey, local escolhido para se tornar a nova capital de Minas Gerais, tornou a cidade um ponto estratégico de parada dos tropeiros que transitavam pelas montanhas entre as duas localidades.

No final do século XVII, as descobertas de ouro nas imediações de Sabará e Ouro Preto provocaram um grande deslocamento de pessoas para a região central de Minas Gerais. Colonos e imigrantes de vários lugares começaram a povoar as terras que, em pouco tempo, transformaram-se em arraiais, freguesias e vilas.

Os povoamentos iniciais na Sede e nos distritos de Itabirito (Acuruí, São Gonçalo do Bação e São Gonçalo do Monte) são contemporâneos às primeiras explorações auríferas em Minas. Durante esse período destacam-se: a presença do Distrito de Acuruí (antigo Rio das Pedras) em um dos braços da Estrada Real, ligando Sabará a Ouro preto; o Pico de Itabirito como marco geográfico para os deslocamentos das expedições pelo Rio das Velhas; e a edificação de grande parte dos antigos templos religiosos de Itabirito.

As atividades de mineração do ouro na Sede e em Acuruí continuaram ativas e influenciaram a economia regional até meados do século XIX, apesar dos sinais de esgotamento de boa parte das jazidas em Minas Gerais. Conectadas às atividades comerciais, agrícolas e pecuárias as extrações auríferas ajudaram a minimizar os efeitos da crise mineratória nessas localidades. No entanto, a partir de 1845, as evidências de diminuição dos rendimentos das lavras e faiscações e o desabamento da Mina de Cata Branca (a principal da região) começaram a provocar um expressivo desaquecimento econômico que refletiu-se na vida social e cultural da população local.

Esse cenário arrastou-se até a década de 1880, quando as instalações dos trilhos da Estrada de Ferro Dom Pedro II, a abertura de empresas nos ramos da siderurgia, quando foi criado a Usina da Esperança em 1888, iniciando sua produção em 1891, constituindo a pioneira do ramo siderúrgico na América Latina,

Empresas de tecidos e couro e o crescimento da população passaram a modificar a feição da Sede de Itabirito (antiga freguesia de Itabira do Campo). Aos poucos, a antiga paisagem colonial começou a ser substituída pela paisagem industrial. Esse desenvolvimento tornou-se a base de sustentação para os desejos de emancipação municipal, realizada em 7 de setembro de 1923.

Itabirito está inserida na região do Quadrilátero Ferrífero e abriga importante atividade de exploração de minério, além de outros ramos dinâmicos nos setores da indústria e de serviços. Atualmente, o município desenvolve-se buscando equilibrar as necessidades do presente e a valorização do seu patrimônio cultural, referência importante sobre as histórias que antecederam ou acompanharam a formação de Itabirito. Estamos construindo uma visão que entende a importância da memória, do passado, nas projeções do presente e do futuro.

Uma grande amiga nossa, a Professora Marisa, viúva de um falecido companheiro nosso,, Sr. Newton Luis Costa Gomes, voltou para Itabirito, onde residem os seus pais, mas infelizmente perdemos contato.

Julifest A gastronomia e a famosa forma acolhedora de receber dos mineiros atraem turistas de todos os estados do Brasil. Em Itabirito, não é diferente. A cidade reúne ingredientes de qualidade em uma receita de sucesso com a tradicional Julifest, que todos os anos acontece na segunda semana do mês de Julho, na Praça dos Inconfidentes. São quatro dias de evento com o melhor da música popular brasileira, infraestrutura e segurança completas, muita gente bonita e quitutes de dar água na boca.
“Lila há as barracas, que retratam as construções típicas da zona rural, são construídas pelos próprios moradores e oferecem várias delícias da culinária itabiritense como, por exemplo, o famoso pastel de angu que é o prato típico da cidade!”
Pouso Alegre MG.
Pouso Alegre é mais uma cidade acolhedora do Sul de Minas onde tive o prazerf de trabalhar, pois alí há também um polo empresarial, com fábricas da Delphi, e da Latasa, onde fdornecemos equipamentos.

Pouso Alegre é um município brasileiro do Estado de Minas Gerais. Localiza-se a uma latitude 22º13'48" sul e a uma longitude oeste, estando a uma altitude de 832 metros. Possui uma área de 545,354 km². Em 2010 sua população foi calculada em 130.586 habitantes, sendo o 2º município mais populoso do Sul de Minas e o 18º do estado de Minas Gerais.

Com posição privilegiada, Pouso Alegre localiza-se às margens da Rodovia Fernão Dias, a 180 km do Município de São Paulo, a 373 km da Capital de Minas Gerais e a 391Km do Rio de Janeiro. Na cidade há também uma cordilheira de morros e montanhas que, ao segui-las, terminam no Estado do Rio de Janeiro. A altitude máxima encontrada no município é de 1347 metros (na Serra de Santo Antônio) e a altitude mínima encontrada no município é de 810 metros (na foz do Rio Cervo).

Pouso Alegre é a segunda maior cidade do sul de Minas Gerais (atrás apenas de Poços de Caldas) e a décima nona do Estado, e é um Pólo Regional. Segundo o cadastro eleitoral, concentra 90.668 eleitores, ou 62% da população. De acordo com a contagem populacional de 2010, são 130.586 habitantes. Alguns bairros da cidade são mais populosos que várias cidades da região, com destaque para o Bairro São Geraldo, mais conhecido como "Aterrado", localizado no sentido Centro x BR 381, sendo o maior e mais populoso da Região. Um dos grandes bairros da cidade é o Cidade Jardim, que, por se localizar bem mais distante do centro, pode ser confundido como um município. A religiosidade em



  1   2   3   4   5   6


©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal