Estado do paraná prefeitura municipal de união da vitória rua Dr. Cruz Machado, 205 – 3º e 4º



Baixar 59,59 Kb.
Encontro07.11.2018
Tamanho59,59 Kb.



ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE UNIÃO DA VITÓRIA

Rua Dr. Cruz Machado, 205 – 3º e 4º Pavimentos

Fone: 42-3523-1011 e-mail: pmuva@uniaodavitoria.pr.gov.br

CNPJ 75.967.760/0001-71

Site Oficial: www.pmuniaodavitoria.com.br







Lei Nº 3511/2007

 Concede o Título de Cidadão Honorário de União da Vitória ao Sr. JOÃO DARCY RUGGERI.

        
A Câmara Municipal de União da Vitória, Estado do Paraná, aprovou Projeto Lei nº 29/2007 de autoria dos Vereadores GILBERTO FRANCISCO BRITTES, MARCO ANTONIO CAUS e FERNANDO BOHRER e eu HUSSEIN BAKRI, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte;

Lei:
 

 

            Art. 1º Fica concedido o Título de Cidadão Honorário de União da Vitória ao Sr. JOÃO DARCY RUGGERI.



            Parágrafo Único: Faz parte integrante desta Lei o Anexo I.

            Art. 2º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

 União da Vitória, 12 de novembro de 2007.


HUSSEIN BAKRI

Prefeito Municipal



ANEXO I

 

JOÃO DARCY RUGGERI, natural de Porto Alegre – Rio Grande do Sul. Nasceu aos vinte e oito (28) dias do mês de julho de 1924. Filho de Antonio Guggeri e de Lydia Braga Ruggeri.



Viúvo de Iracema Benghi Ruggeri, de cujo matrimônio nasceram os filhos: Gemarcy Rafael Benghi Ruggeri, engenheiro civil da Prefeitura Municipal de Curitiba; Gema Lydia Benghi Ruggeri, médica; Jussara Iracema Benghi Ruggeri,  engenheira civil responsável pela infra-estrutura de engenharia do Hospital da PUC/PR.

 

Filhos do primeiro matrimônio: Antonio Ruggeri Neto, empresário; Evanor Luiz Ruggeri,  advogado do comércio. Dercy Catarina Ruggeri, advogada e aposentada da Fazenda Pública Estadual; e Darcynês Omar Ruggeri, administrador.



 

ESCOLARIDADE

  • Curso Primário: Colégio Paul Soares – Porto Alegre-RS

  • Curso Ginasial: Instituto Parobé 1º ano (até os 11 anos), em Porto Alegre-RS e Ginásio Aurora, em Caçador-SC (até os 12 anos);

  • Seminarista Camiliano, em Iomerê-SC, até os 18 anos de idade;

  • Técnico e Contabilidade – Escola Técnica de Comércio, Curitiba/PR.

  • Bacharel em Ciências Contábeis e Atuariais – Faculdade de Ciências Econômicas do Paraná;

  • Advogado formado pela Faculdade de Direito de Curitiba.

 

ESPECIALIZAÇÕES

  • Direito Penal, Processual Penal, Direito Civil, Processual Civil, Direito da Família, Direito Constitucional Fiscal e Tributário, Direito Trabalhista, Direito Administrativo, Direito Internacional, Público e Privado, tendo participado de várias conferências, palestras, cursos conclaves nacionais e internacionais.

 

ATIVIDADES PROFISSIONAIS

  • Após o estudo Seminarista se dedicou às atividades do comércio, da indústria, transportes e Rádio – Difusão, tendo iniciado na Rádio Caçanjurê de Caçador-SC, no ano de 1953;

  • No ano de 1956, na condição de sócio, fundou a Rádio Colméia de Porto União-SC, revolucionando a radiofonia local com apresentações dos principais artistas do Rio de Janeiro, da época, e inclusive com transmissões de futebol (Brasil x Argentina e Brasil x Portugal), diretamente do Estádio Maracanã, ano de 1958;

  • Sócio-Dirigente da Rádio União de União da Vitória-PR (anos de 1957/58);

  • Tabelião de Notas e do Registro Civil do Distrito de São Cristóvão, Município de União da Vitória-PR (1961/1964);

  • Chefe de gabinete de relações públicas do então secretário de Agricultura Doutor Paulo Cruz Pimentel (1964/65), em Curitiba-PR;

  • Mediante concurso público, nomeado Economista da Fazenda Pública do Estado do Paraná (1966);

  • Diretor Geral, e Superintendente interino por inúmeras vezes, do Instituto de Previdência do Estado – IPÊ (1966/67);

  • Por sua proposição foi criado o Posto do IPÊ em União da Vitória, para atendimento aos funcionários locais e da região, com instalações no ano de 1966;

  • Eleito pelo Jornal Diário do Paraná o Diretor Estadual do Ano, 1967;

  • Com Voto de Louvor da Assembléia Legislativa do Estado, aprovada por unanimidade proposta do Deputado Agostinho José Rodrigues (1967);

  • Nomeado pelo Governo do Estado como encarregado da documentação da Secretaria de Estado dos Negócios do Governo e também Assessor da Casa Civil do Gabinete do Governador (1968/70);

  • Presidente de Processos Administrativos pela Fazenda Estadual no período de 1972/83, deixando a função por motivo de aposentadoria. Na ocasião recebeu voto de louvor pela sua atuação;

  • Delegado da Fundação nacional do Índio – FUNAI, com abrangência nos Estado do Paraná, Santa Catarina e parte de São Paulo (1984/85), se destacando pelas corajosas intervenções e decisões por ocasião da revolta dos índicos do Toldo Ximbangue, em Chapecó-SC, dominando a revolta dos colonos, com prenúncios de muita violência; também reprimiu a invasão de áreas contíguas as da Reserva Indígena de Mangueirinha-PR, região esta constantemente  em conflito;

  • Procurador Jurídico do Hospital Evangélico de Curitiba, durante 17 anos, a título de benemerência;

  • Membro da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Curitiba, há 18 anos;

  • Membro fundador da Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas de Curitiba-PR (1993);

  • Conselheiro do Santa Mônica Clube de Campo, em Curitiba, desde 1983, tendo sido membro de comissões, vice-presidente do conselho deliberativo, diretor jurídico, presidente do conselho fiscal e atualmente subdiretor jurídico;

  • Conselheiro (há mais de 15 anos) da Instituição Filantrópica Eunice Weiver, de Curitiba-PR, que tem na Presidência a Jornalista Juril de Plácido e Silva Carnasciali.

  • Conselheiro do Movimento Cívico Renovador (desde 1992), instituição defensora dos princípios da Ética, do Civismo e do Patriotismo, sem quaisquer vinculações política-partidárias.

  • Foi membro efetivo da Comissão de Cidadania, da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção do Paraná.

 

ATIVIDADES POLÍTICAS PARTIDÁRIAS

  • Auxílio e coordenação da campanha para eleição de Ney Braga Deputado Federal (1058) – região sul;

  • Eleito Vereador mais votado pelo Partido Democrata Cristão, por União da Vitória, mandato 1959/63;

  • Por duas vezes foi eleito Vereador do Ano. Candidatando-se à reeleição em 1963, somou 300 votos, ficando na 1ª suplência do vereador Eros Lepka, por ter transferido sua residência, fato que o obrigou a licenciar-se e mais tarde renunciar, por estar exercendo relevante função no Governo do Estado, na Capital do Estado;

  • Em 1959/60 foi um dos Coordenadores juntamente com o Doutor Mario Mayer, Wilkes Amazonas Correia, Doutor Mario Riesemberg, e outros, para a região sul, na campanha eleitoral que elegeu Ney Aminthas de Barros Braga, Governador do Estado do Paraná;

  • Em 1964, participou  como Coordenador da Campanha de Paulo Cruz Pimentel ao governo do Paraná, tendo chefiado seu escritório político e comitê central até a eleição final (governo 1966/71)

  • Participou como um dos fundadores da Aliança Renovadora Nacional – ARENA (inscrição nº 81) no Paraná;

  • Candidato a deputado estadual em 1960, afastado por ordem médica;

  • Candidato a deputado federal em 1970, não tendo logrado êxito;

  • Participou ativamente da eleição e Ivo Arzua Pereira para a  prefeitura de Curitiba;

  • Foi um dos coordenadores da eleição de Jefferson Weigert Wandeley a Câmara de Vereadores de Curitiba;

 

ATIVIDADES SOCIAIS

  • Ex-Diretor Social do Clube Apolo, gestão Nipton (Reado) Khouri, e sócio ausente (por transferência de residência desde 1964), deste e de outros clubes de União da Vitória e Porto União;

  • Diretor de departamento de futebol do Avahí Futebol Clube de União da Vitória-PR;

  • Presidente da Liga Esportiva Regional Iguaçu – LERI, União da Vitória-PR (dois mandatos);

  • Sócio Olímpico do Esporte Clube Água Verde (atual Paraná Clube) e Coritiba Foot-Ball Clube, ambos de Curitiba-PR;

  • Diretor secretário da Federação Paranaense de Futebol – gestão José Millani;

  • Sócio patrimonial do Santa Mônica Clube de Praia, situado na Praia de Leste (1967);

  • Sócio patrimonial do Santa Mônica Clube de Campo (desde 1967) Curitiba – PR;

  • Membro efetivo do Clube dos 21 Irmãos Amigos – Curitiba;

  • Membro efetivo do Lions Clube Curitiba Batel, tendo sido Presidente, Presidente de Divisão e de Região e Assessor do Gabinete do Governador.

 

ATIVIDADES CULTURAIS – PARTICIPAÇÕES

  • Acadêmico, fundador (ex-diretor de protocolo e seu vice-presidente – gestão 1999/2002) da Academia de Cultura de Curitiba;

  • ACCUR, (1992) antes vinculada somente à Santa Casa de Misericórdia de Curitiba, e no presente, também, ao Círculo de Estudos Bandeirantes, ambos ligados à Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUC;

  • Presidente da Academia de Cultura de Curitiba – ACCUR, gestão 2002/2005;

  • Reeleito Presidente da Academia de Cultura de Curitiba – ACCUR, para o mandato de 2006/2009 (posse em março de 2006);

  • Acadêmico, fundador e diretor de protocolo da Academia Paranaense de Letras Maçônicas (1996), tendo sido seu Orador Oficial nas solenidades de instalação, a qual teve como Paraninfa a Academia Paranaense de Letras (09.11.96);

  • Membro da Academia de Letras do Vale do Iguaçu – ALVI, de União da Vitória e Cidades circunvizinhas;

  • Vice-Presidente e atual Presidente em exercício da Academia Sulbrasileira de Letras – Subseção do Paraná;

  • Membro da Academia de Cultura do Paraná, com sede em Londrina;

  • Vice-Presidente do Conselho Consultivo da Campanha Nacional das Escolas das Comunidades – CNEC, com sede em Brasília-DF (período 2002/2005);

  • Diretor da Campanha Nacional das Escolas da Comunidade – CNEC (período de 2005/2008).

 

PALESTRAS NO ÂMBITO DA CULTURA

·        Na Pontifícia Católica do Paraná, para alunos de cursos superiores;

·        Colégio Santa Maria, para alunos do Primeiro e Segundo Graus;

·        No centro de Cultura de Ponta Grossa-PR;

·        Na 5ª Região Militar – 5ª/DE – CAUD (Centro de Aperfeiçoamento) em Curitiba;

·        No Lions Clube Internacional;

·        Congressos Maçônicos promovido pelo Grande Oriente do Brasil – Paraná e pelo Poder Central, em 1996 (Livro “A Maçonaria e a Família”);

·        Para (500) Cursilhistas Católicos, da Igreja Nossa Senhora de Guadalupe, no seio da própria Igreja (abril de 1994), para falar sobre a Maçonaria, seus princípios e objetivos;

·        Na Câmara Municipal de Ivaiporã-PR, para Edis, Empresários e Membros da Sociedade daquela municipalidade;

·        Na Câmara Municipal de Jandaia do Sul, perante diversas associações de classes, magistério, vereadores secretários municipais, poder judiciário, ministério público, autoridades policiais, maçons e diversas outras personalidades (1995);

·        Mais de 300 palestras proferidas para maçons, familiares, etc. no Estado do Paraná, Santa Catarina e São Paulo;

·        Participações em mais de 80 Congressos Maçônicos no Paraná e em diversos outros estados;

·        Participação da reunião da Suprema Congregação do Grande Oriente do Brasil;

·        Orador oficial do Governo do Estado do Paraná, nas solenidades de abertura da Semana da Pátria (1995, início do Governo Jaime Lerner);

·        Orador oficial quando dos festejos do primeiro Centenário de fundação da Loja Maçônica Estrela de Imbituva, no Clube Social (12.07.97);

·        Orador oficial nas solenidades Cívico-Maçônicas na Cidade de Telêmaco Borba, homenageando a família Klabin;

·        CINDACTA II – Aeronáutica – Semana da Asa – 21 de outubro de 2005. Tema: a importância da Cultura no desenvolvimento da humanidade;

·        Palestra para os Acadêmicos de Direito da Faculdade CENECISTA de Campo Largo-PR.



 

CONFERÊNCIAS E PUBLICAÇÕES DIVERSAS

  • Globalização, Mercosul e a Maçonaria;

  • Constituição Maçônica – Trabalho e Ação Direta de Inconstitucionalidade;

  • A Maçonaria e a Política, nos festejos dos 150 anos da Loja Maçônica PHILANTROPIA GUARAPUAVANA, de Guarapuava-PR, em 25 de agosto de 2001;

  • A Maçonaria e a Família, edição interna para Maçons (1996);

  • A Maçonaria e a Independência do Brasil – edição interna para Maçons (1997);

  • A Maçonaria e a Libertação dos Escravos – trabalho interno pata Maçons;

  • Provérbios Filosóficos;

  • A influência da Maçonaria na Proclamação da República do Brasil (1889);

  • Primeiro livro no prelo com 1270 provérbios, sendo que destes já foram publicados aproximadamente 300, no Jornal Gazeta do Povo, do Estado do Paraná;

  • O segundo livro com 1350 provérbios, também no prelo, dos quais 150 já publicados no mesmo jornal;

  • O terceiro volume conta com 700 provérbios para lançamentos oportunamente.

 

VIDA MAÇÔNICA

  • Iniciado na Ordem Maçônica em outubro de 1967, tendo após isso exercício os principais cargos existentes na Ordem, inclusive o de Grão Mestre Estadual no Paraná (1991/1995);

  • Exerceu, a nível nacional os cargos de Sub-Procurador Geral e de Procurador Geral, que correspondem a Chefia do Ministério Público da Ordem, desde 1995 até o mês de abril de 2001, tendo  sido exonerado a pedido;

  • Exerceu também os cargos de Juiz dos Tribunais, Corregedor e Presidente;

  • Pelos relevantes serviços prestados à Ordem foi agraciado com as comendas de Benemérito, Grande Benemérito, Estrela da Distinção e Cruz da Perfeição;

  • Atualmente é Grão-Mestre de Honra do Grande Oriente do Brasil – Paraná e continua filiado a Loja Maçônica Cruzeiro do Sul nº 1603;

  • Recebeu vários títulos de Venerável Mestre de Honra, de várias Lojas Maçônicas, Membro Honorário e de Cavaleiro Templário;

  • Hóspede Oficial dos Municípios de: Assis Chateaubriand, São Mateus do Sul, Três Pontes, Marechal Cândido Rondon, laranjeiras do Sul, Canta Galo e Jacarezinho;

  • Venerável Mestre de Honra da Loja Maçônica Amizade (150) anos, do Estado de São Paulo;

  • Membro Honorário da Loja de Pesquisas e de Estudos Gênesis, de Curitiba.

 

TÍTULOS E COMENDAS

  • Vereador do Ano – 1962/63 ´União da Vitória-PR;

  • Aplausos pela Assembléia Legislativa do Paraná 1967;

  • Diretor mais eficiente do ano – 1967/68 – Curitiba-PR;

  • Homenagem a Câmara Municipal de Curitiba pela investidura no cargo de Delegado da FUNAI (1984);

  • Cavaleiro da Boca Maldita – Curitiba-PR (1988);

  • Troféu Imprensa do Paraná (1989);

  • Amigo da Policia Militar do Paraná – Diploma (1990);

  • Prêmio Cidade de Curitiba – 300 anos (março de 1993) sendo o Orador Oficial em nome dos 300 agraciados;

  • Mérito Municipalista – outorgado pela Associação das Câmaras Municipais da Região Sul do Paraná – AMSULPAR (1993);

  • Comenda “DO PACIFICADOR” outorgada pelo Excelentíssimo Presidente da República, por proposição do Estado Maior do Exército Brasileiro (novembro de 1994);

  • CIDADÃO HONORÁRIO DE CURITIBA – outorgado pela Câmara de Vereadores por propositura do vereador Jorge Bernardi;

  • Comenda “DO MÉRITO SANTOS DUMONT”, outorgada pelo Ministério da Aeronáutica – julho de 1994;

  • Medalha de HONRA AO MÉRITO – outorgada pelo Santa Mônica Clube de Campo(1995);

  • Comenda “DA ORDEM DO MÉRITO MILITAR”, no grau de Cavaleiro (a maior instituída para civis), outorgada pelo Excelentíssimo Senhor Presidente da República, por proposição do Alto Comando do Exército Nacional (19 de abril de 1995);

  • Medalha de Honra ao Mérito, outorgada pelo Grande Oriente do Estado do Paraná (abrild e 1996);

  • Reconhecimento – Diploma outorgado pelo Santa Mônica Clube de Campo, pelo desempenho no exercício da Vice-Presidência do Conselho Deliberativo (gestão 1993/96);

  • Comenda “DA HONORÍFICA ORDEM DA CULTURA – HOC”, no grau de COMENDADOR (1996), com base na Honorífica Ordem das Misericórdias;

  • Comenda “DUQUE DE CAXIAS”, outorgada pelo Grande Oriente do Estado do Paraná (junho de 1996);

  • Comenda no grau de COMENDADOR, outorgada pela Sociedade de Estudos dos Problemas Brasileiros, com sede e foro em Brasília-DF, com registro e autorizada pelo Ministério de Educação (março de 1999);

  • Título com Diploma e Medalha de CAVALEIRO TEMPLÁRIO, imanente da Ordem dos Templários (2005) através da Loja Maçônica “OS TEMPLÁRIOS” de Curitiba-PR;

  • Comenda da Ordem do Pelicano, no grau de COMENDADOR, outorgada pelo Grande Oriente do Brasil, Paraná, em 18 de novembro de 2005;

  • Medalha do MÉRITO FERNANDO AMARO, outorgada pela Câmara Municipal de Curitiba (24.11.2005);

 

“A história poderá até parar no tempo!”

O tempo, porém, jamais será detido.

Portanto, que cada um faça sua história no seu devido tempo.

(JDR – Livro Eles & Eu nº 02)

 

 



 

 






©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal