Esta prova contém



Baixar 30,57 Kb.
Encontro18.05.2018
Tamanho30,57 Kb.







EA22- VL




M




A




04/11/2008









Esta prova contém


5

questões.










PF - INSTRUÇÕES:

  • Verifique se sua prova está completa.

  • Preencha corretamente todos os dados solicitados no cartão de respostas.

  • Cartões com rasura ou incompletos serão invalidados.

  • Em caso de dúvida, chame o responsável pela sala.

  • Utilize os espaços em branco para rascunho. Duração da prova: 50 minutos.

  • Guarde esta prova. Ela poderá ser utilizada como material de aula.

  • Questões com crédito de vestibular podem ter sido alteradas em sua redação ou dados.

  • Boa prova!




  1. O que é bossa nova? Bossa nova é mais solidão de uma rua de Ipanema do que a agitação comercial de Copacabana [...] é mais um olhar do que um beijo; mais uma ternura que uma paixão. Bossa nova é o novo segredo da mocidade”. Vinícius de Morais.

Além das palavras do poeta Vinícius de Morais, o que foi a bossa nova?




  1. A bossa nova foi um movimento musical ligado à música pop, vinculado desde o início à televisão e a um projeto publicitário de marketing, responsável pelo sucesso de nomes como João Gilberto e Tom Jobim.




  1. A bossa nova foi um estilo musical que surgiu na década de 70, fazendo críticas às músicas de protesto que estavam em moda na época.




  1. A bossa nova foi um novo modo de apresentar o samba, criticado pela imprensa e pelos intelectuais brasileiros, por considerá-lo alienante em relação à realidade brasileira, já que seu lançamento oficial foi nos Estados Unidos e não no Brasil.




  1. A bossa nova foi um novo estilo musical criado no Rio de Janeiro, reunindo técnicas típicas da música brasileira e do jazz norte-americano.




  1. A bossa nova foi um novo modo de apresentar o samba, de modo a enfrentar o regime militar implantado desde 1964, fazendo críticas à realidade nacional através de letras extremamente simples e de fácil assimilação.

  1. (UEL 2005) “Coube, entretanto, a outros da mesma geração [...] colher em 1943 os primeiros frutos dessa até então pouco articulada campanha, trazendo o teatro para o centro das cogitações nacionais, num golpe de sorte ou de clarividência, através de uma só temporada, mais ainda, de um só incrivelmente bem-sucedido espetáculo. Tal milagre explicava-se pelo encontro entre um drama irrepresentável senão em termos modernos e o único homem porventura existente no Brasil em condições de encená-lo adequadamente. Vestido de noiva, de Nelson Rodrigues (1912 – 1980), diferia com efeito, de tudo que já se escrevera para a cena entre nós, não apenas por sugerir insuspeitadas perversões psicológicas [...] mas, principalmente, por deslocar o interesse dramático, centrado não mais sobre a história que se contava e sim sobre a maneira de fazê-lo, numa inversão típica da ficção moderna.” (PRADO, Décio de Almeida. Teatro Brasileiro Moderno. 2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1996. p.39-40.)

Com base no texto, é correto afirmar:


a) A peça teatral Vestido de noiva estagna a literatura dramática brasileira principalmente por sugerir insuspeitadas perversões psicológicas.

b) O drama convencional Vestido de noiva apresenta aspectos temáticos e formais compatíveis com a comédia de costumes, propondo um projeto de encenação simples e ágil.

c) A peça teatral realista Vestido de noiva provoca um choque estético que retira do teatro brasileiro o caráter de modernidade que então possuía, principalmente perante os outros gêneros literários.

d) No texto dramatúrgico Vestido de noiva, percebe-se o mesmo caráter inovador de toda a geração de autores teatrais românticos, que construíram as bases do teatro nacional.

e) Na obra Vestido de noiva, nota-se o deslocamento do interesse dramático para o modo de fazer o teatro, o que representa um traço de modernidade.



  1. Nos anos 1960, surge uma série de movimentos culturais com diferentes formas de engajamento social, que procuravam renovar a expressão estética da arte brasileira. Entre estes movimentos estéticos, pode-se destacar a produção de Glauber Rocha, que visava evidenciar a realidade e os dilemas da nossa sociedade. Sua produção cultural insere-se no contexto do movimento chamado:




  1. Bossa Nova.

  2. Cinema Novo.

  3. Teatro de Arena.

  4. Teatro Oficina.

  5. Jovem Guarda.

  1. (UEL 2004) O texto a seguir é um fragmento de “Tropicália”, composição de Caetano Veloso que integra o LP “Tropicália ou Panis et Circensis”, uma espécie de documentário do Tropicalismo – movimento artístico brasileiro de fins da década de 1960.

Sobre a cabeça os aviões



sob os meus pés os caminhões

aponta contra os chapadões

meu nariz [...]

Viva a bossa sa sa

viva a palhoça ça ça ça ça

o monumento é de papel crepom e prata

os olhos verdes da mulata

a cabeleira esconde atrás da verde mata

o luar

do sertão...”
Com base na letra da canção e nos conhecimentos sobre o Movimento Tropicalista, considere as afirmativas a seguir.
I. Liderado pelos baianos João Gilberto e Tom Jobim, o movimento procurou integrar a bossa nova a uma perspectiva modernista, incorporando na música brasileira um folclore industrializado.

II. Tendo por líderes Caetano Veloso e Gilberto Gil, o movimento adotou princípios antropofágicos oswaldianos fazendo um aproveitamento de elementos díspares e aparentemente contraditórios, como reflexo da própria realidade brasileira em fase de modernização.

III. O Tropicalismo espelhou as contradições da realidade brasileira ao alinhar dados modernos com arcaicos, que acabaram por determinar novos rumos para a música brasileira.

IV. Com Caetano Veloso e Gilberto Gil, a música popular brasileira tinha por objetivo, em suas letras, demonstrar a hegemonia cultural do país.

Estão corretas apenas as afirmativas:
a) I e III.

b) I e IV.

c) II e III.

d) I, III e IV.

e) II, III e IV.


  1. Música 1

Eu só quero que você



Me aqueça nesse inverno

E que tudo mais vá pro inferno”.

(Roberto Carlos e Erasmo Carlos)


Música 2
Caminhando e cantando

E seguindo a canção.

Somos todos iguais

Braços dados ou não”

(Geraldo Vandré)


As músicas citadas, muito cantadas pela juventude brasileira das décadas de 60 e 70, expressam propostas culturais bem distintas.


  1. A primeira é uma canção da Jovem Guarda e a segunda do Tropicalismo.

  2. A primeira é uma canção do Tropicalismo e a segunda da Jovem Guarda.

  3. A primeira é uma canção da Jovem Guarda e a segunda de Protesto.

  4. A primeira é uma canção da Bossa Nova e a segunda de Protesto.

  5. A primeira é uma canção da Jovem Guarda e a segunda do YéYé, Yé.




©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal