Ensino na perspectiva da ciência, tecnologia e sociedade (cts): articulaçÕes com a educaçÃo e a biologia



Baixar 13,39 Kb.
Encontro26.10.2017
Tamanho13,39 Kb.

13ª Mostra da Produção Universitária

.

Rio Grande/RS, Brasil, 14 a 17 de outubro de 2014.


ESTUDOS NA PERSPECTIVA DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E SOCIEDADE (CTS): IMPLICAÇÕES NAS PRÁTICAS DE ENSINO DE BIOLOGIA

SCHNORR, Samuel Molina

RODRIGUES, Carla Rodrigues

schnorr_m@yahoo.com.br
Evento: Encontro de Pós-Graduação

Área do conhecimento: Educação
Palavras-chave: educação; ensino de ciências; CTS.
1 INTRODUÇÃO

Esta pesquisa aborda o ensino de Biologia e suas articulações na Educação, com teorias e conceitos que fomentam a perspectiva da Ciência, Tecnologia e Sociedade, permitindo demonstrar os processos pelos quais a temática é utilizada, também, como proposta social e formativa. O escopo principal desta investigação é executar uma revisão bibliográfica sobre a perspectiva CTS, buscando a compreensão, a exploração das práticas, estudos anteriormente realizados e publicados em periódicos da área, objetivando a elaboração de pistas teóricas para colaborar com o conhecimento científico sobre o tema.


2 REFERENCIAL TEÓRICO

De acordo com Pinheiro (2005), CTS corresponde ao estudo das inter-relações entre tais conceitos. Esse movimento influenciou reformas educacionais, focando o ensino, as práticas e a formação de professores nas necessidades pessoais dos alunos, nos interesses da Sociedade. O estudante, nessa proposta, seria capaz de interpretar os feitos sociais, as deficiências dos empreendimentos científicos, tecnológicos em termos das funções humanas que os acompanham dia a dia.

Conforme apresentam Angotti e Auth (2001), as considerações acerca da neutralidade da Ciência, da Tecnologia e de seu modelo de progresso levaram, nas décadas de 1960 e 1970, à organização do movimento CTS, trazendo uma visão crítica sobre o paradigma cientificista, bem como deslocando discussões técnico-científicas para um nível político. Dimensões sociais, culturais e econômicas, foram adicionadas às demandas de tal conhecimento. Posteriormente, essa concepção foi incorporada pela Educação, por meio de formulação de propostas pedagógicas e ensino.
3 PROCEDIMENTO METODOLÓGICO

A metodologia da pesquisa consistiu em, inicialmente, capturar artigos que abordassem a grande área da Educação, nas bases bibliográficas online: Scientific Electronic Library Online e Google Acadêmico. Para a seleção dos textos utilizou-se “ensino de Biologia” e “CTS” encontradas nos títulos, resumos e palavras-chave. Foram obtidos trinta artigos na primeira base e trinta e seis na segunda. Do total de textos, realizou-se a leitura dos resumos conforme o critério estabelecido nesta metodologia, optando-se aqui, por trabalhar com aqueles de maior relevância para serem discutidos e problematizados, neste recorte da revisão bibliográfica. Os três artigos escolhidos desenvolvem o conceito de CTS imersos nas relações de ensino e na Educação, sendo articulados com a Sociedade. Analisando o conjunto de conceitos apresentados nos artigos pesquisados, identificou-se a categoria, denominada Práticas de ensino CTS, que engloba exercícios, relação do professor com a temática, suas articulações com a Educação e o ensino de Biologia.


4 RESULTADOS e DISCUSSÃO

Os artigos encontrados na revisão bibliográfica (AMORIM, 2001; ANGOTTI; AUTH, 2001; TENREIRO-VIEIRA; VIEIRA, 2005) reforçam uma maior aproximação entre o mundo da escola e o mundo da vida, entre o ensino de Ciências e o contexto vivencial do aluno, podendo superar alguns dos problemas enfrentados pela Educação, o qual é baseado principalmente na memorização de leis, conceitos que pouco ou nada têm contribuído para a formação completa do estudante. Ainda, propõe desenvolver atividades didático-pedagógicas, como a construção, pelos próprios alunos, de materiais que envolvam as Tecnologias contemporâneas.

A proposição e a análise dos métodos de organização curricular a partir de novos paradigmas da Educação científica, como é o caso do movimento CTS, ganham outras dimensões quando consideram a instância da aula como produtora de conhecimentos. Necessariamente dialogam, modelam-se na interação com as demais culturas propostas como necessárias e pertinentes para a inovação do ensino das Ciências.
5 CONSIDERAÇÕES FINAIS

O ensino na perspectiva da CTS afasta-se das visões neutras, objetivas, como um campo da verdade, em que existem poucas divergências, disputas, associadas à ideia de progresso. Deste modo, a implicação está na relação da Ciência e da Tecnologia na Sociedade, considerando, também, a Educação e formação de professores, como possibilidade de relacionar diferentes temáticas nessa área.



A partir desta revisão bibliográfica, pode-se dizer que uma atenção especial sobre as práticas de ensino CTS possibilitam desenvolver as relações entre professores e alunos, na integração do homem com o seu ambiente, que resultem em significativas mudanças. Considera-se a temática inserida numa problemática maior, fazendo parte das questões culturais, políticas e nas relações sociais, ligando a outros temas educacionais, como as Tecnologias e Sociedade.
REFERÊNCIAS

AMORIM, A. C. R. de. O que foge do olhar das reformas curriculares: nas aulas de biologia, o professor como escritor das relações entre ciência, tecnologia e sociedade. Ciência e Educação, v. 7, n. 1, p. 47-65, 2001.

ANGOTTI, J. A. P.; AUTH, M. A. Ciência e tecnologia: implicações sociais e o papel da educação. Ciência e Educação, v. 7, n. 1, p. 15-27, 2001.

PINHEIRO, N. A. M. Educação crítico-reflexiva para um ensino médio científico-tecnológico: a contribuição do enfoque CTS para o ensino-aprendizagem do conhecimento matemático. 2005. Tese (Doutorado em Educação Cientifica e Tecnológica) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.



TENREIRO-VIEIRA, C.; VIEIRA, R. M. Construção de práticas didático-pedagógicas com orientação CTS: impacto de um programa de formação continuada de professores de ciências do ensino básico. Ciência e educação, v. 11, n. 2, p. 191-211, 2005.





©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal