DisposiçÕes iniciais – categorias menores 2016 Art. 40 – adaptaçÕes à regra



Baixar 58,29 Kb.
Encontro08.12.2017
Tamanho58,29 Kb.






Federação Paulista de Futebol de SalãoDISPOSIÇÕES INICIAIS – CATEGORIAS MENORES 2016
Art. 40 – ADAPTAÇÕES À REGRA
- Categorias Menores Masculino e Feminino Sub 08, 09, 10, 12 e 14
Conforme Comunicado Oficial nº 005/2013, como segue abaixo:

BOLA DE SAÍDA:

Dado o sinal pelo árbitro, a partida será iniciada por um dos atletas, que movimentará a bola com os pés em direção contrária de sua meia quadra, devendo a mesma, nesse momento, estar colocada imóvel sobre o centro da quadra; cada equipe deverá estar em seu próprio lado e nenhum atleta da equipe contrária à iniciadora da partida poderá aproximar-se a menos de 3 ( três ) metros da bola nem invadir a meia quadra do adversário enquanto o pontapé inicial não for dado e a bola não percorrer distância igual a sua circunferência;

Não será válido o tento resultante de bola de saída, mesmo que a bola, em sua trajetória toque ou seja tocada por qualquer atleta, inclusive o goleiro, colocados dentro ou fora da área de meta. Caso aconteça o tento resultante de bola de saída irregular, o reinício de jogo dar-se-á com um arremesso de meta a favor da equipe adversária.
ARREMESSO DE META:

A execução do arremesso de meta terá que ser feita exclusivamente pelo goleiro e com o uso das mãos, não podendo ultrapassar a linha divisória do meio da quadra sem que toque no solo ou em qualquer atleta em sua meia quadra, ou ainda que atleta adversário entre de possa da mesma. Em caso de irregularidade na execução do arremesso de meta, a equipe será punida com a cobrança de um tiro livre indireto, a favor da equipe adversária, com a bola sendo colocada na divisória do meio da quadra onde a mesma ultrapassou. Observação : No Campeonato Valinhense de Futebol de Salão na Categoria Sub 14 não haverá a reversão do tiro de meta se a bola atravessar o meio quadra (Aprovado nas temporada 2014/2015/2016)








Federação Paulista de Futebol de SalãoARREMESSO E AÇÃO DO GOLEIRO:

Se o goleiro, ao receber a bola dentro de sua área de meta, de atleta de sua equipe ou de adversário, retém a mesma com as mãos ou a espalma, ou ainda amortece com qualquer parte do corpo, ao repô-la em jogo, arremessando-a com as mãos ou movimentando-a com os pés, não poderá ultrapassar a linha divisória do meio da quadra sem antes tocar no solo ( excetuando-se sua área de meta ) ou em qualquer atleta colocado na sua própria meia quadra, salvo se, ao ultrapassar a linha divisória do meio da quadra, ficar de posse de atleta da equipe adversária. Se a bola for arremessada com as mãos ou movimentada com os pés de forma irregular, a equipe será punida com a cobrança de um tiro livre indireto, a favor da equipe adversária, com a bola sendo colocada na divisória do meio da quadra onde a mesma ultrapassou.



OBSERVAÇÃO:

Nas punições dos tiros livres indiretos do Arremesso de Meta e do Arremesso e Ação do Goleiro, não serão consideradas como falta acumulativa para sua equipe.


- Categorias Menores Masculino Sub 08 e 09

Conforme Comunicado Oficial nº 005/2013 (Descrito no item a cima)

E conforme Circular 020/2013 como segue abaixo:
REGRA 16 - ARREMESSO DE META

ITEM 4: Quando da execução de um arremesso de meta os jogadores da equipe adversária deverão obrigatoriamente estar colocados atrás da marca do tiro dos 10 metros podendo adentrar este espaço somente após o goleiro executar o arremesso de meta e a bola ter entrado em jogo.

Recomendações:

- Os árbitros deverão ter como base para esta distância a marcação do tiro livre dos dez metros.



- Caso os jogadores da equipe adversária invadirem o espaço antes do arremesso, o mesmo deverá ser repetido.







Federação Paulista de Futebol de SalãoREGRA 16 - ARREMESSO DE META

  1. Após o goleiro executar o arremesso de meta e a bola ter entrado em jogo, o jogador obrigatoriamente não poderá transferir a bola para quadra de ataque em apenas um toque ou chute, podendo somente o fazer a partir do segundo toque deste ou de qualquer outro atleta.

Punição: Caso ocorra a infração, o árbitro deverá marcar tiro livre indireto, na linha central da quadra no local mais próximo de onde a bola ultrapassou a mesma.
REGRA 15 - TIRO LATERAL

7- Se um jogador executar o tiro lateral contra a meta adversária,o tento só será valido após ter havido obrigatoriamente três toques na bola executados por jogadores da mesma equipe. Se penetrar no gol diretamente ou ter ocorrido apenas o segundo ou ainda o terceiro toque ocorrer ao atingir ou ser dado pelo jogador adversário, o gol não será válido, sendo reiniciado o jogo com arremesso de meta em favor da equipe adversária.











    1. Rua Beneficência Portuguesa, 24 – 2º andar – CEP. 01033-020 – São Paulo (SP)

    2. Telefone (11) 2714-8150 – Fax (11) 2714-8172

    3. CNPJ. 62.319.595/0001-08 – Inscr. Isenta

    4. Internet http://www.futsal.com.br

    5. e-mail: futsal@futsal.com.br




    1. Rua Beneficência Portuguesa, 24 – 2º andar – CEP. 01033-020 – São Paulo (SP)

    2. Telefone (11) 2714-8150 – Fax (11) 2714-8172

    3. CNPJ. 62.319.595/0001-08 – Inscr. Isenta

    4. Internet http://www.futsal.com.br

    5. e-mail: futsal@futsal.com.br




    1. Rua Beneficência Portuguesa, 24 – 2º andar – CEP. 01033-020 – São Paulo (SP)

    2. Telefone (11) 2714-8150 – Fax (11) 2714-8172

    3. CNPJ. 62.319.595/0001-08 – Inscr. Isenta

    4. Internet http://www.futsal.com.br

    5. e-mail: futsal@futsal.com.br







©livred.info 2017
enviar mensagem

    Página principal