Deus viu que tudo era muito bom



Baixar 103,68 Kb.
Encontro13.07.2018
Tamanho103,68 Kb.

Cuidar da Casa Comum é nossa missão
“Deus viu que tudo era muito bom...” (Gn 1, 31)

APRESENTAÇÃO

Todos nós podemos nos recordar da Campanha da Fraternidade deste ano, que teve como tema: “Casa Comum, nossa responsabilidade”, e como lema: “Quero ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca” (Am 5,24).

Durante a quaresma deste ano, nos reunimos em círculos bíblicos para estudar o seu tema, que é o cuidado da Casa Comum, com enfoque para as questões de saneamento básico. Vimos a necessidade nos comprometer com a questão para ver o direito brotar como fonte e correr a justiça qual riacho que não seca, conforme o lema da Campanha deste ano.

Neste mês missionário, precisamos retomar este tema, mas com outra ótica. Precisamos ser missionários e formar a consciência sobre a responsabilidade de todos em relação à casa comum, ou seja, nosso planeta, a partir da justiça.

Boa reunião a todos.



1º ENCONTRO

DEUS CRIOU O CÉU E A TERRA

COMENTÁRIO INICIAL

COMENTARISTA – Deus abençoou a criação e viu que tudo o que havia feito era muito bom. A natureza é um grande presente que Deus deu para todos nós e que precisamos valorizar. O mundo de hoje não para e não contempla a natureza, consequentemente não vê seu valor. O mundo precisa ser conscientizado sobre o valor da natureza como dom de Deus.

CANTO INICIAL

1 – Eu venho do sul e do norte, do oeste e do leste, de todo lugar./ Estrada da vida eu percorro levando socorro a quem precisar./ Assunto de paz é meu forte Eu cruzo montanhas e vou aprender./ O mundo não me satisfaz o que eu quero é a paz, o que eu quero é viver.

 Ref. – No peito eu levo uma cruz, no meu coração o que disse Jesus. (2x)

2 – Eu sei que não tenho a idade da maturidade de quem já viveu./ Mas sei que já tenho a idade de ver a verdade o que eu quero ser eu./ O mundo ferido e cansado de um negro passado de guerras sem fim./ Tem medo da bomba que fez, a fé que desfez mas aponta pra mim.

3- Eu venho trazer meu recado, não tenho passado, mas sei entender./ Um jovem foi crucificado por ter ensinado a gente viver./ Eu grito ao mundo descrente que eu quero ser gente, que eu creio na cruz./ Eu creio na força do jovem que segue o caminho de Cristo Jesus.

ORAÇÃO INICIAL

ANIMADOR (A) – Em nome do Pai...

TODOS – Amém.

ANIMADOR – O Deus que fez o céu e a terra para o nosso bem, a satisfação de nossas necessidades, a garantia de uma vida digna e a felicidade para todos os seres humanos esteja no coração e na vida de cada um de nós.

TODOS – Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

CONVERSANDO SOBRE O ASSUNTO

ANIMADOR (A) – O Papa Francisco, na sua mensagem para este mês missionário, nos diz o seguinte:

LEITOR – O Jubileu Extraordinário da Misericórdia, que a Igreja está a viver, proporciona uma luz particular também ao Dia Mundial das Missões de 2016: convida-nos a olhar a missão ad gentes como uma grande, imensa obra de misericórdia quer espiritual quer material. Com efeito, neste Dia Mundial das Missões, todos somos convidados a “sair” como discípulos missionários, e por os talentos, a criatividade, a sabedoria e experiência de cada um de nós para levar a mensagem da ternura e da compaixão de Deus a todas as famílias. Em virtude do mandato missionário, a Igreja se dirige aos que não conhecem o Evangelho, pois deseja que todos sejam salvos e cheguem a experimentar o amor do Senhor. Ela “tem a missão de anunciar a misericórdia de Deus, coração pulsante do Evangelho” (Bula O rosto da misericórdia, 12), e anunciá-la em todos os cantos da terra, até alcançar toda a mulher, homem, idoso, jovem e criança.

ANIMADOR (A) – O que podemos dizer sobre este assunto?

Colocações espontâneas

PALAVRA DE DEUS

COMENTARISTA – A narrativa da criação nos mostra o Deus que prepara a nossa casa para que possamos habitar nela. Cantemos aclamando a Palavra de Deus.

CANTO DE ACLAMAÇÃO

Ref. – Aleluia, aleluia / Aleluia, aleluia./ Aleluia, aleluia / aleluia, aleluia (Bis)

1 – No evangelho da vida / que nos traz a salvação./ Jesus Cristo nos convida / e nos guia na missão.



LEITURA BÍBLICA (Gn 1,1-31)

REFLEXÃO

ANIMADOR (A) – Vamos refletir sobre a Palavra que acabamos de ouvir respondendo às seguintes perguntas:

1 – Por que Deus criou todas as coisas?

2 – Por que as pessoas não veem a natureza como obra de Deus?

3 – Como missionários, quais as consequências disso para nós?



Respostas espontâneas

PRECES COMUNITÁRIAS

ANIMADOR (A) – Considerando as nossas reflexões e iluminados pela Palavra que acabamos de ouvir, vamos apresentar nossas orações comunitárias.

Preces espontâneas

ANIMADOR (A) – Agora, rezemos todos juntos a oração que Jesus rezou e nos ensinou a rezar.

TODOS – PAI NOSSO...

CANTO

1 – Tu és minha vida outro Deus não há./ Tu és minha estrada a minha verdade./ Em Tua palavra eu caminharei./ Enquanto eu viver e até quando Tu quiseres./ Já não sentirei temor pois estás aqui./ Tu estás no meio de nós.

2 – Creio em Ti Senhor, vindo de Maria./ Filho eterno e santo, homem como nós./ Tu morreste por amor, vivo estás em nós./ Unidade Trina com o Espírito e o Pai./ E um dia eu bem sei Tu retornarás./ E abrirás o Reino do Céu.

3 – Tu és minha força outro Deus não há./ Tu és minha paz, minha liberdade./ Nada nesta vida  nos separará./ Em Tuas mãos seguras minha vida guardarás./ Eu não temerei o mal Tu me livrarás./ E no Teu   perdão viverei.

4 – Ó Senhor da vida creio sempre em Ti./ Filho Salvador eu espero em Ti./ Santo Espírito de amor desce sobre nós./ Tu de mil caminhos nos conduzes a uma fé./ E por mil estradas onde andarmos nós./ Qual semente nos levará. 

Colocações espontâneas

GESTO CONCRETO

ANIMADOR (A) – Neste mês, vamos pensar numa atividade para relembrar para a nossa comunidade o assunto da Campanha da Fraternidade deste ano. Vamos planejar a nossa atividade.

Inicialmente, precisamos escolher um secretário ou uma secretária que anote as conclusões de cada reunião.

Escreva o nome da pessoa escolhida: ­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­______________________________________

Agora vamos levantar ideias para pensar nossa atividade. Vamos apresentar quatro sugestões, que serão discutidas na próxima reunião.

Sugestão 1: __________________________________________________________

Sugestão 2: ­­­­­­­­­­­­­­­­­__________________________________________________________

Sugestão 3: __________________________________________________________

Sugestão 4: __________________________________________________________



ORAÇÃO FINAL

ANIMADOR (A) – Rezemos todos juntos a oração do mês missionário.

Todos - Pai de misericórdia, que criaste o mundo e o confiaste aos seres humanos. Guia-nos com teu Espírito para que, como Igreja missionária de Jesus, cuidemos da Casa Comum com responsabilidade. Maria, Mãe Protetora, inspira-nos nessa missão. Amém.

ANIMADOR (A) – Senhor, nosso Deus e nosso Pai, pela graça do batismo quisestes que todos nós participássemos da missão de vosso Filho como sacerdotes, profetas e pastores. Dai a todos nós a vossa graça a fim de que ela nos sustente no trabalho missionário. Por Cristo, nosso Senhor.

TODOS – Amém.

ANIMADOR (A) – O Senhor nos abençoe e nos guarde. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

TODOS – Amém.

CANTO FINAL

1 – Tu  te abeiraste da praia, não buscaste nem sábios nem ricos./ Somente queres    que eu te siga.



Ref. – Senhor, Tu me olhaste nos olhos,/ a sorrir, pronunciaste meu nome,/ lá na   praia,  eu larguei o meu barco,/ junto a Ti, buscarei outro mar.

2 – Tu, sabes bem que em meu barco, eu não tenho nem ouro e nem espadas,/ somente redes  e o meu trabalho.

3 – Tu, minhas mãos solicitas, meu cansaço que a outros descanse,/ amor que almejas, seguir te amando.

4 – Tu, pescador de outros lagos. Ânsia eterna de almas que esperam,/ Bondoso amigo que assim me chamas.



2º ENCONTRO

O PECADO ROMPE RELAÇÕES

COMENTÁRIO INICIAL

COMENTARISTA – A paz com Deus, a paz nos relacionamentos pessoais, a paz interior e a paz com a natureza foram destruídas com o pecado. O resultado de tudo isso é o sofrimento, a dor e a morte. Deixamos a luz para vivermos nas trevas, a santidade e a graça para vivermos no pecado. Deixamos a vida para entrarmos no mundo da morte. O pecado nos leva a trilhar o caminho da destruição de nós mesmos e do mundo criado por Deus.

CANTO INICIAL

1 – Quando chamaste os doze primeiros pra te seguir,/ sei que chamavas todos os que haviam de vir.



Ref. – Tua voz me fez refletir, deixei tudo pra Te seguir,/ Nos Teus mares eu quero navegar.

2. Quando pediste aos doze primeiros: Ide e ensinai./ Sei que pedias a todos nós: Evangelizai!

3. Quando enviaste os doze primeiros de dois em dois,/ sei que enviavas todos os que viessem depois.

ORAÇÃO INICIAL

ANIMADOR (A) – Em nome do Pai...

TODOS – Amém.

ANIMADOR – O Deus da vida que é fiel a todos nós e faz de nós seus filhos e filhas esteja no coração e na vida de cada um de nós.

TODOS – Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

CONVERSANDO SOBRE O ASSUNTO

ANIMADOR (A) – O Papa Francisco, na sua mensagem para este mês missionário, nos diz o seguinte:

LEITOR – Como nos primeiros tempos da experiência eclesial, há tantos homens e mulheres de todas as idades e condições que dão testemunho desse amor de misericórdia. Sinal eloquente do amor materno de Deus é uma considerável e crescente presença feminina no mundo missionário, ao lado da presença masculina. As mulheres, leigas ou consagradas – e hoje também numerosas famílias –, realizam a sua vocação missionária nas mais variadas formas: desde o anúncio direto do Evangelho ao serviço sociocaritativo. Ao lado da obra evangelizadora e sacramental dos missionários, aparecem as mulheres e as famílias que entendem, de forma muitas vezes mais adequada, os problemas das pessoas e sabem enfrentá-los de modo oportuno e, por vezes, inédito: cuidando da vida, com uma acrescida atenção centrada mais nas pessoas do que nas estruturas e fazendo valer todos os recursos humanos e espirituais para construir harmonia, relacionamento, paz, solidariedade, diálogo, cooperação e fraternidade, tanto no setor das relações interpessoais como na área mais ampla da vida social e cultural e, de modo particular, no cuidado dos pobres.

ANIMADOR (A) – O que podemos dizer sobre este assunto?

Colocações espontâneas

PALAVRA DE DEUS

COMENTARISTA – Sempre que vemos um mal como um bem aparente, caímos em tentação e o pecado se torna uma realidade em nossas vidas. Cantemos aclamando a Palavra de Deus.

CANTO DE ACLAMAÇÃO

Ref. – Aleluia, Aleluia, Aleluia,/ Jesus Cristo vai falar./ Aleluia, Aleluia,  ide pelo mundo,/ o evangelho anunciar.

1 – Mas como invocarão / aqueles em que não creram./ E como pode crer, /se ainda não ouviram./ E como pode ouvir / se não houver quem pregue./ E como pregarão se não forem enviados.



LEITURA BÍBLICA (Gn 3,1-8)

REFLEXÃO

ANIMADOR (A) – Vamos refletir sobre a Palavra que acabamos de ouvir respondendo às seguintes perguntas:

1 – Por que o homem e a mulher se esconderam da face de Deus?

2 – Como isso nos mostra a gravidade do pecado?

3 – Por que não passeamos mais com Deus no jardim, à hora da brisa da tarde?



Respostas espontâneas

PRECES COMUNITÁRIAS

ANIMADOR (A) – Considerando as nossas reflexões e iluminados pela Palavra que acabamos de ouvir, vamos apresentar nossas orações comunitárias.

Preces espontâneas

ANIMADOR (A) – Agora, rezemos todos juntos a oração que Jesus rezou e nos ensinou a rezar.

TODOS – PAI NOSSO...

CANTO

1 – Vem e eu mostrarei que o meu caminho te leva ao Pai./ Guiarei os passos teus e junto a ti hei de seguir./ Sim eu irei e saberei como chegar ao fim./ De onde vim, aonde vou, por onde irás irei também.



Ref. – Lalaiá, Lalaiá...Lalaia

2 – Vem eu te direi o que ainda estás a procurar./ A verdade é como o sol e  invadirá teu coração./ Sim eu irei e aprenderei minha razão de ser,/ Eu creio em Ti que crês em mim e à  Tua luz verei a luz.

3 – Vem e eu te farei da minha vida participar./ Viverás em mim aqui: viver em mim é o bem maior./ Sim eu irei e viverei a vida inteira assim./ Eternidade é na verdade o amor vivendo sempre em nós.

4 – Vem que a terra espera quem possa e queira realizar./ Com amor a construção de um mundo novo muito melhor!/ Sim, eu irei e levarei Teu nome aos meus irmãos./ Iremos nós e o Teu amor vai construir enfim a paz.



GESTO CONCRETO

ANIMADOR – Na reunião passada, levantamos quatro sugestões de atividades para relembrar a nossa comunidade o assunto da Campanha da Fraternidade deste ano. Vamos recordar quais foram as quatro sugestões.

O secretário ou secretária faz a leitura das quatro atividades levantadas na reunião anterior

ANIMADOR (A) – Agora vamos escolher qual atividade iremos realizar.

O grupo discute e define qual atividade será realizada

ANIMADOR (A) – Devemos também marcar o dia, a hora e o local da nossa atividade.

Atividade: ___________________________________________________________

Dia: ___________ Hora: _____________ Local: _____________________________

O secretário ou secretária anota tudo para apresentar na próxima reunião

ORAÇÃO FINAL

ANIMADOR (A) – Rezemos todos juntos a oração do mês missionário.

Todos - Pai de misericórdia, que criaste o mundo e o confiaste aos seres humanos. Guia-nos com teu Espírito para que, como Igreja missionária de Jesus, cuidemos da Casa Comum com responsabilidade. Maria, Mãe Protetora, inspira-nos nessa missão. Amém.

ANIMADOR (A) – Senhor nosso Deus, precisamos pregar a vossa misericórdia. Fazei que sempre Vos mostremos como aquele que nos procura apesar dos nossos pecados, porque nos amais com amor eterno e quereis o nosso bem e a nossa salvação. Por Cristo, nosso Senhor.

TODOS – Amém.

ANIMADOR (A) – O Senhor nos abençoe e nos guarde. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

TODOS – Amém.

CANTO FINAL

1 – Um dia escutei teu chamado,/ divino recado batendo no coração./ Deixei deste mundo as promessas / e fui bem depressa no rumo da Tua mão.



Ref. – Tu és a razão da jornada,/ Tu és minha estrada, meu guia e meu  fim./ No grito que vem do Teu povo,/ Te escuto de novo chamando por mim.

2 – Os anos passaram ligeiro,/ me fiz um obreiro do Reino de  Paz  e  amor./ Nos mares do mundo navego e às redes me entrego,/ tornei-me Teu pescador.

3 – Embora tão fraco e pequeno / caminho sereno com a força que vem de Ti./ A cada momento que passa,/ revivo esta graça de ser Teu sinal aqui.

3º ENCONTRO

JESUS E A NOVA ALIANÇA

COMENTÁRIO INICIAL

COMENTARISTA – Jesus é o rosto misericordioso do Pai que nos traz a salvação e a paz por meio de sua paixão e morte de cruz. A Nova Aliança entre Deus e os seres humanos pelo sangue de Cristo derramado na cruz exige de nós, entre outras coisas, a reconstituição da natureza, que é dom do Pai e que nosso pecado destrói.

CANTO INICIAL

Ref. – Eis-me aqui, Senhor! Eis-me, aqui, Senhor! /Pra fazer tua vontade, pra viver no teu amor./ Pra fazer Tua Vontade, pra viver no Teu amor, eis-me aqui, Senhor!

1 – O Senhor é o pastor que me conduz,/ por caminhos nunca visto me enviou./ Sou chamado a ser fermento, sal e luz,/ e por isso respondi: aqui estou!

2 – Ele pôs em minha boca uma canção,/ me ungiu como profeta e trovador,/ Da história e da vida do meu povo,/ e por isso respondi: aqui estou!

3 – Ponho a minha confiança no Senhor,/ da esperança sou chamado a ser sinal,/ Seu ouvido se inclinou ao meu clamor,/ e por isso respondi: aqui estou!



ORAÇÃO INICIAL

ANIMADOR (A) – Em nome do Pai...

TODOS – Amém.

ANIMADOR – O Deus de amor e misericórdia que nos reconcilia em Cristo esteja no coração e na vida de cada um de nós.

TODOS – Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

CONVERSANDO SOBRE O ASSUNTO

ANIMADOR (A) – O Papa Francisco, na sua mensagem para este mês missionário, nos diz o seguinte:

LEITOR – Em muitos lugares, a evangelização parte da atividade educativa, à qual o trabalho missionário dedica esforço e tempo, como o vinhateiro misericordioso do Evangelho (cf. Lc 13,7-9; Jo 15,1), com paciência para esperar os frutos depois de anos de lenta formação; geram-se assim pessoas capazes de evangelizar e fazer chegar o Evangelho onde ninguém esperaria vê-lo realizado. A Igreja pode ser definida “mãe”, mesmo para aqueles que um dia poderão chegar à fé em Cristo. Espero, pois, que o povo santo de Deus exerça o serviço materno da misericórdia, que tanto ajuda os povos que ainda não conhecem o Senhor a encontrá-Lo e a amá-Lo. Com efeito, a fé é dom de Deus, e não fruto de proselitismo; mas cresce graças à fé e à caridade dos evangelizadores, que são testemunhas de Cristo. Quando os discípulos de Jesus percorrem as estradas do mundo, é-lhes pedido aquele amor sem medida que tende a aplicar a todos a mesma medida do Senhor; anunciamos o dom mais belo e maior que Ele nos ofereceu: a sua vida e o seu amor.

ANIMADOR (A) – O que podemos dizer sobre este assunto?

Colocações espontâneas

PALAVRA DE DEUS

COMENTARISTA – Cristo nos deu a sua própria vida para que não estejamos mais sujeitos ao poder do pecado e da morte. Cantemos aclamando a Palavra de Deus.

CANTO DE ACLAMAÇÃO

Ref. – Aleluia, Aleluia. Como o Pai me amou assim também eu vos amei./ Aleluia, Aleluia.  Como  estou no Pai, permanecei em mim.

1 – Vós todos que sofreis aflitos, vinde a mim!/ Repouso encontrarão os vossos corações./ Dou graças a meu Pai que revelou ao pobre, ao pequenino no seu grande amor!



LEITURA BÍBLICA (Rm 5, 1-11)

REFLEXÃO

ANIMADOR (A) – Vamos refletir sobre a Palavra que acabamos de ouvir respondendo às seguintes perguntas:

1 – Por que Deus se reconcilia conosco em Cristo?

2 – O que entendemos por salvação?

3 – O que a salvação tem a ver com a natureza?



Respostas espontâneas

PRECES COMUNITÁRIAS

ANIMADOR (A) – Considerando as nossas reflexões e iluminados pela Palavra que acabamos de ouvir, vamos apresentar nossas orações comunitárias.

Preces espontâneas

ANIMADOR (A) – Agora, rezemos todos juntos a oração que Jesus rezou e nos ensinou a rezar.

TODOS – PAI NOSSO...

CANTO

1 – Vejam, eu andei pelas vilas, apontei as saídas, Como o Pai me pediu,/ Portas, eu cheguei para abri-las. Eu curei as feridas como nunca se viu.



Ref. – Por onde formos também nós, que brilhe a tua luz./ Fala Senhor a nossa voz, em nossa vida./ Nosso caminho então conduz, queremos ser assim./ Que o Pão da Vida nos revigore no nosso Sim!

2 – Vejam, fiz de novo a leitura, das raízes da vida que meu Pai vê melhor./ Luzes, acendi com brandura, para ovelha perdida não medi meu suor.

3 – Vejam, procurei bem aqueles, que ninguém procurava e falei de meu Pai./ Pobres, a esperança que é deles, eu não quis ser escravo de um poder que retrai.

4 – Vejam, semeei consciência, nos caminhos do povo pois o Pai quer assim./ Tramas, enfrentei prepotência, dos que temem o novo qual perigo sem fim.

5 – Vejam, eu quebrei as algemas, levantei os caídos, do meu Pai fui as mãos./ Laços, recusei os esquemas, eu não quero oprimidos,/ quero um povo de irmãos.

GESTO CONCRETO

ANIMADOR - Na nossa última reunião, decidimos que ação iremos realizar para relembrar para a nossa comunidade o assunto da Campanha da Fraternidade deste ano e marcamos a data, o horário e o local do nosso evento. Agora, precisamos convidar outras pessoas para participar da nossa ação. Vamos fazer uma lista de convidados e distribuir esta lista entre nós para divulgar a nossa atividade.

ORAÇÃO FINAL

ANIMADOR (A) – Rezemos todos juntos a oração do mês missionário.

Todos - Pai de misericórdia, que criaste o mundo e o confiaste aos seres humanos. Guia-nos com teu Espírito para que, como Igreja missionária de Jesus, cuidemos da Casa Comum com responsabilidade. Maria, Mãe Protetora, inspira-nos nessa missão. Amém.

ANIMADOR (A) – Deus de bondade e misericórdia, nós vos louvamos e bendizemos pelo amor que manifestastes para conosco por meio da salvação que nos foi dada em Jesus Cristo. Fazei que manifestemos esse amor ao nossos irmãos e irmãs. Por Cristo, nosso Senhor.

TODOS – Amém.

ANIMADOR (A) – O Senhor nos abençoe e nos guarde. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

TODOS – Amém.

CANTO FINAL

1 – Se calarem a voz dos profetas, as pedras falarão./ Se fecharem os poucos caminhos, mil trilhas nascerão.



Ref. – Muito tempo não dura a verdade, nestas margens estreitas demais./ Deus criou o infinito pra vida ser sempre mais./ É Jesus esse pão de igualdade, viemos pra comungar./ Com a luta sofrida do povo que quer ter voz, ter vez, lugar./ Comungar é tornar-se um perigo, viemos pra incomodar./ Com a fé e união nossos passos um dia vão chegar.

2 – O Espírito é vento incessante, que nada há de prender./ Ele sopra até no absurdo, que a gente não quer ver.

3 – No banquete da festa de uns poucos, só rico se sentou./ Nosso Deus fica ao lado dos pobres, colhendo o que sobrou.

4 – O poder tem raízes na areia, o tempo faz cair./ União é a rocha que o povo usou pra construir.



4º ENCONTRO

MISSIONÁRIOS PARA UM MUNDO NOVO

COMENTÁRIO INICIAL

COMENTARISTA – No batismo, recebemos a vida nova em Cristo. Isso significa que todos nós devemos contribuir pela ação missionária para que um mundo novo, marcado pela presença do Reino de Deus, se torne uma realidade.

CANTO INICIAL

1 – Me chamastes para caminhar na vida contigo,/ decidi para sempre seguir-te, não voltar atrás./ Me puseste uma brasa no peito e uma flecha na alma, é difícil agora viver sem lembrar-me de Ti.



Ref. – Te amarei, Senhor, te amarei Senhor,/ eu só encontro a paz e a alegria bem perto de Ti. / Te amarei, Senhor, te amarei Senhor,/ eu só encontro a paz e a alegria bem perto de Ti.

2 – Eu pensei muitas vezes calar e não dar nem resposta,/ eu pensei na fuga esconder-me, ir longe de ti./ Mas tua força venceu e ao final eu fiquei seduzido,/ é difícil agora viver sem saudades de Ti.

3 – Ó Jesus não me deixe jamais caminhar solitário,/ Pois conheces a minha fraqueza e o meu coração./ Vem, ensina-me a viver a vida na sua presença,/ No amor dos irmãos, na alegria, na paz, na união.

ORAÇÃO INICIAL

ANIMADOR (A) – Em nome do Pai...

TODOS – Amém.

ANIMADOR – O Deus que nos convoca para o trabalho missionário em vista do bem dos nossos irmãos e irmãs e da nossa salvação esteja no coração e na vida de cada um de nós.

TODOS – Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo.

CONVERSANDO SOBRE O ASSUNTO

ANIMADOR (A) – O Papa Francisco, na sua mensagem para este mês missionário, nos diz o seguinte:

LEITOR – Cada povo e cultura tem direito de receber a mensagem de salvação, que é dom de Deus para todos. E a necessidade dela redobra ao considerarmos quantas injustiças, guerras, crises humanitárias aguardam, hoje, por uma solução. Os missionários sabem, por experiência, que o Evangelho do perdão e da misericórdia pode levar alegria e reconciliação, justiça e paz. O mandato do Evangelho – “Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulas, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, ensinando-as a observar tudo quanto vos ordenei” (Mt 28, 19-20a) – não terminou antes, pelo contrário, impele-nos a todos, nos cenários presentes e desafios atuais, a sentir-nos chamados para uma renovada “saída” missionária, como indiquei na Exortação Apostólica A alegria do Evangelho: “cada cristão e cada comunidade há de discernir qual é o caminho que o Senhor lhe pede, mas todos somos convidados a aceitar esta chamada: sair da própria comodidade e ter a coragem de alcançar todas as periferias que precisam da luz do Evangelho” (n. 20)

ANIMADOR (A) – O que podemos dizer sobre este assunto?

Colocações espontâneas

PALAVRA DE DEUS

COMENTARISTA – Jesus, quando envia seus discípulos, envia a todos nós. Cantemos aclamando a Palavra de Deus.

CANTO DE ACLAMAÇÃO

Ref. – Fala, Senhor! Fala, Senhor Palavra de fraternidade!/ Fala, Senhor! Fala, Senhor! És luz da humanidade!

1 – A tua Palavra é fonte que corre, penetra e não morre,/ não seca jamais. 

2 – A tua Palavra que a terra alcança. É luz, esperança que faz caminhar.

3 – A tua Palavra, farol de justiça,/ que vence a cobiça, é benção e paz.



LEITURA BÍBLICA (Mt 28, 16-20)

REFLEXÃO

ANIMADOR (A) – Vamos refletir sobre a Palavra que acabamos de ouvir respondendo às seguintes perguntas:

1 – Por que Jesus nos envia?

2 – O que devemos fazer para cumprir melhor a missão que nos foi confiada?

3 – Como a nossa missão pode despertar as pessoas em relação à sua responsabilidade para com o meio ambiente?



Respostas espontâneas

PRECES COMUNITÁRIAS

ANIMADOR (A) – Considerando as nossas reflexões e iluminados pela Palavra que acabamos de ouvir, vamos apresentar nossas orações comunitárias.

Preces espontâneas

ANIMADOR (A) – Agora, rezemos todos juntos a oração que Jesus rezou e nos ensinou a rezar.

TODOS – PAI NOSSO...

CANTO

Ref. – Eu vim para que todos tenha vida,/ que todos tenham vida plenamente.

1 – Reconstrói a tua vida em comunhão com teu Senhor; reconstrói a tua vida em comunhão com teu irmão: onde está o teu irmão, eu estou presente nele.

2 – "Eu passei fazendo o bem, eu curei todos os males"; hoje és minha presença junto a todo sofredor:/ onde sofre o teu irmão, eu estou sofrendo nele.

3 – "Entreguei a minha vida pela salvação de todos"; reconstrói, protege a vida de indefesos e inocentes: onde morre o teu irmão, eu estou morrendo nele.

4 – "Vim buscar e vim salvar o que estava já perdido". Busca, salva e reconduze a quem perdeu toda a esperança: onde salvas teu irmão, tu me  estás salvando nele.

GESTO CONCRETO

ANIMADOR (A) – Agora que já sabemos o que vamos fazer, marcamos a data, o horário e o local e já convidamos as pessoas para participarem do nosso evento, precisamos organizar tudo direitinho pra que o trabalho seja o melhor possível. Por isso, vamos ver tudo o que precisa ser providenciado e distribuir as tarefas entre os membros do nosso grupo.

ORAÇÃO FINAL

ANIMADOR (A) – Rezemos todos juntos a oração do mês missionário.

Todos - Pai de misericórdia, que criaste o mundo e o confiaste aos seres humanos. Guia-nos com teu Espírito para que, como Igreja missionária de Jesus, cuidemos da Casa Comum com responsabilidade. Maria, Mãe Protetora, inspira-nos nessa missão. Amém.

ANIMADOR (A) – Senhor, Pai de bondade. Fazei com que a nossa vida seja um constante fim ao mandato missionário do vosso Filho. Que vive e reina para sempre.

TODOS – Amém.

ANIMADOR (A) – O Senhor nos abençoe e nos guarde. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo.

TODOS – Amém.

CANTO FINAL

1 – Quero ouvir teu apelo, Senhor, ao teu chamado de amor e responder./ Na alegria te quero servir, e anunciar o teu reino de amor.



Ref. – E pelo mundo eu vou. Cantando o teu amor./ Pois disponível estou para sevir-te, Senhor.

2 – Dia a dia, tua graça me dás; nela se apóia o meu caminhar./ Se estás ao meu lado, Senhor, o que, então, poderei eu temer?



LEITURAS BÍBLICAS

PRIMEIRO ENCONTRO (Gn 1, 1-31)

No princípio, Deus criou os céus e a terra. A terra estava informe e vazia; as trevas cobriam o abismo e o Espírito de Deus pairava sobre as águas. Deus disse: "Faça-se a luz!" E a luz foi feita. Deus viu que a luz era boa, e separou a luz das trevas. Deus chamou à luz DIA, e às trevas NOITE. Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o primeiro dia. Deus disse: "Faça-se um firmamento entre as águas, e separe ele umas das outras". Deus fez o firmamento e separou as águas que estavam debaixo do firmamento daquelas que estavam por cima. E assim se fez. Deus chamou ao firmamento CÉUS. Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o segundo dia. Deus disse: "Que as águas que estão debaixo dos céus se ajuntem num mesmo lugar, e apareça o elemento árido." E assim se fez. Deus chamou ao elemento árido TERRA, e ao ajuntamento das águas MAR. E Deus viu que isso era bom. Deus disse: "Produza a terra plantas, ervas que contenham semente e árvores frutíferas que deem fruto segundo a sua espécie e o fruto contenha a sua semente." E assim foi feito. A terra produziu plantas, ervas que contêm semente segundo a sua espécie, e árvores que produzem fruto segundo a sua espécie, contendo o fruto a sua semente. E Deus viu que isso era bom. Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o terceiro dia. Deus disse: "Façam-se luzeiros no firmamento dos céus para separar o dia da noite; sirvam eles de sinais e marquem o tempo, os dias e os anos, e resplandeçam no firmamento dos céus para iluminar a terra". E assim se fez. Deus fez os dois grandes luzeiros: o maior para presidir ao dia, e o menor para presidir à noite; e fez também as estrelas. Deus colocou-os no firmamento dos céus para que iluminassem a terra, presidissem ao dia e à noite, e separassem a luz das trevas. E Deus viu que isso era bom. Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o quarto dia. Deus disse: "Pululem as águas de uma multidão de seres vivos, e voem aves sobre a terra, debaixo do firmamento dos céus." Deus criou os monstros marinhos e toda a multidão de seres vivos que enchem as águas, segundo a sua espécie, e todas as aves segundo a sua espécie. E Deus viu que isso era bom. E Deus os abençoou: "Frutificai, disse ele, e multiplicai-vos, e enchei as águas do mar, e que as aves se multipliquem sobre a terra." Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o quinto dia. Deus disse: "Produza a terra seres vivos segundo a sua espécie: animais domésticos, répteis e animais selvagens, segundo a sua espécie." E assim se fez. Deus fez os animais selvagens segundo a sua espécie, os animais domésticos igualmente, e da mesma forma todos os animais, que se arrastam sobre a terra. E Deus viu que isso era bom. Então Deus disse: "Façamos o homem à nossa imagem e semelhança. Que ele reine sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus, sobre os animais domésticos e sobre toda a terra, e sobre todos os répteis que se arrastem sobre a terra." Deus criou o homem à sua imagem; criou-o à imagem de Deus, criou o homem e a mulher. Deus os abençoou: "Frutificai, disse ele, e multiplicai-vos, enchei a terra e submetei-a. Dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra." Deus disse: "Eis que eu vos dou toda a erva que dá semente sobre a terra, e todas as árvores frutíferas que contêm em si mesmas a sua semente, para que vos sirvam de alimento. E a todos os animais da terra, a todas as aves dos céus, a tudo o que se arrasta sobre a terra, e em que haja sopro de vida, eu dou toda erva verde por alimento." E assim se fez. Deus contemplou toda a sua obra, e viu que tudo era muito bom. Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o sexto dia.

SEGUNDO ENCONTRO (Gn 3, 1-8)

A serpente era o mais astuto de todos os animais dos campos que o Senhor Deus tinha formado. Ela disse a mulher: “É verdade que Deus vos proibiu comer do fruto de toda árvore do jardim?” A mulher respondeu-lhe: “Podemos comer do fruto das árvores do jardim. Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: Vós não comereis dele, nem o tocareis, para que não morrais.” “Oh, não! – tornou a serpente – vós não morrereis! Mas Deus bem sabe que, no dia em que dele comerdes, vossos olhos se abrirão, e sereis como deuses, conhecedores do bem e do mal.” A mulher, vendo que o fruto da árvore era bom para comer, de agradável aspecto e mui apropriado para abrir a inteligência, tomou dele, comeu, e o apresentou também ao seu marido, que comeu igualmente. Então os seus olhos abriram-se; e, vendo que estavam nus, tomaram folhas de figueira, ligaram-nas e fizeram cinturas para si. E eis que ouviram o barulho (dos passos) do Senhor Deus que passeava no jardim, à hora da brisa da tarde. O homem e sua mulher esconderam-se da face do Senhor Deus, no meio das árvores do jardim.



TERCEIRO ENCONTRO (Rm 5, 1-11)

Justificados, pois, pela fé temos a paz com Deus, por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. Por ele é que tivemos acesso a essa graça, na qual estamos firmes, e nos gloriamos na esperança de possuir um dia a glória de Deus. Não só isso, mas nos gloriamos até das tribulações. Pois sabemos que a tribulação produz a paciência, a paciência prova a fidelidade e a fidelidade, comprovada, produz a esperança. E a esperança não engana. Porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado. Com efeito, quando éramos ainda fracos, Cristo a seu tempo morreu pelos ímpios. Em rigor, a gente aceitaria morrer por um justo, por um homem de bem, quiçá se consentiria em morrer. Mas eis aqui uma prova brilhante de amor de Deus por nós: quando éramos ainda pecadores, Cristo morreu por nós. Portanto, muito mais agora, que estamos justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Se, quando éramos ainda inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, com muito mais razão, estando já reconciliados, seremos salvos por sua vida. Ainda mais: nós nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, por quem desde agora temos recebido a reconciliação!



QUARTO ENCONTRO (Mt 28, 16-20)

Os onze discípulos foram para a Galileia, para a montanha que Jesus lhes tinha designado. Quando o viram, adoraram-no; entretanto, alguns hesitavam ainda. Mas Jesus, aproximando-se, lhes disse: Toda autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo.




©livred.info 2019
enviar mensagem

    Página principal